“Falar agora em acordão é hipocrisia. O povo quer a verdade”, declara Henrique Alves

Em entrevista ao programa RN Acontece, da Band Natal, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves(PMDB), candidato a governador pela coligação União pela Mudança, rebateu a crítica feita pelos adversários de que teria sido montado um grande “acordão”, Henrique disse que alguns dos críticos gostariam de participar do entendimento e só ficaram de fora porque resolveram radicalizar.

“Falar em acordão agora é hipocrisia. É isso que o povo não suporta mais. O povo quer a verdade”, declarou.

Apoiado por uma coligação que reúne 18 partidos, Henrique rejeitou a pecha de acordão, lançada pelos adversários . “Alguns deles gostariam de estar conosco, mas o entendimento não deu certo porque resolveram radicalizar”, reforçou o deputado.

Ele lembrou que o PT e a deputada federal Fátima Bezerra procuraram o PMDB, ofereceram o apoio para governador em troca do apoio para o Senado, mas exigiam que a coligação se resumisse aos partidos que integram a base de apoio do governo da presidente Dilma Rousseff. Henrique também lembrou que o vice-governador Robinson Faria, queria o apoio do PMDB para ser candidato a governador.

O presidente da Câmara rejeitou o título de “salvador” do Rio Grande do Norte. Disse que apoiou a atual administração assim como apoiou outras administrações. “Dei apoio e darei. Cada um tem a sua tarefa”, afirmou o deputado, lembrando que cada governante tem de cumprir sua missão. “Uns fizeram mais, outros menos”, comentou.

Henrique assinalou que atualmente o Rio Grande do Norte enfrenta dificuldades até mesmo pagar os salários dos servidores e disse que esta situação é consequência da falta de condições políticas, articulação e competência. E arrematou dizendo que o seu projeto é “usar a consciência e a inteligência para fazer o melhor pelo Rio Grande do Norte”.

04082014-_MG_7075

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. M.Carmo disse:

    A verdade, queremos saber sim, só entrar no google e procurar se encontra a ficha limpa dele…Sabe de nada inocente!

  2. Vanilson disse:

    Henrique tem que perceber que ele já é graduado mais de 40 anos na política do RN e ele nunca trouxe o que preste para o nosso estado. Votei nele como deputado, agora como governador ? MEUS PESAMES.

  3. mario rocha disse:

    SE A GOVERNADORA APOIAR ROBSON O CALDO ESQUENTA , POIS NO MINIMO ELA TEM UMS 10 A 15 PONTOS PERCENTUAIS E AI COMO E QUE FICA ESSA ARRUMAÇAO…….

  4. Jaqueline disse:

    Henrique 'salvador do RN' kkkkkkkkk palhaçada!!! Tem até graça!!! Nunca fez nada!!! E ainda construiu um aeroporto, que é dele!! É o besta!! Quanto mais fala, mais se enrola!!! Fora acordãooooo!!! Acabou!!

  5. Frasqueirino disse:

    A verdade é que HenRIQUINHO Akves mamou no governo Rosa e agora se alia ao DEM e ainda tem a cara de pau em dizer que nāo foi um acordão! Me engana que eu gosto.

  6. Afra Andrade disse:

    Um DEMAGOGO falando em HIPOCRISIA, essa foi boa!

  7. Diego Alves disse:

    Quanto mais o Henriquinho tenta justificar esse ACORDÃO pior fica.
    Não sou fã do PT, mas me parece que aqui no estado houve coerência do partido em não aceitar fazer parte de uma coligação com o DEM de José Agripino e Rosalba, coerência que faltou a Henrique e o PMDB que apoiou e fé parte do governo de Rosalba até o ultimo instante e agora fala em mudança com esse acordão com as mesma figuras lesivas da política do RN.
    E o que dizer de Wilma atolada até o pescoço junto com familiares em escândalos.
    Pobre RN!

COMENTE AQUI