Governador fala sobre greve e defende direito da população à segurança

O governador Robinson Faria quebrou o silêncio desde a deflagração da greve da Polícia Militar e Polícia Civil e afirmou nesta segunda-feira, ao G1, que, assim como os policiais têm o direito ao salário, a população tem o direito à segurança.

A declaração é um tom de apelo, já que ele espera que os policiais voltem à normalidade quando os salários de dezembro estiverem quitados, o que está previsto para acontecer até a sexta-feira.

“É direito sagrado do policial receber salário em dia e do cidadão ter segurança”, afirmou o governador.

Ele ainda destacou que o governo não prendeu tampouco pediu a prisão dos grevistas, mas apenas o fim do movimento – foi determinação judicial que houvesse prisão.