Defesa de PM suspeito de morte de lutador no Satélite diz que ele sofreu atentado

Segundo matéria do portal G1-RN, a defesa do tenente da PM Iranildo Félix, apontado pela Polícia Civil como suspeito de ter assassinado a tiros o professor e lutador de MMA Luiz de França Trindade, de 25 anos, o policial foi alvo de um atentado no final da manhã dessa quarta-feira (12) quando teria sido perseguido por dois homens em uma motocicleta.

De acordo com a advogada Juliana Melo, defensora do oficial, atentado aconteceu logo após o oficial ter deixado o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), onde foi submetido a um exame residuográfico que pode identificar a presença de chumbo nas mãos. Ela conta que o tenente foi seguido por uma dupla em uma motocicleta, que emparelhou em seu veículo. Na ocasião, o policial teria percebido o garupa colocar a mão na cintura, como se fosse puxar uma arma, restando a ele jogar o carro por cima dos suspeitos. Logo após, eles desviaram e teriam fugido com destino ignorado.

A advogada ainda disse que após o episódio, o tenente se dirigiu ao comandante geral da PM, coronel Francisco Araújo, e comunicou o suposto atentado. Na ocasião, o oficial foi encaminhado para um promotor criminal, que ficou de ouvi-lo nesta quinta-feira (13). Vale destacar que mais tarde, o policial acabou sendo socorrido em sua residência pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), com alta dosagem de medicamento desconhecido. Ele, inclusive, foi internado em um hospital particular.