Bombeiros atenderam neste ano mais de 2 mil ocorrências envolvendo abelhas no RN; Natal e região lideram

FOTO: CBM/ASSECOM

Nos primeiros oito meses de 2020, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) atendeu um total de 2.173 ocorrências envolvendo enxames de insetos em todo o estado. Os dados foram divulgados pela Diretoria de Engenharia e Operações (DEO) na manhã desta quarta-feira (23).

Vale salientar que o período de reprodução das abelhas – de agosto a fevereiro – aumenta o perigo de ataques devido a incidência de incêndios florestais e por causa da defesa em relação a presença externa de homens e animais. “Além dos incêndios florestais que ocorrem nesse período do ano, o Corpo de Bombeiros também tem uma preocupação em relação as ocorrências envolvendo abelhas. Esses casos aumentam consideravelmente entre os meses de agosto e fevereiro, pois há uma maior produção desses insetos, consequentemente aumentando os enxames”, explicou o Comandante do Serviço Operacional do CBMRN, Major Christiano Couceiro.

Sabendo que as queimadas registradas nessa época do ano proporcionam que as abelhas saem do seu habitat natural buscando abrigo em áreas urbanas, a Diretoria de Engenharia e Operações (DEO) também introduziu esse tipo de ocorrência dentro da Operação Abrace o Meio Ambiente (AMA).

Além disso, pensando nos cuidados com os animais e seres humanos, o Major Couceiro ainda alertou a população sobre os perigos envolvendo acidentes com o inseto. “Vale lembrar que as abelhas agem porque são provocadas. Elas precisam se defender. Por isso estamos pedindo a população que evite qualquer tipo de contanto, que se afaste das colmeias. Todos os dias os nossos bombeiros intensificam ações contra os ataques de abelhas dentro de residências, escolas, hospitais e em estabelecimentos comerciais. No entanto, pedimos mais uma vez que a população não tente agir por conta própria e muito menos exterminar os enxames. O ideal é ligar no 193 e uma equipe especializada irá ao local realizar a captura e depois os animais serão devolvidos a natureza”, finalizou.

NÚMEROS POR JURISDIÇÃO

Natal e Região: 1.501

Mossoró e Região: 513

Caicó e Região: 96

Pau dos Ferros e Região: 63

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jobson eduardo disse:

    Isso aconteceu comigo uma vez, aí não quis matar e chamei os bombeiros para capturar elas. Só q pra minha surpresa eles me pediram um balde com agua e sabão em pó e jogarão nelas. Conclusão , mataram as abelhas.

  2. Lira disse:

    Qua a novidade? são pagos p isso mesmo. Ou querem criar TAXA DA ABELHA e colocar no carnê do IPTU ou do IPVA para que os trouxas paguem.

COMENTE AQUI