Manifestantes atiram pedras na CMN e ainda depredam carro da TV Ponta Negra

333333333Manifestantes do Movimento #RevoltadoBusãoNatal realizaram mais um manifesto em frente a Câmara Municipal da cidade na tarde desta terça-feira(6). Como no último ato realizado, os jovens cobram dos vereadores explicações referente ao conflito ocorrido na área interna do prédio, que envolveu a Guarda Legislativa, no dia 18 de julho. Além disso, o movimento ainda pediu atenção aos vereadores ao Projeto de Licitação do Transporte Público na capital, para que atenda as necessidades dos jovens. Contudo, o que caminhava para se resumir em um dia proveitoso para os jovens, perdeu novamente seu brilho, como veremos no fim do texto.

Os jovens também aproveitaram o retorno dos trabalhos na “Casa”, após um recesso em decorrência de obras de melhoria na área de segurança para o local. Na ocasião, um grupo de estudantes e permissionários do transporte alternativo na capital tiveram cerca de 10 minutos, como direito à voz na Tribuna, na Câmara Municipal.

Entre as reivindicações já conhecidas, o momento que mais chamou  a atenção na “sessão” foi o pedido de desculpas do Presidente de Casa, o vereador Albert Dickson(PP), em relação a resistência ao acesso ao prédio. Logo em seguida, a chave de energia do prédio foi misteriosamente desligada e o local esvaziado.

Ato perde força com novo episódio de vandalismo

No lado externo, como de costume, uma minoria seguiu arrancando tapumes na entrada e ainda arremessaram pedras em direção ao prédio, inibindo o trabalho da imprensa e de quem passava nas proximidades. No fim da tarde, não satisfeitos, os “vândalos”, como destacado pelo blog, em sua minoria, quebraram o retrovisor e o parabrisas do carro da TV Ponta Negra e, por fim, caminharam pelo Centro da Cidade para promover o famoso roletaço.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Felipe disse:

    Acho que essa história já tem que ter um fim, toda vida é a mesma coisa, baderna e destruição não vão levar a lugar algum. O que que tem haver um carro de uma emissora de TV ser depredado? Nada! CHEGA DE VANDALISMO! Isso tem que acabar. O Passe Livre iria servir pra que? Já que muitos "Estudantes" não vão pra escola, faculdade, etc. Uma manifestação sem expressão, sem força e que só está servindo para restringir o direito de ir e vim dos cidadãos, uma vez que esse delinquentes (que vivem de cara escondida) fecham as ruas.

  2. Ismael disse:

    Pessoal, não há muito o que se esperar dos integrantes desses movimentos. So em estarem nas ruas nos horários de expediente, já mostra a ausência do que fazer. Outrossim, pagamos impostos e devemos esperar mais de nossa policia. Dano e crime e, contra o patrimônio, maior ainda. Quem sao esses que sugerem interesses de defender o publico e dilapidam o que dispõem a defender? Cadeia nossos marginais que, em nada sao diferentes dos que ficam do lado oposto ao dos protestos. Policia neles. E o mínimo esperado.

  3. primo das primas disse:

    Esse movimento só teve valor quando aconteceu de reunir 15 mil sonhadores que estavam inconformados com a corrupção e que nao estavam pensando no passe livre, nem em politica. O passe livre so interessa aos donos de empresa de onibus, que terão garantido o seu lucro com o dinheiro de nossos impostos, faça chuva ou sol. O passe livre so pode ser proposto por politicos safados que nunca trabalharam e precisam de financiamento para a tal revolução bolivariana. As vans ou alternativos entrariam em falência por não ter como competir com o transporte gratuito. Esse falsos "estudantes" nao ficam na frente da CMN de graça, nem porque sao idealistas. São organizados, tem celular, internet, advogados da OAB, agem com planejamento, tem apoio logístico (alimentaçao, coquetel molotov, bomba). Tem que ter alguém financiando ou estimulando. Ninguem é imbecil de perder o seu tempo brigando por algo impraticável como o transporte de graça, porque todos sabem que é inviável com uma prefeitura quebrada. As reunioes democraticas desses alienados sao direcionadas por grupos infiltrados para induzir a massa por uma decisao ja planejada. O povo ridiculo.

    • Fabiano Abreu disse:

      Isso mesmo, Primo! E só acrescentando: esses vagabundos que não querem trabalhar, nem estudar, não tem dinheiro para pagar o ônibus (algo em torno de R$ 66,00/mês, se multiplicarmos 30 dias por R$ 1,10 por 2), mas arranjam grana para comprar um smartphone de última geração para gravar e fotografar toda a baderna e lançar na rede. Só sendo um perfeito idiota para olhar tais manifestações com romantismo e acreditar numa causa que bem sabemos qual é.

  4. Maurício Giovani disse:

    Esse movimento terminou de forma patética assim como começou

  5. Jorge Maciel disse:

    Não existe mais "minoria"! O que restou desse movimento foram verdadeiros "marginais" que não podem de forma alguma terem a complacência das instituições, tampouco da opinião pública (imprensa e população em geral).

COMENTE AQUI