Presidente da OAB diz que Heleno tem de ‘sair de 64’: “as instituições democráticas rechaçam o anacronismo de sua nota”

No Twitter, Felipe Santa Cruz reagiu à nota em que Augusto Heleno afirma que uma eventual apreensão do celular de Jair Bolsonaro –que NÃO foi pedida por Celso de Mello– “poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”.

O presidente da OAB disse que “as instituições democráticas rechaçam o anacronismo” da nota do general. “Saia de 64 e tente contribuir com 2020, se puder”, acrescentou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juailson disse:

    O que esse cara da OAB fala não se escreve.
    Agora qua há intenção do ministro Celso de Melo, de periciar o celular do PR, não tenho dúvidas.

  2. O rei do gado disse:

    Russia, Correia do Norte, Venezuela, antiga URSS, Alemanha Oriental, China tem ou ja tiveram regimes ditatoriais e, nao há boas praticas advindos desse experiencia. Eu nasci quando o Brasil ainda esta numa ditadura, e boa ou má a democracia que o Brasil hj se encontra é o que desejo e defendo. Vermes militares com o comportamento de imposiçao a outro sistema que sejam contrario a isso, nao estao defendo a constituição antes estão na defesa de nao mais do que o seu proprio EGOCENTRISMO!

  3. Vitor Silva disse:

    Esses cabras são muito jomentos: ninguém mandou o presidente da República entregar o celular. Não há qualquer decisão neste sentido. Zero. Seria ato de exceção; mas não houve. A reação golpista de general Heleno deturpa – de propósito – uma mera comunicação entre STF e PGR.