Saúde

Casos de dengue no país têm maior patamar desde epidemia de 2015

O Ministério da Saúde antecipou este ano o combate ao mosquito Aedes aegypti. FOTO: EFE/ Marcelo Sayão

O verão ainda não chegou, mas o país já está em alerta contra a dengue e o mosquito Aedes aegypti, seu transmissor, pois foram registrados neste ano quase 1,5 milhão de casos, o maior patamar desde 2015, segundo dados oficiais.

Embora a doença seja endêmica no Brasil e os picos sejam comuns a cada dois ou três anos, o expressivo aumento de registros antes mesmo da chegada da primavera – que começa no próximo dia 23 – e da temporada de chuvas vem provocando preocupação na comunidade médica e científica do país.

Segundo dados do Ministério da Saúde, pelo menos 591 pessoas morreram devido à doença de 30 de dezembro de 2018 a 24 de agosto deste ano, e outras 486 mortes suspeitas de terem a dengue como causa estão sob investigação. Neste período foram registrados mais de 1,4 milhão de casos de dengue, um crescimento de 600% em relação ao mesmo período de 2018 (que foi de 205.791). Foi o maior índice desde 2015, quando houve 1,6 milhão de casos de janeiro a dezembro.

Apesar de a dengue ser considerada uma doença cíclica, a preocupação entre médicos, agentes de saúde e autoridades é que o período mais quente e úmido do ano ainda não começou.

“A temporada de chuvas ainda não chegou. É quando os casos se multiplicam. Nós ainda estamos no inverno – um bastante seco, inclusive. Não deveríamos ter esse pico da dengue agora, esses números estão fora da curva”, afirmou o médico Thiago Henrique dos Santos, mestre em Saúde Pública pela USP.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece que uma situação é considerada epidemia a partir de 300 casos para cada 100 mil habitantes. Atualmente, a taxa de incidência da doença no Brasil é de 690,4 casos a cada 100 mil pessoas, segundo o Ministério da Saúde.

Santos criticou o que classificou como desmonte das políticas públicas de prevenção da doença.

“O governo está correndo atrás do prejuízo”, disse o médico, que lamentou os cortes drásticos para o setor de saúde pública, que vem acontecendo desde 2016.

Essa redução, segundo Santos, impactou de maneira significativa os recursos das equipes de saúde ambiental que atuam em todo o país no combate à dengue e que dão orientação aos moradores sobre as melhores estratégias de prevenção da doença.

O médico e pesquisador Alexander Precioso, diretor da Divisão de Ensaios Clínicos e Farmacovigilância do Instituto Butantan, também vê os orçamentos cada vez menores como uma preocupação para todos que trabalham com pesquisa no país.

O especialista, no entanto, afirmou que, no campo da dengue, os recursos estão em uma “situação bastante satisfatória”.

Precioso é um dos pesquisadores responsáveis pelo desenvolvimento de uma vacina de dose única contra os 4 tipos da doença. Ele aponta que mesmo que a fórmula tenha proteção confirmada, dificilmente acabará sozinha com a doença, e por isso o país não pode abandonar as outras ações.

“A luta contra a dengue é uma batalha eterna. É uma luta que depende de políticas públicas de saúde, de ações governamentais, mas também da participação ativa da população”, garantiu.

Com isso, as visitas casa a casa e a orientação aos moradores de áreas de risco continuam sendo a maneira mais eficaz de combate aos criadouros do mosquito, permitindo, assim, que seja interrompido o contágio da população urbana.

“O período para que uma larva se transforme em mosquito é de apenas uma semana. É um ciclo muito rápido, constante e a partir do momento que as pessoas esquecem os recipientes cheios de água, os casos de dengue voltam a disparar”, declarou à Efe a agente de endemias do município de São Paulo, Dulcineia Prates.

Porém, a maior cidade do Brasil é considerada uma “bolha” que constrasta com os números nacionais: enquanto em todo o estado de São Paulo o coeficiente de incidência alcançou a marca de 959,7 casos por 100 mil habitantes, na capital paulista a taxa se situa em 138 casos a cada 100 mil pessoas, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde.

A coordenadora do Departamento Municipal de Vigilância em Saúde de São Paulo, Solange Saboia, contou que estão sendo preparadas atividades ampliadas de combate ao mosquito nos meses que antecedem o verão, devido à situação alarmante deste ano.

“Temos bastante preocupação em relação à chegada do calor e das chuvas e, por isso, estamos antecipando várias das estratégicas de intensificação”, explicou.

Por sua vez, a agente de endemias Marlene Ferreira, que há 18 anos faz visitas residenciais, lembrou que, para uma prevenção efetiva, é necessário um esforço coletivo, constante, maciço e metódico.

“Logo chega a temporada de chuvas, e qualquer respingo de água nos vasos de planta ou tigelas de animais já é suficiente para que o mosquito venha, coloque seus ovinhos, e a gente tenha um novo surto de dengue”, alertou.

EFE

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

TSE informa tempo dos candidatos à Presidência no horário eleitoral no rádio e na televisão

Foto: reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (18) a proposta de distribuição de tempo no horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão para os candidatos à Presidência da República.  A propaganda começa no dia 26 deste mês e vai até 29 de setembro.

A minuta de resolução foi apresentada durante audiência pública promovida pelo TSE e ainda poderá ser contestada pelos partidos. O texto final será julgado na terça-feira (23). O tempo é calculado conforme a representatividade dos partidos políticos na Câmara dos Deputados.

Conforme o cálculo, a distribuição do tempo diário dos candidatos nos blocos de propaganda ficou estabelecida assim:

Luiz Inácio Lula da Silva (3 minutos e 39 segundos) – Coligação Coligação Brasil da Esperança, formada pela Federação Brasil da Esperança (PT, PCdoB, PV), Federação PSOL/Rede, Solidariedade, PSB, AGIR, Avante e Pros

Jair Bolsonaro (2 minutos e 38 segundos) – Coligação Pelo Bem do Brasil (PL, PP e Republicanos);

Simone Tebet  (2 minutos e 20 segundos) – Coligação Brasil para Todos (MDB e Federação PSDB-Cidadania e o Podemos);

Soraya Thronicke (2 minutos e 10 segundos) – União Brasil

Ciro Gomes (52 segundos) – PDT

Roberto Jefferson (25 segundos) – PTB

Felipe D’Avila (22 segundos ) – Novo

Os candidatos ainda terão à disposição as inserções de propaganda durante a programação das emissoras.

Eymael (DC), Léo Péricles (UP), Vera Lúcia (PSTU) e Sofia Manzano (PCB), que não atingiram os requisitos mínimos, não terão acesso ao horário eleitoral. Pela cláusula de barreira, para isso, é preciso que as legendas tenham obtido 1,5% dos votos válidos na última eleição em um terço dos estados, ou nove deputados eleitos distribuídos por um terço do território nacional.

Pablo Marçal (Pros) não entrou na contagem. Sob nova direção, a legenda revogou a candidatura dele.

Ordem de apresentação

No dia 26 de agosto, primeiro dia do horário eleitoral, a ordem de apresentação dos candidatos à Presidência da República será a seguinte: Roberto Jefferson, Soraya Thronicke, Felipe D’Avila, Lula, Simone Tebet, Bolsonaro e Ciro Gomes.

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais.

Caso haja segundo turno  para a disputa presidencial e para governos estaduais, a votaçao será em 30 de outubro.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Natal: Léo Souza que teve grande votação na capital anuncia apoio a Dra. Júlia para federal

O publicitário e apresentador de TV Leo Souza é a mais nova adesão da candidata a deputada federal pelo PSDB, Dra. Júlia Ferreira. Pelo Cidadania, em 2020, Léo Souza concorreu a vereador em Natal e ficou entre os 10 mais votados com 4.022, que por questões de legenda não conseguiu o cociente.

“Precisamos alinhar pensamentos, projetos e ações pelo Rio Grande do Norte. Dra. Júlia representa tudo o que defendo. Ela é jovem, tem uma profissão que é médica e se coloca na política para defender a sociedade”, justificou o apresentador.

Conhecido nas telinhas como apaixonado pelo Rio Grande do Norte, Leo Souza integra atualmente a equipe do Domingão, apresentado por Luciano Huck na TV Globo. Influencer digital tem hoje mais de 90 mil seguidores no Instagram. Este ano foi incentivado a concorrer a deputado federal, mas adiou o projeto.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Brasil registra 206 óbitos e 22 mil casos nas últimas 24h

Foram divulgados os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quinta-feira (18), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass):

– O país registrou 206 óbitos nas últimas 24h, totalizando 682.216 mortes;

– Foram 22.167 novos casos de coronavírus registrados, no total 34.245.374;

A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 173. A a média móvel de novos casos é de 17.256.

O ministério da Saúde calcula que mais de 33,1 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Moraes agenda reunião com ministro da Defesa para distensionar ambiente com militares

Foto: TSE

Em gesto para tentar distensionar a relação com militares, o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, agendou para o dia 23, às 15h30, encontro com o ministro da Defesa, Paulo Sergio Nogueira.

A ideia é que esse encontro ocorra apenas entre os dois ministros, sem, portanto, a participação de técnicos da Defesa e do TSE.

Moraes tomou posse à frente da Corte eleitoral na última terça-feira.

O encontro é simbólico porque a relação entre militares e o TSE se desgastou nos últimos meses quando a corte ficou sob o comando de Luís Roberto Barroso e Edson Fachin.

Neste período, militares apresentaram diversas sugestões para o que consideram um aperfeiçoamento do sistema eleitoral. Elas foram feitas dentro do Comitê de Transparência Eleitoral, colegiado criado pelo TSE para debater melhorias no sistema eleitoral brasileiro.

Também no dia 23, Moraes receberá em audiência o diretor-geral da Polícia Federal, Marcio Nunes de Oliveira, e o diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado, Caio Rodrigo Pelim.

E, na segunda-feira (22), Moraes terá na agenda um encontro com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), às 15h15.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Xandão vai mandar o milico pintar a calçada do TSE
    🤣🤣🤣🤣🤣
    🚓🚓🚓🚓🚓
    👍🏻🇧🇷

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

TRE-RN mantém, à unanimidade, absolvição do Prefeito e Vice Prefeito de Espírito Santo/RN

Foto: Arquivo/TN

Nesta tarde o Tribunal Regional Eleitoral manteve a absolvição do Prefeito de Espírito Santo/RN, Fernando Teixeira, e do seu vice Toinho Venceslau, que foram acusados da prática de abuso de poder político e econômico e de corrupção eleitoral.

A acusação indicava que Fernando Teixeira tinha prometido o pagamento de valores e de outras vantagens a um candidato a vereador da chapa adversária para que o mesmo desistisse de sua candidatura e passasse a apoiar o seu grupo político.

Como prova das supostas práticas ilícitas foi juntada uma gravação em vídeo de reunião onde o tema teria sido tratado por Fernando Teixeira e os demais envolvidos.

A defesa na Corte Eleitoral patrocinada pelo advogado Cristiano Barros afirmou a ilicitude do vídeo, pois seria fruto de uma situação montada pela oposição (flagrante preparado), bem como seria, ainda, ilegal por não ter autorização judicial, tese que saiu vencedora à unanimidade dos votos do TRE-RN, mantendo-se os mandatos de Fernando Teixeira e Toinho Venceslau.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Emprego

“Vamos criar emprego em massa e exterminar os impostos destruidores de emprego”, diz Guedes

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que pretende “exterminar” os impostos que, segundo ele, limitam a criação de empregos no país em um eventual 2º governo Jair Bolsonaro.

“Vamos criar emprego em massa, vamos reduzir –eu diria que exterminar– os impostos que são os destruidores de emprego, que são os encargos trabalhistas.”

Guedes deu a declaração em evento com investidores, em São Paulo, promovido pelo banco BTG Pactual, nesta 5ª feira (18.ago.2022).

Segundo o economista, o governo quer implementar o programa Carteira Verde Amarela novamente, no qual seria permitido pagar menos tributos e encargos nas contratações.

O ministro afirmou que pretende incluir o sistema de capitalização em uma eventual reforma da Previdência. A medida foi incluída na reforma da Previdência de 2019, mas não foi aprovada pelos congressistas.

DÓLAR BAIXO

Guedes afirmou que o dólar deveria estar “lá embaixo” considerando o quadro do país. O patamar atual, segundo ele, está na faixa de R$ 5,20 por conta da “barulheira” política.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. Lula ladrao condenado prefere DOAR DINHEIRO dos IDIOTAS , leram ?? IDIOTAS BRASILEIRO PARA CUBA OU VENEZUELA 🇻🇪

  2. Dr Paulo Guedes, um brasileiro de verdade.
    Um patriota.
    Um cara que não precisa de emprego.
    Esse se quisesse, poderia esta aposentado.
    Como diz o ditado popular, PODE TIRAR OS ARREIOS E DEIXAR O BURRO NA SOMBRA.
    Resolvidíssimo no tocante ao dinheiro.
    Já tem o suficiente pra quinta geração.
    No entanto, está aí dando as suas contribuições.
    Obrigado dr Paulo Guedes.
    Os meus netos te agradece.

  3. É incrível como esse povo mente.
    Passaram 4 anos e nada fizeram.
    Agora vem com mais promessa.
    Gado burro que acredita nisso.

    1. Vote ladrao 13 .. o mesmo que doava dinheiro do Brasil para países DITADORES … o mesmo verme ladrao condenado quê preferiu construir estádios ao contrário de hospitais lebram ? O povo é idiota … IDIOTA passa fome , acredita em LADRAO

  4. Tchutchuca dos banqueiros..
    🤡🤡🤡🤡🤣🤣
    A vacaria imunda acredita nesse Robin Wood às avessas.

    1. POSSILGA, contra fatos não há argumentos. O Brasil é exemplo para o mundo. O choro é livre. Só é o que resta pra vocês. Não tem mais gasolina cara, né? Kk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Mudança na Lei de Improbidade pode ser aplicada a casos em andamento, decide STF

Foto: Carlos Moura/STF/SCO

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira (18), que as mudanças feitas pelo Congresso na Lei de Improbidade Administrativa exigindo o dolo (ou seja, a intenção em cometer o crime) devem ser aplicadas aos casos que ainda tramitam na Justiça.

No ano passado, os deputados e senadores excluíram da Lei de Improbidade Administrativa o ato de improbidade culposo (ou seja, quando não fica comprovada a intenção do agente público em cometer esse ato).

Isso significa que um agente ou ex-agente público que tenha sido condenado em 1ª Instância por um ato de improbidade administrativa culposo (isto é, sem que tenha sido demonstrada a intenção dele em cometer esse ato) pode recorrer à Justiça e ser julgado a partir dessa modificação da lei, que extinguiu esse crime.

Com isso, esses acusados seriam beneficiados pelo entendimento novo da lei.

Seguiram esse entendimento os ministros Alexandre de Moraes (relator do processo), André Mendonça, Nunes Marques, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Luiz Fux.

Essa decisão tem o potencial de ajudar uma série de políticos que têm ações pendentes na Justiça por causa de atos de improbidade administrativa praticados no passado, especialmente às vésperas das eleições, quando alguns deles pretendem disputar cargos eletivos.

Apesar disso, o Supremo formou maioria para que a nova lei não seja aplicada para os casos em que já haja uma condenação definitiva (que, no jargão jurídico, é chamada de transitada em julgado).

Além disso, o STF também formou maioria para que os novos prazos de prescrição (tanto em relação ao momento em que o ato foi praticado quanto em relação ao andamento processual) não retroagem. Isso significa que eles só podem ser aplicados a partir de agora, e não devem ser levados em conta para os casos do passado.

Em 2021, o Congresso mudou os prazos de prescrição de modo a tornar a regra mais benéfica aos réus do que anteriormente.

A análise desse ponto também era aguardada por alvos da Justiça, uma vez que poderiam ver suas ações negadas por causa da dilação do prazo de análise do processo.

O relator do caso, ministro Alexandre de Moraes, foi vencedor nos quatro entendimentos firmados pela Corte (acompanhado, em cada caso, por diferentes ministros).

A decisão se deu a partir do julgamento de um recurso em que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pediu a condenação de uma procuradora, contratada para defender os interesses da autarquia, ao ressarcimento dos prejuízos sofridos em razão de sua atuação.

Nesse caso específico, os ministros decidiram, por unanimidade, a favor da procuradora — portanto, contra a condenação pedida pelo INSS.

Como o caso teve repercussão geral reconhecida, o entendimento dos ministros neste caso será aplicado nos demais processos do mesmo assunto.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA DATAFOLHA: Lula mantém 47%, e Bolsonaro avança para 32%

Fotos: ALFREDO ESTRELLA / AFP e Marcelo Camargo / Agência Brasil

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (18), encomendada pela Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo, mostra o ex-presidente Lula com 47% das intenções de voto no primeiro turno da eleição presidencial, seguido pelo atual presidente Jair Bolsonaro, com 32%.

O petista manteve o percentual e o presidente avançou 3 pontos em relação à última pesquisa, feita na última semana de julho, que ainda tinha os nomes de André Janones (Avante) e Luciano Bivar (União Brasil).

Intenção de voto estimulada

  • Lula (PT): 47%
  • Jair Bolsonaro (PL): 32%
  • Ciro Gomes (PDT): 7%
  • Simone Tebet (MDB): 2%
  • Vera (PSTU): 1%
  • Pablo Marçal (PROS): 0%
  • Roberto Jefferson (PTB): 0%
  • Felipe d’Avila (NOVO): 0%
  • Sofia Manzano (PCB): 0%
  • Léo Péricles (UP): 0%
  • Soraya Thronicke (União Brasil): 0%
  • Eymael (DEMOCRACIA CRISTÃ): 0%
  • Em branco/nulo/nenhum: 6%
  • Não sabe: 2%

O questionário foi registrado no TSE no dia 12, antes da retirada da candidatura de Pablo Marçal e do registro da candidatura de Eymael como Constituinte Eymael. A pesquisa ouviu 5.744 pessoas em 281 municípios e tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

De acordo com o Datafolha, mesmo com um quadro diferente de candidatos, a pesquisa atual pode ser comparada com as anteriores porque o percentual atingido pelos candidatos que entraram ou saíram da disputa fica entre 0 e 2%, dentro da margem de erro dos levantamentos, “e dessa forma não compromete a evolução dos resultados registrados desde maio deste ano”.

Estratificação

A pesquisa mostra que Lula vai melhor entre os mais pobres, os que se declaram pretos e os que vivem na região Nordeste. As intenções de voto no petista são mais expressivas entre:

  • Eleitores com renda de até 2 salários mínimos (55%)
  • Quem recebe ou mora com alguém que recebe Auxílio Brasil (56%)
  • Moradores da região Nordeste (57%)
  • Autodeclarados pretos (60%)
  • Homossexuais ou bissexuais (69%)

Já Bolsonaro tem melhor desempenho entre os mais ricos, os brancos, os evangélicos e os que vivem na região Norte. A intenção de voto no presidente é maior entre:

  • Quem tem renda superior a 10 salários mínimos (43%)
  • Moradores da região Norte (43%)
  • Autodeclarados brancos (38%)
  • Evangélicos (49%)

g1

Opinião dos leitores

  1. Vamos lá bandidos, vamos votar no chefe da quadrilha, LULADRAO conta com seu voto, você que é semelhante a ele.

  2. Pelo datafoia Haddad é o presidente, a anta é senadora, o MITO não ganharia de ninguém, erraram pouquinho, só 63% das pesquisas.

  3. Estas empresinha de pesquisa ainda não se mancaram com essas pesquisas fajutas encomendadas, é pesquisa para enganar trouxas, o datapovo a realidade é gigantesca a favor do capitão, só vai cair a ficha dos esquerdopatas no dia 02 de outubro. O Brasil acordou faz tempo e estes povos comunistas não percebem.

  4. Meu voto é de LULADRAO, pois todo bandido que se prese deve votar nesse canalha, igual a vc que vai votar nele. Vc que que é um pilantra e que tem todas as características desse 🐀 de nove dedos, LULADRAO, vote nele.

  5. Bichos de chifres podem esperar uma redução de combustíveis até o final de semana. Devemos isso ao Lula 13. A cada pesquisa que ele está na frente , o tchutchuca do centrão entra em desespero. A preocupação deve ser depois que o Lula 13 ganhar no primeiro turno. O parasita, que não pode ver um celular que quer tomar, vai aumentar tudo até o final do ano.

    1. Pesquisa vindo dessa data foice e seus puxadinhos, não influi e nem contribui, pois são pesquisas arquitetadas, conforme suas convicções, quando parte pro corpo a corpo, o capitão deixa o luladtao no chinelo, inventem outra, isso sim, é um verdadeiro Fake News.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Celebridades

Simone e Simaria anunciam fim da dupla; irmãs seguirão em carreira solo

Foto: Globo/João Cotta

Simone e Simaria divulgaram uma nota nesta quinta-feira (18) anunciando o fim da dupla. Leia abaixo:

“Em respeito aos fãs, amigos e parceiros, Simone e Simaria comunicam oficialmente que as atividades da dupla estão encerradas. As artistas seguem, a partir daqui, em carreira solo.

Reiteramos que todos os compromissos de shows já contratados até a presente data serão pontualmente cumpridos por Simone.

“Me afastarei temporariamente dos palcos para cuidar dos meus filhos e da minha condição vocal. Sigo cumprindo meus compromissos de publicidade e planejando os próximos passos da minha carreira artística. Aos nossos fãs, todo o meu carinho, amor e gratidão, vocês são o meu combustível para seguir adiante”, diz Simaria.

Simone completa: “A minha vontade de estar nos palcos é imensa e preciso fazer aquilo que amo! Seguirei cantando e levando toda a minha alegria e amor para os fãs de todo o Brasil. Em breve estarei de volta aos palcos e conto com o apoio, carinho e energia de vocês nessa minha nova trajetória

As artistas agradecem a todos pela compreensão e esclarecem que essa pausa se fez necessária para a definição dos próximos passos de suas carreiras.”

g1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Candidato a deputado federal Prof. Josué deve pagar R$ 5.000 de multa por propaganda irregular

Foto: reprodução

Candidato a Deputado Federal pelo PL, José de Oliveira Moreira, o Professor Josué, recebeu do Ministério Público Eleitoral (MPE), uma punição por propaganda eleitoral irregular.

Prof. Josué publicou uma foto em suas redes sociais particular, com a seguinte frase: “Vote em quem irá trabalhar em prol do seu estado, cidade e da nação brasileira”, a foto foi publicada no mês de julho, antes do período eleitoral.

Com isso, na sessão dessa quarta-feira (17), a corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN), julgou como procedente a representação e aplicou uma multa prevista de R$ 5.000,00, que deve ser paga pelo candidato.

Josué é presidente do Partido Liberal em Mossoró, médico veterinário, ex-reitor Pro Tempore do IFRN, já foi candidato a prefeito de Mossoró três vezes e agora tenta uma vaga na Câmara dos Deputados.

Opinião dos leitores

    1. Datafolha e nada é a mesma coisa. Kkkk. Pega as pesquisas das eleições passadas e compare petralha alienado. Kkkkk

    2. Vai se contentando com isso até as eleições, possilga. É o único consolo de retardado, acreditar em pesquisas.

    3. Só preciso saber se o Bolsonaro não ganha de ninguém e tem a maior rejeição.
      Sendo assim, está dentro do normal.
      É certeza de uma nova faixa presidencial no ombro.
      Me passe os detalhes aí Nostra DANDO.
      o fió o fó.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *