Acusado de matar a estudante Maria Luiza é absolvido de homicídio cometido em 2008

O júri popular realizado nesta quinta-feira (19), em Natal, absolveu Thiago Felipe Rodrigues Pereira, de 26 anos, conhecido como ‘Thiago Cabeção’, da acusação de responsabilidade sobre a morte de Francinildo Cordeiro dos Santos, conhecido como ‘Galo Cego’, assassinado a tiros em dezembro de 2008 no bairro Bom Pastor, zona Oeste da capital.

Ao portal G1-RN, o advogado Marcus Alânio Martins Vaz, que defendeu o acusado, disse que “o júri foi inânime e fez justiça em inocentá-lo, uma vez que não havia qualquer prova que o incriminasse”.

Apesar da absolvição, Thiago permanecerá preso. Ele ainda é acusado de outro homicídio – a morte da estudante Maria Luiza Fernandes Bezerra, de 15 anos, brutalmente assassinada em abril de 2009. O caso Maria Luiza, como ficou conhecido, é considerado pela polícia um dos crimes mais bárbaros da história de Natal. A vítima foi estuprada e estrangulada. Seu corpo foi encontrado em um lixão no bairro Felipe Camarão.