Política

VÍDEO – (CONFUSÃO): Ministro da CGU Wagner Rosário é atacado em CPI, rebate chamando senadora de ‘descontrolada’ e se torna investigado

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, chamou a senadora Simone Tebet (MDB-MS) de “descontrolada” durante reunião da CPI da Covid nesta terça-feira (21). (VÍDEO AQUI em texto na íntegra).

A fala de Rosário gerou tumulto entre os senadores e o ministro deixou a sessão. Logo depois, a pedido do presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), converteu a condição do ministro de testemunha para investigado.

Rosário fez a declaração após Tebet criticar a postura do ministro em relação ao presidente Jair Bolsonaro e ao processo de aquisição pelo governo federal da vacina Covaxin.

A senadora afirmou, durante sua fala, que “a CGU não foi criada para ser órgão de defesa de ninguém”, sugerindo que Rosário atua para atender a interesses do presidente Jair Bolsonaro.

“Temos um controlador que passa pano, deixa as coisas acontecer”, afirmou a ela.

Tebet afirmou ainda que foram usados documentos falsos no contrato para a aquisição da Covaxin, que não foram detectados pela CGU. Rosário, então, rebateu, e disse que a senadora deveria ler o processo novamente.

“Bem, senadora, com todo o respeito à senhora, eu recomendo que a senhora lesse tudo de novo porque a senhora afalou uma série de inverdades aqui”, disse o ministro.

Tebet respondeu: “Não faça isso. O senhor pode dizer que eu falei inverdades, mas não me peça para fazer algo porque eu sou senadora da República.” A senadora disse ainda que Rosário estava “se comportando como um menino mimado.”

“A senhora me chamou de engavetador, me chamou do que quis”, disse o ministro. “Me chama de menino mimado, eu não lhe agredi, a senhora está totalmente descontrolada, me atacando”, completou.

G1

Opinião dos leitores

  1. Poderiam ajudar a senadora e libera-la ate passar essa crise da menopausa… uma espécie de “fique em casa”….A mulher tá um porre!! Ninguem aguenta..

  2. Esses vagabundos dessa CPI desrespeitam todos os depoentes que não dizem o que eles querem ouvir. E nada encontraram de concreto contra o presidente. Mera politicagem de corruptos notórios.

    1. Encontraram sim. E estão descobrindo a cada dia mais problemas nessa operação, por exemplo que Rosario retardou a abertura de investigação da compra da Covaxin por influência do mito. O nome disso é prevaricação, crime previsto no código penal. Direita Honesta é como Bolsonaro. Não tem o menor compromisso com a verdade.

  3. Esses Senadores da CPI se consideram intocáveis. Atacam todo mundo e se melindrao á toa.

  4. Essa é a chamada CPI do circo.
    Pense num povinho que presta um desserviço ao Brasil.
    Não produzem nada a não ser fofocas.
    Imoral…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ministro do STJ suspende tramitação de denúncia contra Flávio Bolsonaro e Queiroz no caso das supostas rachadinhas

Foto: Adriano Machado/Reuters

O ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), suspendeu nesta terça-feira a tramitação da denúncia que corre no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), o ex-assessor Fabrício Queiroz e outras 15 pessoas investigadas no caso das rachadinhas.

Em novembro de 2020, o Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Flávio Bolsonaro, Queiroz e outras 15 pessoas por organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no esquema que supostamente funcionava no gabinete do então deputado estadual.

A decisão foi tomada de maneira individual pelo ministro e atende a um pedido da defesa de Queiroz, apontado como operador do esquema. A suspensão tem como base a decisão de fevereiro da Quinta Turma do STJ — da qual Noronha faz parte — que anulou a quebra de sigilo bancário do senador e outras 100 pessoas.

Como revelou O GLOBO, a tramitação da denúncia havia sido retomada depois que o MP do Rio apresentou uma lista das provas que deveriam ser retiradas por terem origem direta ou indiretamente nas quebras de sigilo. Com isso, a desembargadora Maria Augusta Figueiredo determinou a notificação dos acusados para apresentarem resposta à acusação.

A defesa de Queiroz, entretanto, entrou com um pedido ao STJ para paralisar essa tramitação, alegando que a denúncia ainda se baseava nos documentos anulados pela Quinta Turma. Noronha acolheu o pedido, em decisão liminar, apontando que a denúncia utilizava elementos de prova anulados anteriormente. Com isso, determinou novamente a suspensão do caso.

“Com essas considerações, defiro o pedido liminar, suspendendo o curso da ação penal (…) para o reclamante até o julgamento de mérito desta reclamação. Estendo a concessão, de ofício, a todos os demais denunciados, eis que em tese prejudicados pela mesma iregularidade noticiada nestes autos”, escreveu.

No julgamento de fevereiro, a Quinta Turma do STJ considerou que faltou fundamentação na decisão do juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, que autorizou as quebras. Os votos favoráveis a Flávio partiram dos ministros João Otávio Noronha, Reinaldo Soares da Fonseca, Ribeiro Dantas e Joel Ilan Parcionik. Os quatro divergiram do ministro Félix Fischer, relator do caso, que optou por negar o pedido da defesa e foi vencido pelos colegas do colegiado.

Como Noronha puxou a divergência, virou relator do caso. Por isso, o pedido feito pela defesa de Queiroz no último dia 20 foi distribuído diretamente para ele. Em julho de 2020, quando ainda era presidente do STJ, o ministro foi responsável por conceder prisão domiciliar ao ex-assessor e à mulher dele, Márcia de Aguiar.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Acho que com essa notícia, os patriotas conservadores defensores dos bons costumes farão um grande movimento de protestos com seus carrões e as camisetas da seleção brasileira.

  2. Vixe, nessas postagens do Blog o Direita Desonesta das rachadinhas some! Omi, faça valer sua mamata e venha usar seus perfis para defender a família das rachadinhas cara…

    1. Vou repetir: tenta amadurecer ao menos o mínimo necessário para não ser ridículo. E cuida da tua vida. Quanto ao artigo, não há o que comentar. Decisão de um ministro, apoiada em outra decisão da 5a. Turma.

  3. Alguém pensou que isso ia adiante? País da impunidade.Esse é mais um sangue suga no governo da rachadinha.
    .

  4. Vixe, a família das rachadinhas que prometia defender a extinção do foro por prerrogativa de função acabou recorrendo dezenas de vezes para não investigarem o esquema criminoso da quadrilha e nada de priorizar a extinção do foro… Lulaladrão usou a mesma estratégia para retardar, suspender e finalmente anular o processo… A família do MINTO das rachadinhas tá fazendo a mesma coisa! Com a palavra do gado e a milícia digital paga que defende bandido! P.S.: O chefe da quadrilha não pode ser investigado pelo crime de peculato pois enquanto presidente só responder por crimes cometidos durante o mandato, que não são poucos …

  5. Pronto agora deu tudo certo, todos os bandidos corruptos impunes, luladrão, dirceu, gedel vieira das malas dos milhões, Flávio Bolsonaro, Dirceu. Saudades de Moro, essa cambada não tava mangando dos pagadores de impostos.

    1. A decisão da matéria acima prova a inocência de Flávio Rachadinha tanto quanto a decisão que anulou a condenação de Lulaladrao…

  6. Algum bicho de chifre vai mugir? Vão para a frente da casa do ministro? Vão querer invadir? Algum protesto no dia 07? Não, porque é isso que defendem, a não investigação da família.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Entorno de Lula defende ‘vice do centro’ e Maia como ministro em caso de vitória em eleição

Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

O entorno de Lula defende que o ex-presidente, na corrida presidencial de 2022, tenha “um vice de centro”.

“Não vai ser uma chapa de esquerda, com vice de outro partido de esquerda. Vai ter que ser ‘um vice de centro’, algo meio José Alencar, sabe?”, disse uma liderança da esquerda a O Antagonista.

O empresário José de Alencar foi o vice de Lula em 2002 e em 2006.

Essa mesma liderança confirmou a proximidade do deputado Rodrigo Maia, ex-presidente da Câmara, com Lula e afirmou que “Maia pode acabar virando ministro, se Lula for eleito”.

“Ministro do Planejamento ou da Economia, como sinalização ao mercado. Algo de estabilidade, algo como o Antonio Palocci foi no início do governo Lula ou o Joaquim Levy com a Dilma Rousseff“, acrescentou.

A mesma fonte disse ainda acreditar que, se vencer o pleito no ano que vem, Lula vai querer “abaixar a poeira” e “repetir seu primeiro governo, que foi de centro”. O político acrescentou que o governo de Jair Bolsonaro, por sua vez, com intervenções em polícias e nas Forças Armadas, por exemplo, “é a coisa mais parecida com a Venezuela que nós temos”.

A liderança aproveitou para chamar de “deslize idiota” os recentes comentários de Lula sobre os protestos em Cuba.

“É um erro, claro que é um erro. Algumas pessoas da esquerda ainda têm essa visão romântica com Cuba. É uma idiotice completa.”

O Antagonista

 

Opinião dos leitores

  1. O cara com o computador nas mãos escreve o que quiser. Nesse momento estou escrevendo que é uma mentira deslavada, fruto da cabeça doentia dessa turma na busca do que eles chamam a terceira via.

  2. A cachorrada tá grande, Nonhoo tá se segurando nos ovos do líder dos PeTralhas para ser qualquer coisa caso o mesmo venha a ser eleito, até para ASG dos PeTralhas ele topa, pois está mais esquecido do que cachorro quando cai de mudança, coitado.

  3. Um velho safado desse, já perto de ir do inferno pra dentro, ainda pensa em enganar o povo brasileiro, e juntar toda sua quadrilha só pra roubar, devia era ter vergonha na cara. Sabendo ele que esse dinheiro roubado serviria pra dá uma condição um pouco melhor pra quem vive na miséria, precisando de atendimento médico, uma escola ou creche pra um filho, ou uma polícia pra evitar que os bandidos roubem celulares dos trabalhadores nas paradas de ônibus, ou mesmo nas suas casas humilde, onde muitas vezes não tem o que comer. é um canalha esse luladrão.

  4. Ladrão.Chama logo o senador Jereissati do PSDB como vice, as máscaras caiu a um bom tempo.

  5. Como septuagenário, observo e acompanhei desde a década de 1960, no tempo que chamávamos o nosso Professor de senhor, disputávamos com nossos colegas de classe as melhores notas. Quase não havia violência. Andávamos pelas ruas até altas horas nos fins de semana e ninguém era assaltado. Havia ordem e disciplina. Hoje vemos a baixíssima qualidade do ensino, a destruição dos valores mais elementares, direito de mais e deveres de menos. O resultado é catastrófico. O governo federal atual muito se esforçou para melhorar o Brasil mais forças poderosas contrárias o impediu. Ainda tenho esperança de dias melhores.

  6. Bolsonaro, Roberto Jeferson, Ciro Nogueira, Onix Lorenzoni
    X
    Lula, Maia, Dirceu, Renan

    E tem quem brigue por esses. Volta Jesus!

  7. Fonte: O ANTAgonista, ou seja, credibilidade 0.

    Garanto que ninguém do “entorno do PT” conversa com esse site.

  8. Estou vendo coerência neste grupo Lulla, Rodrigo Maia, Renan Calheiros, Zé Dirceu, o Dep da cueca, eles merecem está juntos, pois são iguais e tem os mesmos princípios e ideais. Tenho pena é do Brasil em ter no rol de seus habitantes, gente como esta.

  9. O Presidente Lula vai formar um ministério técnico, com olhar social, para os que mais precisam.
    Atendendo ao empresário, mas sem deixar de incluir os mais necessitados.
    Erradicar a fome, com certeza, vai ser prioridade no governo do Presidente Lula.

    1. Mesmo discurso da Argentina,Venezuela, Cuba kk PT nunca mas !! Eu quero o meu dinheiro de volta que foi para os países comunistas!!

    2. Esse governo do PT esteva no poder décadas e agora vai erradicar a fome, depois de enriquecer os poderosos, empresários, construtoras e assaltar as estatais …
      Me poupe!

    3. Em 8 anos do governo Lula, me fale quantos dias, preciso apenas de “dias” que o Brasil virou uma Venezuela ou Cuba?
      Me lembro que o país tinha desemprego quase zero, miséria foi quase erradicada, bancos nunca lucraram tanto, era isso que tinha.

    4. Entendo, será que as dez maiores empreiteiras do Brasil ainda vão estar no cartel de obras marcadas? ainda vamos construir obras faraonicas em ditaduras? ainda vão aparecer 176 pessoas ex e amigos batendo com os dentes no bico, relatando as falcatruas?ainda vamos ter filho catador de estrume virando bilionário e Ronaldinho? Carlos Ganas, José Dirceu, Palocci, Paulo Bernardo, Barusco, Cervero, Leo Pinheiro, Emílio e Marcelo Odebrecht, Nelma Kodama, Alberto yuossef, Bumlai, esmola, vc um piadista de primeira linha ” erradicar a fome” deixando 13 milhões de desempregados, milhares de obras inacabadas, os aloprados, mensalão, cuecao, Lorenzetti, Renan Calheiros, Sérgio Machado, os irmãos Batistas, Kadhafi, Maduro, Cuba, o doidona da Bolívia Morales, a Anta, o Irã, minino vc é muito inteligente, pena que Leia pouco e seja bitolado, aquele imundo seu ídolo vai comer brocha, e por conseguinte vc e vcs fedorento a cachaça barata. Teu amigo era X9 da ditadura, Leia o livro do filho de Romeu Tuma.

    5. Os banqueiros irão continuar agradecendo esse “olhar social” que Lulinha. Erradicar a fome estilo fome zero? Vai sonhando!

    1. Caligulinha, vc agora é centrão ou direita?
      Txutxuca do centrão!

    2. Direita que recebe o Centro.
      Tá certo.
      O PR tem que se filiar ao PP pra surpreender os Brasileiros com o tanto de obras espalhadas pelo o país inteiro, coisa que a globo lixo não mostra.
      Jair Bolsonaro já é disparado o melhor presidente que o Brasil ja teve.
      Falta só os brasileiros tomarem conhecimento das coisas boas.
      O PR tem que buscar tempo de televisão, é fundamental…
      Fundamental!!!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

“É um alívio para a população. Trata-se de um monstro”, diz ministro da Justiça, sobre Lázaro

Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

O ministro da Justiça, Anderson Torres, afirmou à CNN que “ainda bem que isso acabou. É um alívio para a população” sobre Lázaro Barbosa, na ação que culminou na morte do suspeito de matar uma família em Goiás, e cometer outros crimes.

O ministro foi comunicado por tropas federais. “Trata-se de um monstro. Não há outra forma de adjetivá-lo. Matou uma família inteira, dois jovens, pai e mãe de forma bárbara”, disse. Ele evitou comentar sobre a morte de Lázaro Barbosa, disse que o governo de Goiás foi o responsável pela operação e que o governo federal prestou auxílio mas não encabeçou a ação.

De acordo com o governo de Goiás, houve um enfrentamento entre as equipes da polícia e Lázaro Barbosa. Uma fonte da investigação afirmou à CNN que Lázaro “nunca deixou de estar armado”.
Esta é a primeira manifestação de um integrante do alto escalão do governo federal após a ação em Goiás.

Governo do DF defende operação

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, defendeu à CNN a ação policial que culminou na morte do acusado de ser um serial killer, Lázaro Barbosa.

“Certamente as polícias fizeram o seu trabalho dentro dos limites da lei”, disse. “Se o resultado foi a morte desse perigoso assassino certamente foi pela situação de confronto criada pelo próprio”, ressaltou.

As circunstâncias em que se deu a prisão apontam para um enfrentamento entre o suspeito e a polícia. De acordo com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, houve troca de tiros. Lázaro foi baleado e morreu.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Lázaro morto, todos satisfeitos. Mas e o patrão dele? O fazendeiro? Lázaro era só um jagunço que cumpria ordens. Esse ministro está equivocado. Outros virão.

  2. Quem derrubou o mosteiro foi a policia, nada de derrubados, por vcs ele continuaria fazendo atrocidades, não são vcs que fogem de prisão e se escondem atrás de pirulito, a fama da petralhada vai longe e provocou mais estragos.

  3. Derrubamos o mateiro, só falta derrubar o miliciano e o vírus para voltarmos a normalidade.
    🙏

    1. Voltar a normalidade é eleger o ladrão de nove dedos e seus comparsas? PQP!!!

    2. Esquerda e direita depois de apoiar impunidade aos ladrões corruptos, agora decretaram pena de morte pra bandidos, esse último ato até que não é muito danoso como o primeiro. Unanimidade desses canalhas é a Impunidade dos corruptos ladrões, fizeram até uma lavagem cerebral nos seus apoiadores que até defendem os ladrões que vivem a saquear suas dignidades, coisa de acéfalos.

    3. No mateiro foram vinte dias, o COVID arrefece mais não desaparece e o presidente? Bem o presidente só fica, no maximo, para desespero de muitos jegues, até 2026 kkkkkkk.

    4. Eleitor do vagando Lula , aquele verme ladrao que fez o maior roubo da história da humanidade, aquele RATO

    5. Quem brochou, ou seja, foi derrubado, foi vc e essa CPI. O mateiro familiar do larápio que vivia se escondendo da polícia, foi derrubado pelas armas da polícia, jamais por vcs que adoram esse tipo de gente.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ministro defende repressão “cada vez mais dura” ao tráfico de drogas

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, disse hoje (22) que aposta na repressão ao narcotráfico como melhor estratégia de enfrentamento aos problemas decorrentes do consumo de drogas e da ação de organizações criminosas.

“A sociedade vem evoluindo e precisamos continuar discutindo os melhores caminhos para esta questão das drogas no Brasil – [mas] caminhos sempre voltados à repressão e para a diminuição do sofrimento das famílias e das pessoas”, disse o ministro na cerimônia de abertura da 23ª Semana Nacional de Políticas Sobre Drogas, que se estende até a próxima sexta-feira (25).

“Há várias correntes, mas nós, aqui, realmente defendemos a repressão e um trabalho cada vez mais duro em relação ao tráfico de drogas. E cada vez mais solidário em relação ao consumo”, afirmou Torres. Ele manifestou a necessidade das forças de segurança pública do país “jogarem muito duro com o [narcotráfico]” e, ao mesmo tempo, oferecerem aos usuários um tratamento diferente. “Não que o usuário também não tenha alguma responsabilidade neste sistema, mas precisamos tratar cada um da forma ideal”.

Durante a cerimônia, representantes das secretarias nacionais de Política sobre Drogas (Senad) e de Operações Integradas (Seopi), do ministério, e das polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF) apresentaram resultados de operações, apreensões e da venda de bens do tráfico de drogas realizadas entre junho de 2020 e o mesmo mês deste ano.

Segundo o secretário de Operações Integradas, Alfredo Carrijo, só no âmbito do Programa Nacional de Segurança das Fronteiras e Divisas (Vigia) foram apreendidas 673 toneladas de entorpecentes, entre 26 de junho de 2020 e 16 de junho de 2021. O volume é 111% superior às 317 toneladas apreendidas no período de junho de 2019 a junho de 2020. De acordo com Carrijo, as ações causaram prejuízo superior a R$ 2 bilhões às organizações criminosas.

As polícias Federal e Rodoviária Federal também relataram ter apreendido maior quantidade de drogas, armas, veículos, embarcações e até aeronaves utilizadas por narcotraficantes. Segundo os relatos, além de descapitalizar as organizações criminosas, as ações acabam por subsidiar parte das futuras iniciativas dos órgãos de segurança, já que uma parcela dos bens apreendidos são leiloados. O dinheiro arrecadado é destinado ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad), criado em 1986 para custear iniciativas que visem a reduzir a oferta e a demanda por drogas, incluindo o aparelhamento das forças de segurança pública.

De acordo com o secretário nacional de Política Sobre Drogas, Luiz Roberto Beggiora, entre junho de 2020 e junho de 2021, o ministério realizou 189 leilões, sendo que no primeiro trimestre deste ano foram arrecadados mais de R$ 37 milhões aos cofres públicos com a venda de bens apreendidos de criminosos.

Segundo o ministro Anderson Torres, a estratégia da pasta é utilizar o dinheiro apreendido das organizações criminosas contra o próprio crime organizado, além de intensificar a integração entre as forças dos diversos estados e federais.

Portaria

O Ministério da Justiça e Segurança Pública e a Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU), do Ministério da Economia, assinaram uma portaria interministerial para agilizar o processo de venda de imóveis apreendidos de criminosos, com reversão do dinheiro recolhido em favor da União.

“A parceria entre a Senad e a SPU estabelece procedimentos em âmbito nacional para agilizar e desburocratizar os procedimentos, bem como dar maior segurança jurídica na venda dos bens apreendidos dos criminosos relacionados ao tráfico de drogas”, afirmou o secretário Luiz Roberto Beggiora. O texto deve ser publicado no Diário Oficial da União nos próximos dias.

“Com esta portaria, temos a expectativa de, a curto e médio prazo, arrecadarmos mais de R$ 200 milhões. Além de contribuir para a descapitalização e enfraquecimento da criminalidade, os recursos arrecadados na venda destes bens serão aplicados em políticas públicas na área de segurança nos estados”, acrescentou o secretário.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Só existe o corrupto pq existe o corruptor, só existe o ladrão pq existe o receptador, da mesma forma só existe o tráfico pq existe o usuário, então não faz o menor sentido sser”solidário” com o consumo. Como assim?

  2. Cúpulas das FFAA, PF, PRF, AGU, PGR… Tudo dominado e loteado pelos bolsonaristas corruptos fura teto e chegados num pixuleco… vão perder as boquinhas e privilégios Já já… 2022 tá chegando e esse presidanta guzerá num passará nem pro segundo turno. Aí vai atrás do Trump pra arrumar emprego de puxa saco lambe botas…

  3. O governo Bolsonaro está promovendo um desmonte da segurança pública federal e isso está acontecendo sem ninguém perceber. existem duas formas de você enfraquecer a polícia. uma Externa que é atacando a sua moral e desqualificando-a frente a sociedade, como fazia o governo do PT. a outra é atacar internamente, nos bastidores, atingindo a moral e a vontade de fazer das instituições. Explico. as carreiras policiais civis da união e dos estados possuem características bem distintas das demais carreiras civis do serviço público. por exemplo. hoje a mesma lei que rege os direitos dos Policiais Federais,Rodoviários Federais e Policias Penais rege também os professores, os funcionários do IBGE, do Ibama e demais órgãos da união. Desde que governo Bolsonaro iniciou ele vem atacando os direitos dos servidores das polícias federais buscando igualar as poucas diferenças que restam com os demais servidores alegando que os policiais tem regalias. vamos lá: na iniciativa privada os técnicos em radiologia por exemplo até regime próprio de aposentadoria em função da exposição e do risco que correm é diferente. Pois bem, este tipo de peculiaridade de quem anda armado ou sai de casa para enfrentar a criminalidade está sendo aos poucos dissolvida. Ao ponto de que se os Policias Federais não se articulassem com o congresso, tudo já teriam perdido. na própria PF o Eduardo Bolsonaro é persona non grata, pois usa do distintivo de escrivão de polícia federal para angariar votos, quando na verdade está apenas iludindo o eleitor quando suas atitudes no congresso, seus votos e os projetos vindos do governo do seu pai são todos de desmonte das carreiras das polícias civis da união e dos Estados. Para o Governo Bolsonaro apenas os Oficiais das forças armadas são servidores públicos e passam ilesos de qualquer corte ou restrição orçamentária, digo os oficiais pq recentemente com a reforma da previdância militar o soldo final dos oficiais disparou e os praças ficaram para variar chupando o dedo. Assim, todo discurso do governo Bolsonaro falando que vai enfrentar a criminalidade é mera balela para fazer mídia.

    1. Não sei se espero esse comentário do Jefferson, virar uma série na Netflix para poder ver ou se compro um tonner novo, para imprimir e mandar encadernar.

  4. Lembrando a petezada que no período de 2003 a 2018 o avião presidencial e comitiva NÃO PASSAVAM POR REVISTA, ERRA PROIBIDO, TUDO LIBERADO, FARRA GARANTIDA, TUDO LIVRE, LEVE E SOLTO
    SÓ A PARTIR DE 2019 que a revista voltou, colocando ordem na zona instituída anteriormente.

    1. Lembrando a boiada que, havendo ou não revista (nos anos 2003 a 2018), os MILITARES são os responsáveis pelos aviões…ou seja, boiada burra, se havia droga antes…eram os mesmos milicos que traficavam…apenas continuaram com o governo Bozo…

    2. Espera..se a revista voltou em 2019…que diabo de revista é essa que não encontrou 39kg de cocaína pura?
      Pq quem encontrou foi a polícia da Espanha…

  5. Papel aguenta tudo… Na teoria é esse discurso; na prática é um avião presidencial com 39kg de cocaína!

    1. Zé matuto de Japi com suas alucinações, vai tomar teu remédio controlado imbecil, desde quando tinha droga no avião Presidencial, e esse militar viajava com sua anta antes, quanto não levou de droga nas viagens dos seus patifes, que só viviam viajando as nossas custas

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Ministro das Comunicações, Fábio Faria destaca modelo de gestão do prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César Câmara

Fotos: Divulgação

Em evento do Ministério das Comunicações, em Mossoró, o titular da pasta federal, Fábio Faria, teceu elogios ao modelo de gestão adotado pelo prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César Câmara. Na ocasião, o gestor representou a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn).

Na solenidade desta quarta-feira (15), com prefeitos e autoridades do Rio Grande do Norte, Fábio Faria declarou: “ Júlio foi reeleito com uma votação jamais vista em Ceará-Mirim, uma das principais votações do estado. Ele governa a cidade com praticamente 90 por cento de aprovação popular devido ao seu trabalho. Ele tem feito uma gestão que vai ficar para a história de Ceará-Mirim. Exemplo disso foi a forma de combate ao Covid-19 no município, que dá suporte a praticamente toda a medicina das cidades em volta”, encerrou.

O ministro Fábio Faria esteve no Rio Grande do Norte junto com o ministro da Cidadania, João Roma, para o lançamento da fase 1 do programa Digitaliza Brasil, que transforma o sinal da TV de analógico para digital.

 

Opinião dos leitores

  1. Júlio César vem fazendo um belo trabalho no enfrentamento ao Covid19. O oposto do que prega o governo federal a qual o Fábio Faria defende tanto.

  2. Grande Ministro Fabão Faria, fazendo um belo trabalho a frente do Ministério das Comunicações, orgulho para o povo potiguar, junto com outro excepcional Ministro Rogério Marinho, dois cabras machos do RN. Nunca na história desse país um Presidente prestigiou tanto o Rio Grande do Norte.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

País passa por transformação da infraestrutura nacional, diz ministro Tarcísio Gomes de Freitas

Foto: © Ministério da Infraestrutura

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse que o Brasil passar por um momento de “transformação da infraestrutura” nacional, apesar das barreiras orçamentárias para novos investimentos: “Estamos passando por um momento difícil, conjuntural, de forte restrição fiscal, mas isso vai passar”, declarou Freitas, ao participar, na manhã desta terça-feira (8), de um evento em comemoração aos 20 anos de criação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Ao falar sobre a necessidade de fortalecer a autarquia responsável por executar as diretrizes da política nacional de infraestrutura rodoviária, ferroviária e hidroviária federal, o ministro destacou as recentes realizações do órgão.

“Em um momento de pandemia, com o menor orçamento da história, [o Dnit] foi e entregou, no ano passado, 92 obras. Outras tantas já estão sendo entregues este ano. Imagina como vai ser quando o dinheiro voltar”, garantiu.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, cerca de 1.430 quilômetros de novas estradas foram entregues em 2020, superando em mais de três vezes os 400 quilômetros de pavimentação nova concluídos em 2019.

“Daqui a pouco, não vamos ter um quilômetro de rodovia [federal] que não esteja pavimentada”, disse Freitas, revelando otimismo. “Temos que pensar no futuro, em uma autarquia que, em breve, será ainda maior. A transformação da infraestrutura que está em curso tem muito a ver com a história desta autarquia”, acrescentou o ministro.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Essa reta tabajara só ficará pronta em junho/julho do ano que vem pro gado votar bonito na eleição do próximo ano.

    Pode anotar e me cobrem.

  2. Rapaz, tem gente q e trouxa, passo na reta tabajara duas vezes por semana, desde 2012 q comecaram a fazer essa obra, era pra está pronta antes da copa 2014, quem mandava no Brasil era pt, antigo PMDB,depôs disso a mata cresceu, a chuva criou buracos e barrancos, agora vem um ministro corajoso , competente, assumil não parou mais, tá andando, tá quase pronto o ingancho igapó, concluir o viaduto Goianinha, q fizeram uma gambiarra , e ficou interditado vários anos, esse ministro pra o nosso pobre em, e quem tá salvando a governadora, pois todas as obras importantes do RN são dele, e ela ainda crítica , isso e sacanagem

  3. Esse ministro seria um excelente nome para Presidente em 2022. Competência administrativa e política.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Ministro Paulo Guedes diz que números do PIB apontam para crescimento forte da economia do país

Foto: © Edu Andrade/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (1º), em Brasília, que o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre de 2021 aponta para um crescimento forte da economia este ano. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve crescimento de 1,2%, na comparação com os últimos três meses do ano passado. O PIB é a soma de todas as riquezas produzidas no país.

Em valores correntes, o PIB chegou a R$ 2,048 trilhões. Os dados são do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, divulgados hoje, no Rio de Janeiro, pelo IBGE.

“A economia veio forte. Quero manifestar que a economia cresceu no trimestre 1,2% na margem e 1% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, só no trimestre. O que sinaliza um crescimento bastante forte da economia esse ano”, afirmou Paulo Guedes, durante audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados para tratar de cortes orçamentários das universidades públicas.

Tom otimista

Segundo o ministro, o resultado do PIB no primeiro trimestre é melhor do que o esperado pelo governo para este período do ano. Ontem (31), o ministro apontou a possibilidade de o PIB crescer até 5% neste ano.

“Como a economia caiu muito fortemente na pandemia do ano passado e, esse ano, a própria ampliação da vacinação, o avanço dos protocolos e o aprendizado de como se proteger durante a pandemia estão protegendo um pouco mais a economia. É possível que estejamos crescendo a taxas bem maiores”, argumentou.

Guedes acrescentou que o resultado também trouxe uma maior arrecadação para o governo. O ministro disse que, com esse aumento, vai ser possível realizar a liberação de recursos contingenciados [bloqueados] do orçamento.

“A arrecadação está vindo forte e, na medida em que essa arrecadação veio, o que a gente fez: a gente tinha bloqueado R$ 9 bi”, disse o ministro, ressaltando que o Ministério da Economia só bloqueou os recursos, mas não é responsável pelas rubricas contingenciadas. “Agora vamos desbloquear R$ 4,5 bilhões. Desses, cerca de R$ 1 bilhão deve ir para o Ministério da Educação”, disse o ministro.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Grande Ministro da Economia Sr Paulo Guedes.
    Pena que Boa parte do congresso Nacional, não tem interesses de votar, algo que interessa ao povo e principalmente ao governo .

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Centenas de obras paralisadas pelo TCU ou por falta de verbas, em legado de más administrações, foram retomadas com Tarcísio de Freitas como ministro da Infraestrutura

Foto: Reprodução/Globo News

O ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, virou um trator neste Governo num modus operandi peculiar e sem ‘jeitinhos’.

Tarcísio de Freitas retomou centenas de obras paralisadas pelo TCU ou por falta de verbas, legado de más administrações passadas. Faz parcerias desde a turma da engenharia do Exército até os conhecidos empreiteiros.

Coluna Esplanada

 

Opinião dos leitores

  1. Obras que o desgoverno do PT fez foi só para roubar e ainda não terminava nunca, e ai que terminava como por exemplo uma reforma do Porto Ilha em Areia Branca que foi gastos mais de 300 milhões no governo da anta Dilma já está todo deteriorado com menos de 5 anos, e ainda tem gente que defende essa gente.

  2. Retomar é mais fácil que iniciar.A transposição foi reiniciada com 90 % pronta.A barragem de Oiticica tambem.Dificil é pensar no projeto,fazer as desapropiacoes,as licenças.Ele o Tarcísio teve omerito de dar prosseguimento ao vôo,mas o inicio sempre é o mais dificil,bebeu na caneca do cego,pegou a partitura já pronta…

  3. Neste tema ai os petralhas não tem narrativas manjadas para falar. O governo do capitão tem um canteiro de obras por este país afora, tudo obras que foram saqueada e não terminadas. Um quadrilha desta ainda tem a cara de pau para pedir seu voto, vai ter que engolir mais quatro anos do capitão

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministro da Saúde admite ‘dificuldade’ no fornecimento de vacinas para 2ª dose da CoronaVac

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu nesta segunda-feira (26) que há “dificuldade” no fornecimento de vacinas para aplicação da segunda dose da CoronaVac, utilizada contra a Covid.

Queiroga deu a declaração ao participar de uma sessão da comissão do Senado que discute medidas de combate à doença.

Nas últimas semanas, municípios de Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Amapá e Paraíba limitaram ou suspenderam a imunização por falta de doses para a segunda aplicação (clique no nome do estado para ler detalhes). Na Paraíba, a Justiça chegou a determinar a aplicação da segunda dose após ação do Ministério Público.

“Tem nos causado certa preocupação a CoronaVac, a segunda dose. Tem sido um pedido de governadores, de prefeitos, porque, se os senhores lembram, cerca de um mês atrás se liberou as segundas doses para que se aplicassem. E agora, em face de retardo de insumo vindo da China para o Butantan, há uma dificuldade com essa 2ª dose”, declarou Queiroga no Senado.

Há cerca de um mês, em 21 de março, o Ministério da Saúde mudou a orientação e autorizou que todas as vacinas armazenadas pelos estados e municípios para garantir a segunda dose fossem utilizadas imediatamente como primeira dose.

Ao participar da sessão da comissão do Senado nesta segunda, Queiroga disse que o governo emitirá uma “nota técnica acerca desse tema”.

Até a última atualização desta reportagem, a nota técnica mencionada pelo ministro não havia sido divulgada.

Ministro cita gravidade da doença

Em outro trecho da sessão, o ministro da Saúde afirmou que o número de óbitos registrados em 2021 mostra a “gravidade” da doença.

Ao todo, até este domingo (25), o Brasil registrou 390.925 mortes por Covid-19, segundo o consórcio de veículos de imprensa.

Somente em 2021, foram contabilizadas 195.949 mortes pelo coronavírus. O número de 2021 supera os 194.976 óbitos pela doença registrados em 2020.

“O número de óbitos no ano de 2021 hoje supera o número de óbitos que ocorreu no ano de 2020 inteiro, mostrando a gravidade dessa doença e a necessidade de adoção de medidas que sejam eficazes para vencermos essa situação grave na saúde pública nacional”, declarou Queiroga no Senado.

Medidas de prevenção

Aos senadores, Marcelo Queiroga afirmou que ações como a campanha de vacinação representam “esperança de uma solução mais eficaz” para o enfrentamento da pandemia.

O ministro da Saúde, então, voltou a defender algumas medidas recomendadas por especialistas como forma de prevenção.

“Claro que não é só a vacinação. Eu tenho, desde o primeiro dia que assumi o cargo, reiterado a importância das chamadas medidas ‘não farmacológicas’, como o uso de máscaras, o distanciamento social”, declarou.

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Como disse antes, as medidas do Ministério da Saúde são sempre equivocadas e atrapalhadas, pois se baseiam apenas no achismo e estupidez do chefe bolsonaro. É inacreditável que a vida de mais de 200 milhões de pessoas esteja submetidas as irresponsabilidades do presidente da república especialista em matar, como o próprio disse em campanha.

  2. Alguns profissionais da imprensa agem como prostitutas. O que vale é o dinheiro e não a verdade.

    1. Voce é retardado? O MINISTRO DA SAUDE foi quem informou da dificuldade. Mas, claro, como vou esperar sanidade de um sujeito que passa o dia na internet conversando lorota…

    2. Os que vendiam fake news para o governo federal, a respeito da Covid, por exemplo…

  3. Aí vem um monte de leseira criticar o governo do estado por nao disponibilizar vacina… que vacina?? Ja acabou! O ministerio mandou usar toda a reserva tecnica, e agora? So resta esperar.

  4. Vixe! E é? Mas não foi o Ministério da Saúde que orientou os Estados a vacinar sem guardar a segunda dose? E agora? Pense num povo aprumado e competente! Não é para menos termos ministros da saúde assim (o quarto da pandemia), afinal temos um presidente INEPTO que não trabalha PN!

    1. a ansiedade em vencer o vírus atrapalha até as mentes dos fabricantes das vacinas do butatã. vejam: se tem em mãos 10.000 Lts de IFA e se isto dar 50.000 doses e não se sabe se a china vai enviar mais ou quando vai, deveria-se trabalhar metade do estoque de IFA e, próximo a período da dose 2, fabricaria-se a outra metade das vacinas. assim nem se perderia os prazos de validade e nem ficaria ninguém sem a dose 2.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Governo federal vai cumprir plano de R$ 250 bilhões em investimentos até 2022, diz ministro da Infraestrutura

Foto: CNN Brasil. (ASSISTA AQUI)

O governo federal comemorou o resultado do leilão da concessão de 22 aeroportos nesta quarta-feira (7). O valor das outorgas ficou em R$ 3,3 bi. Em entrevista à CNN, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, disse que espera que o valor dos investimentos nesses aeroportos supere os R$ 6,1 bilhões acordados.

“Existe uma pauta mínima de investimentos que acontecem em função da demanda, mas acredito que esse valor vai crescer à medida que as empresas encontram novas necessidades”, disse o ministro.

Durante a entrevista, Tarcísio garantiu que o governo federal vai conseguir cumprir o plano de R$ 250 bilhões em investimentos contratados até 2022.

Perguntado sobre a viabilidade de atrair esses investimentos até o fim do atual governo, ele disse que “este é um projeto de Estado e o maior programa de concessão da história do Brasil, que não depende do calendário eleitoral”.

No pipeline de concessões, estão ativos muito importantes, como o Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o de Congonhas, em São Paulo, e portos de Santos e do Espírito Santo.

Sobre o momento do leilão, o ministro da Infraestrutura disse que foi estratégico da parte do governo para atrair compradores. Com o real (muito) desvalorizado e o setor aéreo passando por uma crise aguda, o investimento foi considerado seguro para as empresas. Mesmo assim, o valor final, de R$ 3,3 bilhões, é 9.156% maior que o lance mínimo previsto pelo governo.

“Precisávamos aproveitar o excesso de liquidez e nos antecipar e chamar atenção para os próximos blocos”, disse Tarcísio.

O ministro da Infraestrutura ainda garantiu que há concorrência para todos os ativos que serão leiloados amanhã e na sexta-feira.

O governo federal vai leiloar, nesta quinta, a concessão de trecho da Fiol, ferrovia de 537 quilômetros na Bahia, para a qual é esperado investimento de 3,3 bilhões de investimentos em um prazo de 35 anos.

Na sexta-feira (9) também serão leiloados cinco terminais portuários, quatro no Porto de Itaqui (MA) e um em Pelotas (RS).

CNN Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. Esse ministro seria uma excelente opção para presidente em 2022. Mourão também seria um nome bom e com perfil para pacificar o Brasil.

  2. O centrão está “governando” o País. Agora a corrupção vai se alastrar com força. Esse governo já está totalmente dominado. O mintomaníaco fará qualquer coisa pra tentar se reeleger. Não fala noutra coisa. O Brasil está perdido.

  3. Verdade! só no RN já sumiram 5 MILHÕES, é tanto dinheiro que compraram mais 1 MILHÃO em sacos de lixo para guardar, e queriam gastar mais 8 MILHÕES para ser transportado em ambulâncias.

  4. Como as normas e instituições de combate à corrupção foram enfraquecidas no governo do MINTO, os corruptos de sempre farão a festa com tantos bilhões disponíveis por aí… E não vai ter lava jato nem prisão que segure!

    1. Logo você falando de lavajato pra conter corrupção? A sanha de comentar em todas as postagens lhe transformou num zumbi. Sem coerência, sem rumo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ernesto Araújo pede demissão do cargo de ministro das Relações Exteriores

Foto: Adriano Machado / Reuters

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pediu demissão do cargo. A informação foi repassada pelo próprio chanceler a seus subordinados. Segundo pessoas próximas, Araújo vai apresentar ao presidente Jair Bolsonaro formalmente ainda hoje o pedido de sua exoneração do cargo.

O ministro vinha sendo pressionado pelo Congresso. Na semana passada, o presidente da Câmara, Artur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, pressionaram o presidente Jair Bolsonaro a demitir o chanceler. Lira chegou a dizer que Araújo perdeu a capacidade de dialogar com países.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Como Internacionalista, devo admitir que o cargo de Chanceler era maior que Ele. Pequenez, fazia parte antes de Ministro, do baixo clero da Diplomacia

  2. Inepto! Muitos brasileiros sofrendo em Portugal. Presos la esperando voos de repatriamento sempre adiados e nada.
    Ja vai tarde.

    1. Grande homem da Terra Plana. Olavo de Carvalho tá tliste hoje. Na Terra Plana ser honesto é mentir para agradar seus deuses criadores.

    2. Ministro das Relações Exteriores não basta ser honesto, isso é o mínimo. Precisa ser competente. Esse aí era um diplomata de segundo escalão que nunca sequer tinha sido embaixador. Só criou confusão nas relações externas. Já vai tarde.

    3. Fabio29/03/2021 às 13:59
      Grande homem . Honesto. Nem todos gostam dessa virtude .

      Caro Fábio, honestidade não tem que ser requisito para ocupar cargo em qualquer esfera da administração pública, SER HONESTO é obrigação de qualquer cidadão.

  3. Mais um seguidor de Olavo de Carvalho demitido, assim o governo perde a sua principal característica, a visão terraplanista e esquizofrênica. Mais uma derrota para a ala psiquiátrica desse governo.

  4. Sem dúvida ou com a maior certeza, o pior diplomata da história do Brasil. Entrou pequeno e saiu nanico. Vulgo comédia.

    1. Qual vantagem que o Brasil ganha em brigar com seu maior parceiro comercial? Você brigaria com seu melhor cliente a troco de quê? A troco de ideologias terraplanistas para agradar quem?

  5. Beato Salú vai tarde ,só um pricipiante em psiquiatria não faria o diagnostico,alienação mental.
    Finalmente desencalharam o brutamonte do canal de Suez.O Ernesto dezencalhou foi…..

  6. Conversa mole essa notícia. A China queria que o chanceler saísse, por cause dos interesses deles.

    1. É isso aí Mickey Mouse. Foi a China que o tirou, não a sua enorme inabilidade para o cargo e reconhecida incompetência.

  7. Congresso e stf só não tomam iniciativas, muito menos interpretam leis que tenham em seu bojo o combate efetivo contra a corrupção. Tudo deságuam na impunidade, leniência e perpetuação de privilégios não republicanos, e se alinham bem mais a ambientes ditadoriais.

    1. Verdade…, isso por que quem está no poder é um homem rude, burro, aí o congresso e o stf deitam e rolam, se bota um Moro, eles pegam em m****

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministro Marcos Pontes anuncia que três vacinas feitas no Brasil iniciarão testes

FOTO: ALAN SANTOS/PR – 17.06.2020

O ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, anunciou nesta sexta-feira (26) que três vacinas criadas no Brasil entrarão na fase de testes clínicos nos próximos dias. Ao lado do novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, Pontes defendeu que a criação de vacinas nacionais é uma questão de soberania e preparo para outras pandemias futuras.

“A gente vai ter outras pandemia infelizmente, então vamos ter a tecnologia para criar vacinas. E é uma questão de soberania, nós vimos a dificuldade que é importar vacinas durante essa pandemia”, afirmou o ministro.

Pontes não entrou em detalhes sobre as instituições que desenvolviam as três vacinas, mas afirmou que uma delas, que já tem registro na Anvisa para o início dos testes clínicos, foi criada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP (Universidade de São Paulo).

Ainda de acordo com o ministro, o processo de criação dessas vacinas começou ainda no ano passado, com quinze tecnologias diferentes. Dessas, três avançaram dos testes com animais para os testes clínicos.

A fala dos ministros ocorreu um dia depois do Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, anunciar a criação de uma vacina com tecnologia própria com a qual pediria o início dos testes em humanos à Anvisa. Nenhum dos dois ministros citou esta vacina durante a entrevista.

Em sua fala, o ministro da Sáude, Marcelo Queiroga, reiterou a preocupação de Pontes no Brasil ter uma produção nacional de vacinas, sem depender da importação. Ele também voltou a defender o distanciamento social e o uso de máscaras. “O Brasil não é a pátria de chuteiras, e sim a pátria de máscaras”, disse.

R7

Opinião dos leitores

  1. Eu vivo sempre no mundo da lua
    Porque sou um cientista,
    O meu papo é futurista
    É lunatico….

  2. Hoje pela manhã, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou a ButanVac. Agora o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, anunciou hoje, por volta das 15h, que a produção de três vacinas nacionais: MitoVac, Vac17,BolsoVac. É politização não para, peçamos a Deus misericórdia e proteção de todos nós brasileiros.

    1. Essa foi boa.. kkkkkk verdade amigo, infelizmente estamos vivendo essa situação!

    1. A que ponto chegamos. Um cientista da NASA sendo desqualificado por alguém que não deve ler em um ano o que ele lia em um dia.
      BRASIL, PÁTRIA EDUCADORA

  3. Pegou um governo com 400 bilhoes de folares em reservas internacionais e não soube admi istrar a tal da "gripezinha" este paspalho ao invez de abraçar a fiocruz e o Butantã ficou apoiando o uso de cloriwuina,anita e outros.

  4. Com mais de um trilhão de reais roubados por luladrão e sua quadrilha fica difícil investir até no básico como a saúde, imagina em ciências. Resultado é isso aí, o caos, e com essa pandemia, fatão desviando 5 milhões, licitações muito suspeitas, essa gente é do mal são verdadeiros assassinos. Pior, é que a lava-jato conseguiu recuperar vários bilhões de reais do roubo petralha, e com a anulação do processo luladrão, vamos ter que devolver esse dinheiro recuperado pra os ladrões. Tudo aplaudido e justificado por esses idiotas que comentam nos blogs. É o fim do mundo

    1. Os burrominions vomitam trilhões como se fosse a coisa mais natural…sabe nem do que tá falando…tem nem idéia do que representa um trilhão…
      Esse é formado na faculdade Bolsozap….carimba que é burro…
      Muuuuuuuuuuuummmmm

    2. Patrício jumento, some a roubalheira da Petrobrás, venda de medidas provisórias que prejudicaram os cofres públicos para beneficiar bancos, anfavea, empréstimos do BNDES sem lastro pra países estrangeiros… São tantas falcatruas, se somadas chegam fácil a dois trilhões, por isso que a quadrilha só era flagrada com milhões de reais em caixas, malas, apartamento, boiando em rios. Foi muito roubo. Só sendo burro pra não saber o que foi aquilo.

  5. Esse governo é uma piada de mal-gosto, as bolsas de doutorado estão cortadas faz tenpo. Depois o Brasil é obrigado a comprar bilhões em vacinas estrangeiras.

    As bolsas de mestrado quase n existem tem que rezar pra alguém terminar ou desistir do curso ou da bolsa.

    Cultura bolsonarista de asnos.

    1. Assina: zumbi de Lula e .maduro.
      Em casa, sem aula, a serviço da seita madurenha dia e noite falando bobagem…

  6. Esse, colocaram ele pra dar uma volta no espaço, se acha o astronauta…
    Era pra ter tirado uma foto do planeta e mostrar ao miliciano que a terra 🌍 é redonda.

    1. vejo todos so comentários contra e a favor do presidente, contra e a favor de Lula , mas tô pra ver entre todos , um que fale mais besteira do vc , ô pessoa pra falar mer…., sangue de Cristo tem poder.

    2. 😃😃😃😃…ele tirou a foto, Zé, mas não pode mostrar… senão será demitido…kkkkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

‘Política é do governo Bolsonaro, ministro executa’, diz Queiroga em Brasília

Foto: CNN Brasil

O cardiologista Marcelo Queiroga, escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir o Ministério da Saúde, realiza na manhã desta terça-feira (16) uma reunião com o atual chefe da pasta, o general Eduardo Pazuello, para organizar a transição do cargo.

Na chegada à Esplanada dos Ministérios, Queiroga falou com jornalistas e declarou que “a política (de saúde) é do governo Bolsonaro e não do ministro da Saúde. O Ministro executa”. Após a declaração, o médico disse ser necessário uma “união nacional para vencer o vírus”.

“O presidente está muito preocupado com a situação (do país na pandemia), pensa nisso dioturnamente”, afirmou. “O governo está trabalhando, politicas publicas estão sendo colocadas em prática, já anunciou cronograma de vacinação”.

Questionado por jornalistas sobre os projetos que pretende adotar na pasta, o futuro ministro não se manifestou sobre a possibilidade da sua gestão implementar políticas públicas de distribuição do medicamento hidroxicloroquina, ou aderir ao lockdown.

“As minhas opiniões são públicas, basta pesquisar”, respondeu.

Queiroga já havia se manifestado em entrevista à CNN que o lockdown não pode ser política de governo. Segundo o médico, a medida só deve ser utilizada em situações extremas.

O futuro ministro se recusou a avaliar a gestão do atual chefe do Ministério Saúde, mas defendeu o trabalho desenvolvido por Eduardo Pazuello e disse que dará continuidade ao que foi feito pelo general nos 10 meses em que ficou no cargo, como ministro interino e oficial.

“Não tem avaliação da gestão Pazuello, não vim aqui avaliar. Vim aqui trabalhar pelo Brasil”, disse. “O ministro Pazuello tem trabalhado arduamente para melhorar as condições sanitárias no Brasil e eu fui convidado pelo Presidente Bolsonaro para dar continuidade a esse trabalho”.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Trocou 6 por meia dúzia,mas é bom êle lembrar que as ações de um militar tem o agasalho das forças armadas,como médico êle fez um juramento bem diferente,o perigo em obedecer ordens "superiores" têm que ser avalisadas oelis conselhos de classe.

  2. Nada mudou. A solução é retirar o chefe e não errar mais nas próximas eleições. Quase 2 décadas de erro. O Brasil não aguenta mais políticos corruptos e inéptos.

  3. De que adianta pesquisar as opiniões na Internet se ele já mudou algumas, antes era a favor ao isolamento social agora é contra

  4. Tinha dúvida se dr Queiroga aceitou o convite sem a mancha da vaidade, infelizmente, agora tenho certeza.
    Outro pau mandado por um genocida. Pobre de nós brasileiros, só Jesus na causa/causo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ministro Rogério Marinho é internado e passa por cirurgia

 Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho está internado em um hospital de Belo Horizonte após se sentir mal na noite dessa quinta-feira (25).

Segundo o Hospital Felício Rocho, ele deu entrada na unidade de saúde com dor intensa no ombro esquerdo e precisou passar por uma artroscopia.

O hospital afirmou que, durante o procedimento, os médicos precisaram retirar um implante metálico, que havia sido colocado em uma cirurgia anterior. De acordo com nota da assessoria de imprensa do Felício Rocho, o procedimento transcorreu sem intercorrências e o paciente passa bem. Ele deve ter alta neste fim de semana.

Marinho cumpriu agenda oficial em Belo Horizonte. Na parte da manhã, ele se reuniu com o presidente da Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), Flávio Roscoe, o CEO da construtora MRV Engenharia, Rafael Menin, e o presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Paulo Solmucci.

Na parte da tarde, o ministro esteve reunido com o governador Romeu Zema (Novo), para debater pautas ligadas a recursos hídricos e recuperação de áreas atingidas pelas chuvas.

Gazeta Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Gilmar Mendes arquiva inquérito que investigava ministro Rogério Marinho por caixa 2

Foto: Sérgio Lima/Poder360 

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes determinou nesta 5ª feira (25.fev.2021) o arquivamento de inquérito que investigava se Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional, praticou caixa 2 (falsidade ideológica eleitoral).

A investigação foi aberta para apurar uma divergência nos valores declarados à Justiça Eleitoral na contratação de uma empresa que prestou serviço para a campanha de Marinho à Prefeitura de Natal (RN) nas eleições municipais de 2012.

A decisão de arquivar o inquérito foi tomada por iniciativa de Gilmar Mendes, que é relator do caso. A PGR (Procuradoria Geral da República) e a Polícia Federal haviam se manifestado pela prorrogação.

Gilmar Mendes entendeu que as investigações se prolongaram por mais de 3 anos sem que fossem apontadas conclusões ou reunidos elementos da suposta prática criminosa.

As investigações tiveram início após o cumprimento de mandado de busca e apreensão na operação Manus, em julho de 2017, contra o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (MDB). A PF encontrou arquivos que citavam a campanha de Rogério Marinho à Prefeitura de Natal, em 2012. Os investigadores apontaram em relatório que, em um dos arquivos apreendidos, constavam gastos de R$ 1,9 milhão “em espécie” e “oficiais” da campanha de Marinho com uma das empresas de Domingos Sávio da Costa Souza.

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no entanto, Rogério Marinho declarou naquele ano apenas R$ 499 mil a uma empresa para prestação de serviços de comunicação em sua campanha.

Em sua decisão, Gilmar argumentou que não ficaram comprovados indícios mínimos de autoria e materialidade do suposto crime que possibilitassem o prosseguimento do inquérito. O ministro também afirmou que houve violação ao direito fundamental de Marinho à razoável duração do processo.

“Portanto, observa-se que a presente fase inicial e preliminar de investigação já se prolonga por mais de 3 anos, sem que a autoridade policial e o Ministério Público tenham apresentado qualquer perspectiva de conclusão do inquérito, seja pelo indiciamento do investigado e oferecimento da denúncia ou pelo arquivamento dos autos”, disse.

Gilmar disse ainda que, caso não seja determinado o arquivamento dos autos, “haverá a inequívoca caracterização de constrangimento ilegal a ser suportado pelo investigado Rogério Marinho”.

“Não há elementos probatórios mínimos que sustentem a hipótese investigativa de realização de despesas não declaradas. Pelo contrário, as provas até então produzidas indicam que o ponto de divergência entre o empresário e o investigado reside na redução do valor do contrato inicialmente pactuado, o que teria causado prejuízos à produtora”, afirmou.

Erick Pereira, advogado do ministro, também comentou a decisão: “Essa investigação não tinha justa causa e nenhum elemento indiciário. Só servia para estratégia de acusação opressiva contra o ministro Rogério”.

Com acréscimo de informações do Poder 360

 

Opinião dos leitores

  1. ?
    Haja pizza pra bandidagem . Rogério Marinho deve arder no fogo do inferno
    A boiada passando em todas as esferas

  2. O Luladrão foi condenado em todas as Instâncias do Judiciário,ainda falta julgar varios outros processos, e a Quadrilha do PT ainda diz que o Luladrão é Inocente.Essa Quadrilha tem Idoneidade para falar de quem?????

  3. Vamos pilantradas meter o pau no Gilmar Mendes. Vamos pilantradas meter o pau no STJ. que livrou a cara do Flávio rachadinha.

  4. Vamos observar quantos e quem irá se revoltar contra essa decisão de Gilmar.
    Querem apostar que haverá um grande silêncio ou novas desculpas esfarrapadas?

    1. Vc acha justo um inquérito aberto por mais de três anos sem que a mínima prova tenha sido encontrada ou qualquer denúncia formulada? No caso de Lula, por exemplo, a polícia e a receita federal concluíram seus inquéritos com um catatau de provas, o MP fez a denúncia e o judiciário de várias instâncias julgaram…. agora…um inquérito sem início e fim para durar eternamente como uma mancha.. achem logo uma culpa e condenem… senão…encerrem!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *