Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação

Foto: Arnaldo Alves/ANPr

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) escolheu, nesta sexta-feira (3), o secretário de educação do Paraná, Renato Feder, para assumir o Ministério da Educação.

O currículo de Feder, de acordo com informações que constam da página da Secretaria de Educação e Esportes do Paraná, possui graduação e mestrado em instituições de ensino de São Paulo.

Feder se formou em Administração pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e fez mestrado em Economia na USP (Universidade de São Paulo). Ainda foi professor da EJA (Educação de Jovens e Adultos), deu aulas de matemática por 10 anos e foi diretor de escola por 8 anos. O currículo inclui ainda assessoria voluntária da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e atuação como empresário do setor de tecnologia.

Agora, como titular do ministério, terá que assumir uma frente para coordenar uma resposta educacional em relação à pandemia do novo coronavírus. Entre os principais desafios, estão a realização das provas do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) e volta às aulas.

Com R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Agora o MEC terá ao menos dois fornecedores básicos de implementos de informática: Positivo e Multilaser.

  2. Beto Araújo disse:

    Agora vai!!!???

  3. Nando disse:

    Merda pouca é besteira, ele quer a coisa fedendo, por isso botou pra FEDER.

  4. Maricélia disse:

    Tomara que esse não seja mais um aloprado nesse desgoverno cuja característica é a disseminação de fake news e a venda do patrimônio público!

  5. PTêzinho disse:

    Não Tô Gostando!

  6. CNN disse:

    Jajá a globolixo descobre alguma coisa errada, ele deve ter se relacionado com alguma aluna!

  7. Justiceiro disse:

    Curriculum modesto, é verdade. Parece honesto. Só não são honestas as intenções dele: privatizar todo o sistema educacional brasileiro!!!

    • JL disse:

      Isso seria o ideal, ou tudo privado ou tudo público, não tem como essa concorrência dar certo.

  8. Rogério Rocha disse:

    Desse ninguém vai poder falar do currículo, até pq quase não tem.

  9. Ricardo Silva disse:

    Com essa escolha, está iniciado o processo de privatização da estrutura educacional pública federal no RN. Nós do IFRN precisamos de professor no ministério e não mais um BUROCRATA colocado por esse DESgoverno.

    • Cigano Lulu disse:

      E se o PT convocar uma plenária para escolher um nome para o MEC, será que o Capetão aprova? Sejamos realistas, né… que se peça o impossível!

    • Adriana disse:

      Precisamos sim de um professor só que CONSERVADOR. Só tem professores de ideologia de esquerda o que converge com o governo do momento. É não venha com mi, mi, mi, por que é assim mesmo, tem que está alinhado com o viés do governo. Aí o problema é que nunca mais serão representados. Kkkkkk

  10. Manoel C disse:

    Currículo honesto e verdadeiro. Boa jornada.

    • Carlos Oliveira disse:

      Sim, honesto! Parece que o seu curriculo está ok.
      Ele só responde a um processo na justiça de SP por fraude ao sistema tributario e sonegação de impostos que somam 3,2 milhões de reais.
      Coisa pouca! Enquanto isso, vamos pagando o nossos impostos em dia, honestamente e ficamos felizes. 🤡

COMENTE AQUI