Bolsonaro exige checagem de currículo de Decotelli e posse de ministro da Educação é adiada

Foto : Marcos Oliveira / Agência Senado

Marcada para esta terça-feira(30), a posse do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, foi adiada. Não há ainda nova data para Decotelli tomar posse — se é que um dia tomará.

As revelações de que Decotelli fraudou seu currículo, com doutorado (na Argentina) e pós-doutorado (na Alemanha) inexistentes, são o motivo do adiamento.

Jair Bolsonaro exigiu uma rechecagem do currículo de Decotelli. Quem fará o pente-fino será a Abin, que deixou passar por debaixo das pernas esse vexame.

Lauro Jardim – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. François Cevert disse:

    Pelo visto vai sobrar apenas um EJA (Educação de Jovens e Adultos) pra esse senhor!!!

  2. Morais disse:

    É pra rir ou pra chorar? Nossa situação é cada vez mais incerta!

  3. Atento disse:

    Pessoal, esse ministro da educação é um tremendo 171, se brincar ele é apenas cabo da marinha.

  4. Emerson Fonseca disse:

    Kkkkk… A rede de informação do Bozo, tá realmente " furada " 😂😂😂😂😂😂

  5. Justus disse:

    Militar recebeu aumento? Nem Folha, nem Globo, nem CNN noticiaram. Que furo de reportagem! Como tem bem informado aqui. Nem os militares sabem.

    • Douglas disse:

      NA CBN
      Sem transparência, reajuste a militares dribla proibição de aumento de salários na pandemia
      Por Míriam Leitão
      29/06/2020 • 09:59
      O aumento no vencimento dos militares vai ocorrer justamente durante a pandemia. Em julho começa a valer o novo cálculo, que pode elevar o benefício em até R$ 1.600 para o servidor das Forças Armadas. Será difícil o governo se explicar. Ele está contornando a proibição de aumentos de salários nesse período, medida que ele mesmo apoiou. Além disso, o impacto desse artifício nas contas públicas não foi divulgado. O Ministério da Economia precisa mostrar os cálculos desse impacto.

  6. Zanoni disse:

    Se brincar, nem curso superior tem! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. Observando. disse:

    Presidente, da proxima vez faça o pedido a Abin previamente. Ou solicite ajuda a Cia, com seu amigo Trump.

  8. Douglas disse:

    Ele deve tá rindo assim contente com o aumento – R$ 1.500,00 – que o presidente, em plena pandemia, deu aos militares. Enquanto isso, Paulo Guedes fez de tudo para cortar os salários dos outros funcionários públicos. É o Brasil!!!

  9. Luiz Antônio disse:

    E tem gente sem noção que acha que militar é a solução.

  10. Antonio Turci disse:

    No lugar deste senhor, pederia desculpas ao Presidente, ao país, agradeceria, pegaria o boné. Ir embora é o melhor que ele poderá fazer.

COMENTE AQUI