Presos em Alcaçuz exibem o que seria “churrasco de carne humana” de facção rival

Tire suas conclusões, se tiver recebido o vídeo. Imagens perturbadoras, preservadas – (em respeito ao leitor), na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, na Grande Natal circulam nas redes sociais e assustam. Presos que se dizem representantes da facção Sindicato do Crime do RN assam carne, e em alguns momentos falam em “churrasco do PCC”, citando membros de facção e sinalizando eventual troco após massacre do sábado(14), em que 26 detentos foram mortes de forma cruel.