“Você não quer transar, já transou a vida inteira”, diz Rita Lee sobre envelhecer

Foto: Reprodução/Instagram

A cantora Rita Lee, de 72 anos, contou sobre alguns prazeres que descobriu com a chegada da velhice. Em entrevista ao programa Saia Justa, exibido nessa quarta-feira (16/9) no GNT, a artista comentou que não tem mais tanto interesse em sexo e usar drogas.

“Hoje tenho vontade de ler mais, de aprender e de pintar. Você troca a libido pelo mortido, no bom sentido”, disse. “Você não quer mais trepar, pois já trepou a vida inteira. É que nem drogas, eu não quero mais tomar drogas, porque já tomei e sei como é”, continuou.

Isolada em seu sítio no interior de São Paulo, por conta da pandemia de coronavírus, a Rainha do rock brasileiro explicou que agora tem vontade de coisas que não sabe fazer. “Como por exemplo, lavar a louça. Eu aprendi a lavar louça, a arrumar a cama e a ser dona de casa, que era uma coisa que eu achava fantástico. E hoje estou aqui, velha e dona de casa.”

A artista resumiu a própria vida, como uma experiência maravilhosa. “Tive a sorte de ter nascido na família que eu nasci e a sorte de ter trabalhado com música durante cinquenta anos sempre alegrando as pessoas. Tive a sorte de ter encontrado o Roberto [de Carvalho] e de ter tido três filhos maravilhosos, e agora de ter dois netos. Isso é uma sorte louca”, refletiu.

Metrópoles