Bolsonaro lidera intenções de votos para 2022, diz Veja/FSB; cenários apontam vantagem expressiva

Foto: Sergio Lima/Poder360

Jair Bolsonaro (PSL) lidera a disputa para a eleições de 2022. O atual presidente da República conta com 34% das intenções de voto. O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) tem 17%. Em seguida aparecem o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), com 11%, e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) com 9%.

João Amoêdo (Novo) fica em 5º lugar com 5% das intenções. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), aparece logo em seguida com 3%.

Os dados foram divulgados nesta 6ª feira (18.out.2019) pela revista Veja. O levantamento foi feito pela FSB. A pesquisa foi realizada por telefone com 2.000 eleitores de 11 a 14 de outubro de 2019 em todos os Estados. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Eis os outros 2 cenários de 1º turno:

2º TURNO
Eis os números:

Bolsonaro 46% x 38% Lula (branco/nulo/nenhum/não sabe: 17%)
Bolsonaro 46% x 26% Doria (branco/nulo/nenhum/não sabe: 29%)
Bolsonaro 43% x 39% Huck (branco/nulo/nenhum/não sabe: 19%)
Bolsonaro 47% x 34% Haddad (branco/nulo/nenhum/não sabe: 20%)
Huck 40% x 29% Haddad (branco/nulo/nenhum/não sabe: 32%)

Poder 360, com Veja

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wallace Nunes de Carvalho Trigueiro disse:

    Ciro Gomes 2022!

  2. JSL disse:

    Luciano Hulk ganhando, vai acabar com o Uber, pois só anda de táxis.

  3. Lula Livre #SQN disse:

    BOLSONARO 2022!

  4. Pedro disse:

    MORO 2022 !!!!!

  5. Realidade disse:

    Qual a utilidade de uma pesquisa agora? Validade nula e amanhã o Ibope ou o Datafolha publicam outra pesquisa com resultado invertido, todos ganhando de Bolsonaro!
    Mas falando em crise, se Bolsonaro não criar crises, como nunca antes na história desse país, a oposição e outros poderes constituídos que não aceitam ver um forasteiro, democraticamente colocado no poder, um ser que estava fora do grupo que poderia garantir e pactuar das articulações institucionalizadas no domínio do Estado, vão criar crise após crise, problema por problema, transformando nada em tudo de ruim.
    Qual dia desde janeiro de 2019 a maior parte da mídia não criou uma crise no governo?
    Se Bolsonaro tem tanto domínio, qual a razão da reforma da previdência não conseguir ser concluída depois de 10 meses? Quem impacta a reforma é Bolsonado ou aqueles que lutam pela retomado do poder?
    Os gritos desesperados de todos que perderam as benesses da articulação política podem ser ouvido em alto e bom som, comprovadas em suas continuadas decisões e matérias contra o governo e, como o povo brasileiro está vendo, não são poucos.
    A grande diferença entre os lados políticos no Brasil é que a esquerda por mais corrupção que seja comprovada, provada e apresentada, pois mais que sejam condenados pela justiça, eles estão juntos e abraçados, mantendo seu repertório e defendendo suas mentiras a qualquer preço, mesmo que isso signifique transformar o Brasil numa Venezuela.
    Já a direita que se posicionou contra a corrupção, não sabe trabalhar unida, estão se perdendo no jogo de versões diariamente lançadas por aqueles que querem, precisam e estão lutando pela retomada do poder. Não é questão acusatória, é um relato da triste realidade que o Brasil passa hoje e que alguns, insistem em afirmar: Tudo normal no país, instituições funcionando normalmente! Estão mesmo?

  6. Eider Calafange de Carvalho disse:

    Voto no atual presidente

  7. Eider Calafange de Carvalho disse:

    BOLSONARO 2022

  8. Allan Laranjeiras disse:

    Ele não acredita em pesquisa (02)

    • Silvio. disse:

      Essa pesquisa e falsa.
      Nela o Mito ainda não ganha em primeiro turno, onde o correto é ganhar em primeiro turno, e disparado na frente, tem mais se incluir o nome do nosso herói Sérgio Moro, pra 2026, aí não tem nem graça, no mínimo da 87% já em primeiro turno.
      Kkkkm
      Esse país tem jeito.
      Basta afastar os ladrões da esquerda .
      Kkkk

  9. Curiosa disse:

    Ele não acredita em pesquisa

COMENTE AQUI