Em reunião por videoconferência nesta terça, UERN suspende calendário universitário por tempo indeterminado

Foto: Reprodução/UERN

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) suspendeu, por tempo indeterminado, o calendário universitário 2020, previsto para ter início no próximo dia 6 de abril. A decisão ocorreu durante reunião realizada por videoconferência, nesta terça-feira (31), conduzida pela reitora em exercício, Fátima Raquel e com participação de pró-reitores, diretores de unidades acadêmicas, representante do Fórum dos Chefes de Departamento, e o Diretório Central dos Estudantes.

A proposta da suspensão foi apresentada pela reitora em exercício, Fátima Raquel, na abertura da reunião, e endossada pelos participantes, que haviam feito consulta aos departamentos e categoria estudantil, que também se posicionaram pela suspensão do calendário.

A decisão levou em consideração o estado de pandemia do novo coronavírus e as orientações da Organização Mundial da Saúde e decretos federais e estaduais sobre as medidas de prevenção ao contágio pelo vírus, bem como a portaria da FUERN que estabeleceu orientações acadêmicas e administrativas quanto às medidas de proteção para o enfrentamento da pandemia.

Nesta segunda-feira (31), o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus da UERN orientou a suspensão do calendário universitário, levando em consideração a expectativa do pico de contaminação no Brasil ser esperado para os meses de abril e maio, e a dificuldade de acesso às tecnologias educacionais por grande parte dos estudantes da UERN.

“Em todas as nossas decisões, nossa principal preocupação é com os nossos estudantes. Sabemos da realidade em que a maioria de nossos estudantes só têm acesso à internet pelo celular e um grande número mora em regiões de difícil acesso a uma rede de internet, o que inviabiliza a possibilidade de aulas online. Não sabemos quanto tempo essa pandemia vai durar, o que sabemos é que precisamos preservar nossa comunidade e dar condições para que nossos estudantes recebam uma educação superior de qualidade, que é o compromisso maior da UERN”, afirmou a reitora em exercício, Fátima Raquel.

O estudante Pedro Levi, da diretoria do DCE/UERN destacou a necessidade desta medida, levando em consideração também a dificuldade que os estudantes teriam numa possível retomada das atividades com uso de tecnologia educacionais à distância. “Pensando nisso o DCE já havia se posicionado contra o retorno das atividades, durante essa situação de pandemia, de forma que concordamos com o proposto pela gestão da universidade. Temos que pensar na manutenção da qualidade do ensino aos nossos estudantes e, neste momento, a medida mais prudente é a suspensão”, comentou.

Os diretores de unidades acadêmicas destacaram o posicionamento adotado por cada unidade, sendo que a maioria seguiu o entendimento da necessidade da suspensão do calendário.

Histórico

No dia 15 de março, a UERN suspendeu as atividades presenciais, como forma de prevenção à disseminação do novo coronavírus. Na época, a Instituição encerrava o semestre 2019.2, já havendo cumprido mais de 90% do semestre, restando somente o fechamento de notas e os casos em que havia pendências.

A suspensão do calendário será publicada através de Ad Referendum da Reitoria.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Victo disse:

    Queria entender o motivo de muitos acharem essa medida um absurdo. A instituição está fazendo o que todas as outras – públicas e privadas – estão. O vírus, inclusive, ceifou a vida de um funcionário da Universidade. Vocês acham mesmo que eles vão se arriscar? Vocês se arriscariam? Um pouco de paz, fraternidade e solidariedade no coração não faz mal a ninguém.

  2. Almino Afonso disse:

    Pelo nível, nenhum dos comentaristas, "cidadãos de bem" devem ter pisado, um dia, em uma Universidade.

    • Paula disse:

      Concordo! Para quem estudou na UERN e em qualquer universidade pública sabe o quão importante estas instituições são na vida de qualquer cidadão.
      Infelizmente, lemos comentários ridículos de pessoas que falam apenas pelo senso comum. Lamentável 🤦🏼‍♀️

  3. Ivan disse:

    Pensem num ralo de dinheiro público…

  4. Eugênio Neco disse:

    Deveriam suspender o pagamento também.

  5. Mito disse:

    Deveriam aproveitar e acabar de vez com esse elefante branco que não serve para nada. Fimda uern!

  6. Charles disse:

    Essa é a Universidade que mais para no mundo. Só Jesus na causa aí

  7. Alan disse:

    A cara já é de preguiça!!!

    • Vergonha disse:

      Comentário 10 …acertou em cheio , só faltou na camiseta ; ladrao Lula livre

  8. Marco polo disse:

    Povo preguiçoso…

COMENTE AQUI