Corinthians diz que punição da Conmebol é injusta e vai recorrer

O Corinthians informou na manhã desta sexta-feira (22) que vai recorrer da decisão da Conmebol de punir o clube em jogar com portões fechados na Taça Libertadores por conta da morte do torcedor boliviano no jogo de quarta-feira, contra o San José, na Bolívia.

Segundo nota divulgada no site, o clube “lançará mão de todos os recursos legais para reformar a decisão imposta pela Conmebol, nesta quinta-feira, dia 21 de fevereiro”. A direção do time “avalia que a punição é injusta, na medida em que prejudica diretamente o direito de inocentes”.

A Conmebol informou, na quinta-feira, que a medida é cautelar. Significa que vai ficar valendo até que se tome uma decisão final, o que deve ocorrer, segundo a entidade, em até 60 dias.