Cerveja brasileira possui 45% de milho

Uma noticia que talvez muitos já ate saibam, mas infelizmente somos enganados todos os dias pela indústria cervejeira, um caso serio, pois estamos bebemos cerveja de MILHO!

Hoje uma das bebidas mais amadas pelos brasileiros, a cerveja, que geralmente é produzida com malte de cevada e que em algumas receitas é possível o uso de cereais, mas a indústria cervejeira brasileira esta usando na composição da cerveja simplesmente 45% de milho!E você não esta lendo errado não, são 45% de milho na sua, na minha, enfim, na nossa cerveja de cada dia, é como se bebêssemos cerveja de milho! E para piorar a situação do consumidor cervejeiro, todo esse milho é permitido por lei -VAI BRASIL!, #SQN-.

Uma pesquisa da USP e da Unicamp mostra que Cervejas Brasileira possuem 45% de milho em sua composição, isso é o máximo permitido pelo governo, ainda bem pois poderia ser pior, mas as indústrias querem que o Governo aprove que seja permitido 50% e não mais 45%. Já estava ruim, agora só pode piorar! E tudo isso porque o brasileiro esta sendo “mão de vaca” ate na produção da cerveja, pois o malte que é importando, com isso, sendo mais caro, eles utilizam o milho ou arroz que são bem mais baratos que a cevada.
cerva-ruim
A Ambev, fabricante das marcas Caracu, Antarctica, Brahma, Bohemia e Skol, jura que “falsificar a cerveja com milho é: “controlar a quantidade de malte de cevada é necessário para obter cerveja com características adaptadas ao paladar do consumidor brasileiro: leve, refrescante e de corpo suave”.

Mesmo usando essa desculpinha de “leve, refrescante e de corpo suave” a gente sabe eles fazem isso por ter uma alternativa mais barata e que o consumidor nem irá desconfiar, já que a legislação não exige que as empresas declarem nos rótulos a composição exata das cervejas que produzem. Somente proíbem que os outros cereais não passem de 45%.

Felizmente, ainda existem marcas de cerveja no Brasil que respeitam o paladar do consumidor e abrem mão de usar os 45% de milho.
cervaboaEtílicos.com

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Uotefok disse:

    O fato de usar milho em si não é o problema. Nesse sentido eu não veria nada drasticamente ruim, até porque outros países com notória tradição cervejeira, como Inglaterra e República Checa, mas, em especial a Bélgica, produzem excelente cerveja com outros ingredientes que não os quatro principais – água, malte de cevada, lúpulo e levedura. O problema está em ocultar isso do consumidor. O que o cervejeiro faz é transformar o amido do malte em açúcar e álcool e o mesmo ocorreria com o amido do milho, do arroz e do outro scheiss. A região onde é hoje a Alemanha apenas proibiu o uso de outros cereais para fabricar cerveja para que os agricultores não passassem a produzir exclusivamente cevada, negligenciando a produção de alimentação.

  2. Sérgio Câmara disse:

    Conta uma novidade…

    • cristian disse:

      UMA VERDADE CLARA QUE DEVEMOS SABER É UM CRIME NÃO TERMOS AS INFORMAÇÕES DE INGREDIENTES VEJAS OS COMEDIANTES DE QUINTA CATEGORIA FAZENDO PROPAGANDINHA DE CERVEJA ESSA INDÚSTRIA É AINDA UM MAL A SER COMBATIDO!

COMENTE AQUI