Camisas de Corinthians e Vasco entram em lista de uniformes mais bonitos da década

Fotos: Divulgação

Com a virada de 2019 para 2020, listas dos melhores da década em diversas áreas foram elaboradas. No futebol, os gols mais bonitos e principais jogadores do período 2010/2019 foram temas de debate. E quais foram as camisas mais bonitas dos anos 10 do século XXI? O site especializado “Classic Football Shirts” encarou o desafio de montar o top 20 dos uniformes dos últimos dez anos. E dois clubes brasileiros conquistaram um lugar na lista dos melhores.

O Corinthians ficou na oitava colocação, com o terceiro uniforme lançado em outubro de 2018 em homenagem a Ayrton Senna. A camisa preta com detalhes em dourado era uma referência às cores do carro da Lotus, pela qual o piloto brasileiro conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1, em 1985. O uniforme apresentava o autógrafo de Senna no lugar destinado ao patrocinador principal e 41 listras douradas, em referência a cada uma das vitórias do piloto na F-1.

O Vasco também foi agraciado com a presença na lista, na 14ª colocação, com o modelo preto de 2015. O uniforme, lançado para marcar o centenário do futebol vascaíno, tem gola pólo negra e a barra das mangas em branco. E detalhes em azul e branco na gola interna, em uma homenagem aos 450 anos de fundação da cidade do Rio de Janeiro.

Camisa da Nigéria foi eleita a mais bonita da década por site especializado — Foto: Reprodução

Quem lidera a relação é a camisa titular da Nigéria preparada para a Copa do Mundo de 2018. Com um design ousado, o uniforme é composto por vários símbolos em V em verde e branco. E os mesmos detalhes nas mangas, mas em preto e branco.

A relação das 20 camisas mais belas da década (segundo o classicfootballshirts.com)

1 – Nigéria 2018/19
2 – França 2011/12 (branca)
3 – Internazionale 2010/11 (branca)
4 – Itália 2019/20 (terceiro uniforme)
5 – Real Madrid 2014/15 (terceiro uniforme)
6 – Juventus 2017/18
7 – Roma 2019/20 (terceiro uniforme)
8 – Corinthians 2018/19 (terceiro uniforme)
9 – Internazionale 2014/15
10 – Lyon 2010/11
11 – Lazio 2014/15
12 – Celtic 2012/13
13 – AIK Estocolmo 2017/18
14 – Vasco 2015/16
15 – Arsenal 2019/20
16 – Athletic Bilbao 2011/12
17 – Holanda – 2014/15
18 – Japão 2016/17
19 – Rayo Vallecano 2015/16
20 – PSG 2018/19

Memória E.C Globo Esporte

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Economista disse:

    Nenhuma delas chega perto da camisa do ABC, o mais querido!!

  2. Porfirio disse:

    A camisa mais bonita do futebol mundial, é a do Cruzeiro de Belo Horizonte disparada, o resto e colcha de retalhos.

Corinthians elimina RB Brasil nos pênaltis e encara o Visão Celeste-RN pelas oitavas de final da Copa SP

Corinthians levou a melhor nos pênaltis (Rodrigo Gazzanel / Corinthians)

Na noite dessa segunda-feira (14), o Corinthians garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nos pênaltis, o Timão fez 4 a 2 no RB Brasil após empatar em 2 a 2 no tempo regulamentar. A partida foi realizada no Estádio Novelli Junior, em Itu.

As equipes protagonizaram um jogo páreo ao longo dos 90 minutos mais acréscimos. O RB Brasil abriu 1 a 0 aos quatro minutos do primeiro tempo na sequência de um lance de perigo do Corinthians. Luis Phelipe foi o autor do gol, com um chute de longe.

Ao se ver em desvantagem no placar, o Timão buscou a reação e, 25 minutos depois, virou a partida. Fabrício Oya, batendo de trivela, empatou e Rafael Bilu, de rebote, fez 2 a 1 para o Timão.

O time de Campinas, porém, não tardou em buscar o empate. Ainda na primeira etapa, aos 38 minutos, novamente Luis Phelipe deixa sua marca no jogo e, após receber sozinho dentro da área, dribla o goleiro para fazer 2 a 2 e fechar o placar do tempo normal ainda no primeiro tempo. O RB Brasil ainda teve chance de virar no fim da segunda etapa, mas o goleiro Diego fez grande defesa e salvou o Timão.

Com o empate, a partida foi decidida nas penalidades máximas. Fabrício Oya, João Celeri, Gustavo Mantuan e Caetano converteram para o Alvinegro, enquanto apenas Feitosa e Moreira marcaram para a equipe de Campinas: 4 a 2 para o Corinthians.

Com o resultado, o time da capital avança às oitavas de final da Copinha e pega o Visão Celeste-RN nesta fase. O duelo será realizado na próxima quarta-feira (16), às 21h45 (de Brasília), na Arena Barueri.

A Tribuna

 

Matemático vê Botafogo e Bahia já livres da queda; Corinthians, Flu e Vasco ainda correm risco

Foto: Tarla Wolski/Futura Press

Botafogo e Bahia, que venceram confrontos diretos na luta contra a degola nesta 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, já não correm mais riscos de serem rebaixados, de acordo com projeções do matemático Tristão Garcia, do site Infobola. Fluminense, Corinthians e Vasco ainda podem cair – o time de São Januário é o mais ameaçado dentre eles, com 24% de risco de queda.

O Bahia passou pelo Ceará por 2 a 1 em casa, na quarta-feira, enquanto o Botafogo bateu a Chapecoense por 1 a 0, na quinta. Ambos alcançaram 44 pontos e estão a sete pontos da zona de rebaixamento – a equipe catarinense abre o Z-4, com 37 pontos.

Com mais quatro rodadas por jogar, há ainda 12 pontos em disputa. Mas, na projeção do matemático Tristão Garcia, que leva em conta os confrontos diretos entre times que estão na parte de baixo da tabela, não há mais risco para Botafogo e Bahia.

Risco de rebaixamento calculado pelo professor Tristão Garcia, no site Infobola — Foto: reprodução

Fluminense e Corinthians, apesar de terem sido derrotados na rodada por Palmeiras e Cruzeiro, respectivamente, viram o risco de queda diminuir nesta rodada. A ameaça ao Flu (12º colocado, com 41 pontos) caiu de 4% da última projeção para 3%, enquanto os alvinegros (13º, com 40 pontos) passaram de 10% para 7%.

O Vasco empatou em casa com o Atlético-PR por 1 a 1, chegou a 39 pontos, ganhou uma posição (14º), mas o risco de degola se manteve em 24%, de acordo com Tristão Garcia.

Lanterna, o Paraná já está rebaixado. O América-MG, derrotado pelo Internacional, agora tem 90% de risco de cair. O Vitória, 18º colocado, tem 70% de chance de queda, enquanto a Chape tem 50%.

Fora da zona de rebaixamento, o Ceará é o 16º, com 26% de risco de cair. Uma posição acima, o Sport está mais ameaçado: 30%. A explicação se dá, na projeção de Tristão Garcia, porque o Sport terá adversários mais difíceis pela frente do que o Ceará.

Globo Esporte

 

Corinthians é o clube mais valioso da América, avalia a Forbes; confira o top 50

Foto: UESLEI MARCELINO / REUTERS

Longe de ser o clube que mais investe em contratações no futebol brasileiro no momento, o Corinthians é, na avaliação da Revista Forbes, o clube mais valioso da América. O Timão está avaliado em US$ 462,2 milhões (cerca de R$ 1,7 bilhão). Na segunda posição aparece o Palmeiras, que vale US$ 424,1 milhões (cerca de R$ 1,58 bilhão).

Completam o top 10: Los Angeles FC (EUA), New England Revolution (EUA), Grêmio (BRA), Chivas (MEX), Monterrey (MEX), New York Red Bulls (EUA), River Plate (ARG) e Boca Juniors (ARG).

No top 50, aparecem mais 12 clubes brasileiros: Internacional (11º), Flamengo (14º), São Paulo (17º), Atlético-PR (20º), Santos (25º), Vasco (26º), Cruzeiro (31º), Atlético-MG (34º), Fluminense (41º), Vitória (43º), América-MG (47º) e Botafogo (50º).

Abaixo o top 50 completo (valor em dólares)

1º – Corinthians / Brasil / 462.2 mdd

2º – Palmeiras / Brasil / 424.1 mdd

3º – Los Angeles FC / EUA / 406 mdd

4º – New England Revolution / EUA / 351.2 mdd

5º – Grêmio / Brasil / 313 mdd

6º – Chivas / México / 297.1 mdd

7º – Monterrey / México 281.8 / mdd

8º – New York Red Bulls / EUA / 264.1 mdd

9º – River Plate / Argentina / 219.1 mdd

10º – Boca Juniors / Argentina / 213.1 mdd

11º – Internacional / Brasil / 201.1 mdd

12º – Los Angeles Galaxy / EUA / 200.1 mdd

13º – Orlando City / EUA / 188.1 mdd

14º – Flamengo / Brasil / 175.8 mdd

15º – América / México / 174.8 mdd

16º – Santos / México / 164.6 mdd.

17º – São Paulo / Brasil / 156.4 mdd

18º – Real Salt Lake / EUA / 145.2 mdd.

19º – Tijuana / México / 140 mdd

20º – Atlético Paranaense / Brasil / 137.2 mdd

21º – Independiente / Argentina / 136.3 mdd

22º – San José / EUA / 126.6 mdd

23º – Pumas / México / 125.3 mdd

24º – Toluca / México / 116 mdd

25º – Santos / Brasil / 110.3 mdd

26º – Vasco da Gama / Brasil / 103.4 mdd

27º – Atlanta / EUA / 100 mdd

28º – Tigres / México / 93 mdd

29º – Racing / Argentina / 91.3 mdd

30º – Vancouver / Canadá / 91.2 mdd

31º – Cruzeiro / Brasil / 90.6 mdd

32º – New York City / EUA / 84.8 mdd

33º – Seattle / EUA / 80.8 mdd

34º – Atlético Mineiro / Brasil / 78.3 mdd

35º – Cruz Azul / México / 78.1 mdd

36º – Deportivo Cali / Colômbia / 77.6 mdd

37º – Toronto / Canadá / 68.8 mdd.

38º – San Lorenzo / Argentina / 68.8 mdd.

39º – Pachuca / México / 68 mdd

40º – Peñarol / Uruguai / 64.2 mdd.

41º – Fluminense / Brasil / 61.8 mdd

42º – Columbus / EUA / 59.2 mdd

43º – Vitória / Brasil / 59 mdd

44º – Emelec / Equador / 57.8 mdd

45º – Vélez Sarsfield / Argentina / 57.6 mdd

46º – León / México / 55.9 mdd

47º – América-MG / Brasil / 54.2 mdd

48º – Estudiantes / Argentina / 53 mdd

49º – Portland / EUA / 48.6 mdd

50º – Botafogo / Brasil / 48.5 mdd.

Extra – O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ANTONIO FELIX NETO FELIX disse:

    NÃO CONCORDO. O FLAMENGO É DISPARADO NO MOMENTO O MELHOR TIME DO CAMPEONATO.

  2. Ricardo disse:

    VAI CORINTHIANS!!!

  3. Nilo disse:

    Esse empresário sofredor, mostra que é sofredor mesmo, ele acredita que o finado Japecanga tem patrimônio! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk QUE O DIABO O TENHA!

  4. Zeca disse:

    Já os do RN, o primeiro tem Patrimônio em Ponta Negra, o vice em Ceará Mirim e o 3° na terra da rapadura.

    • Empresário Sofredor disse:

      Um Clube Tem Patrimônio em sociedade com TRT.
      Outro tem Sede e Centro De Treinamento
      Outro fica em ceará-mirim.

    • Nelson disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Verdade!

  5. Tarcísio disse:

    Esse levantamento é furado. Somente a sede no Mourisco, onde ficam as piscinas, ano passado foi avaliado em 1,2 bilhão.

CORINTHIANS: Tite escala meia de 17 anos para amistoso contra o ABC em Natal; veja prováveis escalações

O jovem Matheus Pereira, 17 anos, é a principal novidade do Corinthians escalado para amistoso com o ABC-RN, quarta-feira (22), em Natal. Apenas os reservas corintianos viajam para o Rio Grande do Norte.

Na equipe desenhada por Tite, uma base de jogadores experientes contrasta com Matheus. Antes mesmo de chegar aos juniores, ele foi profissionalizado. Meia canhoto, o jovem foi recentemente campeão do Mundialito sub-17 na Espanha e será observado.

“Tenho me preparado bem [para a estreia]. Vestir a camisa do Corinthians é sempre diferente pelo peso do clube. Temos que mostrar nosso futebol cada dia mais e aproveitar da melhor forma. Tenho que manter a calma, fazer o que fiz até hoje para chegar onde cheguei. Os colegas me passam tranquilidade para continuar jogando e sempre continuar me apoiando”, declarou Matheus.

Cotado para uma transferência ao exterior, ele disse que já avisou o empresário Fernando Garcia sobre o desejo de ficar. “Quero fazer história nesse clube. Quero ganhar bastante títulos e dar alegria para a torcida. Tenho liberdade, inclusive já falei que minha vontade é permanecer aqui, fazer história aqui e focar aqui na estreia”, afirmou Matheus.

Quem também joga em Natal é o zagueiro Edu Dracena, que será titular domingo (26), contra o Coritiba, ao lado de Felipe. Gil, suspenso, está fora da próxima rodada do Nacional. No amistoso, o treinador terá a possibilidade de testar Marciel, que é volante, na lateral esquerda

Havia a expectativa de que o goleiro Matheus Vidotto também estreasse entre os profissionais, mas a opção foi manter Walter. O Corinthians deverá disputar o amistoso com Walter; Edílson, Yago, Edu Dracena e Marciel; Ralf e Matheus Pereira; Danilo, Rodriguinho e Mendoza; Romero.

Enquanto os reservas viajam a Natal, os titulares do Corinthians realizaram atividade com bola pela primeira vez na semana. O meia Renato Augusto e o volante Bruno Henrique só fizeram exercícios de recuperação física, mas não preocupam para o jogo de domingo.

ABC
Saulo; Reginaldo, Suéliton, Leandro Amaro e Marcílio; Fábio Bahia, Rafael Miranda e Wellington Bruno (Neto); Edno, Bismark e Kayke
T.: Toninho Cecílio

CORINTHIANS
Walter; Edílson, Yago, Edu Dracena e Marciel; Ralf e Matheus Pereira; Danilo, Rodriguinho e Mendoza; Romero
T.: Tite

Estádio: Frasqueirão, em Natal (RN)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Arbitragem: não informada

Folha Press

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] CORINTHIANS: Tite escala meia de 17 anos para amistoso contra o ABC em Natal; veja prováveis escala… […]

GRAVE: Invasores do CT queriam quebrar as pernas de Pato e Sheik; outros até falaram em matar, diz jornal

thumbA invasão de cerca de cem torcedores ao CT do Corinthians, no último sábado, terminou com um jogador agredido de acordo com o presidente Mário Gobbi: o peruano Paolo Guerrero. Porém, os alvos dos vândalos, aparentemente, eram outros. De acordo com reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo”, a ideia dos torcedores era quebrar as pernas de Emerson Sheik e Alexandre Pato.

Funcionários do clube que testemunharam a invasão relataram que os dois atacantes eram os principais alvos da ira dos invasores. Alguns, mais exaltados, falavam até em matar o camisa 7.

Na invasão, ocorrida no último sábado, celulares e rádios de seguranças foram roubados, uma faxineira foi agredida e o patrimônio do clube danificado, assim como veículos particulares de vários atletas, como o do zagueiro Paulo André.

Sheik e Pato estão na mira da torcida desde o fim do ano passado. O camisa 11 passou a ser cobrado após postar, em redes sociais, uma foto dando um selinho em um amigo. O ex-milanista, por sua vez, foi muito cobrado após errar uma cavadinha no pênalti que decretou a eliminação do Corinthians da Copa do Brasil nas quartas-de-final, contra o Grêmio.

Lancenet

Corinthians pode perder mais dez mandos de campo no Brasileirão

A fase do Corinthians, definitivamente, não é nada boa. Não bastasse a seca de vitórias e sua crise, o Timão ainda corre o risco de ficar mais um tempo jogando longe do Pacaembu. É que o árbitro Raphael Klaus relatou na súmula que o assistente Bruno Salgado Rizo foi atingido por uma garrafa plástica, atirada do setor onde se encontrava a torcida alvinegra.

“Aos 8 minutos do 2º tempo, foi atirado uma garrafa plástica de água contendo líquido em seu interior, atingindo a cabeça do Árbitro Assistente nº2, Sr. Bruno Salgado Rizo. A mesma foi atirada do local onde se encontrava a torcida do S.C.Corinthians Paulista. Informo que o Assistente não necessitou de atendimento médico”, descreveu.

De acordo com o artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o Timão corre o risco de perder de um a dez mandos de campo, caso seja punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Além disso, o clube pode receber multa de de R$ 100 a R$ 100 mil.

O clube do Parque São Jorge ainda tem o agravante de ser reincidente. Neste Brasileirão, o time paulista já havia perdido quatro mandos de campo por conta da briga entre torcedores corintianos e do Vasco, no Estádio Mané Garrincha.

Mais recentemente, o Corinthians também perdeu dois mandos na Copa do Brasil, após sua torcida acender sinalizadores dentro do estádio na partida contra o Luverdense. E antes, na Libertadores, o time precisou disputar um jogo com portões fechados e a torcida foi proibida de ir aos jogos em que o clube fora visitante.

Agência Futebol Interior

Ex-ABC, Rodriguinho assinará com o Corinthians até o fim de 2016

thumbO meia Rodriguinho irá assinar contrato com o Corinthians entre terça e quarta-feira. Após uma reunião na tarde desta segunda no CT entre a diretoria de futebol do clube e os empresários Luis Paulo Santarelli e Eduardo Uram, o Timão deixou tudo acertado para que ele firme um contrato até o fim de 2016.

– Era o desejo do atleta, ele não estava muito a fim de ir para o Catar nesse momento mesmo. Agora é torcer para que ele arrebente no Corinthians – disse Luiz, ao LANCE!Net

O jogador deverá passar pelos exames médicos nesta terça-feira, em uma clínica na Zona Norte de São Paulo, e depois assinará o contrato. Para que a negociação fosse possível, o clube contou com o aporte do banco BMG, que comprará os 60% dos direitos econômicos que hoje pertencem ao América-MG por R$ 5 milhões. Os demais 40% são do Capivariano, clube do interior de São Paulo.

Rodriguinho tinha acertado no dia 6 de setembro com o El Jeish Club, do Qatar. Ele seria vendido por R$ 13,5 milhões, valor que registraria a maior negociação da história do clube mineiro. Problemas com o pagamento travaram o negócio, que tinha data limite para sair até a noite de ontem, quando fechou a janela. O LANCE!Net revelou o interesse do Timão ainda no sábado.  Santos, Flamengo, Inter e Grêmio chegaram a demonstrar interesse no jogador, mas as negociações não evoluíram.

– Estamos conversando. Ele mostrou interesse em vir para o Corinthians e nós também em tê-lo, mas ainda não está fechado, não – confirmou o diretor Roberto de Andrade, em entrevista à rádio Globo.

OUTRO REFORÇO

Outro com situação já acertada, o lateral-direito Diego Macedo deverá assinar contrato na terça. Nesta segunda, ele finalmente conseguiu a sua rescisão de contrato com o Bragantino. O vínculo será até o final do Campeonato Paulista.

Nem ele nem Rodriguinho, porém, poderão ser inscritos na Copa do Brasil, já que as inscrições já foram encerradas. Além disso, eles jogaram o torneio por seus ex-clubes.

Lance

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thyago Gurgel disse:

    O ABC tem direito a algum percentual como clube formador?

Com ajuda de investidor, Corinthians deve fechar com meia Rodriguinho, ex-ABC

thumbO Corinthians pode definir nessa segunda-feira a contratação do meia Rodriguinho, de 25 anos, do América-MG. Durante a tarde, os empresários do jogador estarão no CT para uma reunião com a diretoria de futebol, que pode definir a transferência. A definição do salário é o único entrave de momento.
Para selar o negócio, o clube contará com o apoio do banco BMG, que deve pagar R$ 5 milhões nos 60% dos direitos econômicos que hoje pertencem ao América-MG. Os demais 40% são do Capivariano, clube do interior de São Paulo.

Rodriguinho tinha acertado no dia 6 de setembro com o El Jeish Club, do Catar. Ele seria vendido por R$ 13,5 milhões, valor que registraria a maior negociação da história do clube mineiro. Problemas com o visto de trabalho e com o pagamento travaram a transferência, que tem data limite para acontecer até a noite de hoje, quando fecha a janela no país. O estafe do atleta, porém, vê o Corinthians como “plano B.”

Junto do lateral-direito Diego Macedo, que aguarda a liberação de seus documentos para assinar contrato com o Timão, o meia deverá ser o segundo reforço para a reta final do Brasileirão. O primeiro deve ficar até o fim do Paulistão no clube. Já o tempo de contrato de Rodriguinho não foi revelado.

Lance

STJD derruba punição de portões fechados a Vasco e Corinthians

2013082616704Em um julgamento acalorado, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu por maioria dos votos aliviar as punições aplicadas a Corinthians e Vasco devido à briga entre torcedores no estádio Mané Garrincha, em Brasília, durante o confronto entre as duas equipes pelo Brasileirão.

O STJD manteve a perda de quatro mandos de campo para os dois clubes, mas retirou os portões fechados. Apesar disto, os confrontos serão abertos somente à torcida visitante.

O Tribunal determinou ainda que a CBF aponte onde a perda de mando de campo será aplicada, levando em conta que não pode ser onde os clubes já jogaram no Brasileirão deste ano.

Além disso, as multas de R$ 50 mil, para Vasco, e R$ 80 mil, para o Corinthians, foram mantidas.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Kátia Andrade disse:

    Se fosse um ABC ou América iriam AUMENTAR a pena, mais é um corinthians e vasco, vale tudo. Normal demais!!!!!!

Estádio do Corinthians é a obra privada da Copa com maior volume de recursos públicos

296952-970x600-1O poder público, via suas três esferas administrativas, está colocando cerca de R$ 30 bilhões em obras e preparativos para a Copa do Mundo de 2014. Sao obras públicas e privadas, de estádios, aeroportos, portos ou mobilidade urbana. Dentre as privadas, por quaisquer critérios que se utlize, o estádio que o Corinthians e a empreiteira Odebrecht estão construindo na zona leste de São Paulo, que será a sede de abertura da Copa e palco de sete jogos do Mundial, é a que recebe a maior destinação de recursos públicos.

Sem contar o empréstimo do BNDES previsto para o estádio, que deverá retornar aos cofres públicos, o investimento “a fundo perdido” do poder público na arena ficará em algo entre R$ 500 milhões e R$ 600 milhões

O estádio, com as estruturas provisórias necessárias para a receber a Copa, terá um custo que vai ultrapassar a casa do bilhão de reais. Sua principal fonte de recurso são créditos fiscais concedidos pela gestão passada da Prefeitura de São Paulo ao Corinthians. São R$ 420 milhões, nem tudo já liberado para o clube a para a obra.

Parêntesis: este blog  não irá discutir a natureza de recurso público dos CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento) prometidos pela prefeitura ao Corinthians no ano passado. Este entendimento já é pacificado por Tribunal de Contas da União e jurisprudência dos tribunais superiores do país.

Voltando, só estes R$ 420 milhões já tornam o Itaquerão o estádio privado com maior destinação de recursos públicos da Copa, já que há somente outras duas arenas privadas em construção, ou em reforma, (Arena da Baixada, do Atlético Paranaense, e Beira-Rio, do Internacional), e as duas possuem orçamento total inferior a R$ 420 milhões.

A maneira como estes recursos foram destinados ao Corinthians é, no mínimo, nebulosa, e gerou uma ação do Ministério Público que corre na Justiça para anular o benefício fiscal. Em março do ano passado, quando a obra já estava a pleno vapor e tinha sido escolhida pela Fifa como a sede paulista para a Copa, a prefeitura lançou uma concorrência pública para escolher qual estádio receberia os R$ 420 milhões em créditos municipais. Somente o Itaquerão poderia vencer a concorrência, como de fato venceu.

Trata-se de uma concorrência dirigida na mais límpida acepção do termo. Para o Ministério Público do Estado de São Paulo, é uma “afronta à legalidade”. Ainda assim, à época, a prefeitura chamou a concorrência de “mera formalidade”. Na prática, a Justiça só julgará em definitivo a ação do MP quando a obra estiver concluída e os créditos fiscais já concedidos e gastos. A solução, quando muito, será rever a legalidade da concessão dos créditos com a proposta de algum tipo de medida compensatória do clubve para com os cofres públicos.

Ainda no terreno das isenções, a Prefeitura de São Paulo concedeu isenção total do ISS (Imposto Sobre Serviços) que incidiria no valor final da construção do estádio, inicialmente orçado em R$ 820 milhões. Pela isenção, pelo menos R$ 41 milhões deixarão de entrar nos cofres da Prefeitura, pela alíquota de 5%. A isenção também é questionada pelo MP na Justiça, em virtude da suposta falta de contrapartida social que o clube deveria prestar à cidade.

Outra forma de injeção de recursos públicos na obra é o empréstimo do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social), que ainda não saiu, mas está previsto na chamada arquitetura finaceira do estádio, de R$ 400 milhões.

Trata-se de um financiamento, que, ainda que subsdiado em virtude do interesse coletivo da obra para a Copa, deverá voltar para o banco no prazo previsto. Assim, existe o entendimento, popularizado pela presidente Dilma Rousseff através de discurso proferido em meio aos protestos que tomaram conta do país em junho deste ano, de que esses recursos não podem ser considerados injeção de dinheiro público em obras da Copa.

Faz sentido. O BNDES tem entre suas funções financiar obras do setor privado. De qualquer forma, dentre as obras privadas da Copa que o banco financia, a do estádio corintiano é a que deverá receber o maior volume de recursos , ou R$ 400 milhões.

Bom, investir em um estádio de futebol para a Copa que vai efetivamente ser usado na Copa é certamente muito melhor do que investir em um hotel que certamente não ficará pronto a tempo do Mundial e nem se pode afirmar que um dia ficará efetivamente pronto.

É este o caso de outra das obras privadas da Copa com maior volume de recursos públicos, a reforma do Hotel Glória, do empresário Eike Batista. Ele tomou R$ 200 milhões junto ao banco estatal através da linha BNDES Pro-Copa Turismo. Depois, suas empresas entraram em crise, a obra foi paralisada e agora têm previsão de entrega para 2015. Claro que nem se cogita a hipótese de se cancelar o financiamento.

Há, ainda, as estruturas provisórias a serem instaladas no estádio. Primeiro, será necessário montar 20 mil arquibancadas móveis, missão que está a cargo do Governo do Estado de São Paulo. Segundo o secretário de Planejamento, Julio Semeghini, elas irão custar R$ 38,1 milhões, e o governo paulista encontrou investidores privados para paga-la. Ele anunciou, inclusive, que o contrato para a obra seria anunciado em agosto, o que não aconteceu, então é melhor esperar para saber quem vai mesmo pagar.

Por fim, há o restante das estruturas provisórias, como assentos VIPs, sistema de iluminação, sistema de ar condicionado, equipamentos de informática, telecomunicações e sistemas de TI (tecnologia da informação). Toda a aquisição e implantação desses equipamentos estão a cargo da Prefeitura de São Paulo.

Em uma previsão conservadora da vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, o investimento total do município nessa área será de R$ 30 milhões a R$ 40 milhões. Os contratos ainda não foram fechados, a menos de um ano da Copa. Tomara que não sejam necessárias contratações de emergência…

Vinícius Segalla – UOL

SBT pagará R$ 59 mil por considerar placar errado em programa de perguntas sobre o Corinthians

O SBT terá de pagar R$ 59 mil a um participante do programa de perguntas e respostas “21”. Baseada em texto fictício, a emissora considerou errada uma resposta correta que havia sido dada pelo concorrente.

Ao rejeitar recurso da emissora, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve entendimento de segunda instância que aplicou a teoria da perda da chance e considerou o direito dos telespectadores à informação verdadeira.

O participante era torcedor do Corinthians e deveria responder a questões sobre o time. Se acertasse a pergunta sobre o placar do jogo de inauguração do estádio do Pacaembu, em 1940, receberia R$ 70 mil e poderia concorrer a R$ 120 mil na fase seguinte.

Preto no branco

O jogo contra o Atlético-MG ficou em 4 a 2 para os paulistas. O participante escolheu a resposta certa. Porém, os produtores consideraram para o gabarito informações publicadas de forma intencionalmente erradas no livro Corinthians é Preto no Branco, de Washington Olivetto e Nirlando Beirão.

Ocorre que o livro traz, nas páginas pretas, informações reais sobre o time. Mas, nas páginas brancas, as histórias são inventadas pelos autores. Nas páginas que tratavam do jogo em questão, a história fictícia apontava o placar de 4 a 0, com dados reais sobre os marcadores do Corinthians, mas sem nenhuma menção aos gols dos mineiros.

Bibliografia e verdade

O contrato entre o concorrente e o SBT indicava que o livro seria a bibliografia a ser considerada nas respostas. Por esse motivo, ao julgar a ação movida pelo participante, o juiz de primeiro grau considerou a indenização indevida. Mas o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) reformou a sentença para impor a condenação de R$ 59 mil.

Para os desembargadores paulistas, ainda que o contrato tenha visado dar maior segurança às partes e evitar polêmicas, não poderia impor ao concorrente a obrigação de dar resposta errada baseada na parte ficcional da obra.

O ministro Sidnei Beneti, relator do recurso interposto pelo SBT, confirmou o entendimento do TJSP: “O concurso era sobre o clube, não sobre o livro. O dever de veracidade mais se acentuava tratando-se de programação pública, transmitida a milhares de telespectadores – muitos dos quais também perfeitamente conhecedores da história do clube e crendo-se a assistir a certame sobre o clube e não a certame de bibliografia livresca”.

Direito do telespectador

Conforme o voto condutor no TJSP, a liberdade dos meios de comunicação se contrapõe ao direito difuso dos indivíduos a receber informações corretas, exatas, desinteressadas, transparentes, pluralistas e imparciais. “A liberdade dominante é a de ser informado”, anota o relator do acórdão atacado no STJ, desembargador Francisco Loureiro.

“No caso, o que foi vendido ao público telespectador é que um candidato responderia a questões variadas sobre o Corinthians, e não sobre uma obra de ficção sobre o Corinthians”, acrescentou Loureiro.

Para ele, a interpretação do contrato sob a perspectiva da boa-fé objetiva e da causa do negócio jurídico aponta que o livro só poderia ser considerado como gabarito em sua parte preta (verdadeira), sob pena de comprometer o formato do programa e o interesse do público.

Perda da chance

O valor da indenização foi calculado com base na chance que o candidato tinha de continuar no programa. Se acertasse a resposta, passaria à fase final, na qual poderia ganhar R$ 120 mil. Como sua resposta foi considerada errada, levou apenas R$ 1 mil de consolação.

Para o TJSP, a chance perdida foi de metade do valor total possível, R$ 60 mil. Como já tinha recebido R$ 1 mil, a indenização ficou em R$ 59 mil.

“Pelos conhecimentos do autor e segurança nas respostas anteriores, poderiam suas probabilidades de sucesso ser calculadas até mesmo em percentual superior à metade. O tema, porém, está fora da divergência posta nestes embargos, de modo que não pode ser alargada a condenação”, anotou o relator na corte local.

O ministro Beneti considerou que o recurso do SBT não reunia condições de ser apreciado quanto a esse ponto, porque a avaliação do contrato e da responsabilidade da emissora pela perda da chance envolveria matéria de fatos e provas.

Duas das primeiras súmulas do STJ impedem a análise desse tipo de questão em recurso especial. Os tribunais locais são, nas palavras do relator, soberanos para esse exame.

STJ

Corinthians e Vasco são punidos por briga de torcedores no DF

14_56_21_498_fileNão foi uma punição exemplar, mas já é um começo. Corinthians e Vasco foram julgados e condenados pelo (STJD) Superior Tribunal de Justiça Desportiva nesta quarta-feira (4), em razão da briga de seus torcedores no estádio Mané Garrincha, no último dia 25 de agosto.

Ambos os clubes foram penalizados em quatro partidas. Em duas delas terão de atuar com portões fechados, e nas restantes poderão vender ingressos apenas para a torcida dos times adversários. Além disso, terão de abrir os cofres e pagar multas de R$ 50 mil (Vasco) e R$ 80 mil (Corinthians) à CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Fabrício Dazzi, presidente da sessão, e os quatro auditores que participaram do julgamento assistiram às imagens da briga, que contou inclusive com três corintianos que ficaram presos na Bolívia, e tomaram a decisão para tentar acabar com esse tipo de problema no País.

Os representantes de Corinthians e Vasco ainda não se manifestaram sobre as punições, mas, antes do julgamento, mostravam-se até mais pessimistas, esperando pela pena máxima, que chegaria a dez jogos sem torcida e fora de seus respectivos estádios.

R7

Potiguar, meia Souza volta a jogar pelo Corinthians após 15 anos

souza1Campeão da Copa do Brasil em 1995 com a camisa corintiana, Souza está de volta ao Timão. Aposentado oficialmente do futebol profissional desde 2009, o ex-meia de 38 anos defenderá o Alvinegro do Parque São Jorge no Campeonato Brasileiro de showbol, cujo grupo B começa nesta quinta-feira, com Internacional x Vasco e Corinthians x Cruzeiro – o SporTV transmite os dois jogos ao vivo, a partir das 18h30m. Morando em Natal (RN), Souza espera ajudar a sua equipe a conquistar o Brasileiro pela primeira vez.

– Acredito que a dinâmica de jogo do showbol seja bem diferente do futebol, mas, em compensação, não vou estranhar muito o piso, que é semelhante ao soçaite, que eu estou acostumado a jogar em Natal – afirmou Souza, que atuou profissionalmente pelo Corinthians entre 1994 e 1998.

Natural de Itajá (RN), Souza iniciou a sua carreira no América-RN, de onde transferiu-se para o Rio Branco-SP. Após boas atuações pela equipe de Americana, o habilidoso meia chamou a atenção do Corinthians, clube pelo qual conquistou dois Campeonatos Paulistas (1995 e 1997) e uma Copa do Brasil (1995).

Com informações do Sportv

Capitão do Luverdense alfineta Emerson Sheik: 'Não vou levar beijo de ninguém'

No segundo tempo da vitória do Luverdense por 1 a 0 sobre o Corinthians, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, o zagueiro e capitão da equipe da casa, Zé Roberto, e o atacante Emerson Sheik se estranharam e acabaram expulsos.

Na saída de campo, o camisa 3 do LEC criticou o jogador corintiano, apesar de achar que os cartões vermelhos foram injustos.

– Acho que a expulsão foi um pouco de exagero do árbitro. O Emerson reclamou, eu falei para ele ir devagar, ele acabou revidando. Ele não está em um momento bom psicologicamente, e a gente acabou “tretando” (brigando) – disse o camisa 3, à Rádio Transamérica.

Sheik foi perseguido pela torcida local até mesmo antes de a bola rolar. Milhares de presentes no Passo das Emas puxaram coro de “Sheik v…”, em provocação ao selinho dado pelo atacante em um amigo, e que causou grande repercussão ao ser divulgado através das redes sociais na última segunda-feira.

Zé Roberto indicou que o camisa 11 do Timão quis provocá-lo verbalmente durante o atrito entre os dois. No lance, Sheik reclamava de uma falta não marcada, quando o jogador do Luverdense chegou e deu um tranco em suas costas. Então, eles começaram a discutir e acabaram expulsos.

– Não sou cara que vai levar beijo de ninguém, não aceito esse tipo de coisa. Tirando esse lado, acho que foi um pouco de exagero, ninguém merecia ser expulso. Houve parte dele de agredir, não conseguiu, mas tudo bem. Ganhamos de 1 a 0, não levamos gol, agora é treinar e pensar na próxima quarta-feira – afirmou.

O duelo de volta está marcado para o dia 28 de agosto, no Pacaembu. Com a vitória por 1 a 0, o LEC se classifica caso vença, empate ou até perca o jogo por um gol de diferença, desde que faça gols. Se o Timão vencer por 1 a 0, a vaga sairá na decisão por pênaltis.

– Vamos treinar bastante ate lá, querendo ou não, temos uma vantagem. Quem tem fé acredita em milagre, tomara que aconteça mais um na próxima quarta – disse o capitão do Luverdense.

Lance

FOTO: Torcedores do Corinthians protestam contra beijo de Emerson em amigo

Protesto_620 protesto_-_beijo_620Cinco sócios da torcida organizada Camisa 12 foram nesta segunda-feira ao CT Joaquim Grava, no Parque Ecológico, protestar contra o atacante Emerson Sheik, que postou no Instagram uma foto dando um selinho em Isaac Azar, dono do restaurante Paris 6.

As faixas tinham os seguintes dizeres: ““Vai beijar a P.Q.P.”, “Aqui é lugar de homem”, “Viado não” e “Respeito”. Aos gritos, os torcedores diziam que iam transformar a vida de Emerson em um “inferno”.

O atacante Paolo Guerrero, que chegou a parar o seu carro na saída do CT para tirar fotos com os sócios das Camisa 12, preferiu levar a publicação da foto de Emerson na brincadeira. “Todo mundo sabe que o Sheik é maluco e gosta de tirar sarro de tudo”, disse.

Após a vitória do Corinthians sobre o Coritiba no domingo, Emerson usou seu perfil no Instagram para publicar a foto beijando o amigo na bola. Na legenda, o atacante pediu o fim do preconceito. “Tem que ser muito valente para celebrar a amizade sem medo do que os preconceituosos vão dizer. Tem que ser muito livre para comemorar uma vitória assim, de cara limpa, com um amigo que te apoia sempre. Hoje é um dia especial”, dizia trecho da legenda.

O restaurante Paris 6 possui até um prato que leva o nome do atacante corintiano.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    O Felix do futebol saiu do armário .