PGR denuncia Aécio Neves por propinas de 65 milhões de reais

Deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro pela Procuradoria-Geral da República Cristiano Mariz/VEJA

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) nesta quinta-feira, 30, pela prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O parlamentar é acusado de ter recebido 65 milhões de reais em propinas de duas grandes construtoras quando exercia o cargo de senador e governador de Minas Gerais.

A denúncia feita pela PGR ao Supremo Tribunal Federal (STF) aponta que o deputado federal recebeu 30 milhões de reais da Odebrecht e 35 milhões de reais da Andrade Gutierrez em vantagens indevidas. Em troca, beneficiou essas companhias em obras de infraestrutura como o projeto do Rio Madeira e as usinas hidrelétricas de Santos Antônio e Jirau.

De acordo com a acusação, Aécio camuflou o recebimento de propinas por meio de um complexo esquema que envolvia uma contabilidade paralela, entrega de recursos por meio de doleiros e transportadoras, uma empresa sediada no exterior, além de pessoas intermediárias responsáveis por ocultar o dinheiro de origem ilícita. Entre os envolvidos no esquema, estão Dimas Toledo, ex-diretor de Furnas, e o empresário Alexandre Accioly, que também foram denunciados pela PGR.

A investigação iniciou a partir de delações premiadas de executivos da Odebrecht — que acusaram o deputado mineiro de fazer parte de um esquema de corrupção. Ao longo das apurações, foram doleiros, que confirmaram o repasse de propinas. “As provas coligidas na investigação demonstraram a existencia de um pernicioso e perene esquema de troca de favores, cujo epicentro é Aécio Neves, configurando um sistema institucionalizado de corrupção”, escreve a subprocuradora-geral da República Lindôra Maria Araújo.

Agora, o Supremo Tribunal Federal irá avaliar se aceita a denúncia da PGR contra Aécio Neves. O deputado já é réu em outro caso em que é acusado de receber 2 milhões de reais em propina da JBS. O parlamentar foi gravado pelo dono da companhia, Joesley Batista, negociando pagamentos de valores.

Veja

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. NACIA disse:

    Aproveita e leva junto para a CADEIA, Temer, Calheiros, Lindemberg Farias, Gleisi , ETC: São tantos que nem lembro mais. Junta todos e coloca numa única CELA

  2. GEORGE VIANA disse:

    Finalmente o Aras desengavetou uma… É represália ao Moraes? Gilmar não curtiu…

  3. Anti-Político de Estimação disse:

    Rapaz, como é que UM CABA DE PEIA DESSES ainda está solto, rindo da nossa cara !?!?!?!?!?
    FIM DO FORO PRIVILEGIADO, JÁ !!!

  4. Az disse:

    Gilmar, Lewandowski não Deixe esse santo homem na mão, ajude o rapaz inocente e injustiçado.

  5. Said disse:

    Olha ai,só foi o moro sair comecou as denúncias e o coro vai comer.dale de pau

  6. Pedro disse:

    Gigi é o mais eloquente e rápido, mais grande parte do supremo e comprometida com essa laia da política brasileira.

  7. Observando. disse:

    Gilmar Mendes, cade vc?

COMENTE AQUI