"O Walfredo Gurgel não é o problema. É a solução", avalia nova diretora do hospital

Com experiência de 25 anos de atuação como plantonista do Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, a médica-cirurgiã Maria de Fátima Pereira Pinheiro assume o cargo de Diretora Geral do Complexo Hospitalar Monsenhor Walfredo Gurgel.

Fátima Pereira conhece de perto as dificuldades por que passa o maior hospital público de urgência e emergência do Estado do Rio Grande do Norte. Já esteve à frente da Direção Médica do HMWG e da Diretoria do Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, no período de maio de 2009 a fevereiro de 2011.

A diretora geral afirma estar ciente da necessidade de apoio por parte dos gestores, e reforça a vontade de trabalhar em conjunto com os que vivenciam o dia-a-dia do hospital. “Preciso do apoio do Governo do Estado, dos gestores da Saúde, do corpo clínico e de cada um dos funcionários do hospital, pois quero trabalhar para melhorar as condições de trabalho de todos, para que possamos oferecer um atendimento de qualidade aos pacientes”, disse a diretora.

Entre as metas de gestão está o empenho em trabalhar para que o hospital possa cumprir o seu papel de unidade de saúde referência no atendimento ao paciente grave, condição que depende de pontos como a estruturação dos hospitais regionais, que precisam ter maior resolutividade, e atuação das Unidades de Pronto-Atendimento (UPA’s) no atendimento aos casos de baixa complexidade.

“O Walfredo Gurgel não precisa ser um hospital de porta fechada, mas um hospital de porta regulada, para que possa acolher com qualidade os pacientes da alta complexidade”. E completa: “O Walfredo Gurgel não é o problema da saúde pública do Estado, ele é a solução, dentro de uma rede de saúde bem estruturada”.

Formação
Maria de Fátima Pereira Pinheiro é médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, onde também concluiu a Residência Médica em Cirurgia Geral. É servidora do Governo do Estado do Rio Grande do Norte há 31 anos.