Economia

Fábio Faria diz que o “saldo no caixa do governo do RN de quase R$ 180 milhões foi graças a ajuda do governo Bolsonaro”

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, destaca nesta terça-feira(06) em suas redes sociais, que com ajuda do Governo Bolsonaro, o Rio Grande do Norte concluiu o exercício financeiro de 2020 com um saldo orçamentário de R$ 177,6 milhões. Esse saldo é a diferença entre as receitas do ano e o comprometimento com despesas.

“O Governo do RN em 2020 recebeu em transferência da União R$ 1,8 bilhão, sendo R$ 1,1 bilhão em decorrência direta da pandemia do coronavírus e o resto por meio de recursos de convênios, emendas parlamentares, além de transferências para complementar os gastos com saúde, educação e segurança pública.

As áreas da saúde, segurança e educação foram as pastas contempladas com mais recursos. Levando em conta as despesas liquidadas, foram R$ 1,61 bilhão na Saúde, R$ 1,36 bilhão na educação e R$ 1,02 bilhão na segurança pública”, completou o post.

Opinião dos leitores

  1. Que Rosales e Robinson foram péssimos não resta dúvida, por isso não foram reeleitos, Fatao vai na mesma toada, um engodo. Isso saberemos no final de 2022, aguarde notícias.

  2. Olha essa notícia tem o mesmo conteúdo de muitas outras publicadas.
    Mas o secretário de finanças do RN foi a mídia afirmar que deve haver atraso nos salários dos servidores por falta de recursos no estado. Onde está a verdade, na contabilidade oficial ou nas palavras?
    Se o saldo positivo existe, segundo fonte oficial, vem provar que o discurso ilusório que diz “a economia a gente vê depois” é mais uma desculpa sem sentido para justificar o lockdown e que o preço por ter tudo fechado será alto. Lembrando que isso é uma determinação dos governadores e prefeitos.
    Mas continuo querendo saber onde existe a comprovação científica que lockdown resolve a situação contra o covid.

    1. Pelo que vi no comentário de Clovis, ele pede onde existe a comprovação científica.
      Se não existe, o que leva os governadores de SP, DF e nordeste a adotar o locodown? Ideologia política? Onde fica o respeito as vidas?
      Quer dizer que medicação é proibida por não ter comprovação científica, mas locodown sem comprovação científica, pode?

  3. Graças ao governo Bolsonaro e a não estar cumprindo com suas obrigações. A governadora Fátima, por exemplo, mandou publicar no Diário Oficial do Estado de ontem (5), portaria que determina a suspensão das cirurgias eletivas na Rede Pública Estadual de Saúde. Assim, sobra dinheiro. E o povo que se lasque.

  4. Peça a ele para falar sobre a administracao do papi dele aqui no RN que deixou 4 folhas atrasadas… Ministro Mimimi

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Inmet renova alertas de acumulado de chuvas que podem chegar a 100 mm por dia em cidades do RN; veja lista

Foto: reprodução/Inmnet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) renovou os alertas de acumulado de chuvas para cidades do Rio Grande do Norte. Avisos já haviam sido divulgados na sexta e no sábado.

São dois alertas enviados pelo órgão: um da cor laranja, de perigo, e um da cor amarela, de perigo potencial.

Grau de severidade

🟡 Perigo Potencial – Amarelo –  Cuidado na prática de atividades sujeitas a riscos de caráter meteorológico. Mantenha-se informado sobre as condições meteorológicas previstas e não corra risco desnecessário;

No alerta amarelo, as chuvas variam de 20 a 30 milímetros por hora e chegam a até 50 mm/dia, além da possibilidade de ventos entre 40 e 60 km/h. Há, nesse tipo de alerta, baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos ou de descargas elétricas, segundo o Inmet. O alerta também vale até 10h da segunda.

🟠 Perigo – Laranja – Mantenha-se muito vigilante e informe-se regularmente sobre as condições meteorológicas previstas. Inteire-se sobre os riscos que possam ser inevitáveis. Siga os conselhos das autoridades.

O alerta laranja publicado pelo Inmet para o RN prevê chuva entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm por dia. O aviso alerta para risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios, em cidades com tais áreas de risco. Natal está entre as cidades desse alerta, que vale até 10h de segunda-feira (17).

Recomendações

Em caso de chuva intensa e rajadas de vento, é recomendado pelo Inmet:

  • não se abrigar debaixo de árvores;
  • evitar enfrentar o mau tempo;
  • não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda;
  • Se possível, desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia;
  • Em caso de situação de inundação, ou similar, proteger os pertences da água envoltos em sacos plásticos;
  • em caso de necessidade, acionar Defesa Civil (telefone 199) e Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Alerta laranja

 

  1. Afonso Bezerra
  2. Arez
  3. Bento Fernandes
  4. Bom Jesus
  5. Caiçara do Norte
  6. Caiçara do Rio do Vento
  7. Canguaretama
  8. Ceará-Mirim
  9. Extremoz
  10. Galinhos
  11. Goianinha
  12. Guamaré
  13. Ielmo Marinho
  14. Jandaíra
  15. Jardim de Angicos
  16. João Câmara
  17. Lajes
  18. Macaíba
  19. Macau
  20. Maxaranguape
  21. Monte Alegre
  22. Natal
  23. Nísia Floresta
  24. Parazinho
  25. Parnamirim
  26. Pedra Grande
  27. Pedra Preta
  28. Pedro Avelino
  29. Pendências
  30. Poço Branco
  31. Pureza
  32. Riachuelo
  33. Rio do Fogo
  34. Santa Maria
  35. São Bento do Norte
  36. São Gonçalo do Amarante
  37. São José de Mipibu
  38. São Miguel do Gostoso
  39. São Paulo do Potengi
  40. São Pedro
  41. Senador Georgino Avelino
  42. Taipu
  43. Tibau do Sul
  44. Touros
  45. Vera Cruz
  46. Vila Flor

Alerta amarelo

  1. Assú
  2. Afonso Bezerra
  3. Alto do Rodrigues
  4. Angicos
  5. Areia Branca
  6. Arez
  7. Baía Formosa
  8. Baraúna
  9. Barcelona
  10. Bodó
  11. Bom Jesus
  12. Brejinho
  13. Caiçara do Rio do Vento
  14. Campo Redondo
  15. Canguaretama
  16. Carnaubais
  17. Cerro Corá
  18. Coronel Ezequiel
  19. Currais Novos
  20. Espírito Santo
  21. Fernando Pedroza
  22. Florânia
  23. Goianinha
  24. Governador Dix-Sept Rosado
  25. Grossos
  26. Ipanguaçu
  27. Itajá
  28. Januário Cicco
  29. Japi
  30. Jucurutu
  31. Jundiá
  32. Lagoa d’Anta
  33. Lagoa de Pedras
  34. Lagoa de Velhos
  35. Lagoa Nova
  36. Lagoa Salgada
  37. Lajes
  38. Lajes Pintadas
  39. Macaíba
  40. Macau
  41. Montanhas
  42. Monte Alegre
  43. Monte das Gameleiras
  44. Mossoró
  45. Nova Cruz
  46. Paraú
  47. Passa e Fica
  48. Passagem
  49. Pedro Avelino
  50. Pedro Velho
  51. Pendências
  52. Porto do Mangue
  53. Riachuelo
  54. Ruy Barbosa
  55. Santa Cruz
  56. Santana do Matos
  57. Santo Antônio
  58. São Bento do Trairí
  59. São José de Mipibu
  60. São José do Campestre
  61. São Paulo do Potengi
  62. São Pedro
  63. São Rafael
  64. São Tomé
  65. São Vicente
  66. Senador Elói de Souza
  67. Serra Caiada
  68. Serra de São Bento
  69. Serra do Mel
  70. Serrinha
  71. Sítio Novo
  72. Tangará
  73. Tenente Laurentino Cruz
  74. Tibau
  75. Tibau do Sul
  76. Triunfo Potiguar
  77. Upanema
  78. Várzea
  79. Vera Cruz
  80. Vila Flor

g1-RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Brasil não assina declaração da cúpula na Suíça pela paz na Ucrânia

Foto: reprodução X/Volodymyr Zelenskyy

O Brasil foi uma das várias nações que não assinaram neste domingo (16) a declaração final da conferência pela paz na Ucrânia, ocorrida em Lucerna, na Suíça.

Lula não compareceu ao evento, por alegar que a cúpula não alcançaria seu objetivo pela paz sem o envolvimento dos russos nas negociações. Então, ele enviou a embaixadora do Brasil na Suíça, Cláudia Fonseca Buzzi, para participar do evento.

Além do país sul-americano, que participou como observador, a Arábia Saudita, o México, a Índia, a África do Sul e a Indonésia também foram alguns dos que não assinaram o documento da cúpula.

Entre os 92 participantes em vários graus de representação, a declaração final foi firmada por 80 nações. O comunicado final da cúpula “reafirma a integridade territorial” da Ucrânia e apela pela troca de prisioneiros de guerra, além do regresso de crianças sequestradas pela Rússia.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opinião

ARTIGO: Linguagem neutra? Vá à merdes! Por Marcus Aragão

Imagem: Arte Migalhas/Freepik

Não sei como um país que precisa se desenvolver em todas as áreas possíveis e imagináveis tem tempo para discutir questões tão supérfluas. Quando comparada com temas urgentes como saúde, educação e economia, a linguagem neutra é supérflua, sim.

Quem levanta essa bandeira deveria ter vergonha de tomar o tempo do legislativo ou judiciário com um assunto definitivamente não prioritário. Sei que as minorias tem questões legítimas e necessárias e as apoio totalmente, mas a linguagem neutra não consigo aderir. Às vezes, penso que isso só pode ser uma nuvem de fumaça para desviar o olhar do que realmente importa.

— Ora, vão à merdes!

Da mesma forma, qual a necessidade de debater, agora, o aborto na 22ª semana de gravidez? É crime, não é crime? Quem vem morrendo é nossa esperança do Brasil se recuperar. Cadê o projeto para aumentar a pena do estupro? Se inibissem mais o estupro, resolveria o problema na fonte — não precisaria abortar. Outra coisa, me parece covarde penalizar a vítima, uma menina muitas vezes pobre que sofre tamanho abuso dentro de casa e agora corre o risco de sofrer o abuso pelo Estado. E, hipocrisias à parte, sabemos que os abastados fizeram, fazem e farão abortos com toda estrutura e segurança.

O aborto na 22ª semana de gravidez vir à tona agora e com a urgência aprovada tão rápida pela Câmara Federal, seria a ânsia de colocar os holofotes na pauta de costumes, envolvendo aborto e religião? Quem concorda comigo, permaneça como está. Segue o artigo.

— Pauta de costumes é, muitas vezes, o costume da manipulação.

As eleições estão chegando? Que comecem os jogos! A pauta de costumes é frequentemente utilizada pela esquerda e pela direita para mobilizar as bases. A intenção é ativar emocionalmente os eleitores que se identificam com esses valores, aumentando sua participação na eleição — despertando paixões e o engajamento. Como falei alguns parágrafos acima, desviar o foco também é um objetivo. Tirar a atenção de questões econômicas ou políticas mais complexas ou menos favoráveis, concentrando o debate em temas mais facilmente compreensíveis e emocionalmente carregados.

Muitos políticos adoram pois, quando se levanta uma bandeira de costumes, cada grupo corre para sua trincheira e é só esperar os eleitores fervorosos como quem coloca açúcar e aguarda as formigas.

Não estou dizendo que não se deve debater os valores morais e comportamentais da sociedade. Só alerto para que fiquemos atentos, principalmente em ano eleitoral, para detectarmos as estratégias que visam apenas as vitórias nas urnas e não a construção de uma sociedade mais próspera e evoluída.

Marcus Aragão
@aragao01

Opinião dos leitores

  1. Acontece que o STF de maioria socialista, tem tentado legislar e impor essas pautas, já que o governo não tem base. O momento é oportuno e parabéns ao congresso pela agilidade atendendo ao anseio da maioria dos brasileiros.

  2. PT (partido das trevas) onde tem PT tem o que não presta! São vermes, seres insignificantes…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Confira as receitas de Maria Isabel de Carne de Sol, e Munguzá cremoso com leite de coco do especial de São João do Papo de Fogão

MARIA ISABEL DE CARNE DE SOL

Ingredientes:
1 kg arroz
500 g carne de sol
1/2 copo de óleo ou banha de porco
1 cebola grande picada
1 pimenta de cheiro picada
4 colheres de cebolinha picada
1 colheres (café) de corante
4 dentes de alho picados
Sal a gosto
Água

Modo de preparo:
Corte a carne em pedaços pequenos.
Aqueça a panela com o óleo, coloque a carne e deixe ficar bem assadinha.
Coloque o alho, a cebola e o corante, misture bem, refogue por 5 minutos e mexa aos poucos.
Adicione o arroz (lavado ou não) e refogue bem.
Coloque a água até um dedo acima do arroz, ajuste sal se necessário.
Mexa bem o arroz e deixe cozinhar em fogo alto.
Quando o arroz começar a secar, baixe o fogo e tampe a panela.
Depois de 20 minutos, mexa o arroz e coloque a cebolinha.
Sirva quente e bom apetite.

Tempo de preparo: 10 min
Tempo de cozimento: 35 min

DICA RÁPIDA

MUNGUZÁ CREMOSO COM LEITE DE COCO

Ingredientes:
500ml de leite de coco
500g de munguzá cozido
200ml de leite condensado
100ml de creme de leite
2 canelas em pau
Canela em pó a gosto
6 cravos da índia

Modo de preparo:
Em uma panela adicione a canela em pau, o leite de coco e aqueça bem.
Em seguida coloque o milho de munguzá já cozido, o creme de leite, os cravos da índia e misture bem.
Após 5 minutos de cozimento, adicione o leite condensado e deixe cozinhar até atingir a cremosidade desejada.
Finalize com canela em pó, raspas de coco ralado e sirva quente ou gelado.

Rendimento: 5 porções

Tempo de preparo: 5 minutos
Tempo de cozimento: 15 minutos

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Potiguar Gabi Fernandes vence no UFC e conquista bônus por melhor luta da noite

Na noite do último sábado, a potiguar Gabi Fernandes, da equipe Kimura Team Jorjão/MMA Masters, venceu a americana Judice no Ultimate Fighting Championship (UFC) por decisão dividida dos juízes.

Após um excelente combate, a luta de Gabi foi destacada pelo UFC como uma das melhores da noite, garantindo à lutadora um bônus de 50 mil dólares.

Essa vitória marca um importante momento na carreira de Gabi Fernandes, reafirmando seu talento e dedicação no cenário internacional das artes marciais.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

CAFÉ: beber de duas a três xícaras durante o trabalho ajuda a reduzir em 33% o risco de morte prematura, diz estudo; entenda

Foto: Freepik

Cientistas da Universidade Soochow, na China, descobriram que trabalhadores que passam ao menos seis horas por dia sentados em seus escritórios tem 33% menos probabilidade de morrer prematuramente se beberem de duas a três xícaras de café durante o trabalho.

Os pesquisadores acreditam que os efeitos anti-inflamatórios do café podem neutralizar os danos causados por passar horas sentado todos os dias. Outros estudos já mostraram que o tempo sentado prolongado de seis a oito horas por dia está associado à morte prematura por doenças cardíacas, diabetes e câncer.

“O café é rico em substâncias bioactivas e há provas crescentes de que pode reduzir a mortalidade por doenças crónicas devido às suas propriedades poderosas”, escreveram os pesquisadores.

A falta de movimento desencadeia uma inflamação generalizada nos principais órgãos e tecidos do corpo, causando danos que podem ser fatais.

O estilo de vida viciado em televisão e o aumento da utilização de computadores no local de trabalho, mostram que uma grande proporção da população fica muito aquém dos níveis de exercício recomendados. Isso pode retardar o metabolismo e prejudicar a capacidade do corpo de controlar o açúcar no sangue, a pressão arterial e a quebra de gordura.

O estudo analisou dados de estilo de vida recolhidos em mais de 10.000 adultos nos EUA durante um período de dez anos. Os voluntários foram questionados sobre quantas horas por dia passavam sentados, bem como o consumo de café.

Os resultados, publicados na revista BMC Health, mostraram que aqueles que ficavam sentados seis horas ou mais, mas consumiam dois a três cafés por dia, tinham um terço menos probabilidade de morrer de qualquer doença durante a década em que foram acompanhados.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Apoiadores de Lula, influenciadores de esquerda propagam fake news nas redes sociais; veja quais

O influenciador Thiago dos Reis com a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o presidente Lula — Foto: Reprodução/ Instagram

Vídeos com títulos apelativos, que anunciam uma suposta “prisão” do ex-presidente Jair Bolsonaro ou uma “traição” da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro sem qualquer comprovação, são o carro-chefe de desinformação adotado por influenciadores de esquerda numa batalha virtual em apoio ao governo Lula. A estratégia — que repete táticas usadas por youtubers bolsonaristas e pelo deputado federal André Janones (Avante-MG) na campanha de Lula em 2022 — se desenrola na atual gestão com a simpatia de setores do PT. Lideranças do partido são próximas e chegam a incentivar comunicadores adeptos de fake news.

Um dos influenciadores mais proeminentes nesta bolha, Thiago dos Reis, conhecido como “Thiago Resiste”, chegou a se reunir em março de 2022 com o presidente Lula, à época pré-candidato ao Planalto. Outro youtuber com destaque na esquerda, Ronny Teles participou de uma reunião de Lula e influenciadores na pré-campanha, transmitida pelos canais oficiais do PT.

Ambos recorrem a desinformação para se alavancar nas redes. Thiago foca na família Bolsonaro, por meio de títulos como “Surge foto de Michelle beijando outro homem!! Fúria do imbrochável”. Os vídeos costumam contradizer ou modular o próprio título. No caso citado, Thiago alega que está apenas “mostrando fotos” sem insinuar nada. O youtuber afirmou ainda que “os títulos visam chamar a atenção para que as pessoas assistam ao conteúdo”, que alega ser “embasado por alguma fonte”.

Caça-clique

Ronny, por sua vez, publicou em abril trecho de um comício de Bolsonaro, com uma legenda sobre “admissão” da competência de Lula. O ex-presidente, contudo, não se refere ao petista. Procurado, ele afirmou que no X costuma fazer piadas e reconheceu que a informação estava incorreta. A publicação foi excluída após o contato do jornal O Globo.

— A ideia é produzir títulos mais sensacionalistas que vão estimular o clique e não necessariamente atender o conteúdo do vídeo. A direita conseguiu se organizar nessas estratégias e a esquerda tenta acompanhar — avalia Letícia Capone, do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Internet e Política da PUC-Rio.

Outro canal no Youtube que segue este modelo é o Plantão Político, de Adalberto Fogaça. Após a passagem da cantora Madonna pelo Brasil, Fogaça publicou vídeo afirmando que a cantora “respondeu” ao pastor Silas Malafaia, que é aliado de Bolsonaro. A suposta resposta , na verdade, teria sido uma doação de R$ 10 milhões para o Rio Grande do Sul, o que também foi desmentido por agências de checagem.

Embora sejam filiados ao PT, Ronny e Thiago negam a existência de uma articulação formal do partido com influenciadores de esquerda. Eles afirmam, porém, manter diálogo com a presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann.

Cerca de duas semanas após encontrar Lula no Rio, em 2022, Thiago anunciou em seu canal no Youtube sua mudança para fora do Brasil. Ele respondia a um processo judicial movido pelo próprio pai, que lhe cobrava o pagamento de pensão alimentícia. Em julho de 2022, a Vara de Embu Guaçu (SP) emitiu mandado de prisão contra Thiago, que segue em aberto, segundo o sistema do CNJ.

O imbróglio judicial e a mudança para o exterior não impediram Thiago de ser registrado pelo PT como candidato a deputado federal em São Paulo na última eleição. À época, nas redes, Gleisi lamentou que um “erro” no sistema de filiação do PT tenha feito a Justiça Eleitoral indeferir a candidatura. Na última semana, ela voltou a prestar solidariedade a Thiago, e chamou de “mentira” a informação de que o youtuber está “com prisão em aberto”. No mesmo post, porém, disse que ele poderia “pagar três meses de pensão e tirar o pedido de prisão”.

Procurada, Gleisi confirmou ter convidado Thiago para o evento com Lula. Ela argumentou que o mandado de prisão é diferente de casos correlatos envolvendo influenciadores bolsonaristas, que “fogem da Justiça por crime de desinformação”. Gleisi disse ainda não considerar que Thiago dissemine fake news.

“Ele se contrapõe às mentiras da extrema-direita, (…) que se vale desse recurso como arma, por meio de seus influenciadores”, alegou a presidente do PT, por meio de sua assessoria de imprensa.

Grupo de zap

No início do ano, Thiago e Ronny figuraram entre as lideranças do coletivo “Militância Raiz”, que busca articular “comunicadores de esquerda” e formar grupos de WhatsApp “muito maiores do que os bolsonaristas”. Embora nem todos recorram à desinformação, há uma tentativa de apoio mútuo. O influenciador Lázaro Rosa, por exemplo, que faz parte do grupo, já divulgou vídeos de Ronny.

O secretário nacional de Comunicação do PT, Jilmar Tatto, negou que o partido faça qualquer “organização de influenciadores” e criticou a disseminação de fake news:

— Não podemos usar os mesmos instrumentos do adversário. Tem gente que não concorda, quer retribuir chute na canela com a mesma moeda, mas isso não é a orientação.

Em nota, a Secretaria de Comunicação da Presidência afirmou que “não mantém vínculos ou parcerias pagas com influenciadores” e que “não há ação articulada para o disparo de conteúdos de criadores independentes”.

Sonar, A Escuta das Redes – O Globo

Opinião dos leitores

  1. TÁ AÍ O FAMOSO GABINETE DO ÓDIO QUE XANDÃO TANTO “PROCURA”. ESSA QUADRILHA CHAMADA PT NÃO VALE O QUE O GATO ENTERRA. 💩💩💩

  2. Kkkkkkkkkkk, kkkkkkkkkkkķ, kkkkkkkkkkkkk, kkkkkkkkkkkkkk, kkkkkkkkkkkkkkķ,kkkkkkkkkkkkkk isso é velho, quem não lembra dos aloprados? Agora tem esses amestrados idiotas, gostaria de ter uma opinião do ministro das fake news.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Violência

Denúncias de violência contra idosos no Brasil crescem 38%; País registra média de quase 500 casos por dia

Foto: Eduardo Bovo/EBC

Nos cinco primeiros meses deste ano, o país registrou 74.239 denúncias de violências contra a pessoa idosa, um aumento de 38%, comparado ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos.

Em média, quase 500 idosos por dia estariam passando por um cenário de desrespeito aos direitos humanos.

Dessas denúncias, 64.868 (87%) são de casos em que vítimas com idade avançada passaram por uma situação de abandono, agressão, maus-tratos e/ou até mesmo tortura.

No RN foram registrados  1.297 casos  de janeiro a maio de 2024, segundo dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos.

Canais de denúncia

Caso um idoso seja vítima de violência, ele próprio ou uma pessoa que tiver conhecimento do crime pode telefonar para o disque 100. Não é necessário se identificar.

O serviço de atendimento — coordenado pela Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos — é gratuito, sigiloso e opera 24 horas por dia, todos os dias da semana, inclusive nos fins de semana e feriados.

Também é possível registrar a denúncia no site da Ouvidoria, aplicativo para smartphones Direitos Humanos, aplicativo Telegram (basta digitar na busca “Direitoshumanosbrasil”) e WhatsApp no número (61) 99611-0100.

O canal também possui atendimento em Língua Brasileira de Sinais (Libras). As denúncias após registro são encaminhadas aos órgãos competentes para apuração.

Os cidadãos podem buscar ajuda, orientação e denunciar em outros locais, a exemplo das unidades básicas de saúde (UBS) e delegacias de polícia.

Para situações de risco iminente de violência, ligue para o telefone 190 da Polícia Militar do seu estado.

SBT News

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Estupros contra menores aumentam 106% no RN

Foto: shutterstock

Casos reincidentes de violência sexual contra crianças e adolescentes, prisão de abusadores e operações de combate ao abuso infantojuvenil invadem diariamente o noticiário e apontam para uma realidade ainda não captada em sua totalidade.

Apenas nos últimos quatro anos, o crime de estupro de vulnerável contra menores de 0 a 17 anos cresceu 106% no Rio Grande do Norte. Enquanto em 2020 foram registrados 439 casos, em 2023 chegou a 907. Para especialistas ouvidos pela Tribuna do Norte, a estimativa é que esse número seja ainda maior devido a subnotificação de situações de violação de menores.

Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesed/RN) e apontam, ainda, para o registro de 251 casos de estupro apenas de janeiro a maio deste ano. De acordo com a delegada Helena de Paula, da Delegacia Especializada na Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA) de Natal, os números de abusos sexuais contra menores ainda é camuflado pela subnotificação e em muitas situações isso se deve ao fato de que os agressores são pessoas próximas ou da família da vítima, dificultando a denúncia. Outro ponto em comum, sobretudo no público infantil, é a ausência de consciência do menor de que está sendo violado.

Nos últimos anos, contudo, ela observa que a implantação de duas novas DPCA’s no Estado, localizadas em Parnamirim e Mossoró, somada às novas Delegacia da Mulher (DEAM’S) que acolhem a faixa-etária infanto juvenil são algumas medidas que favoreceram a chegada de mais casos às autoridades. “Esse movimento de conscientização por parte dos órgãos de saúde, de fazerem a notificação à delegacia desses casos para que sejam apurados, também é muito relevante porque muitos não chegam à Polícia”, conta a delegada.

De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a estimativa é que apenas 10% dos crimes chegam à política pública, seja por meio das secretarias de saúde, delegacias, conselhos tutelares, ou assistência social. O Ministério da Justiça, por sua vez, evidencia um percentual ainda menor de 7,5%.

Números
Estupros de menores de 0 a 17 anos no RN:

2020: 439
2021: 519
2022: 666
2023: 907

Reportagem completa na Tribuna do Norte

Opinião dos leitores

  1. Com essas leis aí q não fazem medo nem a gato, vai continuar os estupros, a polícia prende e as leis soltam, não adianta se não ficar pelos menos 20 anos preso no regime fechado ou se alguns presos pegarem o estuprado na cela e mostrar como se faz mas só cresce os estupros, infelizmente, a pena é branda, frágil, teve estupradores q saiu na custódia, assim não vai combater nunca.

  2. As escolas precisam ensinar as crianças a identificar e ajudar nas denúncias. Precisa se pensar num programa assim.

    1. Iram, quando se fala em PL na Câmara ou no Senado não é o partido, é um Projeto de Lei, entendeu ou quer que desenhe? Estude homem!

    2. O PL quer prender quem usa o aborto como anticoncepcional.
      Vítimas de 5 a 9 meses de VIDA sem defesa!

    1. Verdade, e o amor disseminando “verdades” ,”carinhos ”e impostos , e os eleitores de pele curta sorrindo ! Rs…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Bolsa brasileira e real estão entre os piores desempenhos do mundo em 2024

Foto: Wilton Júnior/Estadão / Estadão

A crescente piora da situação fiscal do Brasil, aliada a incertezas externas, fez a Bolsa do país sair de um patamar recorde para o pior desempenho entre as principais economias do mundo em 2024. Neste ano, o Ibovespa acumula queda de mais de 10%, descolando-se dos índices globais, que, em sua maioria, registram valorização.

O mau desempenho também ocorre no câmbio: o real já acumula baixa de cerca de 10% em relação ao dólar em 2024, saindo de R$ 4,85 no fim do ano passado para R$ 5,38 na última sexta (14). O desempenho da moeda brasileira só não é pior que o do iene japonês.

A deterioração é resultado do aumento da percepção de risco do Brasil entre investidores, em especial após incertezas sobre a condução das políticas econômica e monetária. Desde o início do ano, o risco-país medido pelo CDS de cinco anos acumula alta de 18,67%, sendo um dos únicos, junto com China e Índia, dentre as principais economias a registrar alta no indicador.

O CDS funciona como um termômetro informal da confiança dos investidores em relação às economias, especialmente as emergentes. Se o indicador sobe, é um sinal de que os investidores temem o futuro financeiro do país.

Para compensar o risco, o mercado exige juros cada vez maiores, e as taxas de contratos para dez anos no país ultrapassaram a marca de 12% neste mês. No início do ano, estavam em 10,36%.

Com a persistência dos ruídos fiscais, as condições financeiras devem permanecer apertadas, e não há previsão de melhora no curto prazo.

Folhapress

Opinião dos leitores

  1. Alguém com pelo menos um neurônio tinha dúvidas de que isso iria acontecer? E é só o começo…

  2. É sério isso? E Taxad não é um economista que colou para passar numa prova? Para destruir um país, basta votar na esquerda.

  3. Mas o povo não quis assim? Principalmente o Nordeste Brasileiro.. Está começando o processo de Venezuelizacão do Brasil.. O povo brasileiro vai colher o que plantou e não achem ruim!!! Com certeza chegaremos no pior do mundo rápido!!

  4. E pensar que em 2021 chegamos a ter taxa Selic de 1,90 ao ano.
    Mas o importante é que “tiramos” o Bozo!

    1. Nobre ANALFABETO FUNCIONAL, de uma olhada nessa Matéria, aí compare a taxa selic de 2021 com a de hoje.

      O aumento da taxa implica restrição do acesso ao dinheiro seja por linhas de crédito, seja por empréstimos ou financiamentos. Dados do Banco Central apontam que entre agosto de 2020 e março de 2021, o valor da taxa ficou fixado em 2% ao ano. Desde agosto de 2022, a taxa alcançou 13,75% ao ano.26 de jun. de 2023

    2. Nobre ANALFABETO FUNCIONAL, vou ajudar a você, já que não gosta de lê e nem Pesquisar em Sites de Confiança.

      Taxa de juros
      Atualmente, a taxa Selic está em 10,50% ao ano, após sete reduções seguidas promovidas pelo Banco Central. Para o fechamento de 2024, a projeção do mercado para o juro básico da economia avançou de 9,75% para 10% ao ano. Isso quer dizer que o mercado estima um corte menor de juros neste ano.20 de mai. de 2024

  5. E imaginar que ainda há quem avalie positivamente essa gangue que “governa” o Brasil…
    Aumento de impostos (o Brasil voltou!), inchaço da máquina pública, déficits bilionários nas contas públicas, prejuízo nas estatais, explosão dos gastos com emendas parlamentares (orçamento secreto), parceria com tiranias (Hamas, Irã, Nicarágua, Cuba, Venezuela), crescimento de morte de indígenas, aumento recorde de queimadas no Cerrado, negócios com JBS, Odebrecht e outros vilões da Lava-jato, volta das invasões do MST, proliferação de greves no serviço público… A lista é interminável!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *