A experiência joga a favor: pessoas com mais de 50 estão transando mais, aponta pesquisa

Photo by Anastasia Vityukova on Unsplash

Sabe aquela ideia de que amadurecer e passar dos 50 significa também transar menos? É coisa do passado. Chega de achar que amadurecer é sinônimo de uma vida menos ativa ou prazerosa.

Uma pesquisa feita pelo Lumen, um app de encontros para pessoas com mais de 50 anos, mostrou que a maioria das pessoas nessa idade está transando mais e melhor. O motivo apontado por 62% dos entrevistados para este novo cenário é que se sentem mais ousados/ousadas e com menos inibições e neuras na cama.

Ou seja, a experiência joga a favor!

Outro motivo é o tempo livre para experimentar mais, assim como uma libido maior (identificada em 10% dos entrevistados). Mais de 50% também declaram que só vão parar de transar quando estiverem fisicamente impossibilitados.

Apesar dos números positivos, apenas 4% declaram usar camisinha e mais de 80% nunca fizeram um exame de doenças sexualmente transmissíveis.

No Brasil, o número de pessoas da terceira idade diagnosticadas com HIV cresceu 103% nos últimos dez anos. Este crescimento acontece não por conta de uma vida sexual mais ativa, mas por falta de conhecimento e comunicação a respeito dos riscos do sexo desprotegido. Faltam iniciativas focadas nessa faixa etária, ainda vista pela sociedade como um grupo que simplesmente não transa.

É excelente que estejamos, como sociedade, construindo um contexto para que o sexo seja visto como algo saudável e necessário por mais tempo na vida das pessoas. Entretanto, também é importante lembrar que sexo precisa ser feito com responsabilidade e proteção.

Maymui Sato – UOL