Ex-PM do RN pega arma de policial em delegacia, mata inocente e deixa feridos no Centro RJ

Foto: Severino Silva/Agência O Dia

Um ex-PM do Rio Grande do Norte roubou a arma de um policial dentro da 5ª DP (Gomes Freire), matou um inocente que chegava para registrar queixa e feriu outras duas pessoas, entre elas um agente da delegacia, na manhã desta sexta-feira. O homem tinha sido detido no Aeroporto Santos Dumont pelo Aterro Presente ao causar tumulto e teve a algema retirada para assinar termo na distrital quando pegou a arma do agente do programa de Segurança Presente e deu cerca de 15 tiros a esmo.

Segundo informações, o preso deu muito trabalho no aeroporto, onde “danificava o patrimônio da Infraero”, até ser algemado e levado para a 5ª DP. Ao fim da ocorrência, quando assinaria o termo circunstanciado para ser liberado, foi retirada a algema, momento em que tomou a arma e fez os disparos enquanto fugia.

Na fuga, ele atingiu o inocente que estava na porta da 5ª DP e correu até a esquina da Avenida Gomes Freire e Rua da Relação, e ainda rendeu um motociclista que estava parado no sinal, que acabou sendo atingido por um tiro na barriga na troca de tiros, que causou pânico na região. O atirador acabou sendo baleado na cabeça em frente à sede da Polícia Civil.

“Ele estava preso. Soube que ele conseguiu pegar a arma do policial dentro da delegacia e começou a atirar (ainda dentro da delegacia). Na fuga, ainda atirando, ele ainda tentou tomar a moto de um passageiro que estava no sinal da Rua da Relação, que acabou baleado na barriga, e quando ele tentou subir na moto, um policial civil baleou ele”, diz uma testemunha que viu tudo. “Muito tiro e foi assustador”, lembrou.

O dono da moto e o policial civil foram levados para o Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. Na cena do crime, o filho do inocente morto na porta da delegacia se desesperou: “Meu Deus, por que isso aconteceu? Meu pai está caído ali. Eu só quero tirar ele dali”, gritou. Quem estava no local reclamou da demora do Corpo de Bombeiros para socorrer as vítimas. O atirador agonizou durante cerca de uma hora até, finalmente, ser socorrido.

A entrada da delegacia, onde está a vítima fatal, ainda não identificada, está isolada e a Delegacia de Homicídios (DH-Capital), assim como o quarteirão entre as ruas da Relação e Senado, para a perícia da especializada, que conduzirá a investigação.

O Dia – IG

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Advogado disse:

    Jefferson Perceu Maciel Saraiva, soldado reformado da PMRN, portador de Esquizofrenia Paranóide, inimputável, sem a menor condição de discernir seu comportamento como sendo criminoso.
    Esteve internado na Casa de Saúde Natal por qse 3 anos, qdo saiu com o tratamento avançado e doença estabilizada.
    Certamente surtou ontem, e agiu da mesma forma como fez em 2014, na cidade de João Câmara, qdo foi intimado a depor numa tentativa de homicídio em que era considerado culpado.

Direita, esquerda, centro, liberal: para onde vai o eventual governo Temer?

19abr2016---o-vice-presidente-michel-temer-fala-em-frente-a-sua-casa-no-bairro-de-pinheiros-zona-oeste-de-sao-paulo-sp-ele-falou-a-jornalistas-que-vai-aguardar-silenciosamente-a-decisao-do-senado-146107888933Foto: Pedro Kirilos-19.abr.2016 / Agência O Globo

Entre reuniões públicas e privadas, o vice-presidente Michel Temer, do PMDB, monta aquele que, acredita-se, será o seu futuro ministério se a presidente Dilma Rousseff (PT) for afastada pelo processo de impeachment. Se, por um lado, há certo consenso de que uma eventual queda de Dilma será uma dura derrota das esquerdas, por outro, restam algumas dúvidas sobre quais direções e “cores” um governo de Michel Temer pode vir a ter.

A reportagem do UOL consultou economistas e cientistas políticos para saber: Temer representaria uma “saída” à direita?

Os principais pontos de partida para a análise de um eventual governo Temer na área econômica são o programa “Uma Ponte para o Futuro”, lançado em outubro de 2015 pela Fundação Ulysses Guimarães, braço do PMDB comandado por Moreira Franco, “homem forte” de Temer, e as alianças e apoios políticos já anunciados em torno do vice.

O programa “Uma Ponte para o Futuro” prevê medidas como a implementação de uma idade mínima para a aposentadoria, a redução da ação do Estado na economia, a desvinculação das receitas constitucionalmente previstas para gastos em áreas como saúde e educação, a flexibilização de normas trabalhistas e a retomada do processo de concessões. As medidas são criticadas por partidos de esquerda, que as classificam como “neoliberais” e como sendo “de direita”.

No campo político, partidos como PSDB, PSB e legendas do conhecido “centrão” (PP, PR, PTB, entre outras) já manifestaram apoio, ainda que de forma tímida, a um governo Temer. Na última quarta-feira (27), por exemplo, Temer se reuniu com o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), que anunciou o apoio sinalizando para a participação do partido no governo do PMDB. Nos últimos dias, líderes das bancadas evangélica, da bala e ruralista cobraram apoio de Temer às suas pautas após terem votado, em peso, pelo impeachment de Dilma Rousseff.

Nesta segunda, o PMDB deve lançar o programa “Travessia Social”, que deve jogar mais luz sobre as propostas do partido para a área social.

Em meio às incertezas sobre o eventual governo do vice-presidente, veja o que os economistas e cientistas políticos ouvidos pelo UOL disseram:

Como será a agenda econômica de Temer?

“Do ponto de vista eminentemente econômico, esse programa [Ponte para o Futuro] traz, sim, uma agenda de cunho mais liberal, que quer reavaliar políticas públicas, avançar em temas como concessão e repensar a ação do Estado na economia pra desfazer esse intervencionismo estatal”, declara Zeina Latiff, economista-chefe da XP Investimentos.

“No campo econômico, o programa do PMDB é liberal, sim. Ele põe o setor privado, e não mais o Estado, como centro de gravidade da economia. Veja que a presidente Dilma defendia o papel do Estado como indutor do crescimento econômico. Essa agenda faz o contrário e põe a iniciativa privada como protagonista”, afirma Carlos Alberto Ramos, professor titular da Faculdade de Economia da UnB (Universidade Nacional de Brasília).

“Se restringirmos a discussão apenas ao plano econômico, podemos classificar esse programa como liberal, mas acho que essa é uma agenda que está além de ser de esquerda ou de direita. É uma agenda que países europeus adotam independentemente dos campos ideológicos”, diz Antônio Carlos Alves dos Santos, economista e professor da PUC-SP.

Politicamente, como classificar o eventual governo Temer?

“A julgar pelas figuras apresentadas até agora como José Serra (PSDB-SP) e Henrique Meirelles (ex-presidente do Banco Central), eu colocaria como centro-direita. O aporte do PSDB, que ainda não é garantido, não seria suficiente para dar a esse novo governo um perfil mais à esquerda. Ao mesmo tempo, ele terá o apoio de partidos que têm uma abertura mais à direita”, diz Roberto Romano, professor de ética e filosofia da Unicamp.

“Existem duas possibilidades. A primeira é o governo Temer fazer uma aliança política e programática em torno da antiga oposição (PSDB, DEM, PPS e PSB) complementada pela adesão do chamado ‘centrão’. Aí, teríamos um governo de centro-direita. A outra possibilidade é o PSDB continuar boicotando o eventual governo Temer. Isso levará a uma aliança do governo apenas com o ‘centrão’, que tem partidos mais alinhados à direita. Se isso acontecer, aí poderíamos dizer que teríamos um governo de direita”, afirma José Augusto Guilhon Albuquerque, professor de Ciência Política da USP

“É difícil rotular um possível governo do Temer ideologicamente, mas acho que será de centro-direita. Essa centro-direita vai representar o setor privado, na medida em que ele [Temer] tentará atrair a confiança para os investimentos e isso quer dizer que ele terá que fazer reformas que a esquerda, certamente, vai combater. Essa centro-direita também terá o apoio de segmentos religiosos como a bancada evangélica, embora eu não saiba dizer se o Temer vai atender às demandas dela”, declara David Fleischer, cientista político e professor titular da UnB (Universidade Nacional de Brasília).

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nemesis disse:

    Jura que vão chegar a presidência…kkkkkk a mortadela virou presunto na mesa do pobre …O povo não quer, e o PT vcs não sabem que capazes de qualquer coisa ?

  2. cabral disse:

    Coxinhas de todo Brasil fiquem tranquilos, o de vcs esta guardado. Infelizmente vão volta a passar fome. Eu lamento muito, agora fazer o que? São burros mesmo! Até 2018 quando terão mais uma oportunidade com lulalalala.

    • NO RN SÓ TEM UM TIME DE FUTEBOL...ABC FC disse:

      Procure no fim da AV. Alexandrino de Alencar, existe um Hospital ali, tem Médicos a sua espera, eles tratam de lavagem cerebral, burrice e loucura, vá se tratar!

    • Roger disse:

      Não cabral, o Brasil não será rebaixado a situação da Venezuela.
      Os fascistas do PT não vão levar o Brasil a ser uma reedição de Cuba.
      O lado alimentado pelo ódio ao povo, hoje é menos de 8% e logo, logo, será, talvez 2%.
      Quem vai passar fome são os beneficiados pelos cargos públicos e distribuição ilegal de dinheiro público feito pelo PT. Os coxinhas trabalham e produzem, ganham a vida com o fruto de seus trabalhos, não dos desvios e corrupção.
      Que Lula venha para eleição, quando seus discursos mentirosos, falsas promessas, enroladas, e palhaçadas agora terão um entendimento oposto ao que existiam até 2014. Lula perdeu toda credibilidade, ele e o PT vão pagar o preço de tudo que vivemos agora. Em breve o PT será um partido nanico. VIVA A REALIDADE, VIVA A VERDADE, VIVA O BRASIL!

    • cabral disse:

      O coxinha do roger vai ficar feliz no brasil colombia narco. Eu lamento, mais para alegria geral do Brasil pesquisas apontam lula com 30%. Marina 22% e somando helicoca, furnas, traidores, trambiqueiros, doria e merenda escolar 17%.

  3. Curioso disse:

    PMDB vai aonde der mais…

Polícia registra arrombamento do Itaú no Centro de Natal

A agência do banco Itaú no bairro Cidade Alta, na zona Leste de Natal foi invadida na madrugada desta quinta-feira (20), por volta das 4h, mas, aparentemente,  apesar do arrombamento de uma porta e vidro no fundo do estabelecimento, não foram encontrados sinais de violação de caixas eletrônicos.

Segundo a Polícia Militar, na agência bancária que fica na Avenida Rio Branco, não se sabe quantos suspeitos entraram no local. Na ocasião, o espaço onde ficam os caixas foi encontrado revirado, inclusive, com mancha de sangue, que pode ajudar na identificação dos envolvidos. Com o isolamento do local para o trabalho da perícia, através do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), e imagens do circuito interno fornecidas pelo gerente, a Polícia espera pistas e saber o que pode ter sido levado para início das investigações da 1ª Delegacia de Polícia, que fica no bairro da Cidade Alta.

Advogada nega participação de PMs em ação criminosa

A advogada Kátia Nunes, da Associação de Cabos e Soldados (ACS), já está na defesa dos dois policiais preso acusados de extorquirem dinheiro de um comerciante cliente do banco Santander, no Centro da Cidade. Agora há pouco, em entrevista concedida aos amigos da imprensa, ela negou que os dois PMs tenham participado da ação criminosa.

De acordo com ela, os dois policiais foram presos por engano e eles só estavam com o comerciante no momento da prisão por causa de um problema na emissão do cupom fiscal e não aguardando o pagamento. “Pelo fato de o estabelecimento não ter disponibilizado nota fiscal dos produtos, eles relacionaram os itens adquiridos para cobrar posteriormente”, contou.

A advogada disse que é preciso analisar as imagens para saber quem acompanhou a mulher e o filho do empresário até a agência para fazer o saque. “Veio a versão de que uma terceira pessoa teria levado o filho da vítima ao banco, para tirar um dinheiro. Então é importante que estas imagens sejam disponibilizadas para que possamos identificar essa terceira pessoa”, observou.

Confira o vídeo da entrevista feito pela Tribuna do Norte:

Explosão deixa ao menos 3 mortos e 13 feridos no centro do Rio de Janeiro

Uma explosão em um edifício na manhã desta quinta-feira (13) na região central do Rio de Janeiro deixou ao menos três pessoas mortas, segundo o Corpo de Bombeiros. O órgão apontou um vazamento de gás como sendo a causa do acidente, descartando a possibilidade de explosão de um bueiro.

A explosão ocorreu em um prédio onde funciona um restaurante no número nove da praça Tiradentes, próximo à rua da Carioca, na região central.

(mais…)

Bandidos invadem edifício 21 de Março no Centro e fazem reféns

A Polícia Militar foi acionada no início da noite desta sexta-feira para uma ocorrência de tentativa de assalto informada pelo porteiro do edifício 21 de Março, prédio comercial e residencial na praça João Maria, no Centro.

De acordo com o comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Alarico Azevedo, as informações passadas pelo porteiro eram de que um trio armado estava no prédio possivelmente tentando fazer um arrastão e mandaram o funcionário subir para o último andar.

A polícia foi ao local e realizou o cerco com várias viaturas, presença do Batalhão de Operações Especiais (Bope) isolaram local, inclusive com um negociador da polícia que iria intermediar uma possível rendição.

Porém ao entrarem no local, os policiais não encontraram os bandidos que haviam deixado o local, antes da chegada dos militares.

Atualizado às 20:17
DN Online