Caern presta assistência em acidente em Mossoró

FOTO: Caern/Assecom

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informa que a obra em andamento na Avenida Alberto Maranhão, com as ruas Crockat de Sá e Antônio Soares do Couto, estava devidamente sinalizada com cones e rede de proteção. Era possível os veículos passarem pelas duas vias. Somente a vala no meio da Alberto Maranhão estava aberta em um trecho, mas devidamente sinalizada.

O acidente ocorrido no início da noite deste domingo (24) está sendo investigado. Tão logo tomou conhecimento, o gerente da Regional Oeste, Márcio Bruno Dantas, foi ao local e dirigiu-se ao Hospital Tarcísio Maia para acompanhar a situação e prestar assistência, a um homem internado no hospital, que precisou de socorro, mas que está consciente e passa bem. De acordo com a população outras duas pessoas, não identificadas, estavam no carro, mas passam bem e não foram para o hospital.

Informações preliminares dão conta de que como chovia desde o final da tarde acredita-se que o veículo pode ter derrapado ou algo semelhante, a versão do acidentado, que se encontra no Hospital Regional Tarcísio Maia, eles foram desviar da sinalização e acabaram caindo na vala. A Caern realizou, por volta das 21h, a retirada do carro. Além disso, a Companhia destaca que o serviço de recomposição do trecho será iniciado nesta segunda-feira (25).

SOBRE A OBRA

A obra é conserto de vazamentos em coletor tronco (rede grande diâmetro) que leva efluentes até a Estação de Tratamento de Esgotos Cajazeiras. Na semana passada, a Caern concluiu o conserto do vazamento. Depois, passou a atuar no fechamento do buraco da Alberto Maranhão, entre a Crockat de Sá e Antônio Soares do Couto, no Bom Jardim.

A tubulação rompeu com a sobrecarga de ligações irregulares para a rede de esgoto e a sedimentação de areia carreada no período do inverno. Todas as obras da Caern são sinalizadas e feito bloqueio de veículos. As obras de escavação dependem de tempo firme para serem concluídas. As chuvas dos últimos dias não permitiram que o serviço fosse feito mais rapidamente.