Presidente da CCJ da Câmara pauta PEC da 2ª instância para segunda

O presidente da CCJ da Câmara, Felipe Francischini, pautou para a próxima segunda-feira, dia 11, a votação da PEC que tramita na Casa com proposta de constitucionalização da prisão após condenação em segunda instância, informa a Crusoé.

Trata-se da PEC apresentada no ano passado pelo deputado Alex Manente, do Cidadania.

Presidente da CCJ da Câmara pauta PEC da 2ª instância para segunda

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Estranho que só tome essa providência agora, depois que "Inês" foi ressuscitada pelo STF amigo.

  2. Maria disse:

    Somente agora esses funcionários-modelo (desde quando) , os deputados, vão se mexer e fazer algo pela sociedade. Que patrão aguentaria um funcionário tão devagar e irresponsável assim?

Presidente da CCJ do Senado diz que pautará prisão em segunda instância na próxima sessão

Foto: Jorge William / Agência O Globo

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir ontem sobre prisão em segunda instância, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado , Simone Tebet (MDB-MS), vai pautar uma proposta de emenda à constituição do senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) para a primeira sessão do colegiado.

— Diante da decisão do STF, principalmente da declaração de voto do presidente daquela Corte no sentido de que o Congresso pode alterar a legislação sobre a prisão em 2a instância, incluirei, na pauta da próxima reunião da CCJ, a PEC de autoria do Senador Oriovisto — afirmou Tebet ao GLOBO.

— A previsão é que a reunião da Comissão de Constituição e Justiça não ocorra na semana que vem devido ao encontro da cúpula dos BRICS ( Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) no Itamaraty na quarta e na quinta-feira da semana que vem, quando a área do Congresso terá acesso restrito.

A articulação para tentar mudar a lei sobre a prisão após o trânsito em julgado (quando não há mais recursos disponíveis para a defesa) começou antes mesmo do final do julgamento no Supremo. Um abaixo assinado com a adesão de 42 senadores foi levado ao presidente do STF, Dias Toffoli, antes do julgamento. Para conseguir aprovar uma mudança constitucional no Senado são necessários 49 votos no Senado, em dois turnos, e 308 votos na Câmara.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), porém, demonstra resistência em pautar a proposta. Na quarta-feira, antes mesmo do término do julgamento, Alcolumbre avisou que não “teria perspectiva” o avanço dessa matéria no Senado.

— Isso aí? Não tem nem perspectiva — disse ao GLOBO, ao responder sobre a pressão dos colegas.

A PEC, de autoria do senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), acrescenta trecho ao artigo 93 da Constituição: “decisão condenatória proferida por órgãos colegiados deve ser executada imediatamente, independentemente do cabimento de eventuais recursos”. Ela é relatada pela senadora Juíza Selma (Podemos-MT). Signatária do abaixo-assinado, Selma já apresentou seu parecer favorável, fazendo apenas uma emenda de redação.

— Vamos conseguir galgar esse degrau. O Brasil vai conseguir sair dessa insegurança jurídica que nós vivemos hoje e vamos superar mais uma das crises causadas pela omissão do legislador ou pelo ativismo judicial — disse Selma.

Além dos 42 senadores que assinaram o manifesto entregue a Toffoli, Flavio Bolsonaro (PSL) já se manifestou favorável ao tema. Os parlamentares acreditam que podem conseguir chegar aos votos necessários para a aprovação no Senado.

Na Câmara, porém, há mais resistências. O presidente da CCJ daquela Casa, Felipe Francischini (PSL-PR), pautou uma proposta semelhante na comissão, mas ainda não conseguiu aprovar.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Véi de Rui disse:

    O congresso não pode ficar batendo continência pra esses partidários do petismo corruptos, tem que se impor!

  2. Sandro disse:

    O clã Bolsonaro vai precisar se for condenado junto com os milicianos que os apoiam e tiram fotos juntos. Se preocupem não, Flavio rachadinha naro, vai votar contra.

  3. Val Lima disse:

    Simone é uma Senadora sem amarras…Poderia ter sido Presidente do Senado se não fossem os caciques do partido ao qual faz parte,jogarem no time do Renan….Hoje temos essa figura (Alcolumbre) ridícula e submissa ,que mais lembra o Severino baixo clero q foi presidente da câmara dos deputados

Walter Alves é eleito por aclamação presidente do MDB no RN

O deputado federal Walter Alves foi eleito na manhã desta segunda-feira(21), por aclamação, presidente do Movimento Democrático Brasileiro(MDB) no Rio Grande do Norte.

A escolha aconteceu na sede do partido, e também definiu os vices, secretários, tesoureiros, lideranças e conselhos, conforme lista abaixo.

Foto: Reprodução

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alaca disse:

    Garibaldi não larga o osso nunca, essa família Alves é a maior sugadora do poder publico da história.

  2. CICERO disse:

    OS ALVES SÂO OS DONOS DO MDB RN,PRA QUÊ ELEIÇÕES ???

    • Diogo disse:

      Donos do partido e com uma boa parcela do próprio estado. Nasceu com esse sobrenome, as portas se abrem.

Habib Chalita é eleito presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares do RN

Foto: Divulgação

O hoteleiro e empresário Habib Chalita é o novo presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS).

Com experiência no setor, ele foi eleito por aclamação e assume a presidência do Sindicato para um mandato de cinco anos. Ele destaca a importância destas áreas têm na economia potiguar. “Somos um estado com grande potencial turístico. Além disso, o cidadão que mora aqui tem buscado conhecer mais a gastronomia e as opções de lazer nos bares e restaurantes”, disse.

Para Chalita, assumir a presidência do Sindicato é uma missão importante e que vai buscar ressaltar aos associados o papel que a entidade tem junto à sociedade e como isso pode contribuir para o fortalecimento do SHRBS no Rio Grande do Norte.

O novo presidente informou que vai buscar contato com os empresários e hoteleiros de todo o estado. “Sabemos do potencial e que quem atua nestes setores desempenha um papel de destaque na economia’, concluiu.

Presidente do TRF-4 diz que Lula ‘desfruta de condição especialíssima’ e ‘não é bem-vindo onde está’

Foto: Reprodução

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Victor dos Santos Laus, afirmou nesta terça-feira (1) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “desfruta de condição especialíssima” ao cumprir pena na cela da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde está desde abril de 2018.

Laus fez o comentário um dia depois de Lula indicar que pode não aceitar ir para o regime semiaberto, como pediram à Justiça os procuradores da Lava Jato.

“Faz parte desse contexto de não assimilar o resultado do julgamento. O ex-presidente desfruta de uma condição especialíssima. Ele não está preso num estabelecimento que é destinado a todos os presos, ele está na dependência da Polícia Federal, uma situação absolutamente especial. Até em função da condição dele, e porque ele responde a outros processos, se entendeu adequado que ele permanecesse. Pode-se dizer que é uma regalia”, avaliou Laus em entrevista à rádio Gaúcha.

Na solicitação do MPF, feita na semana passada, os procuradores afirmam que Lula tem bom comportamento e está na iminência de cumprir 1/6 da pena – o que lhe garantiria o benefício. Ele está preso pela condenação no caso do triplex do Guarujá (SP).

Em carta divulgada na segunda, o ex-presidente disse que não aceita ‘barganhar’ por sua liberdade. Sua defesa diz que a progressão do regime não pode ser imposta, e que ele não aceita qualquer condição colocada pelo Estado por não reconhecer a legitimidade do processo que o levou à prisão.

O presidente do TRF-4 acrescentou, durante a entrevista, que já recebeu manifestações da comunidade que vive no entorno da PF em Curitiba, “pedindo várias vezes que o ex-presidente saia” da cidade.

“Ele sabe que não é bem-vindo onde ele está. O fato de ele recusar um benefício, é uma situação extraordinária. Uma vez implementado o tempo necessário à progressão, ele progride de regime, e pode ser requerido pelo MP, porque o sistema tem a necessidade de oferecer a vaga a outra pessoa”, completou.

O fato de Lula ter divulgado a carta e se negar a aceitar o benefício, no entendimento de Laus, não impacta nas avaliações dos desembargadores que vão julgar sua segunda condenação no TRF-4, na ação do sítio de Atibaia. Ainda não há data para o julgamento.

“O ex-presidente se considerar injustiçado, faz parte do manual de quem conhece a justiça criminal. Ele tem todo o direito de não aceitar o julgamento, mas seria importante que, como ex-presidente, ele internalizasse o fato, elaborasse o fato, porque sua responsabilidade foi reconhecida com base em provas. Ele não vai mudar a realidade dos fatos”, pontuou.

Laus assumiu a presidência do TRF-4 em abril deste ano. Nesta função, ele não participa das sessões de julgamento.

Quando estava na 8ª Turma, acompanhou o relator, João Pedro Gebran Neto, condenando Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na segunda instância. A pena foi de 12 anos e 1 mês de prisão. Mais tarde, Lula recorreu ao Supremo Tribunal Federal e conseguiu reduzir o tempo para 8 anos e 10 meses.

De acordo com o artigo 112 da Lei de Execuções Penais (LEP), a progressão de pena pode acontecer “quando o preso tiver cumprido ao menos um sexto da pena no regime anterior e ostentar bom comportamento carcerário, comprovado pelo diretor do estabelecimento”.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Primeiro caso de livramento coercitivo!
    "Nunca ântef na iftória dêft paíf"…

  2. Ferreira disse:

    AGORA QUE ESTÁ SENDO PROVADO QUE TODO O PROCESSO CONTRA ELE FOI UMA FARSA MONTADA PARA DERRUBAR DILMA DO PODER EM UM GOLPE JÁ CONFESSADO, E CONFIRMADO PELA COMUNIDADE INTERNACIONAL, QUEREM SOLTAR ELE A FORÇA?
    NÃO DÁ PRA ENTENDER, PORQUE LULA ERA TÃO CULPADO E HAVIA TANTA PROVA CONTRA ELE E PRECISARAM FAZER TANTA COISA ERRADA, USANDO INCLUSIVE PROVAS ILICITAS NO PROCESSO.
    E POR FALAR NISSO, O QUEIROZ JÁ FOI CHAMADO PRA DEPOR?

  3. Lampejao disse:

    MANDA ESSE "PAPUDIM" PARA BANGU 1 QUE ELE SE OBRA TODO…….KKKKKKKKKKKKK

  4. #Lula Na Cadeia sempre disse:

    Manda esse VAGABUNDO LADRAO para Venezuela

  5. alex disse:

    Será que os petralhas irão gritar LULA PRESO?

  6. Marta disse:

    Depois que o Lula novededos assinar o documento negando o seu direito à progressão de regime, podem fazer a transferência dele pra uma penitenciária federal… pode ser até a Papuda, onde tem muitos amiguinhos lá…. o que não pode é o povo ficar pagando o "hotel" dele…

  7. Jesus na goiabeira disse:

    Dallagnol agora Ora e faz Jejum para Lula aceitar sair da prisão

    • Tião disse:

      Isso é a lei que o CANALHA do luladrão manteve em vigência. Criminosos q cumprir 1/6 da pena, o mp é obrigado a pedir a soltura do patife, pode ser um criminoso simplório ou um do nível de periculosidade do luladrão, que solto pode fazer um enorme estrago nas verbas públicas.

    • Jácio disse:

      Manda este ladrão para a papuda.

Processo de impeachment contra Trump não deve conseguir depor o presidente e ainda pode enfraquecer democratas na corrida pela Casa Branca

Na Crusoé, uma reportagem de Duda Teixeira mostra por que a abertura do processo de impeachment contra Donald Trump nos Estados Unidos não deve conseguir depor o presidente e, além disso, ainda pode enfraquecer os democratas na corrida pela Casa Branca em 2020.

Menos de 40% dos americanos são favoráveis a um processo de impeachment. “Sem o apoio da opinião pública, a chance de os americanos entenderem que se trata de uma jogada político-partidária dos democratas é grande”, diz o especialista em relações internacionais Carlos Gustavo Poggio.

Ao final, Trump poderia emergir do processo ainda mais fortalecido. “Se Richard Nixon tivesse apoio popular, o Congresso o teria poupado e ele provavelmente não renunciaria em 1974”, diz Poggio.

Leia a íntegra da reportagem:

Uma manobra arriscada

Com reformas, crescimento econômico no país será sustentável, diz o presidente do Banco Central, Campos Neto

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O crescimento da economia, acompanhado de reformas, será sustentável, diferentemente do que ocorreu no passado. A avaliação é do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, que apresentou nesta quinta-feira (26) o Relatório Trimestral de Inflação.

No relatório, o BC estima que o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, crescerá 0,9% neste ano e 1,8%, em 2020.

Segundo Campos Neto, houve crescimento maior da economia no passado, impulsionado por dinheiro público. “Mas foi um voo de galinha”. Agora, destacou, houve uma mudança com maior participação do dinheiro privado no crescimento da economia porque não há espaço fiscal para mais gastos públicos e por ter sido adotada uma política de economia liberal. “É uma recuperação gradual. E essa recuperação, acompanhada das reformas, terá crescimento mais sustentável”, disse Campos Neto.

O presidente do BC ressaltou que, além do andamento da reforma da Previdência, em outras áreas há avanços que são necessários para o estímulo da economia. Ele citou avanço em programa de venda de ativos públicos, a Lei da Liberdade Econômico e medidas de abertura comercial, por exemplo.

Campos Neto também afirmou que, para o Banco Central, “a melhor forma de contribuir com o crescimento é manter a inflação estável”.

Mercado de câmbio

Campos Neto enfatizou que o câmbio é flutuante e que o papel do BC é fazer intervenções no mercado de câmbio quando há disfunções. “Não temos nenhum dogma com relação a instrumentos”, disse, explicando que havia entendimento no passado de que todas as intervenções tinham que ser feitas prioritariamente por meio de swaps (operações no mercado futuro). Ele afirmou que o BC pode atuar também no mercado à vista, se julgar necessário. “Não temos nenhuma meta para swap”, afirmou.

Sobre o aumento da cotação do dólar no Brasil, o presidente do BC explicou que uma parte desse movimento foi reflexo da alta da moeda no mundo. De acordo com Campos Neto, parte do processo foi também provocada pela antecipação de pagamentos de dívidas de empresas brasileiras no exterior, como a Petrobras.

Agência Brasil

 

Arcebispo de Natal Dom Jaime Vieira Rocha é nomeado presidente de Comissão Especial para Causa dos Santos

(Foto: Brunno Antunes)

O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, foi nomeado nesta quinta-feira (19), presidente da Comissão Especial para a Causa dos Santos. A nomeação foi feita pelo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo. Também vão compor a comissão, Dom Diamantino Prata de Carvalho, OFM, bispo emérito da Diocese de Campanha (MG) e Dom Giovanni Crippa, IMC, bispo da Diocese de Estância (SE). Como assessor, foi eleito o padre Leonardo José de Souza Pinheiro, da Arquidiocese de Juiz de Fora (MG).

Dom Jaime recebeu a nomeação com alegria. “Agradeço a Deus por essa nova missão que me foi confiada e vejo isso também como um reconhecimento, fruto da canonização dos nossos 30 santos mártires, em 2017. Espero poder contribuir da melhor forma, juntamente com os demais membros da comissão. Que Deus nos favoreça e ilumine essa comissão”, frisou. Durante o processo de beatificação dos santos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, Dom Jaime integrou a comissão arquidiocesana. Na CNBB, o arcebispo também foi presidente da Comissão Especial para a Amazônia e atualmente é bispo referencial para a Comissão de Comunicação, no Regional Nordeste 2, da CNBB.

Sobre a comissão

A Comissão Especial para a Causa dos Santos tem como finalidade o acompanhamento dos processos de canonização e beatificação que já estão em andamento na Cúria Romana, na Congregação para a Causa dos Santos e, ao mesmo tempo, oferecer subsídios para as Dioceses que desejam introduzir novas causas. Outra atribuição da Comissão é a formação de pessoal que possa acompanhar este serviço nas Igrejas particulares.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio disse:

    Quanto mais "santos" tem no Brasil, mais o país se afunda.
    Daqui a alguns anos vão canonizar o Bozo e Lula.

  2. natalsofrida disse:

    Homem nenhum tem a capacidade de determinar quem é ou não santo. Mundo de néscios, leiam a palavra do eterno e terão o conhecimento que todos precisamos pra não sermos levados que nem ovelhas, pra lá e pra cá.

Médico que salvou Bolsonaro detalha facada que quase tirou a vida do presidente

 Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo

A Folha de S. Paulo perguntou a Luiz Henrique Borsato, o médico que salvou Jair Bolsonaro em Juiz de Fora, por que não houve sangramento abundante quando ele levou uma facada.

Resposta:

“Quando o objeto penetrou o abdômen, abriu uma ferida pequena, de mais ou menos 3 cm. Não era uma grande lesão circunferencial, mas retilínea. A musculatura se contraiu e bloqueou a hemorragia externa. Havia sangue, claro, mas no interior do abdômen.”

Segundo o médico, o volume de sangue espalhado pelos órgãos pode ter chegado a dois litros.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. O MICO disse:

    Quem já viu Jesus encima de um pé de goiabeira é acredita que a terra é plana, seguindo um doido que a cada três palavras duas são palavrões, Orvalho de Cavalo, parece simples se receber um corte ou uma fazer a e não sair sangue.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Rosi Sampaio disse:

    "vaso ruim não quebra". Será? Se não quebra, trinca e esse aí tá mais do que trincado. Felizmente o povo está abrindo os olhos e a mente, fazendo crescer a rejeição a esse governo. #pesquisadatafolha

  3. mauricio disse:

    a questão é que a foice quer saber se realmente aconteceu a facada para transmitir para o preso la em curitiba

Presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, vem a Natal falar dos desafios da advocacia nesta terça

Foto: via Justiça Potiguar

Como parte da programação do Mês da Advocacia, a Caixa de Assistência dos Advogados do Rio Grande do Norte vai promover na próxima terça-feira (27), às 19 horas, uma sessão especial para celebrar o seu aniversário de 70 anos. A Seccional Potiguar da Ordem dos Advogados do Brasil apoia o evento, que será realizado no plenário da sua sede e terá a presença do presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz.

Além da anfitriã, Monalissa Dantas, presidente da CAARN,  e Diretoria da Caixa de Assistência; e do presidente da OAB/RN, Aldo Medeiros, e Diretoria da Seccional Potiguar, a cerimônia contará com a presença do secretário-geral do Conselho Federal da OAB, José Alberto Simonetti; presidente do FIDA, Felipe Sarmento Cordeiro, e dos conselheiros federais, Canindé Maia e Ana Beatriz Presgrave.

Confira matéria completa no portal Justiça Potiguar clicando aqui. 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Barbosa Santos disse:

    Considerando a quantidade de advogados norte riograndenses presos ou respondendo a processos penais, parece que o desafio é grande mesmo.

  2. Fernando disse:

    Cuidado com bolsustra.

  3. # vergonha nacional disse:

    Se ferrou ..foi se meter a valentão com o BOLSONARO, perdeu os contratos falcatruas com a Petrobras , telhado de vidro e bancando o machão

  4. # vergonha nacional disse:

    Vem explicar como conseguiu contratos milionários com a Petrobras e uma verba de R$ 700.000,00 para uma filha de 13 anos fazer uma peça que ninguém viu ??? Esse cidadão quer enganar quem ?? Quero ver um VALENTÃO DESSE DA OAB QUESTIONAR OS 60 dias de férias dos magistrados??? Tudo pau mandado dos juízes

Morre aos 96 anos, o português Antônio Soares Calçada, presidente mais vitorioso da história do Vasco

Foto: Marco Antônio Teixeira

O Vasco perdeu nesta segunda-feira o presidente mais vitorioso da história do clube. Aos 96 anos, Antônio Soares Calçada faleceu em um hospital na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, vítima de complicações causadas por uma infecção abdominal.

Mandatário do Vasco entre 1983 e 2000 e considerado presidente de honra do clube, conquistou os principais títulos do cruz-maltino. Foram três campeonatos brasileiros, uma Libertadores, uma Copa Mercosul, um Torneio Rio-São Paulo e sete campeonatos estaduais.

Foi na sua gestão que o Vasco assinou contrato com o Bank of America, uma parceria que gerou milhões de reais ao clube na segunda metade da década de 1990. O dinheiro trouxe títulos no futebol e nos esportes amadores — o time foi campeão brasileiro, bicampeão do Campeonato Sul-Americano e bicampeão da Liga Sul-Americana de basquete masculino, e campeão brasileiro de futsal, além de ter patrocinado uma longa lista de atletas olímpicos.

Entretanto, os gastos excessivos nos últimos anos de sua gestão ocasionaram um crescimento acelerado das dívidas do clube. O problema com o grande passivo é uma realidade vascaína desde então.

Nascido em Portugal, ele chegou ao Brasil em 1935 e se tornou sócio do clube em 1942. A partir daí, participou ativamente da vida política do clube, ocupando o primeiro cargo de destaque em 1955, quando foi vice-presidente de futebol. Também foi Diretor de Tênis de Mesa em 1959 e Vice-Presidente de Futebol nos anos de 1955, 1956, 1964, 1980, 1981 e 1982.

Sua última participação mais direta na política do Vasco foi em 2017, quando, na eleição dentro do Conselho Deliberativo, foi candidato à vice-presidência do clube na chapa de Julio Brant. A dupla foi derrotada por Alexandre Campello, atual mandatário vascaíno.

Calçada é o segundo ex-presidente do Vasco que falece em 2019. Em março, Eurico Miranda morreu aos 74 anos, vítima de um câncer no cérebro. Antônio Soares Calçada esteve no velório do ex-dirigente, que foi seu vice-presidente de futebol por mais de uma década, em uma de suas últimas aparições públicas em São Januário.

Principais títulos do Vasco na gestão Calçada

Futebol

1 Libertadores da América (1998);

1 Copa Mercosul (2000);

3 Campeonatos Brasileiros (1989, 1997 e 2000);

7 Campeonatos Cariocas (1982, 1987, 1988, 1992, 1993, 1994, 1998)

Basquete

2 Ligas Liga Sul-Americanas (1999 e 2000);

2 Campeonatos Sul-Americanos de Clubes (1998 e 1999);

1 Campeonato Brasileiro (2000)

O Globo

 

Em Anápolis-GO, presidente defende implementação de presídio agrícola

Foto: Alan Santos PR

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta quarta-feira (31) a implementação de presídios agrícolas no país e trabalho forçado para condenados. A Constituição Federal de 1988 proíbe, em cláusula pétrea, no Artigo 5°, qualquer tipo de pena de trabalhos forçados. Em entrevista coletiva, após a assinatura do contrato de concessão da Ferrovia Norte–Sul, em Anápolis, Bolsonaro foi questionado sobre a morte de mais quatro presos que participaram da briga entre facções no presídio em Altamira (PA), e morreram nesta madrugada, durante o traslado do município de Novo Repartimento a Marabá. Bolsonaro disse que iria tratar com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sobre auxílio ao governo paraense.

“Pessoal, problemas acontecem, certo. Se a gente puder conversar com o Moro nesse sentido. Eu sou pelo presídio agrícola”, disse ao lembrar da questão constitucional envolvida: “Sei que que mudar a Constituição neste sentido é cláusula pétrea, mas queria que tivesse trabalho forçado no Brasil, para esse tipo de gente. Ninguém quer forçar a barra, maltratar nenhum preso por aí, nem quer que sejam mortos, mas é o habitat deles. Eu fico com muita pena dos familiares das vítimas que esses caras fizeram”, afirmou.

Os agentes que encontraram os detentos disseram que havia marcas de sufocamento nos mortos. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) do Pará. As mortes ocorreram entre 19h de ontem (30) e 1h da madrugada de hoje, e as razões das novas mortes estão sendo investigadas. Os 26 presos remanescentes serão colocados em isolamento.

Ainda na tarde desta quarta, chegam a Belém dez homens da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária. A ida do grupo foi autorizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, a pedido do governador do Pará, Helder Barbalho. A força-tarefa atuará em atividades de guarda, vigilância e custódia de presos, com apoio dos sistemas Penitenciário e de Segurança Pública do estado.

Identificação

Até a noite de ontem (30), 15 corpos de vítimas do confronto ocorrido na última segunda-feira (29) entre o Comando Classe A (CCA) e o Comando Vermelho (CV), no presídio de Altamira, no oeste paraense, haviam sido identificados. Para agilizar o trabalho, que está sendo feito por meio de exames de DNA, peritos odontologistas forenses e peritos criminais do Laboratório de Genética Forense do Instituto de Criminalística de Belém reforçam a equipe em Altamira. Nesta quarta-feira, os trabalhos foram retomados às 7h.

Transferências

Até ontem (30), 16 líderes do confronto haviam sido identificados e transferidos de forma imediata para a capital paraense, dez deles irão, posteriormente, para o regime federal e os demais serão redistribuídos em penitenciárias do estado.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dilma disse:

    Só assim os petralhas deixam de roubar dinheiro público, só em saber que se forem pegos, enfim, terão que trabalhar, só isso, freiará esse ímpeto nefasto contra a sociedade. Vão voltar às velhas lutas de fazer greve e baderna na rua. são uns verdadeiros parasitas da nação.

Lava Jato deflagra 62ª fase e tenta prender presidente do Grupo Petropolis; nova etapa mira pagamento de propinas disfarçadas de doações eleitorais

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (31) a 62ª fase da Operação Lava Jato. Esta nova etapa mira o pagamento de propinas disfarçadas de doações eleitorais e operações de lavagem de dinheiro feitas pelo Grupo Petrópolis, da marca de cerveja Itaipava.

O presidente do Grupo Petrópolis, Walter Faria, é um dos alvos, mas até as 8h45 ainda não tinha sido localizado.

De acordo com a PF, foram expedidos um mandado de prisão preventiva, cinco mandados de prisão temporária e 33 mandados de busca e apreensão. Até as 8h45 desta terça-feira, três pessoas tinham sido presas.

Segundo a investigação, o Grupo Petrópolis teria auxiliado a Odebrecht a pagar propina através da troca de reais no Brasil por dólares em contas no exterior (leia mais sobre a investigação abaixo).

As investigações da Lava Jato envolvendo o Grupo Petrópolis remontam a 2016, quando uma planilha com nomes de políticos e referência à cerveja Itaipava foi achada na casa do executivo da construtora Odebrecht Benedicto Junior.

Segundo delação do executivo, a construtora utilizou o Grupo Petrópolis para realizar doações de campanha eleitoral para políticos de outubro de 2008 a junho de 2014.

Em setembro de 2017, Walter Faria entregou à Polícia Federal planilhas com informações sobre repasses da empresa a políticos a pedido da Odebrecht. De acordo com os documentos, 255 doações foram realizadas somente nas campanhas de 2010 e de 2012, somando mais de R$ 68 milhões

Além da Itaipava, o grupo Petrópolis é dono de marcas de cerveja como Crystal, Lokal e Petra, além do energético TNT. O grupo tem sete fábricas em cinco estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Pernambuco e Mato Grosso.

O G1 entrou em contato com o Grupo Petrópolis, mas até as 10h não teve resposta.

Lavagem de R$ 329 milhões

Segundo o Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quarta-feira, as investigações apontam que Walter Faria e outros executivos do Grupo Petrópolis atuaram na lavagem de cerca de R$ 329 milhões de reais em contas fora do Brasil.

Segundo a PF, estas doações resultaram em uma dívida de R$ 120 milhões da Odebrecht com a cervejaria. Em contrapartida, a Odebrecht investia em negócios do grupo.

Os investigadores apontam ainda que Faria usou o programa de repatriação de recursos de 2017 para trazer ao Brasil, de forma ilegal, R$ 1,4 bilhão que foram obtidos por meio do esquema.

Mandados em 15 cidades de 5 estados

Os mandados são cumpridos pela PF em 15 cidades diferentes e foram expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba. A nova fase foi batizada de Rock City.

Em São Paulo, foram cumpridos mandados em Boituva, Fernandópolis, Itu, Vinhedo, Piracicaba, Jacareí, Porto Feliz, Santa Fé do Sul, Santana do Parnaíba e São Paulo. Também foram cumpridos mandados em Cuiabá (MT), Cassilândia (MS), Belo Horizonte (MG), Petrópolis e Duque de Caxias (RJ).

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    A imundície da Era PT não tem fim. A todo momento mais sujeira sai de baixo dos tapetes.

    • Dilma disse:

      Não foi o pt que roubou, foram uns laranjas plantados por Bolsonaro pra Moro incriminar o partido mais honesto do mundo, cujo comandante nunca recebeu uma propina, nem pra comprar um pedalinho. Hehehe

  2. Bob disse:

    Aqui tem muito cambalacho.
    Muito, mais muito mesmo, esse grupo Petrópolis saiu de empresa regional, para uma atuação nacional num período muito curto. Um salto extraordinário, igual aos irmãos Friboi, isso tudo no governo corrupto do PT. Tem que botar essa gente toda na cadeia urgente.

Presidente da OAB vai ao STF contra Bolsonaro

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, decidiu interpelar Jair Bolsonaro pelas declarações que o presidente deu sobre o seu pai.

Horas atrás, Bolsonaro disse que “se o presidente da OAB quiser saber como o pai desapareceu no período militar, eu conto para ele”.

Santa Cruz já constituiu o advogado Cesar Brito para entrar com uma ação na STF “para que o presidente diga o que sabe” sobre a morte de Fernando Santa Cruz, ocorrida em março de 1974.

Lauro Jardim – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    Esse babaca da IAB se acha a "última Coca-Cola" do deserto. …e adora holofotes.

  2. Fernando disse:

    O que o STF tem com isso, petralha babaca. Brasil não é a ditadura da Venezuela, que vocês tanto sonham para o Brasil. Aqui ninguém força a ninguém a falar nada, quanto mais um presidente

  3. #OAB🤣 disse:

    Essa OAB só defende oque NÃO PRESTA ….essa entidadezinha deveria se preocupar com os 60 dias de férias dos chefes deles ( juízes) com + 15 dias de férias forense,…..justiça lenta e essa OAB preocupada com a vaga do 5 constitucional, síndica de motorista da mais resultado para seus associados fique essa OAB

  4. Cidadão disse:

    Ficou com raivinha

Presidente da OAB diz que Moro ‘banca o chefe de quadrilha’ em caso de hackers

Foto: Adriano Machado-3.jul.19/Reuters

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, diz que o ministro da Justiça, Sergio Moro, “usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas”.

Na quinta (25), a Folha revelou que Moro telefonou para autoridades que teriam sido alvo dos hackers presos na quarta (24). E avisou que as mensagens das pessoas seriam destruídas em nome da privacidade.

Ele conversou com o presidente Jair Bolsonaro, com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

A informação gerou forte reação: em primeiro lugar, Moro não poderia receber informações sobre o inquérito, que é sigiloso. Em segundo lugar, só o Judiciário, que supervisiona as investigações, pode decidir o que fazer com as provas coletadas na busca e apreensão feita na casa dos hackers.

Felipe Santa Cruz lembra que a OAB recomendou o afastamento de Moro do cargo quando as mensagens dele com procuradores da Lava Jato começaram a ser divulgadas. A entidade afirmou então que a gravidade dos fatos demandava “investigação plena, imparcial e isenta”.

“Muitos disseram que a OAB foi açodada quando sugeriu o afastamento do ministro, exata e exclusivamente para a preservação das investigações”, afirma o advogado.

Mônica Bergamo – Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ozanir disse:

    Porque ele quer destruir as gravações. Quem não deve não teme.

  2. Rivanilton disse:

    Kkkkkkkkkkkkk conta uma piada com um pouco mais de moral, porque esta é imoral.

  3. Lenice disse:

    A OAB, precisa rever seus conceitos!
    Só pode ser piada!!!

    rsrsrsrs

  4. Lenice disse:

    A OAB, precisa rever seus conceitos!
    Só pode ser piada!!!
    A bandidagem tem capacidade para tudo!
    rsrsrsrs

  5. Az disse:

    Procure saber sobre à história política desse cidadão. Ai vcs vão saber porque ele faz isso.

  6. Bento disse:

    Esse individuo que acusa o Herói Nacional é presidente de que mesmo, isso é uma seita, o que é
    isso, que na minha santa ignorância não sei. e ele pode pedir isso? Esse cara era para ir preso por
    acusar a maior autoridade da Justiça Brasileira.
    Esse cara só pode ser irmão de bu Tico Santa Cruz.
    Arre égua como o Brasil ta ficando chato, qualquer gato pingado agora quer mandar no Brasil.
    Vai dando teus coices prá lá.

  7. Luiz Fernando disse:

    Essa OAB não me representa.

  8. Jefferson disse:

    A polícia federal não é independente, ela tem autonomia administrativa.

FOTOS: Câmara Municipal de Parnamirim aposta na capacitação de servidores e presidente faz entrega de certificados

Os servidores da Câmara Municipal de Parnamirim seguem participando de uma série de capacitações com foco na qualificação profissional. As atualizações são realizadas pela Escola do Legislativo Eva Lúcia em parceria com a Microlins. Em 2019, mais de 100 servidores já foram capacitados.

Na manhã desta sexta-feira (14), o presidente da Câmara, vereador Irani Guedes, acompanhado do vereador Gustavo Negócio e servidores da Direção Geral, promoveu a entrega de certificados a cerca de 40 servidores. “O servidor bem treinado e qualificado pode render ainda mais. Continuaremos empenhados em garantir melhor qualificação dos nossos funcionários para que eles possam atender ainda melhor à população, fortalecendo o Legislativo Municipal”, afirmou Irani Guedes.

Nesta etapa de capacitação, os servidores receberam atualizações sobre Licitação, Atendimento e Secretariado, além de Desenvolvimento de Relações Interpessoais.

As capacitações não param. Está previsto para o próximo mês o curso instrumental de inglês. “O foco continuará sendo os servidores. Vamos seguir com as capacitações nas mais variadas áreas básicas para que o servidor obtenha um aperfeiçoamento global”, explica a diretora da Escola do Legislativo Eva Lúcia, Amanda Joamara.