Diversos

Em três meses, Corpo de Bombeiros atendeu 133 ocorrências no RN envolvendo quedas de árvores; Natal a maioria

FOTO: CBM/ASSECOM

De janeiro a março de 2021, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) atendeu 133 ocorrências envolvendo árvores em todo o RN. Para esse tipo de atendimento, os militares são acionados para vistoriar as mais antigas, cortar aquelas com risco de desabar e remover as que já haviam caído.

Durante o período chuvoso a quantidade de ocorrências de árvores que oferecem algum risco de cair sobre as casas, nas instalações elétricas ou nas ruas aumentam significativamente, o que requer um cuidado redobrado da população. Por isso, ao constatar que uma árvore pode cair, a pessoa deve imediatamente acionar o Corpo de Bombeiros Militar, por meio do 193. “O mais indicado a ser feito, com a chegada do inverno, é a poda (remover galhos inúteis), pois ela se faz necessária para evitar incidentes. O objetivo principal das podas é evitar os riscos de queda das árvores. A poda é um serviço essencial para que as árvores possam se desenvolver no ambiente urbano”, disse o Major Daniel Farias, comandante do 1° Grupamento de Incêndio.

Ainda de acordo com ele, é preciso que a população entenda que o CBMRN só atende ocorrências em que realmente a árvore ofereça um perigo iminente para a sociedade. Caso contrário a prefeitura municipal deve ser acionada. “Se a árvore já estiver caída, obstruindo vias e causando riscos a integridade física de pessoas, os bombeiros eliminam o risco, ficando, nos dois casos, a responsabilidade da limpeza do local pelo órgão municipal competente. Já nos casos em que envolva energia elétrica, também é necessário a presença da empresa de fornecimento elétrico”, completou.

Dados do primeiro trimestre de 2021 por unidades

Natal – 109

Pau dos Ferros – 13

Mossoró – 10

Caicó – 1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Terceiro fim de semana de toque de recolher no RN tem 31 pessoas autuadas e 2 estabelecimentos comerciais autuados por desobediência

Foto: Divulgação/Sesed

Trinta e uma pessoas foram autuadas neste fim de semana em razão de desobediência ao toque de recolher ou por descumprimento dos decretos de combate ao coronavírus no Rio Grande do Norte. De acordo com a Polícia Civil, dois estabelecimentos, ambos na Zona Sul de Natal, também foram autuados pelo Procon Estadual por estarem funcionando sem autorização.

Da sexta (12) para o sábado (13), por desobediência ao toque de recolher, foram lavrados 2 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) em Mossoró, 1 em Upanema e 1 em Currais Novos. Também foi registrado 1 TCO em São José do Sabugi, onde um homem que estava em um estabelecimento comercial se recursou a usar máscara. A PM foi chamada e o homem levado à delegacia.

Já do domingo (14) para a madrugada desta segunda-feira (15), foram mais 5 TCOs, também todos no interior: 3 em Guamaré, 1 em Mossoró e um TCO para um grupo com 22 pessoas em São Paulo de Potengi.

Este foi o terceiro fim de semana de vigência do toque de recolher. No primeiro, foram registrados 2 TCOs por desobediência. No segundo, foram 28 TCOs e 9 estabelecimentos fechados.

Grande Natal

No dia 13 não houve ocorrências, e no dia 14 houve duas autuações do Procon Estadual em estabelecimentos na Zona Sul de Natal.

Opinião dos leitores

  1. QUE ADIANTA ISOLAR A POPULAÇÃO DURANTE À NOITE E SOLTAR DURANTE O DIA TODO?OS ONIBUS LOTADOS E MUITA GENTE NAS RUAS E AVENIDAS….

  2. O povo continua morrendo por falta de atendimento, leitos comuns, leitos de UTI, um verdadeiro descaso com a saúde do estado. Colocar polícia na ruma resolve apenas parte do problema, a governadora devia estar preocupada em dar assistencia aos acometidos pelo COVID, mesmo com restrições de horários, aglomerações, etc, o povo tem que se locomover e aí não tem como não se contaminar.

    1. Só um idiota chamado vitamina diz uma bosta dessa, serviu sim. Quantas vidas foram poupadas com o isolamento social.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Praias do Amor, Meio, Búzios e Forte lideram casos de salvamentos aquáticos no RN; ocorrências atendidas pelos bombeiros aumentaram 33%

Foto: Ilustrativa

O número de ocorrências atendidas envolvendo salvamento aquático pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) aumentou cerca de 33% no ano passado em relação a 2019. De acordo com os dados divulgados pelo Grupamento de Busca e Salvamento do CBMRN, 173 pessoas foram retiradas das águas com vida em 2020. Em 2019, 130 ocorrências dessa tipologia foram atendidas.

O relatório estatístico do Corpo de Bombeiros aponta que as maiores incidências ocorreram nas praias do Amor (50), Meio (31), Búzios (23), Forte (22), Redinha (16), Ponta Negra (06), Areia Preta e Tibau do Sul (05).

Além disso, buscando prevenir acidentes no litoral, os bombeiros intensificaram ações de orientações e advertências, em que o guarda-vidas abordam diretamente o banhista para falar sobre os riscos de afogamento e das condutas de segurança pertinente ao local do banho. Ainda segundo o relatório estatístico, em 2020, 38.536 pessoas foram orientadas e 14.470 advertidas.

Medidas de Prevenção

• Tenha atenção com as crianças;

• Coloque a pulseira de identificação fornecida pelos guarda-vidas;

• Evite ingerir bebidas alcoólicas e alimentos pesados antes de entrar na água;

• Nade longe de pedras;

• Pergunte sempre ao guarda-vidas qual o local mais apropriado e seguro para o banho;

• Certifique-se da profundidade da região em que deseja mergulhar;

• Respeite as instruções dos guarda-vidas e as sinalizações de perigo na praia.

• Caso alguém presencie um afogamento, é só entrar em contato de forma imediata com o Corpo de Bombeiros, através do 193, ou arremessar um objeto flutuante para a vítima até a chegada dos guarda-vidas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Em setembro, Corpo de Bombeiros no RN atendeu 245 ocorrências de incêndios florestais, mais que o dobro do mesmo período ano passado

FOTO: ASSECOM/BOMBEIROS

Apenas no mês de setembro, o 2° Grupamento de Bombeiros (2°GB), que responde pelas regiões de Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros, atendeu 245 ocorrências de incêndios florestais. No ano passado, durante esse mesmo período, apenas 112 chamados foram apontados.

“Realmente houve um aumento de ocorrências atendidas no interior do estado. Isso porque antecipamos de forma estratégica a Operação Abrace o Meio Ambiente – AMA, que consiste em uma ação integrada com vários órgãos do governo para prevenir e combater as queimadas. Começamos a fase de planejamento ainda em julho, estamos em outubro. Os números mostram que o trabalho tático lá atrás feito pelo Corpo de Bombeiros está trazendo resultados positivos”, disse o Diretor de Engenharia e Operações do CBMRN, tenente-coronel Santos Lima.

Segundo o relatório estatístico repassado pela Diretoria de Engenharia e Operações (DEO), a área do quartel de Mossoró teve 116 ocorrências registradas, enquanto Caicó e Pau dos Ferros, respectivamente, registraram 70 e 59 atendimentos.

Operação AMA

Sabendo dos altos índices de queimadas que ocorrem durante o segundo semestre, o Governo do Rio Grande do Norte, montou uma força-tarefa com vários órgãos públicos que atuam na defesa do meio ambiente. O objetivo do trabalho em conjunto é prevenir e combater incêndios florestais durante esse período, garantindo a preservação da fauna e da flora.

Diante disso, o Corpo de Bombeiros Militar e o Idema lançaram a Operação Abrace o Meio Ambiente (AMA), que tem como intuito intensificar as ações contra incêndios florestais por meio de investimento em equipamentos de proteção individual, viaturas operacionais e outras estruturas necessárias para reforçar o trabalho de prevenção e combate.

Opinião dos leitores

  1. O que o governo estadual está fazendo para debelar esses incêndios ??? Ou a preocupação é apenas com a Amazônia e o Pantanal ?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bombeiros atenderam neste ano mais de 2 mil ocorrências envolvendo abelhas no RN; Natal e região lideram

FOTO: CBM/ASSECOM

Nos primeiros oito meses de 2020, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) atendeu um total de 2.173 ocorrências envolvendo enxames de insetos em todo o estado. Os dados foram divulgados pela Diretoria de Engenharia e Operações (DEO) na manhã desta quarta-feira (23).

Vale salientar que o período de reprodução das abelhas – de agosto a fevereiro – aumenta o perigo de ataques devido a incidência de incêndios florestais e por causa da defesa em relação a presença externa de homens e animais. “Além dos incêndios florestais que ocorrem nesse período do ano, o Corpo de Bombeiros também tem uma preocupação em relação as ocorrências envolvendo abelhas. Esses casos aumentam consideravelmente entre os meses de agosto e fevereiro, pois há uma maior produção desses insetos, consequentemente aumentando os enxames”, explicou o Comandante do Serviço Operacional do CBMRN, Major Christiano Couceiro.

Sabendo que as queimadas registradas nessa época do ano proporcionam que as abelhas saem do seu habitat natural buscando abrigo em áreas urbanas, a Diretoria de Engenharia e Operações (DEO) também introduziu esse tipo de ocorrência dentro da Operação Abrace o Meio Ambiente (AMA).

Além disso, pensando nos cuidados com os animais e seres humanos, o Major Couceiro ainda alertou a população sobre os perigos envolvendo acidentes com o inseto. “Vale lembrar que as abelhas agem porque são provocadas. Elas precisam se defender. Por isso estamos pedindo a população que evite qualquer tipo de contanto, que se afaste das colmeias. Todos os dias os nossos bombeiros intensificam ações contra os ataques de abelhas dentro de residências, escolas, hospitais e em estabelecimentos comerciais. No entanto, pedimos mais uma vez que a população não tente agir por conta própria e muito menos exterminar os enxames. O ideal é ligar no 193 e uma equipe especializada irá ao local realizar a captura e depois os animais serão devolvidos a natureza”, finalizou.

NÚMEROS POR JURISDIÇÃO

Natal e Região: 1.501

Mossoró e Região: 513

Caicó e Região: 96

Pau dos Ferros e Região: 63

Opinião dos leitores

  1. Isso aconteceu comigo uma vez, aí não quis matar e chamei os bombeiros para capturar elas. Só q pra minha surpresa eles me pediram um balde com agua e sabão em pó e jogarão nelas. Conclusão , mataram as abelhas.

  2. Qua a novidade? são pagos p isso mesmo. Ou querem criar TAXA DA ABELHA e colocar no carnê do IPTU ou do IPVA para que os trouxas paguem.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Quase 12 mil boletins de ocorrências foram registrados no RN na Delegacia Virtual da Polícia Civil desde março; veja principais queixas

Foto: Reprodução

A Polícia Civil divulgou, na manhã desta segunda-feira (18), que os cidadãos registraram 11.787 boletins de ocorrências na plataforma da Delegacia Virtual da instituição, desde março deste ano, após a possibilidade de ampliação de registros de diversos crimes, com a publicação da portaria nº 066/2020-GDG/PCRN de 19/03/2020. Todos os registros foram feitos através do serviço virtual disponível no site da instituição (www.policiacivil.rn.gov.br).

“A disponibilização do serviço da Delegacia Virtual é um instrumento que oferece ao cidadão a facilidade de fazer os seus registros sem sair de casa, evitando possíveis contágios com a covid-19. Além disso, essa tecnologia permite uma otimização de recursos materiais e humanos da Polícia Civil do RN, gerando também uma agilidade na comunicação do crime”, destacou a delegada-geral Ana Cláudia Saraiva.

Dos quase 12 mil registros, 1.532 registros foram efetivados em março, 6.562 em abril e até a última sexta-feira (16) de maio, foram 3.693. “Ressaltamos que houve um aumento significativo entre os meses de março e abril devido à ampliação da Delegacia Virtual”, comentou a delegada-geral. Do quantitativo total de registros, os cinco maiores foram os de perda de documentos (4.578), furtos (1.895), roubo (829), acidente de trânsito (773) e fraude (520). Em termos percentuais, perda de documentos alcançou o patamar de 38,84% do total de registros.

Também foram registrados os demais crimes: estelionato (487), ameaça (468), comunicação (206), calúnia (179), dano e difamação (174 cada), apropriação indébita (153), estelionato – compra de mercadoria (120), invasão de propriedade (108), clonagem de placa de veículos (101), crimes contra o consumidor (91), falsidade ideológica (76), perturbação do sossego (72), extorsão via telefone (66), injúria (56), lesão corporal (48), constrangimento (45), desaparecimento de homem (36), falsificação de documento (36), desobediência a decisão judicial (35), violação de domicílio (34), perigo a vida e saúde de outrem (24), vandalismo (24), acidente de trabalho com dano (23), dano causado por fenômeno naturais (22), esbulho possessório (22), adulteração (20), desacato (20), denunciação caluniosa (19), furto a bancos (19), crueldade contra animais (18), vias de fato (17) e outros crimes com menores contabilizações.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Enxames de insetos lideram ocorrências dos bombeiros em Mossoró

Os pedidos de socorro onde o risco envolve enxames de insetos lideram as estatísticas de ocorrências registradas pelo Corpo de Bombeiros em Mossoró e região. Nos primeiros três meses de 2020, das 251 ocorrências atendidas, 56 correspondia a algum tipo de perigo desta natureza. Os dados foram coletados através dos Relatórios Mensais de Atividades (RMA) e divulgados pela Diretoria de Engenharia e Operações do Corpo de Bombeiros do RN.

Pensando na segurança da população, a Seção Independente de Defesa Ambiental (SIDAM), que tem como principal objetivo garantir a segurança do meio ambiente, seja por combate a incêndios florestais, por captura de animais, e outros, recomenda os seguintes cuidados:

• Use roupas claras, pois as escuras atraem abelhas;

• Não grite, pois as abelhas são atraídas por ruídos;

• Evite movimentos bruscos e excessivos quando próximo a colmeias;

• Evite operar qualquer máquina barulhenta próximo a colmeias;

• Afaste os animais domésticos do enxame, qualquer barulho que eles façam, poderá irritá-las e desencadear um ataque;

• Ao se deparar com um enxame de abelhas em deslocamento, abaixe-se e se perceber que será atacado, corra, preferencialmente em ziguezague;

• Ensine as crianças a se precaver e não matar as abelhas;

• Caso seja alérgico a picadas, pergunte ao seu médico o que fazer;

• Caso alguém seja picado, é importante que faça a remoção imediata dos ferrões, pois eles continuam liberando o veneno;

• Em casos de formação de colmeias em residências, o proprietário deve acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros Militar através do 193.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Corpo de Bombeiros atendeu quase 2,6 mil ocorrências no primeiro trimestre, maioria na Grande Natal

Nos primeiros três meses do ano, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) realizou 2.591 atendimentos de ocorrências administrativas e operacionais em todo o Estado. Os dados foram fornecidos pelos Relatórios Mensais de Atividades (RMA) das unidades e divulgados pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE).

De acordo com os números levantados pelas unidades espalhadas em todo o Rio Grande do Norte, aproximadamente 83% do total das ocorrências correspondem a Natal e Região Metropolitana.

“Na Grande Natal temos uma procura maior e compatível com o número populacional. Coleta de leite materno, captura de abelhas, resgate, árvores oferecendo perigo e incêndios em suas diversas modalidades (florestais, urbanos, estruturais e entre outros) são algumas ocorrências destacadas pela corporação”, disse o diretor de engenharia e operações do Corpo de Bombeiros do RN, tenente-coronel Santos Lima.

Ainda de acordo com o tenente-coronel, no interior do Estado as principais ocorrências dos primeiros três meses do ano são de enxames de insetos, resgate de animais, incêndios florestais e desencarceramento veicular provocados por sinistros nas rodovias. “Na região de Mossoró atendemos 251 ocorrências, seguidas de 129 no Seridó e 70 na área de Pau dos Ferros”, finalizou.

NÚMEROS

– GRANDE NATAL – 2.141

– MOSSORÓ – 251

– CAICÓ – 129

– PAU DOS FERROS – 70

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bombeiros já atenderam 366 ocorrências de enxames de insetos na Grande Natal

Foto: Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) atendeu somente no primeiro bimestre (janeiro e fevereiro) de 2020, 366 ocorrências de enxames de insetos em Natal e Região Metropolitana. Os dados foram divulgados pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE), da Secretaria Estadual da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

Pensando na segurança da população, a Sessão Independente de Defesa Ambiental (SIDAM), que tem como principal objetivo garantir a segurança do meio ambiente, seja por combate a incêndios florestais, por captura de animais, e outros, recomenda os seguintes cuidados:

– Use roupas claras, pois as escuras atraem abelhas;

– Não grite, pois as abelhas são atraídas por ruídos;

– Evite movimentos bruscos e excessivos quando próximo a colmeias;

– Evite operar qualquer máquina barulhenta próximo a colmeias;

– Afaste os animais domésticos do enxame, qualquer barulho que eles façam, poderá irritá-las e desencadear um ataque;

– Ao se deparar com um enxame de abelhas em deslocamento, abaixe-se e se perceber que será atacado, corra, preferencialmente em ziguezague;

– Ensine as crianças a se precaver e não matar as abelhas;

– Pessoas alérgicas a picada de insetos deve evitar caminhadas em áreas de mata;

– Caso seja alérgico a picadas, pergunte ao seu médico o que fazer;

– Caso alguém seja picado, é importante que faça a remoção imediata dos ferrões, pois eles continuam liberando o veneno;

– Em casos de formação de colmeias em residências, o proprietário deve acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros Militar pelo telefone 193.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Defesa Civil reforça efetivo para atender ocorrências em Natal

Foto: Divulgação

Devido às chuvas que caem em Natal, a Defesa Civil Municipal vem desde as primeiras horas desta quinta-feira (09/01) atuando no atendimento a ocorrências, monitorando áreas de risco e isolando locais afetados que oferecem algum tipo de risco à população. O efetivo de plantão 24h foi reforçado com agentes que estavam de folga e a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) vem trabalhando em conjunto com os demais órgãos públicos na intenção de minimizar os problemas sofridos pela população.

As principais ocorrências registradas durante a noite dessa quarta-feira (08), foram relacionadas a pontos de alagamentos em ruas e avenidas. A Defesa Civil também registrou abertura de crateras em bairros como Nova Natal, Lagoa Azul e Pitimbu, e algumas residências sofreram com invasão da água das chuvas.

Além das equipes da Defesa Civil responsáveis pelo plantão regular, outras que estavam de folga foram convocadas para ampliar o efetivo no sentido de agir de modo preventivo com a possibilidade do aumento no número de ocorrências. “Como estamos sempre acompanhando os boletins meteorológicos dos órgãos oficiais, tomamos essa precaução até mesmo pelo volume de ocorrências já geradas chegando a 80 chamados”, explicou a diretora de Ações Preventiva da Defesa Civil de Natal, Luciana Medeiros.

Outros locais que oferecem risco à integridade física das pessoas estão sendo isolados pelos agentes de Defesa Civil e, dependendo da competência, estão sendo acionados os entes públicos responsáveis pela resolução dos problemas. As principais lagoas de captação de águas pluviais estão passando por monitoramento e até o momento nenhuma ocorrência de transbordamento foi registrada.

Os técnicos da Defesa Civil de Natal estão monitorando todo o sistema de chuvas da capital por meio das informações divulgadas pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden).

Para solicitar a intervenção da Defesa Civil Municipal, o cidadão dever ligar para o número 190, no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), onde há agentes para direcionar a ocorrência para as equipes de plantão. A Defesa Civil atua com foco em ações preventivas, de socorro e de assistência em casos de desastres naturais com intuito de evitar ou minimizar danos à população e preservar vidas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

CHUVAS: Defesa Civil de Natal trabalha com reforço de pessoal e viaturas no atendimento a ocorrências; veja locais mais atingidos

A Defesa Civil Municipal vem atuando nas últimas 24h com reforço de pessoal e de viaturas devidos as fortes chuvas que caíram na capital. O número de ocorrências atendidas pelos agentes subiu substancialmente, chegando a 23 intervenções durante o decorrer do dia e da noite dessa quinta-feira (25). A Prefeitura, por meio da Secretaria de Segurança Pública, disponibilizou novas camionetes de tração 4X4 para serem utilizadas no atendimento aos chamados, sendo uma delas da Guarda Municipal do Natal (GMN).

A maioria das ocorrências registradas pela Defesa Civil Municipal foram as relacionadas a alagamentos de ruas com invasão de águas em residências, como também abertura de crateras em vias urbanas. Um dos pontos registrados foi o rápido enchimento de algumas lagoas de captação de águas pluviais onde o sistema de bombas de sucção foi afetado, sendo em alguns casos, devido ao acúmulo de lixo urbano. Porém, nessas situações os agentes agiram acionando os órgãos competentes que realizaram os reparos no sentido de resolver ou minimizar os problemas.

Dados coletados pelos pluviômetros do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) instalados em cinco pontos distintos de Natal chegaram a contabilizar 151,75 mm de água nas últimas 24h, isso na região do bairro de Pajuçara, na zona Norte da capital. Também foram registrados os índices pluviométricos da região de Nossa Senhora da Apresentação (133,22 mm), Guarapes I (132,48 mm), Guarapes II (126,44 mm) e Cidade Alta (98,46 mm).

A secretária da Semdes, Sheila Freitas, ressaltou que a Prefeitura montou todo o aparato necessário para atender a população, principalmente as que residem em áreas de risco. Somente a Defesa Civil convocou todos os agentes de folga para atuar no apoio as pessoas afetadas pelas chuvas. A secretária alertou que o índice pluviométrico foi alto gerando muita água num pequeno espaço de tempo. “Queremos dizer a população que a Defesa Civil está atenta para atender e ajudar as pessoas que precisem”, comentou.

A diretora de Ações Preventivas da Defesa Civil Municipal, Luciana Medeiros, informou que mesmo com alto registro de chuvas não foi contabilizada nenhuma morte proveniente de sinistro causado pela queda d’água. “Nossos agentes verificaram que os danos foram materiais e nossa ação de interditar e isolar locais de risco, e orientar as pessoas afetadas, certamente, possibilitou esse resultado de não haver pessoas feridas”, explicou.

Mesmo com a trégua dada pela chuva nesse início de manhã de sexta-feira (26), a Defesa Civil Municipal continua em alerta monitorando áreas de risco e pronta para atender qualquer necessidade de intervenção, já que as informações dos órgãos técnicos é que Natal deve continuar com chuvas até este sábado.

Para solicitar a intervenção da Defesa Civil Municipal o cidadão pode ligar para o número 190, no Ciosp, onde há agentes para direcionar a ocorrência para as equipes de plantão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

CHUVAS: Defesa Civil monta esquema de emergência para atendimento de ocorrências em Natal

Devido às chuvas que caem em Natal, a Defesa Civil Municipal vem desde as primeiras horas desta quinta-feira (14), atuando no atendimento a ocorrências, monitorando áreas de risco e fiscalizando as lagoas de captação de águas pluviais da capital. O efetivo de plantão 24h foi reforçado com agentes que estavam de folga e a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) vem trabalhando em conjunto com os demais órgãos públicos na intenção de minimizar os problemas sofridos pela população.

As principais ocorrências registradas durante a noite dessa quarta-feira (13), foram relacionadas a pontos de alagamentos em ruas e avenidas. A Defesa Civil também registrou a invasão de água em uma residência situada na Rua Luiz Couto, no bairro das Quintas. O problema diagnosticado pelos agentes era o retorno de água servida que vinha da tubulação da Caern, que foi acionada pelos agentes.

Outro ponto que necessitou da intervenção da Defesa Civil foi na Rua Santa Luzia, no bairro de Igapó. No local, abriu uma imensa cratera com vazamento de água por uma tubulação. A área foi isolada e contatado os órgãos competentes.

De acordo com a diretora de Ações Preventivas da Defesa Civil, Luciana Medeiros, outras ações já devem ser efetivadas agora pela manhã. Entre elas está a remoção de famílias que estão residindo em áreas de risco iminente de desastres. “Serão transferidas famílias que estão em casas vistoriadas pela Defesa Civil na Comunidade do Jacó e no bairro de Mãe Luiza. Para isso a Prefeitura acionou a Semdes, Semopi, Seharpe e Guarda Municipal que vão atuar juntas nessa missão”, informou.

Outros locais que oferecem risco a integridade física das pessoas estão sendo isolados pelos agentes de Defesa Civil e, dependendo da competência, estão sendo acionados os entes públicos responsáveis pela resolução dos problemas. As principais lagoas de captação de águas pluviais estão passando por monitoramento constante, sendo observado o funcionamento das bombas de sucção e o nível de água. Até o momento nenhuma ocorrência de transbordamento de lagoas foi registrada.

Para solicitar a intervenção da Defesa Civil Municipal o cidadão dever ligar para o número 190, no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), onde há agentes para direcionar a ocorrência para as equipes de plantão. A Defesa Civil atua com foco em ações preventivas, de socorro e de assistência em casos de desastres naturais com intuito de evitar ou minimizar danos à população e preservar vidas.

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

CHUVAS: Defesa Civil em Natal atende a 12 chamados nas últimas 24 horas

18471Foto:Alexis Régis

O Departamento de Defesa Civil de Natal atendeu a doze ocorrências em toda a cidade nas últimas 24 horas. As chamadas se concentraram na zona Norte e na zona Leste da capital potiguar. De acordo com informações do coordenador da Defesa Civil, Jeoás Santos, nada de grave foi constatado. Dessas ocorrências, o caso que gerou mais preocupação ocorreu no Loteamento Novo Horizonte, onde uma residência ficou inundada e os moradores foram abrigados pelos próprios vizinhos da comunidade, conseguindo salvar os móveis e eletrodomésticos. O volume máximo de chuvas registrados em Natal nas últimas 24 horas foi de 99,51 mm na zona Norte e o mínimo foi de 50,61 mm no bairro Guarapes na zona Oeste.

Foram identificados também alagamentos nas avenidas Salgado Filho, Ayrton Senna, João Medeiros Filho, Capitão-Mor Gouveia e Rio Branco. As chuvas causaram o acúmulo de água nas ruas Josivaldo Gomes e São Mateus na Zona Norte. Jeoás Santos disse que essas inundações foram ocasionadas porque as galerias pluviais foram obstruídas pelo lixo. Ele pediu encarecidamente que a população colabore com o trabalho da Defesa Civil municipal e faça o descarte correto dos resíduos das residências, evitando o bloqueio do sistema de drenagem dos bairros.

Jeoás Santos falou que desde o inicio da manhã a equipe da Defesa Civil está realizando o trabalho de monitoramentos das lagoas de captação da cidade. Foi verificado que os níveis de água desses locais estavam altos e a secretaria municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi) acionou as bombas para aumentar a vazão da drenagem. Ele disse ainda que graças ao trabalho que foi iniciado no final do ano passado com a instalação de sete pluviômetros automáticos em todas as regiões de Natal as equipes da Defesa Civil estão acompanhando em tempo real o volume de chuvas, identificando imediatamente quais as áreas que necessitam de uma maior atenção: “Estamos trabalhando de forma integrada com vários órgãos da Prefeitura para atender no menor tempo possível os chamados que chegam a Defesa Civil”.

A Defesa Civil municipal está trabalhando em regime de 24 horas com uma equipe de cinco agentes. Segundo Jeoás Santos, a secretaria nacional de Defesa Nacional emitiu alerta máximo para Natal devido a previsão meteorológica das próximas 24 horas. Em virtude desse alerta, a Defesa Civil de Natal elaborou um plano de emergência e caso haja necessidade irá triplicar esse efetivo de agentes, chegando a 15. O cidadão que precisar dos serviços do órgão deve entrar em contato pelo disk Defesa Civil: 3232-3538 ou pode ligar para o 190.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Bombeiros registraram mais de 1.100 incêndios somente na Região Metropolitana de Natal em 2013

De acordo com os dados da Subcoordenadoria de Estatística e Análise Criminal (SEAC) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), o Corpo de Bombeiros Militar do RN (CBMRN) realizou entre janeiro e novembro de 2013, somente na região metropolitana de Natal e cidades vizinhas, um total de 12.248 atendimentos entre ações operacionais, preventivas e sociais, isso sem incluir as ações educativas contra afogamentos e acidentes de trânsito, realizadas durante a Campanha Praia Seguras, em janeiro deste ano, em que foram orientadas mais de 46 mil pessoas durante o verão.

Dentre as ações que mais exigiram do trabalho da corporação estão: 5.634 análises de projetos e vistorias realizadas pelo Serviço Técnico de Engenharia e as 1.897 ações de coletas de leite materno, feitas através do Programa Bombeiro Amigo do Peito, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), para o abastecimento dos bancos de leite do estado e diminuição dos índices de mortalidade infantil.

Entre os atendimentos operacionais que lideraram as estatísticas neste período estão: Enxame de Insetos (1420), Incêndios e Princípios de Incêndios (1149), Árvores oferecendo perigo de queda (492), Animais em risco ou oferecendo risco (228) e Vazamento gás de cozinha (134).

Com relação as ocorrências e incêndios registradas, no 1º semestre, 420 tiveram relação com áreas de matas (terrenos baldios e áreas de preservação ambiental), 212 em edificações residenciais uni-familiar (casas), 110 em veículos, 100 (lixões e entulhos em via pública), 86 em comércios, 14 em apartamentos, entre outros.

Solenidade que irá comemorar os 96 anos do Corpo de Bombeiros acontece hoje à tarde

Na tarde desta sexta feira (27), às 16h, a Governadora do Estado Rosalba Ciarlini, estará no quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, em Natal, presidindo a solenidade de 96 anos de criação do CBMRN. Na ocasião, a Governadora estará inaugurando obras, entregando equipamentos e viaturas e anunciando a realização de concursos públicos e seleções internas para corporação.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Defesa Civil de Natal atende a sete chamados em decorrência das fortes chuvas

A cidade do Natal sofreu com as chuvas ocorridas entre terça (3) e esta quarta-feira (4). O fenômeno foi considerado atípico para o período, uma vez que a média de chuvas para todo o mês de setembro é de 24mm, mas nas últimas 24 horas foram registrados 125mm de chuva. Esse volume de água provocou alguns pontos de alagamento pela cidade. A Defesa Civil de Natal, departamento ligado à Secretaria Municipal de Defesa Social (Semdes), está monitorando todas as regiões do Município para atender as chamadas da população. O secretário-adjunto de Defesa Civil e Direitos Humanos, Urbano Medeiros, informou que na manhã desta quarta-feira sete chamadas foram recebidas pelo órgão. Foram registradas solicitações no Passo da Pátria, Lagoa Nova, Bairro Nordeste, Nova Descoberta e Cidade Satélite, além de alguns conjuntos da Zona Norte de Natal.

O secretário também falou sobre o desabamento ocorrido no Passo da Pátria, destacando que a residência que não suportou o volume de chuvas foi construída de forma irregular sobre uma tubulação da estação de tratamento do esgoto. A Defesa Civil vistoriou o local e recomendou que o casal de moradores deixasse a residência, destacando o apoio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) para realizar o atendimento. Além dessa ocorrência, foi verificado também o transbordamento das Lagoas do Jacaré e Jiqui, sem maiores transtornos para as populações da área.

Ainda no inicio da tarde desta quarta, o Grupo de Ação de Emergência da Defesa Civil isolou uma área também no Passo da Pátria, onde uma tubulação de esgoto rompeu. As famílias que moram em ocupações irregulares perto dessa localidade, estão sendo atendidas pela equipe da Semtas para serem removidas para locais seguros.

O coordenador da Defesa Civil de Natal, Jeoás Santos, revela que os problemas de alagamento na cidade são agravados pela falta de consciência da população que faz o descarte do lixo residencial da maneira incorreta, acarretando no entupimento das galerias e bocas de lobo. Ele faz um apelo para que os moradores colaborem com o trabalho dos órgãos responsáveis: “A população precisa nos ajudar para prevenirmos essas situações”. A Defesa Civil fica em alerta 24 horas, monitorando as lagoas e os pontos de riscos existentes. O serviço pode ser acionado pelo número 190.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *