Deputado diz que gravou reunião do PSL para alertar Bolsonaro de ‘provável conspiração’

O deputado Daniel Silveira, do PSL do Rio de Janeiro, foi quem gravou a reunião de deputados do seu partido na noite de ontem. Na conversa, entre outras coisas, o líder Delegado Waldir chama Jair Bolsonaro de vagabundo e fala que vai implodir o presidente da República (veja aqui).

O Antagonista conversou com Silveira por telefone.

Ele disse que decidiu gravar a conversa, usando o celular, com uma “intenção simples”: blindar Bolsonaro do que ele chama de “provável conspiração”.

“Isso estava em conluio, na verdade. Tivemos que trabalhar como infiltrados ali para poder conseguir acessar as informações, senão não tinha como. Era uma cúpula fechada tramando contra a República. Isso aí por fundo partidário, dinheiro e poder. Não serve, o Brasil não espera mais isso.”

Silveira contou que enviou o áudio para o presidente da República.

“Claro, ele foi o primeiro a ouvir.”

Perguntamos de que forma Bolsonaro reagiu.

“Com um pouco de surpresa, porque tinham muitas informações ali, informações que, ao meu ver, são um pouco estarrecedoras, porque trariam um prejuízo, de fato, para o Brasil.”

O deputado completou:

“Eu estou eleito na base do Bolsonaro e, custe o que custar, a gente vai defender o presidente.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto Dal disse:

    E nem precisou da oposição… Aliás, nem oposição existe, os bolsonaristas votaram no kit completo. Com todo respeito aos 'aliados', não há novidade nenhuma, apenas políticos sendo políticos. Uma lástima, principalmente para quem acreditou em novos tempos… sombrios!!!

  2. Bené Brito disse:

    Esta briga de milicianos não deve acabar bem. A fragilidade do governo do incapaz é impressionante.

  3. Maria disse:

    Virou o Cabaré de Mãe Joana. É só o começo. Aonde vamos parar….estou aqui fazendo arminha com todo gosto.kkkkkkkkk

    • Ems disse:

      Faça melhor ! Repita mais livros, menos armas e aceite ordens da carceragem em Curitiba.

COMENTE AQUI