Bolsonaro lidera com folga em MG, segundo maior colégio eleitoral do país, mostra pesquisa

O presidente Jair Bolsonaro, durante inauguração de obra em Sertânia (PE) Presidência da República/Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro lidera com ampla vantagem todos os cenários para a disputa presidencial de 2022 em Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do país (o primeiro é São Paulo), de acordo com levantamento do instituto Paraná Pesquisas feito entre os dias 18 e 22 de fevereiro.

No primeiro cenário, com Fernando Haddad como o candidato do PT, Bolsonaro recebe 35,6% das intenções de votos, ficando bem à frente do segundo colocado, Sergio Moro, seu ex-ministro da Justiça, que tem 11%. Em seguida, com 9,5%, aparece Ciro Gomes (PDT), seguido pelo petista, com 8,4%. Haddad disputou a eleição de 2018 e chegou ir para o segundo turno com Bolsonaro. Já Ciro ficou em terceiro lugar.

Na sequência aparecem o apresentador Luciano Huck, com 7,6% das intenções de voto, que não é filiado a nenhum partido e ainda não confirmou se será candidato; o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 4,7%; o empresário João Amoêdo (Novo), com 3,7%, e o líder do movimento sem-teto Guilherme Boulos (PSOL), com 1, 7% . Não souberam ou não responderam 4,5% dos entrevistados, enquanto 13,2% disseram que pretendem votar em branco, em nenhum ou anular o voto.

Em outro cenário, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como o candidato do PT, Bolsonaro continua na frente com folga, mas a vantagem diminui: ele aparece com 34,8% das intenções de voto, mais que o dobro do petista, o segundo colocado, com 17,1%.

Na sequência, Moro aparece com 10% das intenções de voto, seguido por Ciro (7,3%), Huck (6,1%), Doria (4,3%), Amoêdo (3,6%) e Boulos (1,5%). Não souberam ou não responderam 3,7% dos entrevistados. Já outros 11,6% dos consultados na pesquisa disseram que pretendem votar em branco, em nenhum ou anular o voto.

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bito disse:

    Choooooraaaaa esquerdalha!!!! Não é só a petralhada. É MBL, frente ampla, o que vier perde. Não tem adversário. O marreco vai pra cadeia.
    Cadê os eleitores de moro e mandetta?

  2. Vicentt disse:

    É em todo canto.
    Já está disparado no Nordeste.
    Kkkkkkkkk
    Não tem jeito.
    É primeiro turno.

  3. Ivan disse:

    Pois então corra e vá ser candidato ao governo de Minas, pois a peia no resto do país é grande. E meso assim 35% é muito pouco para quem em um eventual segundo turno não agrega mais ninguém.

  4. Cris disse:

    É comum a memória curta de uns.
    O candidato estava hospitalizado após a facada quase mortal em plena campanha eleitoral.
    O criminoso é Adélio. Lembram. Daí não participou dos debates.
    Aguardemos os de 2022.

    • Jeremias disse:

      Bolsonaristas sempre tentando reescrever a história. O motivo da não participação de Bozo nos debates NÃO foi a fakada. Ele se negou a participar depois de admitir que não entendia nada de economia. Aliás não entende nada de qualquer outro assunto, não tem civilidade para participar de discussão (veja comportamento recente com a imprensa) e sabe que quando abre a boca não tem compromisso nem com a coerência nem com a verdade. Vejamos os debates na próxima eleição, duvido que participe.

  5. Joao Bolsonaro disse:

    TRA TRA TRA 👉🏻👉🏻👉🏻👉🏻👉🏻👉🏻

  6. Flavio Lima disse:

    Não adianta essa pesquisa, a esquerda não acredita em nada que seja diferente da diminuição dos votos de Bolsonaro. Eles negam todo e qualquer fato que seja positivo para direita. Seguindo em frente, deixa eles com as versões e vamos com a realidade, que é muito maior que os 57 milhões de votos que teve em 2018. Goste ou não a esquerda, com todo boicote da mídia, com toda campanha difamatória de alguns meios de comunicação, com toda oposição que ele recebe pelo aparelhamento estatal.

  7. Pepe disse:

    Na hora H o novo presidente surgirá.Estas avaliaçoes por telefone são feitas de forma irresponsável,não existe sigilo.
    Muita água vai passar por baixo da ponte…

  8. Roque Santeiro disse:

    Onde homem? Logo na terra da Anta, é pau na moleira.

  9. Francisco disse:

    Definitivamente, Moro vai p o 2o turno, e com o 2o turno, se não houver outra facada, e Bolsonaro será obrigado a falar, aí são favas contada. Pela 1a vez na história, teremos um presidente que mudará a história do Brasil, e a riqueza de nossa nação realmente estará a disposição do povo brasileiro, e não na mão dos corruptos, q ao longo dos tempos tem surrupiados da grande maioria do nosso povo. MORO 2022!

    • Pepe disse:

      Claro,mas antes a populacão tem que assistir a apenas um debate.Mas Moro deve estar se preparando,precisa.Ele não tem o rabo preso com a extrema direita e muito menos com a esquerda

    • Heitor Eiro disse:

      Na eleição passada o presidente fugiu dos debates por não ter nem saber o que dizer. Como será na próxima em que, espera-se, ele não fuja de suas responsabilidades? É bom ele ir se preparando.

    • eu disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Moro não será candidato.

  10. HB disse:

    Seria interessante que o STF ( Supremo Tribunal da Furnicação) liberasse o presidiário, condenado, cachaceiro e bandido de Nove Dedos para concorrer, pois só assim, sepultaríamos, de uma vez por todas, com o famigerado PT.
    Chupa esta manga!
    Bolsonaro Forever

Gasolina e diesel alcançam os maiores preços médios já vistos nos postos do país

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

A gasolina e o diesel registram os maiores preços médios já vistos nas bombas dos postos de todo o Brasil. Na semana passada, a média nacional do preço da gasolina chegou a R$ 4,92 por litro, de acordo com dado mais recente da Agência Nacional de Petróleo (ANP). Isso representa 8% a mais que em fevereiro do ano passado, pouco antes de a pandemia de coronavírus se alastrar pelo mundo e derrubar as cotações do petróleo e dos combustíveis a seus menores níveis em anos.

Com a recuperação rápida dos preços globais da commodity e piorada por um dólar que também disparou, a gasolina brasileira saltou para os valores recordes de agora.

A maior média registrada anteriormente havia sido de R$ 4,72 por litro, em outubro de 2018, poucos meses depois da greve dos caminhoneiros que paralisou o país por duas semanas em maio daquele mesmo ano. Os valores não consideram a correção pela inflação do período.

Os preços dos combustíveis são acompanhados semanalmente pela ANP em mais de 2.000 postos em todos os estados, desde 2004. No mais caro deles atualmente, no Acre, já tem gasolina sendo vendida a R$ 6 o litro (veja o preço por estados mais abaixo).

Diesel passa de R$ 5

Nas bombas do diesel, a situação não é muito diferente. O combustível que abastece os caminhões está 2% mais caro que há um ano, antes da crise do coronavírus, e 0,8% acima do pior momento de maio de 2018, quando a escalada rápida no preço fez estourar a greve da categoria. As variações também não consideram a inflação do período.

Os aumentos são mais brandos, mas suficientes para que o combustível também tenha, hoje, o maior preço já capturado pela ANP em termos nominais. Na última semana, o preço médio do litro do diesel no país estava em R$ 3,88. O valor mais caro encontrado na semana, também no Acre, chegou a R$ 5,25.

Em maio de 2018, recorde anterior, o preço médio do diesel no país bateu R$ 3,83, e o posto mais caro chegou a cobrar R$ 5,20 pelo litro do combustível naqueles meses. Uma alta sincronizada do barril no mundo e do dólar no Brasil também foi a responsável por uma arrancada rápida nos preços dos combustíveis no começo daquele ano.

Dólar caro e petróleo em alta

O preço da gasolina e do diesel no país é definido pela Petrobras, que domina o mercado de combustíveis domésticos, com base no preço do barril de petróleo no mercado internacional e na cotação do dólar: quando uma ou as duas coisas sobem, o preço dos combustíveis sobe também.

Essa política de paridade passou a ser seguida pela estatal em 2016, no governo de Michel Temer, depois que o governo de Dilma Rousseff passou os anos anteriores mantendo os preços internos mais baixos do que os que eram pagos lá fora. Os congelamentos colaboraram para os quatro anos seguidos de prejuízo que a petroleira teve até 2017.

O barril do petróleo hoje é negociado na faixa de US$ 60 no mundo, depois de ter desabado aos US$ 20 nos piores momentos do ano passado. Ele já foi mais caro. Em 2008, por exemplo, chegou a passar dos US$ 100. Mas, dentro do Brasil, o custo era ajudado por um dólar extremamente barato, abaixo dos R$ 2.

Agora, o barril em alta encontra um dólar também alto, na casa histórica dos R$ 5,40, e foi essa sincronia de aumentos que levou às escaladas rápidas dos preços nas refinarias vistas nos últimos meses. Só neste ano, o preço da gasolina vendida pela Petrobras já subiu 34%, acompanhando um petróleo que também ficou 30% mais caro lá fora, em dólar.

Crise política na Petrobras

Na semana passada, a Petrobras anunciou um aumento de 10% na gasolina de uma só vez. No diesel, o reajuste foi de 15% no mesmo dia. O aumento foi o estopim para que o presidente Jair Bolsonaro anunciasse em poucas horas o corte de impostos sobre o diesel, em uma live, e a troca do comando da estatal, por um post no Facebook.

O corte de impostos pode reduzir o preço do diesel entre 8% e 10% por dois meses, mas deve custar mais de R$ 3 bilhões aos cofres públicos, buraco que ainda não foi explicado pelo governo como será tapado.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    O presidente vem fazendo a sua parte, isentou por 2 meses pis/confins do diesel, tem um projeto para unificar o ICMS no país, já deu o prazo de um mês para que os postos informem os ganhos de cada um dentro do processo da distribuição a venda, trocou o presidente da Petrobrás que só visava o lucro, essa dele falar que a greve dos caminhoneiros não era problema da Petrobrás, fechou o caixão dele, que não teve sensibilidade para o momento que o país atravessa.
    Aguardem que vem muito mais por aí o presidente corre na frente e quer o melhor para a nossa nação.

  2. Jailson disse:

    É o micto.
    Aumenta p 10 conto q a galera gosta!

  3. Roque Santeiro disse:

    Não acredito que vcs, extremamente inteligentes, votem no atual presidente, não votaram antes e não vão votar mesmo, não precisa, a pisa já aconteceu com 57 milhões de votos, vcs vão continuar votando em que furou a venta de vcs e puxa para todo canto, questão de doutrinação e falta de senso crítico, cegueira e burrice mesmo. Ele, nove dedos. além de contribuir com a quase quebra da empresa, ainda plantou seus macacos lá, e não serão ínfimos dois anos tempo necessário para desfazer o desmantelo de 16, 14 de vcs e dois anos do ex sócio Temer, podem torcer e votar contra, olhe para trás e vejam como as esquerdas Unidas vem subindo nas pesquisas, eleições de prefeituras e governos. Vcs precisam entender que é ideia política da sua turma se esfacelou na história do mundo, basta ler (se é que conseguem) um pouco e ver o sucesso do que desejam como sonho, por sinal, sonhar é salutar, dele vivemos. Vcs sonham de um lado a maioria sonha do outro, para isso serve a democracia que tanto detestam.

  4. Calígula disse:

    O MITO vai arrumar a Petrobrás que estava cheia de parasitas petralhas.
    O General Azevedo e Luna arrumou Itaipu e com 2,5 bilhões que conseguiu economizar, fez obras importantes.

  5. Gustavo disse:

    Vamos reeleger o minto, pessoal que tá tudo muito bom, o Brasil está organizado e seguro!

    • Dionísio Pereira Alves disse:

      Se está assim, qual a razão dos partidos de esquerda correr com ações para impedir a mudança na Petrobrás? O que tem ali que só alinhados a esquerda podem assumir a presidência?
      Quando os ex presidentes da Petrobras, escolhidos entre 2002 e 2016 foram condenados por corrupção, ninguém reclamou. Precisa desenhar?

  6. Roque Santeiro disse:

    Ei amigo, vc entende que a briga é exatamente para tirar esse poder de mando da Petrobras? Hoje, essa empresa infestada de pelegos, salários estratosféricos, "dona de suas ventas", faz o que quer, isso precisa acabar.

  7. Faça o bem disse:

    Obrigado Bolsonaro pelos aumentos exorbitantes dos combustíveis, VOCÊ É O CARA.

    • ireita radical disse:

      Bom era na época do petrolão né ?

    • Acorda Brasil disse:

      Eu não entendo a profundidade da lógica de um esquerdopata… senão vejamos: Se o presidente interferir comete "crime de responsabilidade", mas, ao mesmo tempo, o que ocorre na Petrobras é culpa dele? Vocês se decidam, isso é coisa de quem tem deficiência cognitiva (retardado, antes do politicamente correto).

Veja lista das ocupações com os 100 maiores e menores salários de contratação no país em 2020

Os cargos de direção executiva e atividades ligadas a áreas como finanças, engenharia, tecnologia da informação e saúde tiveram os maiores salários médios de contratação com carteira assinada no país em 2020, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia.

Diretor de produtos bancários e diretor de riscos de mercado foram as ocupações com maior salário médio de admissão em 2020, passando dos R$ 30 mil.

Enquanto isso, o salário médio de contratação no país ficou em R$ 1.777,30 em 2020, chegando a R$ 2.152,35 na administração pública.

Veja no quadro abaixo os salários médios de admissão por atividades econômicas no período de janeiro a dezembro de 2020 e a variação em relação a 2019:

Foto: Economia G1

Os salários médios se referem especificamente ao valor de remuneração dos profissionais contratados no ano e não podem ser usados como média salarial da ocupação, ressalta o governo.

O Brasil criou 142.690 postos com carteira assinada em 2020, segundo dados do Caged divulgados na semana passada pelo Ministério da Economia.

Veja os 100 cargos com maiores salários:

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ZéGado disse:

    Faltou cafetão dos boys de Pedroca

Aumenta número de empresas abertas no país

Foto: © José Paulo Lacerda/CNI/Direitos reservados

O número de empresas abertas em 2020 aumentou 6% em relação ao ano de 2019. É o que mostra o boletim anual do Mapa de Empresas, divulgado hoje (2) pelo Ministério da Economia. No ano passado, foram abertas 3.359.750 empresas no país e fechadas 1.044.696, o que deixou um saldo positivo de 2,3 milhões de empreendimentos ativos. O número de empresas fechadas também apresentou uma queda de 11,3% em relação ao ano anterior.

No total, o país fechou 2020 com 19.907.733 empresas ativas, o que representa crescimento de 3,2% em relação ao segundo quadrimestre (maio a agosto) de 2020. Segundo a pasta, o número reflete as medidas tomadas pelo governo para facilitar a abertura de empresas em meio à pandemia da covid-19, que levou muitas pessoas a buscarem no próprio negócio uma oportunidade para gerar renda.

São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os estados que têm mais empresas ativas, com quase 50%. O secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luís Felipe Monteiro lembrou que a maior parte dos empreendimentos está no setor terciário.

“Nessas empresas abertas há uma predominância daquelas que atuam no setor terciário da economia, especialmente comércio e prestação de serviços, que são mais de 80% de empreendimentos ativos no seguimento”, disse Monteiro.

O boletim mostra ainda que a maioria das novas empresas e de microempreendedores individuais (MEI). Foram registrados 11.262.384 MEI’s ativos no final do terceiro quadrimestre de 2020, dos quais 2.663.309 abertos em 2020. Um crescimento de 8,4% em relação ao mesmo período de 2019.

De acordo com a subsecretária de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato, Antonia Tallarida, os dados dos últimos anos mostram que a abertura de MEI’s tem elevado a taxa total de empresas abertas. Com isso, a taxa de representação total dos MEI’s tem se elevado nas medições.

“Em 2019 Os micro empreendedores individuais representavam 77,6% dos negócios aberto e, em 2020, a gente atingiu a marca de que 79,3% dos negócios abertos são MEI’s”, disse.

Entre outros pontos, o boletim apura informações relativas ao tempo médio de abertura de empresas, número de aberturas e fechamentos de empreendimentos, localização e atividades desenvolvidas.

Segundo o boletim, no terceiro quadrimestre do ano passado o tempo médio para a abertura de uma empresa foi de dois dias e 13 horas o tempo médio para a abertura de empresas no terceiro quadrimestre de 2020. Em janeiro de 2019, o tempo médio era de cinco dias e nove horas.

Estados

Entre os estados, Goiás é que apresenta o menor tempo médio para a abertura de empresas, e onde é possível registrar um empreendimento em um dia e duas horas. Na sequência, aparece Sergipe, com o tempo médio de um dia e cinco horas para a abertura da empresa.

Já os estados com o maior prazo de tempo para a abertura de um empreendimento são: O Rio Grande do Sul, onde se leva em media três dias e 20 horas para abrir uma empresa e Bahia, onde se leva, em média, seis dias e 20 horas. O estado, entretanto vem apresentando uma evolução nesse prazo, diminuindo em 22 horas o prazo na comparação com o quadrimestre anterior (maio a agosto de 2020) para abrir uma empresa.

Entre as capitais, o destaque é Curitiba (PR), onde se leva, em média, 22 horas para se abrir uma empresa. Em seguida, vem Macapá (AP), com um dia e uma hora. As capitais com maior prazo são Recife (PE), onde se leva três dias e 16 horas para abrir uma empresa, e Salvador (BA), que apresenta o prazo médio de oito dias e 17 horas para finalizar o procedimento. A capital vem melhorando a cada quadrimestre, diminuindo o prazo em 24h em relação ao quadrimestre anterior.

O secretário especial adjunto de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Gleisson Rubin, disse que com as medidas adotadas para diminuir a burocracia, atualmente, cerca de 45,5% das empresas conseguem ser abertas em menos de um dia.

“São as [empresas] classificadas como de baixo risco, que respondem por 60% do total de registros e para as quais não existe a necessidade de obtenção de alvarás e licenças e de serviços”, disse.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Potiguar disse:

    Tem gente mamando. MEI é empresa?

  2. Brasil acima de tudo disse:

    Daqui há pouco veremos os comentários dos esquerdopata, tipo do Zédogado, achando o cúmulo a abertura de empresas, para os esquerdopatas, quanto mais dependente do estado o povo, melhor…. Precisamos de EMPREENDEDORES…

  3. Brasil disse:

    Não divulguem , os PTralhas não gostam de trabalho 🤦🏼‍♂️

Em movimento tímido, grupo de caminhoneiros realiza parada em pontos isolados do país

Foto: Paulo Lopes / BW Press / Estadão Conteúdo

Na madrugada desta segunda-feira, caminhoneiros paralisaram estradas nas cidades de Cana Verde, Minas Gerais; Itatim e Vitória da Conquista, na Bahia, Colinas, no Tocantins e Votorantim, em São Paulo. Também há registros de bloqueio no Rio Grande do Sul. O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), um dos sindicatos que organizam a greve, divulgou vídeos em que mostra os pontos de paralisação da categoria em locais isolados do país.

Em Salvador, um grupo de caminhoneiros aderiu ao movimento, que teve início nesta madrugada e ainda é pequeno. Por volta das 8h30min, a categoria protestava na rodovia estadual BA 526, localizada na região metropolitana da capital baiana. Na região sul do Estado, ainda não há sinais de paralisação.

Mesmo com o movimento ainda tímido, líderes da categoria disseram que muitos colegas participam de casa. De acordo com a Associação Nacional de Transportes do Brasil (ANTB), não se sabe ao certo quantos dos 280 mil caminhoneiros baianos integram a ação.

Porto de Santos

Nesta segunda-feira (1º), representantes dos caminhoneiros se reuniram, em Santos, e decidiram que não haverá greve no porto. Eles entendem que este não é o momento para um movimento do tipo, visto que, por conta da pandemia, a necessidade de transporte é maior do que as reinvindicações do setor.

A Guarda Portuária monitora a entrada do local, mas a movimentação está tranquila. Para evitar possíveis aglomerações de grevistas, viaturas da guarda portuária estão paradas na avenida que leva aos principais terminais do cais santista, área onde os caminhoneiros costumam se reunir. O local foi isolado com faixas e cones.

Em 2018, caminhoneiros travaram o porto por vários dias, o que prejudicou o escoamento de produtos brasileiros para o exterior, causando filas quilométricas na entrada da cidade.

“Fora, Doria”

Também nesta manhã, um grupo de caminhoneiros interrompeu o trânsito em duas faixas da rodovia Castello Branco, na altura de Barueri, região metropolitana da capital paulista. O protesto foi contra o governador João Doria (PSDB), pelos altos preços nos pedágios e pela redução do ICMS.

O grupo não é ligado a nenhuma entidade e a pauta se diferencia da nacional, que pede, entre outras coisas, redução do preço do diesel e aumento do frete para a categoria.

Rodovias federais

Apesar das paralisações em pontos isolados do país, o Ministério da Infraestrutura e Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgaram comunicado no qual informam que, às 6h desta segunda-feira, todas as rodovias federais, concedidas ou sob gestão do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), encontravam-se com fluxo livre de veículos, não havendo nenhum ponto de retenção total ou parcial.

As medidas tomadas pelo governo federal na tentativa de impedir uma nova greve dos caminhoneiros não agradaram toda a categoria.

Entre outras reivindicações, os caminhoneiros querem redução de cobrança de PIS/Cofins sobre o óleo diesel, o aumento e cumprimento da tabela do piso mínimo do frete, estabelecido em 2018 após a paralisação de 11 dias, modificação da redação do projeto 4199/2020, o BR do Mar, sobre cabotagem, aposentadoria especial para o setor, um marco regulatório do transporte, entre outros pedidos.

Apelo do presidente

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro fez um apelo na tentativa de impedir a paralisação. “Não façam isso. Todos nós vamos perder. Você vai causar um transtorno na questão da economia, porque estamos vivendo uma época de pandemia”, pediu ele.

Após o início dos rumores, governo aumentou, de 2,34% para 2,51%, os preços mínimos de frete rodoviário, zerou a tarifa de importação de pneus para transporte de cargas e, inclusive, incluiu os caminhoneiros no grupo de prioridades para o recebimento das vacinas contra Covid-19.

Neste domingo, um áudio de uma conversa entre o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e uma liderança local de caminhoneiros, circulou em grupos de Whatsapp, no qual o ministro afirma não ter possibilidade de atender alguns dos principais pedidos do segmento.

Tarcísio de Freitas confirmou a autenticidade do áudio e disse que a conversa ocorreu no sábado, mas disse que se tratava, apenas, de esclarecer o papel do governo em cada demanda, o que é possível fazer e o que não é.

O Ministério da Infraestrutura informa, ainda, que boletins sobre o fluxo de veículos serão atualizados periodicamente e “estão baseados em informações do centro de controle da Polícia Rodoviária Federal”.

Correio do Povo, com R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Todo apoio aos caminhoneiros

  2. Alex disse:

    Todos os comentários são importantes (opiniões ) Mais o parabéns hoje vai para o comentário desse Neco. "Hospitais, tudo por causa de política " . Esquerda está sem noção faz tempo. Se o governo xingar o Mosquito da dengue, eles defendem o Mosquito.

  3. Alcimar Lopes disse:

    Esse movimento já começou fracassado.
    A enorme maioria dos caminhoneiros estão rodando, circulando normalmente.
    Como sempre, existem de 5% a 10% da categoria que não tem representatividade e fazem bagunça, obedecendo as ordens da turma do "quanto pior para o povo, melhor para eles".
    É mais uma tentativa de desestabilizar o governo para tentar reverter a provável derrota na eleição de presidente da câmara por parte da esquerda.
    Se o Baleia Rose perder e não puder dar continuidade aos desmandos contra o país criado por Rodrigo Maia, muita coisa poder mudar em favor e positivamente para o povo, começando o desenvolvimento e o crescimento do país, mesmo com a pandemia que a turma do caos não quer acabar.

  4. José, o arquiteto do universo! disse:

    Eu torço que esse movimento grevistas dos caminhoneiros seja um total fracasso,porque se essa greve perdurar por vários dias,nós o povão da classe B,C,D,E é quem seremos atingidos diretamente nos nossos orçamentos familiares ainda mais com novos reajustes dos preços dos alimentos,gasolina e etc…,sabemos que depois da pandemia da covid-19 ou coronavirus os produtos básicos vêem se reajustando quase que diariamente.

    • Cidadão Indignado disse:

      Exatamente! É uma classe lutando por seus "direitos" em detrimento do prejuízo de toda uma população.

  5. ZéGado disse:

    Tem que decolar…
    Estou me juntado com uns companheiros para ajudar na alimentação e água para os caminhoneiros.

    • Luciano disse:

      Não esqueça do leite moça

    • Neco disse:

      No meio de uma pandemia, economia tentando se erguer, familias tentando sobreviver, um verme desses vem fomentar algo que pode gerar mais desemprego, desespero, desabastecimento, inclusive com consequências para hospitais. Tudo por causa de política. A língua não tem palavras para classificar seres ignominosos como esse ZéDroGado (personagem?).

    • Calígula disse:

      Você é comidinha de caminhoneiros kkkkk

    • Natalense disse:

      Leitores, eis o linguajar de um autêntico seguir do presidente da república.

    • Neco disse:

      Vc só vê baixaria saindo lado bolsonarista, né? Só tem imortal da ABL do lado de vcs.

Vinte autoridades são investigadas por furar fila da vacina no país

MP pediu exoneração de secretário de Cultura de Amaturá (AM), Paulo Barbosa, por furar a fila da vacina da Covid-19 Foto: Reprodução

Passados 12 dias da primeira dose de vacina aplicada contra a Covid-19, suspeitas de fura-fila se multiplicam entre autoridades do interior e até de capitais, como Manaus, onde promotores chegaram a pedir, sem sucesso, a prisão do prefeito David Almeida nesta quarta-feira.

Na capital do Amazonas, pelo menos nove pessoas são investigadas, sendo quatro secretários, além de assessores de diversas pastas.

Naquele estado, cujo sistema de saúde entrou em colapso sem oxigênio, um dos episódios ocorreu em Amatura nesta quinta-feira, quando o MP solicitou à Justiça a exoneração do secretário de Cultura, Paulo Barbosa, conhecido como Paulo Boi.

Motivo: Barbosa foi vacinado, mesmo sem estar no grupo prioritário, e publicou a foto nas redes sociais.

Em Alto Alegre (RR), por seu turno, a Promotoria pediu a exoneração da secretária-adjunta de Saúde, Danyele Santos Negreiros, também por furar a fila de prioridade.

Negreiros é influenciadora digital e namorada do prefeito.

Em Candiba (BA), o prefeito Reginaldo Prado foi alvo de uma ação por improbidade.

Já em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, o secretário de Esportes, Marco Aurélio Silva, acabou demitido.

Leia: Com fila de pacientes de Covid, Rondônia alerta ministério sobre leitos inativos por falta de médicos

Prefeitos, um vice e secretários também são investigados em Pombal (PB); Itabi (SE); Ijaci (MG); Aldeia Brejão (MS); Pires do Rio (GO); e Serra do Navio (AP).

Com Guilherme Amado – Época

 

Covid-19: Mandetta diz que Brasil pode ter ‘megaepidemia’ caso variante do Amazonas se espalhe pelo país

Foto: Jorge William / Agência O Globo

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta alertou para o risco da variante brasileira do novo coronavírus, identificada em Manaus, provocar um agravamento do quadro epidemiologico no Brasil que, na sua avaliação, está “em progressão”. Mandetta também comentou o inquérito contra o atual ministro da pasta, Eduardo Pazuello, no Supremo Tribunal Federal (STF) e avaliou que o presidente Jair Bolsonaro poderá sofrer impeachment pela condução da pandemia da Covid. As declarações foram feitas em entrevista ao programa Manhattan Connection, da TV Cultura.

O ex-ministro, que deixou o governo em abril de 2020 após divergências públicas com o Bolsonaro acerca das medidas de prevenção contra a Covid-19, disse que a transferência de pacientes manauaras em razão do colapso hospitalar no Amazonas sem os devidos cuidados poderá fazer com que a variante se espalhe.

— O mundo inteiro está fechando os voos para o Brasil, e o país não só está aberto normalmente, como está retirando pacientes de Manaus e mandando para Goiás, Bahia, outros lugares, sem fazer os bloqueios de biossegurança. Provavelmente vamos plantar essa cepa em todos os territórios da federação, e daqui a 60 dias podemos ter uma megaepidemia — afirmou Mandetta.

A mutação brasileira, batizada E484, foi identificada no Rio de Janeiro e em variantes em Manaus, como a B.1.1.28, detectada em japoneses que estiveram no Amazonas. Ela altera o RDB, o ponto da proteína S em que o Sars-CoV-2 se liga às células humanas. As mudanças genéticas podem causar o chamado mecanismo de escape, ou seja, quando os anticorpos desenvolvidos contra o Sars-CoV-2, que atacam o RDB, perdem sua especificidade. Esse processo pode influenciar a eficácia de vacinas.

A variante já foi detectada em diferentes países, como Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha, e em vários estados brasileiros. No Brasil, no entanto, o sequenciamento genético necessário para monitorar mutações do Sars-CoV-2 é um desafio, como mostrou reportagem do GLOBO neste mês.

Responsabilidade de Pazuello e Bolsonaro

Na entrevista, Mandetta também comparou sua gestão no início da epidemia brasileira com a do atual dirigente da Saúde, Eduardo Pazuello. O ex-ministro afirmou que o presidente Bolsonaro “minou completamente” os esforços de conscientizar a população acerca da necessidade de prevenir o contágio, na ausência de um tratamento comprovadamente eficaz contra a Covid-19, em boa parte alinhado com o então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Ao mencionar erros da gestão Pazuello, Mandetta avalia que o general da ativa e atual ministro dificilmente escapará de punições no Judiciário.

— Vimos uma intervenção militar burra (no ministério) que culminou nessa burrice, no inquérito no STF, TCU, por conta de todos esses erros. Tomaram medidas não técnicas e pagarão um preço por isso — disse o ex-ministro.

Indagado sobre possíveis implicações para Bolsonaro, Mandetta declarou que o presidente dificilmente superará o passivo da pandemia:

— Acho que ele terá que ser julgado pelos órgãos competentes. Impeachment é no Congresso, (não se sabe) se eles terão maioria para isso, é um processo político. E chegará a hora em que ele terá que se entender com as consequências dos atos dele. Se não (for) pelo Juidiciário, a História reserva para ele um lugar infelizmente nada confortável na luta mundial pela vida. Ele ficou do lado do vírus. Ele fez parte da doença.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo disse:

    Este não deu uma dentro, falhou em todas as suas previsões e ele próprio descumpriu todas as suas próprias recomendações. Infelizmente é um grande falastrão mais preocupado em colher dividendos políticos.

  2. Tico de Adauto disse:

    Tá avisado. Depois não venha o governo chorar o leite condensado derramado.

  3. Gerson disse:

    Incrível um FDP desses ainda ter voz! É, sem sombra de dúvida, o responsável direto por milhares de mortes em nosso país! O pior disso tudo é que não foi por incompetência e sim por pura má fé! Esse, certamente, não dorme em
    Paz!

  4. Alex disse:

    Esse é o pior político que já vi, nunca vou esquecer esse cara " fique em casa e só vá para o hospital só quando tiver falta de ar, isso matou muita gente.

  5. Arito Ledo disse:

    Bambeta é uma resenha… antes que era o ministro falava e fazia tudo errado, hoje que estamos colocando as coisas no eixo, ele volta e com sua lorota tenta a atenção dos bocòs…

  6. Joao Bolsonaro disse:

    Mutretta e o pico?

  7. Bito disse:

    Olha quen deu holofotes pra ele! O Globo, é claro! Por isso que tá fechando as portas. Não adianta remar contra maré. Um desqualificado desses, não era nem pra ser lembrado. Mas como as organizações Globo não têm mais pra quem apelar, bora colocar assuntos de gente que é contrário ao governo.

  8. Sidney disse:

    Quem é esse rapaz mesmo hein ???????????????????.Poderia ter ficado caladinho onde estava,ninguém sentiu sua falta.

  9. Ivan disse:

    Mandeta, e o pico…será qnd???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  10. acosta disse:

    Esse Mandeta Mutreta, matou muitas vidas , mentindo e dizendo fique em casa, só procure um posto médico qdo estiver sentindo falta de ar. Sabe o enredo do samba? O cara qdo procurava um hospital, era em estágio avançada, era entubado e morria. Aí agora vem com esse papo querendo aparecer. Só no Brasil mesmo pra dá holofotes a um criminoso e bandido dessa espécie. Pior espécie que já vi na minha vida, cara de pilantra, enquanto esbravejava pra popilação ficar em casa, ele estava sem máscaras, tomando sol em uma praia, como foi noticiados nos jornais, esse tipo de gente é que pediam pra nós ficarmos em casa, veja outro exemplo é Luaciano Hulk, passeando com a família toda como senão existisse pandemia….. gosto tanto de quem mente.

  11. Neco disse:

    Estaríamos no pior de dois mundo: mortes por milhão, na hipótese mais favorável, equivalente ao número atual E uma devastação social, econômica e psicológica maior. Sim, e gente esperando sufocar para ser atendida.

  12. Pixuleco disse:

    Grande Brasileiro , se o alesado da cloroquina tivesse houvemos duas orientações não estaríamos nessa situação .

  13. Junior Soares disse:

    Nao, não é. Ele apenas sabe mais que todos do governo. Esse alerta foi ligado desde quando era ministro. Mas pagaram pra ver

Covid-19: Presidente da Tanzânia descarta vacina e diz que Deus protegerá país

Foto: Reprodução/Twitter

John Magufali, presidente da Tanzânia , declarou, sem provas, nesta quarta-feira (27) que as vacinas que combatem o novo coronavírus (Sars-Cov-2) e que como forma de combate a pandemia, recomendou rezar “enquanto cultiva milho e batatas”.

O líder do país africano apresenta desde o início da pandemia uma postura negacionista em relação à doença. A Tanzânia não passou por quarentena obrigatória, e o governo não divulga estatísticas relacionadas a Covid-19 desde abril do ano passado.

“Vacinas são perigosas. Se pessoas brancas pudessem propor a vacinação, a AIDS e a tuberculose já poderiam ter sido eliminadas”, declarou.

“Nós tanzanianos não nos trancamos e não espere que nos tranquemos. Eu não espero anunciar nenhum lockdown porque nosso Deus vive e Ele continuará protegendo os tanzanianos”, completa Magufali, em discurso feito em sua cidade natal, na região norte do país.

Indo na contramão do mundo, onde a vacinação está sendo incentivada e aplicada em países em todos os continentes, o presidente Tanzaniano sugeriu a ‘inalação de neblina’ como forma de combater a Covid-19 :

“Também continuaremos a tomar precauções de saúde como o uso da inalação. Você inala vapor enquanto reza a Deus, você reza enquanto cultiva milho e batatas, para que possa comer bem e o corona não consiga entrar no seu corpo. Eles assustarão muito vocês, meus companheiros tanzanianos, mas vocês devem se manter firmes” , afirmou. Vale lembrar que esse método não é comprovado cientificamente.

Segundo o site Worldometer, o país africano tem pouco menos de 600 casos e 21 óbitos em decorrência da Covid-19.

IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lourenço disse:

    Era para lá que Nove dedos gostava de dar papinha 😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭

  2. Bolsominion Raiz disse:

    E a PTzada dizendo que só nosso Mito é negacionista. Tem Trump, o doidão da Bielorrússia e esse da Tanzânia. Chola mais Petralhas. O Véio é duro!

  3. ZéGado disse:

    Pensei que só existia esse tipo de lixo aqui no Brasil…

  4. Naldinho disse:

    Aprendeu com o genocida daqui.

  5. Manoel disse:

    Mais um pra fazer coro com o genocida.

Bacharelado em Educação Física e graduação em Fonoaudiologia da UFRN avaliados como os melhores do país entre as instituições públicas

Fotos: Cícero Oliveira

O bacharelado em Educação Física e a graduação em Fonoaudiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foram avaliados como os melhores do país, entre as instituições públicas, na última edição do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). No último ciclo avaliativo, mais de 75% dos cursos da UFRN obtiveram conceito 4 ou 5, pontuação considerada de excelência.

Para o coordenador de Acompanhamento, Planejamento e Avaliação Acadêmica da UFRN, Fabiano do Espírito Santo Gomes, a Política de Melhoria da Qualidade do Ensino da UFRN tem papel fundamental na evolução dos cursos da instituição, por incentivar a elaboração de um plano de ação trienal objetivando a melhoria da graduação em diversas dimensões, como a didático-pedagógica, corpo docente e infraestrutura, por exemplo.

Na mesma perspectiva, o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) define ações, para a próxima década, com o objetivo de consolidar a excelência acadêmica da UFRN, mesmo diante dos desafios atuais da pandemia da covid-19, por meio de ações que se concretizam com os auxílios de permanência estudantil ou serviço de orientação psicoeducacional, além da oferta de capacitação para os servidores docentes e técnico-administrativos, entre outras iniciativas.

Educação Física

Na edição de 2017, o curso de Educação Física licenciatura foi destaque no país. Na última avaliação divulgada do Enade, relativa a 2019, foi a vez do bacharelado em Educação Física se posicionar como o melhor do Brasil. Na opinião da chefe do Departamento de Educação Física (DEF), Maria Aparecida Dias, o destaque nacional é mérito do trabalho em equipe, considerando uma rede formada pela chefia de departamento, coordenadores, docentes, técnicos e estudantes. “É um grupo que tem como foco o melhor para os cursos e seus estudantes, pois acreditamos em uma formação que possa garantir competências e habilidades necessárias aos futuros professores de Educação”, avalia.

Atualmente, o DEF conta com 34 docentes, sendo 29 com doutorado, três mestres, um especialista e quatro substitutos (três mestres e um doutor), além de um corpo técnico de nove servidores e 190 estudantes da licenciatura presencial, 222 estudantes do bacharelado e 86 estudantes da licenciatura a distância, totalizando 498 alunos. Na perspectiva da professora Maria Aparecida Dias, o interesse dos alunos pelos projetos oferecidos no departamento, aproximando-os da extensão e da pesquisa, fortalece a formação dos estudantes, além do alto nível de qualificação do corpo docente.

Outro aspecto que merece destaque é infraestrutura do DEF, que tem laboratórios com equipamentos de ponta. O ginásio poliesportivo e a pista de atletismo são credenciada para competições internacionais, assim como o campo de futebol, que foi utilizado no treinamento de seleções que participaram da Copa do Mundo de 2014. Há também outras estruturas, como as piscinas, sala de dança, sala de lutas, salas de aula e dos dois auditórios que possibilitam a realização de eventos regionais, nacionais e internacionais.

Fonoaudiologia

O curso Fonoaudiologia também apresentou uma evolução significativa, visto que saltou da nota 3, em 2016, para 5, em 2019, alcançando a maior nota geral do país entre as instituições públicas de ensino. Diante desse avanço, a chefe do Departamento de Fonoaudiologia (Depfono), Fabiana Cristina de Araújo, contou que o curso de Fonoaudiologia tem como missão a excelência nas ações de ensino, pesquisa e extensão, empregando uma metodologia de aproximação com a prática assistencial, aliada ao acompanhamento constante de docentes.

Atualmente, o Depfono é composto por 17 docentes, sendo 15 com doutorado e dois em doutoramento, e cinco técnico-administrativos. Além das estruturas básicas de ensino, como as salas de aula, há uma clínica escola e laboratórios específicos nas áreas de linguagem, audição, disfagia e motricidade orofacial que comportam as ações de graduação e integram o ensino de pós-graduação. Outro aspecto importante são as parcerias com o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), bem como a integração do curso de graduação com a pós-graduação, que proporcionam convênios com diversas instituições nacionais e internacionais.

Com UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pinicodemirro disse:

    Parabéns à nossa UFRN

  2. ZéGado disse:

    Gado nenhum tem capacidade de ingressar em uma universidade federal.

Pazuello diz que vacinação contra a Covid-19 no país começa nesta segunda; veja divisão das doses da CoronaVac para cada estado

Foto: GNews

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira (18), que a vacinação contra a Covid-19 será iniciada a partir das 17h em todo o país. O anúncio foi feito após ele sofrer pressão dos governadores, que pediram para antecipar o início da aplicação das doses, inicialmente previsto para esta quarta-feira (20), conforme informou a colunista Andréia Sadi.

“Acho que podemos começar hoje até o fim do expediente, a partir das 17h”, declarou o ministro.

O horário foi proposto, segundo ele, para dar tempo de todos os estados receberem as doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Em cerimônia em São Paulo, Pazuello deu início à distribuição das doses pelo país. As caixas saíram do centro de distribuição de logística do Ministério da Saúde em Guarulhos, na Grande São Paulo.

“A todas as famílias das vítimas, recebam a nossa solidariedade. É muito difícil perder alguém que amamos. Está dado o primeiro passo para a maior campanha de vacinação do mundo”, afirmou o ministro.

Das 6 milhões de doses, 4.636.936 serão enviadas pelo governo federal aos estados brasileiros. As outras 1.357.640 serão distribuídas pelo estado de SP.

Veja divisão das doses da CoronaVac para cada estado:

Região Norte

Rondônia – 33.040
Acre – 13.840
Amazonas – 69.880
Roraima – 10.360
Pará – 124.560
Amapá – 15.000
Tocantins – 29.840
Total de doses – 296.520

Região Nordeste

Maranhão – 123.040
Piauí – 61.160
Ceará – 186.720
Rio Grande do Norte – 82.440
Paraíba – 92.960
Pernambuco – 215.280
Alagoas – 71.080
Sergipe – 48.360
Bahia – 319.520
Total de doses – 1.200.560

Região Sudeste

Minas Gerais – 561.120
Espírito Santo – 95.440
Rio de Janeiro – 487.520
São Paulo – 1.349.200
Total de doses – 2.493.280

Região Sul

Paraná – 242.880
Santa Catarina – 126.560
Rio Grande do Sul – 311.680

Total de doses – 681.120

Região Centro-Oeste

Mato Grosso do Sul – 61.760
Mato Grosso – 65.760
Goiás – 182.400
Distrito Federal – 105.960
Total de doses – 415.880

Governadores

O evento, que contou com a presença de alguns governadores, não teve a participação do governador João Doria (PSBD). O vice-governador, Rodrigo Garcia, representou o estado de São Paulo.

Em coletivas de imprensa simultâneas, Doria e Pazuello trocaram acusações neste domingo (17).

Pazuello disse que o governo de São Paulo fez uma “jogada de marketing” ao iniciar a vacinação simbólica em profissionais da Saúde logo após a aprovação da vacina.

O uso emergencial das 6 milhões de doses prontas vindas da China foi aprovado neste domingo (17) pela Anvisa.

Por volta das 5h, caminhões de carga refrigerados começaram a deixar o centro de distribuição escoltados por carros da Polícia Federal. Cem caminhões farão o transporte da vacina.

As doses da CoronaVac também serão distribuídas em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e companhias aéreas que farão o transporte gratuitamente.

De acordo com o governo federal, os estados serão responsáveis pela distribuição aos municípios para o início do plano nacional de vacinação na quarta-feira (20).

Novo pedido

O Instituto Butantan vai entregar nesta segunda-feira o pedido de uso emergencial para as doses da CoronaVac envasadas no país.

Aprovada na Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo (17), por unanimidade, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. A reunião que discutiu o tema durou cerca de 5 horas.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Robinson Madureira disse:

    Tô doido pra virar crocodilo(bolzo), kkkkl

  2. Aluizio disse:

    Manoel , a Anvisa aprovou, seria uma irresponsabilidade , um governante comprar uma vacina, ou qualquer medicamento, s autorização da agência reguladora, igual o boneco de pano de são Paulo queria, isso sim seria uma loucura, como aconteceu com os milhões gastos com respiradores queno consocio nordeste comprou, q não servia bem pra abanar churrasqueira, vamos acordar

  3. Calígula disse:

    Pensem em dois Homens Bons dos cunhões rôxos Bolsonaro e Panzuello.
    O resto é mi, mi,mi de menino buchudo cheios de lombrigas.

  4. Carlúcio disse:

    Se não fosse o estado de São Paulo, o Brasil estaria hoje sem vacina.

  5. Manoel disse:

    Mas o MINTOmaníaco disse que essa “vachina” não presta! Disse também que ele não iria pagar por ela… Como eh que agora está comprando e distribuindo? Qual eh a nova narrativa? Quero ler as explicações…

General Motors(GM) vai investir R$ 10 bilhões no Brasil e quer ampliar oferta de carro com wi-fi

Foto: Divulgação

Enquanto a Ford anuncia o fechamento total de sua produção de veículos no Brasil, a General Motors se prepara para aportar novos investimentos e ampliar a produção.

A GM anunciou que irá retomar em 2021 o planejamento que previa investimentos de R$ 10 bilhões em suas fábricas no país pelos próximos cinco anos, destinados à inovação e também à produção de modelos ainda inéditos no Brasil.

Também faz parte do plano a ampliação da oferta de novas tecnologias nos veículos produzidos pela montadora no país, o que inclui o assistente virtual OnStar e a opção de wi-fi roteado pelo carro.

O plano já havia sido anunciado no começo de 2020, mas acabou não indo para frente com o avanço da pandemia do novo coronavírus e seus impactos sobre a economia.

Mesmo com uma forte recuperação nos últimos meses, a produção nacional de veículos encerrou o ano passado com um queda de 31,6%, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Isso levou a indústria automobilística brasileira de volta aos seus patamares de 2003.

O novo investimento de R$ 10 bilhões da GM, previsto inicialmente para o período de 2020 a 2024, vem na sequência de outros R$ 13 bilhões que já foram realizados no período anterior, de 2014 a 2019.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calígula disse:

    E tome investimento no Brasil .
    Dois Véios bons e duros e arroxados Bolsonaro Mito é Paulo Guedes o Guru da economia.

    • Curiosa disse:

      kkk….Mummm
      A ford fechando as portas, BB fechando agencias mesmo com lucros bilionários, , dólar pipocado, tudo uma carestia e vc dizendo que está cheio de investimentos? Os investidores estão pegando o beco daqui

China confirma que missão da OMS irá ao país investigar origem da Covid-19

Foto: Fabrice Coffrini/Pool via Reuters

A Comissão Nacional de Saúde da China confirmou nesta segunda-feira (11) que vai receber nesta semana a missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) que investigará a origem da Covid-19.

Em breve comunicado publicado em seu site, a agência indica apenas que os técnicos da OMS chegarão à China na próxima quinta-feira (14), e que irão “cooperar” com os cientistas locais nessas investigações.

A Comissão não especifica os locais para onde os especialistas irão viajar.

A OMS criticou a China na semana passada por demorar para liberar a viagem.

O diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom, afirmou estar “muito decepcionado” com os obstáculos que supostamente estava colocando Pequim na missão, embora as autoridades chinesas negassem que estivessem impedindo.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Georgino Queiroz disse:

    O difícil vai ser conseguir entrar lá e receber todas as informações necessárias. País comunista dos inferno.

  2. Leo disse:

    Essa "palhaçada" chinesa acha que o mundo so tem idiota !!!!!

  3. Carlos Brasileiro disse:

    Esses chineses acham que o mundo é idiota ou limitado intelectualmente.

ANTES DE CONCLUSÃO DE TRÂMITES: Governo simplifica entrada de vacinas contra Covid-19 no país

Foto: JOE RAEDLE / AFP

O governo federal publicou nesta quinta-feira uma medida para agilizar a entrada de vacinas no país, incluindo as contra a Covid-19. A Receita Federal incluiu imunizantes em uma lista de produtos sujeitos à entrega antecipada e desembaraço aduaneiro.

Publicada no Diário Oficial, a nova norma determina que o importador do produto, quando a mercadoria for relacionada ao combate à Covid-19, poderá entregá-la ao comprador antes da conclusão dos trâmites aduaneiros. Nesta etapa são conferidos documentos de importação pela Receita Federal.

Outros produtos estão na lista publicada pela Receita, entre eles medicamentos à base de Cloroquina, Azitromicina e kits de teste para detecção de Covid-19.

A normativa atualiza lista fixada em outubro deste ano. A medida vale enquanto durar o estado de Emergência em Saúde Pública, que é determinado pelo Ministério da Saúde.

Atualmente, há quatro vacinas contra Covid-19 com testes em andamento no Brasil, todas com a participação de algum laboratório estrangeiro. Os imunizantes com desenvolvimento em curso no país são o da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford e a Fiocruz; o do Instituto Butantan em parceria com a Sinovac; o da Pfizer; e o da Janssen.

A vacina Sputinik V, produzida pela Rússia, teve seu dossiê de desenvolvimento apresentado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na última terça-feira. A agência ainda não deu aval para prosseguimento dos estudos desse imunizante no país.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mgil disse:

    Estão abertas as inscrições para a vacinação da coronavac. As hienas vão fazer fila?

  2. Calígula disse:

    Hô Véio Bom é Esse Presidente Bolsonaro.
    Feliz 2021 Presidente Bolsonaro e que venha 2022 para vossa excelência ser reeleito e terminar de consertar essa pocilga deixada pelos 16 anos de PT.

  3. Pixuleco disse:

    Tonho ligado para Trump convidando para vir ao Brasil descansar . Olhem a presepada .
    Good morning Trump ( cheio de intimidade ) , how are you ? ( Da Lua botando em prática o inglês que aprendeu no CCAA )
    – I’ m want for you going to Brasil 🇧🇷. ( já vou fechando os olhos o homem está começando a falar besteira )
    – Here we have brautiful beachs e have many topless for the girls . Já está indo com putaria , sabe que Trump é do ramo .
    -in copacabana beach we can drink caipirinha ant está feijoada . ( Trump é refinado e não come comida pesada )
    – Malaine and my husbund can go TO the shopping . The biquínis is Nice . Pelas caridade Da lua , já vai botando a pobre da mulher no meio Já tem até cheque de Queiroz na conta dela .
    Trump ! Do you like chocolate 🍫 ( agora complicou ) , I have a presente for you . ( já vai com babação ). tomara que não ofereça chocolate Copenhagen.
    Depois dessa sai de perto , morto de vergonha ! Quando olhei para o lado o gado 🐄 que estava na mesa vizinha , já tinha saído . Aí papai ! ,

  4. Julio disse:

    Ah resolveu simplificar, pq não fez isso há dois meses? Cambada, qdo adoecem tem os hospitais militares e os pobres tem uma cadeira dura na UPA.

  5. Pixuleco disse:

    Tenho observado ultimamente textos bem interessantes de um certo observador . O catedrático e acadêmico comentarista é realmente muito interessante . Gostaria de saber aonde esse anacéfalo vai buscar “otiridade” , para se achar o teia da cueca freada . Fraco como caldo de Bila , o observador deixa transparecer que é especialista desde menstruação de calango até lei de licitação . Amigo ! Please , calma , deixe de conversar besteira e baixe a bolinha . Com PIXU tem que ter conhecimento e argumento . Se quiser farei uma poesia Lara vc ficar observando . Aí papai ! Pixuleco está todo intelectual hoje ! Chega Mané Preto ! Já fez o escaldado de ubarana ? Cuidado com aS espinhas criatura .

    • Francisco disse:

      Esse pixuleco tá sabendo o que é intelectual, também pela escrita e tentativa de raciocínio é exatamente o próprio conceito de intelectual. Combina perfeitamente aqui. Rsrsrs

  6. Pixuleco disse:

    Esse governo é literalmente um governo trapalhão . Toma medidas e recua , os burocratas não se entendem . O que estranhar nisso ? Claro um general como ministro da saúde especializado em logística que deixa testes perder a validade e um presidente abestalhado e bufão que é incompetente . Minha pergunta é será que nossas academias militares formam esse tipo de patrão de qualificação ? Se for estamos literalmente lascamos . Oh povo fraco .

    • Júlio bunda mole disse:

      Imagino o crítico do trabalho das Forças Armadas Brasileiras deva ser um cidadão de sucesso, trabalhador e provedor de uma família com princípios. Ou muito pelo contrário, é um vagabundo pela saco?

    • Pixuleco disse:

      Bundinha mole , o neném 👶 tá nervoso é ? Calma glúteo de pelica . Aí papai .

Brasil passa a exigir teste negativo de covid-19 para brasileiros e estrangeiros que vierem do exterior

FOTO: © DIEGO VARA

A partir desta quarta-feira (30), passageiros de voos internacionais que embarcarem para o Brasil precisarão apresentar um teste RT-PCR negativo ou não reagente para covid-19. O exame deve ter sido feito até 72 horas antes da viagem. A obrigatoriedade vale para todos os viajantes, brasileiros ou estrangeiros, independentemente de sua origem.

Crianças menores de 2 anos estão dispensadas da apresentação do teste, assim como crianças com idade entre 2 e 12 anos, desde que seus acompanhantes cumpram todas as exigências. Já crianças entre 2 e 12 anos viajando desacompanhadas são obrigadas a apresentar o exame, da mesma forma que os demais viajantes.

A medida está prevista na portaria nº 648/2020, publicada na semana passada, que e também trata da proibição, em caráter temporário, da entrada no Brasil de voos com origem ou passagem pelo Reino Unido e Irlanda do Norte. No último dia 17, o governo já havia determinado a exigência do exame na portaria nº 630/2020.

Declaração de Saúde do Viajante

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), brasileiros e estrangeiros que vierem do exterior por via aérea deverão preencher a Declaração de Saúde do Viajante (DSV) e apresentar o e-mail de comprovação de preenchimento para a companhia aérea.

O teste deverá ter sido realizado em laboratório reconhecido pela autoridade de saúde do país do embarque. Na hipótese de voo com conexões ou escalas em que o viajante permaneça em área restrita do aeroporto, o prazo de 72 horas será considerado em relação ao embarque no primeiro trecho da viagem.

As obrigações fixadas pela norma não valem para voos procedentes do exterior com paradas técnicas ou conexão no Brasil desde que não ocorra qualquer procedimento de desembarque seguido de imigração.

O descumprimento da exigência pode gerar responsabilização civil ou penal, deportação de volta ao país de origem ou a invalidação do pedido de refúgio, caso ele existe.

Agência Brasil

Verão começa com temporais em grande parte do país

 Foto: Renato S. Cerqueira/Estadão Conteúdo

O verão começou nesta segunda-feira (21) e há riscos de temporais em grande parte do país. Segundo a meteorologia, a previsão é de chuvas e raios para boa parte de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Distrito Federal, Bahia, Piauí, sul do Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso.

O tempo fica firma entre o norte do Maranhão e extremo norte da Bahia e em todo o estado do Rio Grande do Sul.

Veja a previsão para o primeiro dia de verão nas capitais, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet):

Aracaju – máxima 32ºC e mínima 25ºC

Belém – máxima 33ºC e mínima 24ºC

Belo Horizonte – máxima 26ºC e mínima 19ºC

Boa Vista – máxima 31ºC e mínima 24ºC

Brasília – máxima 24ºC e mínima 19ºC

Campo Grande – máxima 33ºC e mínima 24ºC

Cuiabá – máxima 33ºC e mínima 26ºC

Curitiba – máxima 28ºC e mínima 17ºC

Florianópolis – máxima 25ºC e mínima 19ºC

Fortaleza – máxima 32ºC e mínima 25ºC

Goiânia – máxima 28ºC e mínima 21ºC

João Pessoa – máxima 32ºC e mínima 24ºC

Macapá – máxima 34ºC e mínima 24ºC

Maceió – máxima 32ºC e mínima 23ºC

Manaus – máxima 31ºC e mínima 24ºC

Natal – máxima 31ºC e mínima 25ºC

Palmas – máxima 34ºC e mínima 24ºC

Porto Alegre – máxima 27ºC e mínima 18ºC

Porto Velho – máxima 31ºC e mínima 24ºC

Recife – máxima 32ºC e mínima 25ºC

Rio Branco – máxima 30ºC e mínima 23ºC

Rio de Janeiro – máxima 35ºC e mínima 22ºC

Salvador – máxima 32ºC e mínima 24ºC

São Luís – máxima 32ºC e mínima 25ºC

São Paulo – máxima 29ºC e mínima 19ºC

Teresina – máxima 36ºC e mínima 25ºC

Vitória – máxima 33ºC e mínima 23ºC

O calor acima dos 30 graus não deve continuar em São Paulo e Rio de Janeiro. A partir de amanhã (22), a temperatura deve diminuir. São Paulo deve ter máxima de 22ºC nesta terça, e o Rio de Janeiro deve registrar máxima de 25ºC.

Veja as capitais com previsão de chuva:

Belo Horizonte

Brasília

Campo Grande

Cuiabá

Curitiba

Goiânia

Manaus

Palmas

Porto Velho

Rio Branco

Rio de Janeiro

São Paulo

Vitória

Previsão para o Natal

A temperatura deve ficar acima dos 30ºC em grande parte do país no dia 25 de dezembro. A previsão é de chuva isolada em Brasília, Cuiabá, Goiânia, Manaus, Palmas, Porto Velho, Rio Branco, Rio de Janeiro e Teresina.

Não há previsão de chuvas para Vitória, Salvador, Recife, Porto Alegre, Natal, Maceió, Macapá, João Pessoa, Fortaleza, Florianópolis, Curitiba e Boa Vista.

Segundo o Inmet, a previsão é de nuvens com chuviscos em Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Campo Grande, São Luís e São Paulo.

No Natal, São Paulo e Curitiba devem registrar máximas de 23ºC e 22ºC, respectivamente.

G1

Câmara aprova MP com prazo de cinco dias para Anvisa autorizar vacina registrada fora do país

Foto: Miguel Noronha/Futura Press/Estadão Conteúdo

A Câmara dos Deputados aprovou nesta sexta-feira (18) o texto-base da medida provisória que trata da compra e distribuição de vacinas contra a Covid-19 no Brasil.

A proposta fixa prazo de até cinco dias para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar o uso emergencial do imunizante aprovado em pelo menos uma de oito autoridades estrangeiras listadas (veja mais abaixo).

Para concluir a votação, os parlamentares ainda precisam analisar destaques, que são sugestões para alterar o texto. Depois, a matéria ainda terá que ser discutida no Senado.

Inicialmente, a MP foi editada pelo Executivo para garantir a participação do Brasil na Covax Facility, programa coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para impulsionar o desenvolvimento e garantir a compra de vacinas contra o novo coronavírus.

O relator, Geninho Zuliani (DEM-SP), incluiu trechos mais abrangentes em relação à vacinação.

O texto aprovado pelos deputados não traz a exigência de que os vacinados assinem um termo de responsabilidade. O relator chegou a cogitar incluir isso a pedido do governo, mas acabou voltando atrás.

Proposta

O projeto diz que o governo, por intermédio do Ministério da Saúde, deve comprar e distribuir as vacinas registradas pela Anvisa, com preferência para as que sejam produzidas no Brasil, por empresa brasileira sediada no estrangeiro ou por empresas que invistam em pesquisa e no desenvolvimento de tecnologia no País.

O texto aprovado reforça que cabe ao Ministério da Saúde coordenar o programa de imunização e, caso haja omissão ou irregularidades nesse processo, os estados ficam autorizados a adotarem medidas necessárias para imunizar suas respectivas populações, “cabendo à União a responsabilidade por todas as despesas incorridas para essa finalidade”.

A MP também permite que o governo celebre contratos para comprar insumos e vacinas, antes mesmo do registro sanitário ou da autorização temporária para uso emergencial dos produtos.

Além destas, a compra de bens e serviços de logística, tecnologia da informação, comunicação e treinamentos destinados à vacinação também não precisarão seguir as normas impostas a licitações e contratos da administração pública.

Uso emergencial

A MP estabelece prazo de cinco dias para que a Anvisa conceda autorização temporária de uso emergencial para importação, distribuição e uso de qualquer vacina contra o coronavírus, contados a partir da formalização do pedido.

A autorização temporária, no entanto, só poderá ser feita com relação a vacinas já aprovadas por pelo menos uma das seguintes autoridades sanitárias:

Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos;

European Medicines Agency (EMA), da União Europeia;

Pharmaceuticals and Medical Devices Agency (PMDA), do Japão;

National Medical Products Administration (NMPA), da China;

Health Canada (HC), do Canadá;

The Medicines and Healthcare Products Regulatory Agency (MHRA), do Reino Unido;

Korea Disease Control And Prevention Agency (KDCA), da Coreia do Sul.

Ministério da Saúde, da Rússia.

Uma lei aprovada em maio pelo Congresso– já estabelece um prazo de 72 horas para que agência brasileira autorize, de forma excepcional e temporária, a importação e a distribuição de medicamentos e insumos para o combate à Covid-19 registrados na autoridade de um desses países – Estados Unidos, Japão, China ou na agência da União Europeia.

A legislação em vigor, porém, é válida enquanto durar o estado de calamidade pública, isto é, até 31 de dezembro de 2020. Além disso, a atual legislação não fala explicitamente em “vacinas” e cita o registro por autoridades estrangeiras – o que, segundo a Anvisa, não vale para autorizações para uso emergencial.

Transparência

O texto da MP aprovada exige ainda que o Ministério da Saúde publique em seu site informações sobre:

quantitativo de vacinas adquiridas;

o laboratório de origem;

os custos despendidos;

os grupos elegíveis;

a região onde ocorreu ou ocorrerá a imunização;

informação e percentual sobre o atingimento da meta de vacinação;

dados sobre aquisição, estoque e distribuição dos insumos necessários à aplicação das vacinas.

Coordenação

O projeto determina que a imunização contra a Covid-19 será coordenada pelo Ministério da Saúde, ouvindo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Pela proposta, o plano nacional de operacionalização da vacinação contra a Covid-19 deve garantir:

a logística de aquisição de insumos, o sistema de informações;

a definição das estratégias de monitoramento e a avaliação da campanha;

a distribuição prioritária às unidades da federação seguindo critérios epidemiológicos;

o acesso aos grupos de risco definidos em ato do Ministério da Saúde, aos profissionais de saúde, de segurança pública e de educação;

a imunização segura, eficaz e gratuita da população que puder ser vacinada.

Covax Facility

O Covax Facility é uma aliança global, coordenada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em que os mais de 150 países participantes financiam o desenvolvimento de vacinas contra o novo coronavírus. Os integrantes da coalizão poderão, depois, adquirir os imunizantes.

A adesão do Brasil ao programa é uma das frentes de atuação do país para a obtenção de vacinas contra a doença. O governo brasileiro também negocia a produção de três laboratórios: AstraZeneca (vacina de Oxford), Instituto Butantan e Pfizer.

Pelo texto, o governo fica autorizado a aderir ao consórcio para “adquirir vacinas seguras e eficazes contra a Covid-19”, mas não é obrigado a comprar nenhuma. A aquisição dependerá de análise técnica e financeira para cada caso, conforme a medida provisória.

G1