TCE corta incorporação de adicionais na aposentadoria dos servidores

O Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde) foi informado essa semana pelo Instituto de Previdência do RN (Ipern), que não será mais permitida a incorporação do adicional de insalubridade, noturno e a gratificação de localização geográfica, esta última somente do nível superior, na aposentadoria dos servidores. A decisão do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte (TCE) é válida para todos os servidores que se aposentaram a partir de junho de 2014.

Diante dessa informação, o Sindsaúde RN e a assessoria jurídica estão em busca de medidas para resguardar os direitos dos servidores e manter os adicionais na folha dos aposentados, uma vez que, o servidor contribuiu durante toda a sua vida laboral em cima dessas gratificações para o IPERN. Segundo a assessoria jurídica essa medida do TCE “viola o direito adquirido, o princípio da dignidade da pessoa humana, bem como, pode gerar enriquecimento sem justa causa para o Estado”.

“Nós do Sindsaúde RN, consideramos que essa decisão fere diretamente os direitos dos servidores da Saúde. Por isso, a direção do sindicato irá na reunião do Fórum Estadual dos Servidores, que acontece no dia 27 de junho, solicitar uma reunião com a Governadora Fátima Bezerra (PT) para discutir essa situação. Outra ação, será a realização de uma Paralisação dos Servidores da Saúde do RN no dia 3 de julho, quarta-feira, às 9h, na frente da Governadoria. Não podemos aceitar esses cortes. Vamos juntos lutar em defesa dos nossos direitos”, disse o Sindicato em comunicado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Governadora imbecil.

  2. Pedro disse:

    Essa imbecil e demagogia sabe de nada. A única coisa que ela sabe fazer e defender ladrão, quando era do outro lado, e queria subir, vivia nas primeiras fileiras gritando e querendo falar grosso, agora, como gestora não se posiciona uma única vez a favor dos funcionários e tome cortar direitos de quem já recebe uma miséria. Tenha vergonha, em vez de confrontar bozo, vá tentar proteger quem merece e precisa.

  3. Daniele disse:

    Absurdo o servidor passar sua vida na ativa pagando o desconto previdenciário do adicional, isso lhes dá o direito de receber o adicional na aposentadoria e em uma decisão arbitrária o TCE vem querer impedir do servidor receber… Que injustiça é essa??? Acorda Governadora!!!

  4. Sérgio Fernandes disse:

    Interessante os auditores fiscais do RN incorporam periculosidade e não acontece nada!!!!!!!!!!!!!

  5. Pedro disse:

    Esse é o governo dos trabalhadores….kkkkk com o escudo escuso do TCE, a governadora busca atingir o conjunto dos trabalhadores em sua minguada aposentadoria, vamos ver no que vai dar. Para alguns, escolhidos, benesses e favores discrepantes, para outros cacete no ouvido. Quero ver as entidades tipo CUT e suas assemelhadas nos defender. Outra, o senhor Nereu Linhares, presidente do IPERN, tem dois vínculos trabalhistas com o estado, dizem um analfabeto funcional com alcunha de assessor jurídico, salários somados líquidos de R$ 26.000,00 , uma graça.
    Governadora, ao que parece, sua caminhada como gestora vai ser curta, aproveite, Rosalba e Robinho saíram rápido, ao que parece vc também vai embora cedo.
    O salário e os vínculos do Senhor Nereu Linhares, está fácil de confirmar, basta entrar no portal da remuneração dos servidores e buscar pelo nome.
    Dois pesos e duas medidas, contra os erros de Bolsonaro, e aqui usando dos mesmos meios. Saúde zero, funcionário da saúde zero, aumento zero, reposição salarial zero, secretário de saúde zero, atitudes com a saúde zero (Ruy Pereira, Hospitais Regionais e Varela Santiago) governadora zero. Vai levar zero na reeleição.

    • Tarcísio Eimar disse:

      Gov Fátima Lula Bezerra, se vires esse comentário, reflita e pense bem antes de sair às ruas e nas mídias com outras atitudes, oq até agora vossa governadora foi só desastre.

COMENTE AQUI