Defesa de PM suspeito de morte de lutador no Satélite diz que ele sofreu atentado

Segundo matéria do portal G1-RN, a defesa do tenente da PM Iranildo Félix, apontado pela Polícia Civil como suspeito de ter assassinado a tiros o professor e lutador de MMA Luiz de França Trindade, de 25 anos, o policial foi alvo de um atentado no final da manhã dessa quarta-feira (12) quando teria sido perseguido por dois homens em uma motocicleta.

De acordo com a advogada Juliana Melo, defensora do oficial, atentado aconteceu logo após o oficial ter deixado o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), onde foi submetido a um exame residuográfico que pode identificar a presença de chumbo nas mãos. Ela conta que o tenente foi seguido por uma dupla em uma motocicleta, que emparelhou em seu veículo. Na ocasião, o policial teria percebido o garupa colocar a mão na cintura, como se fosse puxar uma arma, restando a ele jogar o carro por cima dos suspeitos. Logo após, eles desviaram e teriam fugido com destino ignorado.

A advogada ainda disse que após o episódio, o tenente se dirigiu ao comandante geral da PM, coronel Francisco Araújo, e comunicou o suposto atentado. Na ocasião, o oficial foi encaminhado para um promotor criminal, que ficou de ouvi-lo nesta quinta-feira (13). Vale destacar que mais tarde, o policial acabou sendo socorrido em sua residência pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), com alta dosagem de medicamento desconhecido. Ele, inclusive, foi internado em um hospital particular.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO disse:

    Ja dizia a minha avó: "Quem com ferro fere, com ferro será ferido".