Operação " A praça é Nossa": Polícia Civil desbarata quadrilha que atuava na Zona Sul de Natal

ÍndicePoliciais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc), comandados pelos delegados Ulisses de Souza e Márcio Lemos, deflagraram uma operação, no final da tarde desta quinta-feira (25), batizada de “A Praça é Nossa”, no bairro de Lagoa Seca, zona Sul de Natal, com o objetivo de combater o tráfico de entorpecentes naquele bairro. Quatro pessoas foram presas. A ação aconteceu na Rua São Joaquim, no bairro de lagoa seca, por  atrás do shopping Midway Mall, onde fica situada uma praça, local que foi constatado uma intensa atuação de traficantes.

Os presos foram identificados como Adriano de Oliveira Freitas, 26 anos, mais conhecido como “Pica-pau”, que possuía um mandado de prisão em aberto pela 1ª Vara Criminal de Natal por tráfico; Lenivaldo da Silva Pequeno, 29 anos, vulgo “Palhaço; Raimundo Nonato Filgueira Neto, 18 anos; e Robson Siqueira de Lima, 22 anos. Com eles foram apreendidos pequenas quantidades de drogas, aparelhos celulares e a quantia de 1.024 reais em cédulas fracionadas.

Segundo o delegado titular da Denarc, Ulisses de Souza, a investigação que culminou com essa operação durou cerca de 30 dias. “Nós recebemos várias denúncias de moradores daquela localidade, então resolvemos abraçar a causa fazendo um trabalho de monitoramento e constatamos que muito jovens vinham àquela praça para comprar drogas desses presos”, explicou.

A equipe da Narcóticos registrou imagens no último sábado da ação dos traficantes comercializando entorpecentes na referida praça. As cenas mostram jovens comprando maconha e outros tipos de drogas. O delegado detalhou ainda o modus operandi dos traficantes. “Eles costumavam esconder a droga em palmeiras, árvores e outros locais considerados imprevisíveis para dificultar o trabalho da polícia”, disse.

Para o diretor de policiamento da Grande Natal, delegado Odilon Teodósio, o ponto de venda do material ilícito seria estratégico já que fica numa área próxima ao shopping, onde muitos jovens freqüentam.

Um quinto traficante identificado como Charles Ramon, vulgo “Sorriso”, também foi flagrado e reconhecido nas imagens feitas pela Polícia Civil e está sendo procurado. Ele já é acusado de dois homicídios.