FOTO: Bombeiros resgatam cachorro que caiu dentro de bueiro na Grande Natal

FOTO: CBM/ASSECOM

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) resgatou, nesta quarta-feira (01), um cachorro que havia caído dentro de um bueiro. O fato aconteceu na rua dos Lírios, no município de Extremoz, Região Metropolitana de Natal.

Ao todo, cinco militares da unidade do CBMRN de São Gonçalo do Amarante foram enviados para realizar o salvamento. Durante o resgate, o cachorro, que atende pelo nome de Apollo, estava indefeso, exausto e desorientado, no entanto, o serviço foi realizado sem nenhum malefício para o cão.

Após a ocorrência, o animal foi entregue ao dono e levado para casa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Adalfran disse:

    Pode, não !
    Vai servir @Sei lá.

  2. João Macena disse:

    Parabéns aos Militares do corpo de bombeiros. Salvando um animal de estimação. Salvando uma vida. Vcs são imprescindíveis para a nossa sociedade. Concordo com vc Ricardo Pufal. Absurdo, vc é um absurdo. João Macena

  3. Cidadão Indignado disse:

    Parabéns ao nobre Corpo de Bombeiros! Melhor salvar um animal a salvar um monte de canalhas que falam besteiras na internet. A vida de um ser vivo, isso é o que importa!

  4. Everton Lopes disse:

    Manda para o Palácio da Alvorada.

  5. Absurdo disse:

    Está aí os R$ 25,00 que pago por ano junto com o IPVA do carro , absurdo, vergonha, nojento , já não chega mil impostos …inventa mais esses 25,00 …país de merda

    • Ricardo Pufal disse:

      Venda o carro e ande de ônibus que você deixa de pagar a taxa e o IPVA!
      Qual o problema os Bombeiros salvarem um animal? Muito nobre o trabalho deles.

    • Sei lá disse:

      Mas pode servir para retirar seu corpo estraçalhado, em um acidente depois de você beber e dirigir.

    • Sérgio Nogueira disse:

      Eu NUNCA conheci alguém cujo carro não foi destruído pelo fogo graças a ação dos Bombeiros.
      NUNCA.
      Então fingem que serão eficientes, tungam R$ 25,00 de cada dono de carro e vamos usar como?
      Bom, vou deixar a surpresa com quem seja curioso em ler a redação dada ao artigo 21 inciso IV pela LCE 612/2017.

COMENTE AQUI