Zoonoses realiza ação de desratização na orla de Ponta Negra

Foto: Beatriz Monteiro

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Centro de Controle de Zoonoses de Natal (CCZ) e em parceria com a Agência Reguladora de Serviços de Saneamento de Natal (Arsban) e a Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana), realiza, esta semana – de 21 a 23 de outubro – o terceiro ciclo de desratização na orla de Ponta Negra, na zona Sul da cidade.

O serviço, que vem sendo feito trimestralmente desde o início do ano, tem o objetivo de erradicar a população de ratos das praias, de forma a evitar a proliferação de doenças como a leptospirose, hantavirose e a tifo.

Durante a ação, é feita a vistoria e a verificação dos alvarás para confirmar se as exigências da Secretaria Municipal de Saúde em relação ao controle de pragas estão sendo cumpridas. Em seguida, ocorre o processo de iscagem, que é a implantação de iscas para capturar os roedores. Após oito dias, as equipes retornam para a reiscagem, que consiste na retirada de animais mortos e limpeza da área, sendo esta última realizada pela Urbana.

Humberto Nascimento, chefe de operações de campo do Distrito Sanitário Sul, afirma que, para 2019, foram programados quatro ciclos de desratização na orla de Ponta Negra e nos imóveis da rede de hotelaria e comércios da encosta. “Os ciclos trimestrais estão surtindo efeito. A tendência é que, com esses resultados satisfatórios nas ações de prevenção, haja uma diminuição da necessidade dessas ações, que vão passar a acontecer num intervalo de tempo maior”, destacou.

Comerciante da região há quatro anos, Orizonina Oliveira falou um pouco sobre os efeitos positivos das desratizações. “Antigamente, a gente trabalhava aqui e era muito chato porque os turistas ficavam perguntando ‘o que é isso?’ e a gente tinha que dizer que eram ratos. Aquilo chocava muito a gente que trabalha com alimentos. Mas, graças ao trabalho do pessoal aqui, melhorou cem porcento. A imagem de Ponta Negra melhorou muito. A equipe tá de parabéns por ter feito esse trabalho, ter nos ajudado. Para a gente que vive da praia, isso é muito importante”, afirma.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anderson disse:

    A prefeitura deveria realmente fiscalizar essa orla, algum tempo não frequentava a orla de ponta negra e resolvi num sábado passar um período tomando uma simples água de coco, um caldo é um petisco de carne, para minha surpresa fui cobrado em R$ 170,00 e ainda queriam cobrar 25 pela barraquinha. Um absurdo….

    • José disse:

      Deixei de frequentar faz tempo, por causa da exploração nos valores das bebidas e petiscos.

  2. Cristian disse:

    Finalmente! E aumentar a escassa faixa de areia, será que acontecerá um dia?

    • ABC sempre disse:

      Parabéns a Prefeitura, e os abusos dos barraqueiros quem um dia irá fiscalizar? Natal é a Capital do Nordeste onde se come mais caro em praias urbanas.

Centro de Zoonoses divulga novos pontos de vacinação antirrábica em Natal

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Natal, segue com a Campanha Nacional Antirrábica 2019, para cães de gatos, a partir de três meses de idade, até o dia 18 de outubro, tendo como Dia “D” 28 de setembro.

A estratégia da Campanha é disponibilizar postos volantes, que são mudados semanalmente com vacinação porta a porta e pontos fixos. A vacinação segue de 2 a 6 de setembro no horário 8h às 12h, de acordo com cada Distrito Sanitário. No Distrito Sanitário Norte I será porta a porta no Loteamento Boa Esperança, Cidade Praia, Loteamento José Sarney e ponto fixo na Unidade Básica de Saúde de Pajuçara. No Distrito Sanitário Norte II será porta a porta no Vale Dourado e Parque dos Coqueiros. Distrito Sanitário Sul, será porta a porta na Vila de Ponta Negra e pontos fixos no Hiper Bompreço da Roberto Freire, nas UBSs de Nova Descoberta, de Pirangi e de Candelária.

O Distrito Leste será porta a porta em Mãe Luiza e Rocas. Distrito Oeste será porta a porta no bairro de Felipe Camarão e ponto fixo Comunidade Campina por trás do SAMU, no bairro de Dix-Sept Rosado, e na Conveniência Nova Vida, na Avenida Antônio Basílio. O objetivo da Campanha é controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina e, assim, evitar casos de raiva nesses animais e a sua transmissão para humanos, para isso é preciso imunizar o maior números de animais.

De acordo com o CCZ, Natal dispõe de 114 mil animais, sendo 79.975 cães e 34.025 a serem vacinados com meta de vacinar 80% dessa população. Até agora, registram que foram imunizados 18.017 animais, sendo 11.378 cães e 6.639 gatos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. maria sonia disse:

    desde 2018 que entrei e m contato com zoonose sobre fezes de pombos na minha porta inclusive estou com problema de saude, e este orgao nem tomaou nem toma providencias estou aguardando o laude medico para incluir o condominio e o ministerio pulbico de saude para providencias cabiveis