FOTOS: Polícia de Umarizal prende membros da facção criminosa PCC

Por interino

Uma ação realizada pela Polícia Civil e Polícia Militar de Umarizal, nesta sexta-feira (25), prendeu em flagrante (pelo crime de associação criminosa) Dijair Alves da Silva, 24 anos e Rafaela Ferreira de Souza, 22 anos.

De acordo com as investigações da polícia, eles são membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Com os suspeitos foram apreendidos, documentos e aparelhos celulares.

Após matar comparsas no Ceará, membros do PCC pousaram aeronave no RN para se desfazer de provas

por Dinarte Assunção

Paca e Gegê foram assassinados no Ceará

 

A inteligência da polícia em São Paulo já tem o itinerário do plano que resultou na morte de dois membros do PCC no Ceará, no início da semana e ele passa pelo Rio Grande do Norte, informou Marcelo Godoy, no Estadão.

Na cadeia de comando, o número dois do PCC está detido em Mossoró.

Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, foram mortos em Alquiraz. Um bilhete escrito por Marcola, comandante do PCC, a partir da penitenciária de Venceslau (SP) e apreendido pelas autoridades, é a evidência mais latente que se trata de acerto de contas.

Os dois assassinados são apontados pelos próprios comparsas como autores de desvios de R$ 20 milhões do PCC.

Ambos, Paca e Gegê, fretaram um ônibus para levar os familiares até Fortaleza. Na sexta (16), se despediram dos familiares – que apanharam o ônibus – e embarcaram em um helicóptero.

A aeronave havia saído de São Paulo, levando pelo menos cinco homens. O piloto seria conhecido como Felipe. Os demais integrariam a facção. A inteligência da polícia acredita que o grupo partiu para o Ceará já com a missão dada pela cúpula para matar os chefes.

Depois do embarque em Fortaleza, o helicóptero pousou, por volta das 10 horas, em Alquiraz, onde os dois foram executados. Gegê e Paca levaram tiros no rosto e facadas nos olhos. Era um recado: demonstraram ter olho grande demais.

A mesma aeronave e que é blindada, suspeita a polícia, iria ser utilizada para resgatar Marcola da Penitenciária de Venceslau em outra oportunidade.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antônio Freire disse:

    Alguém precisa fazer algo pela segurança pública . o Estado vergonhosamente perdeu a guerra. E a sociedade trancafiada em suas casas assistindo as autoridades querendo resolver o assunto através de entrevista na televisão. É mole?

Após mortes no comando do PCC, número dois da facção segue preso em Mossoró

por Dinarte Assunção

A sucessão de atentados contra membros da hierarquia do top do PCC deixou tem deixado apenas o topo da cadeia alimentar do crime, de se supõe, portanto, partir as ordens de degola hierarquia abaixo.

Nessa quinta, em São Paulo, mais um membro da cadeia criminosa, Wagner Ferreira da Silva, 32, foi morto no bairro Jardim Anália, zona nobre da cidade.

Antes dele, Gegê do Mangue, número três na escala e Fabiano Alves de Souza, principais vozes do PCC fora dos presídios, foram mortos em emboscada no Ceará no início da semana.

As vozes mais poderosas continuam trancafiadas, mas não necessariamente caladas.

Marcola, apontado como comandante do PCC, está encarcerado na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau.

O vice do PCC, por assim dizer, está entre nós, Abel Pacheco, o Vida Loka, está preso em Mossoró.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Apolinario disse:

    Que manchete mal feita! E era pra ele tá solto? Francamente…

Presos em Alcaçuz exibem o que seria “churrasco de carne humana” de facção rival

Tire suas conclusões, se tiver recebido o vídeo. Imagens perturbadoras, preservadas – (em respeito ao leitor), na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, na Grande Natal circulam nas redes sociais e assustam. Presos que se dizem representantes da facção Sindicato do Crime do RN assam carne, e em alguns momentos falam em “churrasco do PCC”, citando membros de facção e sinalizando eventual troco após massacre do sábado(14), em que 26 detentos foram mortes de forma cruel.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. jair disse:

    Queimar a carne é fácil, (qualquer animal da laia deles fazem), quero ver comer esta mesma carne kkkkkkkkkkkkkkkk

Após polêmica com PCC, deputado do PT que cumpriu pena por roubo e fugiu da cadeia sugere "imbróglio político”

9440912-1024x639Foto: Robson Fernandes/Estadão

O deputado estadual em São Paulo Luiz Moura (PT), ligado ao secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, viveu um conturbado período de sua vida nos idos de 1990. Então “vendedor autônomo”, como se declarava, ele foi preso no interior do Paraná e também em Santa Catarina por assalto a mão armada.

Pegou 12 anos de condenação, confessou uso de drogas. Ficou pouco mais de um ano e meio na prisão e evadiu-se. Em 2005, a Justiça concedeu-lhe a reabilitação, tendo em vista “o bom comportamento, tanto público como privado” – tecnicamente, a Justiça limpou sua ficha criminal abrindo-lhe a porta inclusive para a aventura no mundo da política. Elegeu-se parlamentar pelo PT em 2010.

Nesta quinta feira, 22, ele afirmou que que “graças a deus nunca teve ligação com nenhuma facção criminosa”. Moura disse que “nunca ouviu falar, nunca teve contato” com o ladrão de bancos Carlinhos Alfaiate, que foi preso pela Polícia Civil de São Paulo no dia 17 de março durante reunião na garagem da Cooperativa Transcooper.

O parlamentar estava presente a essa reunião.

Em entrevista exclusiva ao Programa do Datena, na TV Bandeirantes, Moura declarou que sua “bandeira é o transporte público” e que foi convidado para a reunião na rua Flores do Piauí, em Itaquera, extremo Leste da Capital, endereço da cooperativa.

A Polícia conduziu 42 pessoas que estavam no local para a sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC). O parlamentar não foi levado para o DEIC.

A Polícia suspeita que o grupo estava reunido para planejar crimes. Um inquérito está em curso para investigar a facção PCC por ataques a ônibus na periferia de São Paulo.

O deputado diz que foi convidado para discutir campanha salarial e reajuste dos cooperados. “Participei de diversas reuniões, fui convidado por diretores da garagem para poder fazer a interlocução entre a Prefeitura da cidade de São Paulo, o secretário (dos Transportes, Jilmar Tatto), o prefeito Fernando Haddad e as permissionárias e concessionárias prestadoras de serviço público”, afirma o deputado petista.

Segundo ele, o encontro “era justamente com relação à greve, para não ter essa greve na cidade de São Paulo que deixou mais de 2 milhões de trabalhadores a pé pela falta de ônibus.”

“Eu estava prestando um serviço para a população da cidade de São Paulo, fazendo com que não houvesse greve, dialogando com a categoria. E não teve greve na zona Leste”, argumenta o petista.

Moura diz que o “colocaram num imbróglio por uma questão política”.

“Realmente chegou a Polícia. Mas não existiu nenhum ilícito criminoso dentro dessa cooperativa As pessoas foram (para o DEIC) na condição de averiguados. Não fui até a delegacia e os policiais nem me convidaram para ir até essa delegacia. Graças a deus nunca tive ligação com nenhuma facção criminosa. Isso posso falar com a maior tranquilidade do mundo.”

LEIA PEÇAS DOS PROCESSOS JUDICIAIS CONTRA LUÍS MOURA E SUA REABILITAÇÃO

PEÇA 1

PEÇA 2

PEÇA 3

PEÇA 4

PEÇA 5

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. TITICO disse:

    O Ministério Público pediu à Justiça o afastamento do conselheiro do TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) Robson Marinho nesta quinta (22/04/14). A promotoria alega que documentos obtidos por autoridades da Suíça comprovam que Marinho recebeu propina para ajudar a multinacional francesa Alstom em contratos com o governo de São Paulo e, por isso, ele não deve permanecer no cargo de conselheiro do TCE-SP. PSDB, DEM, PCC e a MAQUINA. O povão sabe que PSDB, DEM e PCC é quase a mesma coisa.

  2. MEDEIROS disse:

    censura

FOTOS E VÍDEO: Polícia Civil da Paraíba (GTE) localiza esconderijo usado pelo PCC para planejar assalto em Patu-RN

20140427_173258O Grupo Tático Especial de Polícia Civil da Paraíba – GTE de São Bento e Catolé do Rocha – localizou com exclusividade o esconderijo usado por membros do PCC para arquitetarem o assalto à agência dos Correios de Patu-RN, no último dia 24 que culminou com a morte do gerente da agência,  Arni Praxedes de Melo.

De acordo com o blogueiro Jair Sampaio, após a morte de um integrante do grupo, havia a informação dos outros elementos da quadrilha serem paraibanos e de fato, policiais civis das cidades de São Bento e Catolé do Rocha, após receberem uma denúncia anônima fizeram uma incursão numa mata, na zona rural, da cidade de Paulista/PB. Ao chegarem no local, visualizaram um veiculo Chevrolet Corsa, cinza, placas NNP-8102/Mossoró-RN escondido por trás do possível local utilizado como ponto de saída e encontro dos assaltantes. VEJA VÍDEO CLICANDO AQUI

No esconderijo, que se trata de uma casa, ainda em fase de acabamento, foram encontrados rádios comunicadores, um carregador de pistola Glock .380, um porta munições, uma touca ninja, e até um equipamento utilizado para bloquear sinais de satélite de rastreamento de veículos e cargas.

00000000000000000000000000000000000000.0000000000000000000-Após a consulta no veiculo encontrado, verificou-se que não possuía nenhuma restrição por roubo e furto. O veiculo teria sido utilizado por SAMARONE(morto em confronto com a Polícia na zona rural de Patu) para vir até a PB encontrar seus comparsas e de lá planejaram o roubo dos correios de Patu/RN em um veiculo roubado que possivelmente já estaria anteriormente no esconderijo.

Com informações, fotos e vídeo do Blog Jair Sampaio

Preso em SP membro do PCC suspeito de sequestrar ganhadores da Mega-Sena

 Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) prenderam, na noite desta quarta-feira (15), na zona norte de São Paulo, um homem suspeito de ter participado, em dezembro, do sequestro de dois pedreiros ganhadores da Mega-Sena.

Os irmãos foram sequestrados no dia 23 de outubro do ano passado, no parque Continental 2, em Guarulhos (Grande São Paulo).

De acordo com a polícia, um deles, de 43 anos, é ganhador de um prêmio da Mega-Sena no valor de R$ 7,8 milhões. A quadrilha exigia R$ 500 mil de resgate. Na madrugada do dia seguinte, a polícia invadiu o cativeiro e libertou os reféns. Um bandido foi preso e outro morto no confronto.

Segundo a SSP (secretaria de Segurança Pública), Diego Santos, 27, conhecido como “Coringa”, também é suspeito de ordenar os atos de vandalismo que paralisaram a rodovia Fernão Dias, na capital paulista, em outubro. Os casos eram investigados pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais).

De acordo com reportagem do jornal “Folha de S.Paulo”, “Coringa” é membro da facção criminosa paulista PCC (Primeiro Comando da Capital). Ele foi preso em um bar no bairro Jardim Tremembé.

No carro do suspeito foram encontrados celulares e um caderno com anotações que, segundo a polícia, remetem à contabilidade do tráfico de drogas no Estado.

Diego não estava armado e não reagiu a prisão. Na casa do suspeito, em Guarulhos (Grande São Paulo), foram apreendidos uma pistola 9 mm, munições e R$ 6.900, além de outro caderno com mais anotações do crime organizado.

“Vida vale mais que dinheiro”, diz vencedor

Os dois pedreiros vítimas de extorsão mediante sequestro foram resgatados do cativeiro na madrugada de segunda-feira (23).

Os sequestrados foram mantidos no bairro Vila Galvão, em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo.

Ao sair do cativeiro, o ganhador da Mega-Sena , que não mudou de hábitos e, mesmo assim, atraiu a atenção da quadrilha, disse que a vida vale mais que dinheiro.

A operação foi composta por integrantes da Delegacia de Investigações Sobre Facções Criminosas (Patrimônio) e do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), ambos unidades do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Vinte policiais foram destacados para libertar os reféns dos bandidos. O imóvel foi cercado. Foi quando, de acordo com a polícia, dois integrantes do bando “tentaram furar o cerco atirando”. Saulo Moraes de Araujo, feirante, 25, foi atingido —ele já tinha passagens policiais por roubo e homicídio. Felipe Firmino Torres, marceneiro, 23, acabou detido.

A polícia ainda apreendeu uma pistola .40 e um revólver calibre 32 – que estavam em poder dos sequestradores. Agora as investigações devem prosseguir. Os policiais não descartam haver outros envolvidos no crime.

UOL

Era só o que faltava. PCC prepara ataques e fala em "Copa do Mundo do terror"; PM entra em alerta

O Primeiro Comando da Capital (PCC) prepara novos ataques caso a cúpula seja transferida para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) da Penitenciária de Presidente Bernardes, no interior de São Paulo. Diante das novas ameaças do bando, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Benedito Roberto Meira, pôs a corporação em estado de alerta.

As ameaças da facção se estendem a 2014, quando os bandidos prometem uma “Copa do Mundo do terror” e ataques nas eleições. Os planos dos criminosos foram interceptados em telefonemas recentes flagrados pela inteligência da polícia.

Os bandidos afirmam que vão fazer uma greve branca nos presídios se a liderança do PCC for transferida para o RDD. Também dizem que, em caso de reação do governo paulista à greve, criminosos nas ruas vão atacar.

“Passei uma mensagem aos meus homens para que eles redobrem a atenção no atendimento das ocorrências, quando estacionam os carros e no caminho para casa”, afirmou Meira. Em 2012, depois de a facção ordenar ataques a policiais, 106 PMs foram assassinados.

As novas ordens do crime surgiram depois de a defesa de criminosos como Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, o chefão do PCC, ter acesso aos detalhes da megainvestigação realizada por três anos contra o crime organizado. Grande parte do mapeamento das ações do PCC foi feito com a colaboração de PMs.

As orientações saíram por meio de telefonemas dados pelos líderes que estão na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no oeste paulista.

“O clima é muito tenso na região. Eles estão transmitindo as ordens pelos celulares porque querem que a gente saiba”, afirmou um dos 23 promotores dos Grupos de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado (Gaecos) do Estado que assinaram a denúncia contra os 175 acusados de pertencem à organização criminosa.

A inteligência policial verificou também que o bando tomou precauções para o caso de toda a cúpula ser isolada no RDD de Presidente Bernardes.

Marcola e os demais integrantes da Sintonia Final Geral escolheram substitutos que devem assumir os negócios da organização criminosa. Tudo isso para que o tráfico de drogas não seja prejudicado.

Durante a greve branca, os líderes do PCC querem impedir a inclusão de novos detentos na cadeia. Pretendem se recusar a serem fechados nas celas, ficando livres nos pátios. Também paralisariam o trabalho nas prisões onde existem oficiais.

Em caso de intervenção do Grupo de Intervenção Rápida (GIR), da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) ou da Tropa de Choque, os detentos da facção pretendem começar atentados nas ruas.

De acordo com a inteligência policial, funcionários dos presídios também foram informados por presidiários sobre as supostas intenções da facção. O conteúdo dessas novas escutas não faz parte da denúncia apresentada pelos promotores.

Pressão

As ameaças do crime organizado contra o Estado surgem no momento em que o Poder Judiciário analisa dois recursos apresentados pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra as decisões de juízes que negaram a transferência da cúpula da facção para o RDD e a decretação da prisão de todos os 175 acusados – 16 deles tiveram a denúncia rejeitada.

Na semana passada, um dos promotores do caso relatou no Gabinete de Gestão Integrada (GGI), no Comando Militar do Sudeste, do Exército, a ameaça feita pelo PCC para os eventos de 2014.

A expansão das atividades da facção criaria novos riscos. “A facção sabe que teremos muitos turistas aqui durante a Copa”, afirmou o promotor. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo Vieira disse:

    Não seria surpresa, infelizmente.
    No recente episódio onde UM BANDIDO de moto assalta um motociclista e tenta levar sua moto deu errado, pois foi IMPEDIDO por um policial, o que vimos?
    A imprensa falar repetidas vezes sobre o estado de saúde do bandido e NINGUÉM falou em CONDECORAR A BRAVURA DO POLICIAL. Muito pelo contrário, a atitude dele seria "avaliada" pela corporação. POR ESSAS E OUTRAS QUE A BANDIDAGEM VEM TOMANDO CONTA DO BRASIL.
    SALVE-SE QUEM PUDER!!!

  2. Cascão disse:

    A força desses bandidos vem do bolso da sociedade. Parem de fumar e cheirar…

PCC planejou morte de Alckmin e autoridades, diz Ministério Público

 Uma investigação do Ministério Público de São Paulo mostra que a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) negocia a venda de drogas em todo o Estado e determinou a morte de diversas autoridades, entre elas, a do governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB).

Segundo a investigação, em agosto de 2011, chefes da quadrilha fizeram uma conferência por telefone e “decretaram” a morte do governador.

“Depois que esse governador entrou, o bagulho ficou doido mesmo. Você sabe de tudo o que aconteceu na época em que nóis decretou [mandou matar] ele. Então, hoje em dia, secretário de Segurança Pública, secretário de Administração [Penitenciária] e o comandante dos vermes [policiais militares] estão todos contra nóis”, disse o detento identificado como LH nas escutas telefônicas.

A investigação sigilosa começou em 2009 e, na semana passada, resultou na denúncia de 175 suspeitos de pertencerem à facção pelos crimes de formação de quadrilha e tráfico. Conforme membros do Judiciário, essa é a maior ofensiva contra o PCC desde sua criação, há 20 anos. É também a maior denúncia contra qualquer grupo criminoso.

A apuração do Gaeco (grupo de promotores que investiga o crime organizado) concluiu que os criminosos do PCC estão espalhados por 22 unidades da federação, no Paraguai e na Bolívia. Só no Estado de São Paulo são 7.800 integrantes.

As investigações foram feitas por setores de inteligência do Ministério Público e da Polícia Militar a partir de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça. Em uma delas, o detento considerado o principal líder da facção, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, diz para um comparsa identificado como Magrelo que a criminalidade caiu no Estado por conta da ação do PCC.

“O irmão, sabe o pior que é? E que há dez anos todo mundo matava todo mundo por nada… Hoje pra matar alguém é a maior burocracia [estatuto do PCC teria disciplinado várias condutas], então quer dizer, os homicídios caíram não sei quantos por cento, aí eu vejo o governador chegar lá e falar que foi ele”, afirmou Marcola.

Mais tarde, na mesma conversa, Marcola diz que graças à facção, ninguém mais usa crack nas cadeias. “Nós (chefes do PCC) paramos, na prisão ninguém usa”.

O caso foi revelado pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

UOL

Líder da facção criminosa PCC é preso Goiás

O líder de uma das maiores facções criminosas do Brasil, o PCC, foi preso na noite da última sexta-feira, 20, de acordo com informações da Polícia Militar de Caldas Novas, Goiás.

Segundo a PM, Antônio Donizete Alves dos Santos, 32 anos, estava há um ano em Caldas Novas usando documentação falsa e gerenciando um restaurante no Setor São José, bairro próximo ao centro da cidade.

Conforme informações de agentes policiais de Caldas Novas, ao ser pego pelos Policiais do Serviço de Inteligência o suspeito teria afirmado “Vocês estão com um troféu nas mãos!”

O delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Caldas Novas, Lanivaldo Mendes, transferiu o homem para Goiânia, para poder ser detido no CEPAIGO, Presídio da Capital, onde ficará aguardando transferência para o Presídio Federal de Segurança Máxima em Ribeirão Preto, São Paulo.

Contra o foragido há nove mandados de prisão por tráfico de drogas e roubos. Antônio, conhecido como “uê” tem uma ficha criminal com mais de 200 passagens por diversos tipos de crimes praticados, entre eles: assalto a bancos como, Bradesco e Banco do Brasil, assalto a companhia área da TAM e trafico de entorpecente – 2 toneladas de cocaína já foram apreendida com o líder da organização criminosa. Armas de uso exclusivo das forças armadas como fuzis, submetralhadoras e até uma bazuca também já estiveram em posse do suspeito, informa a PM.

Fonte: Estadão

PCC fornece 95% das drogas consumidas no RN

Reportagem de Fred Carvalho para a Tribuna do Norte:

O Primeiro Comando da Capital (PCC) é responsável pelo envio de pelo menos 95% das drogas ilícitas consumidas no Rio Grande do Norte. A estimativa é do delegado Odilon Teodósio dos Santos, que ontem deixou a Delegacia de Narcóticos de Natal (Denarc) e se transferiu para Divisão de Polícia do Oeste (Divipoe), com sede em Mossoró.

De acordo com o delegado, a facção criminosa nascida nos presídios de São Paulo mantém contatos com cerca de 15 a 20 traficantes internos das penitenciárias estaduais de Alcaçuz, em Nísia Floresta, e de Parnamirim (PEP).

“Esses traficantes são pessoas de confiança do PCC. É claro que a droga não é entregue a eles, até porque estão presos. Mas são enviadas a prepostos, que ficam encarregados de fracionar o material, distribuí-lo e arrecadar o dinheiro apurado, que é depositado em contas bancárias de ‘laranjas’ do PCC”, explicou Odilon Teodósio.

A preferência do PCC por esses “contatos” dentro dos presídios do Rio Grande do Norte e de todo o país se dá por um motivo simples: como esses traficantes já estão presos, são facilmente localizados caso algo dê errado. “É uma relação de confiança. E se por acaso essa confiança for quebrada, os ‘infratores’ são sumariamente executados, conforme o ‘código’ deles”, resumiu o delegado.

O crack e a maconha percorrem um longo caminho antes de chegar ao consumidor final no Rio Grande do Norte (ver infográfico ao lado). A droga é fabricada/plantada na Bolívia e no Peru e enviada para o Paraguai. Lá, é adquirida por integrantes do PCC, que a levam para São Paulo. Do Estado paulista, os entorpecentes são trazidos para todo o Rio Grande do Norte e para todo o Nordeste, na grande maioria das vezes, por via terrestre.

“Como a Polícia Rodoviária Federal aumentou a fiscalização a ônibus e carros de passeio, o método mais usado atualmente é utilizar grandes carregamentos em caminhões que vêm para cá. Uma coisa é se averiguar o que há em um carro ou em um ônibus. Mas falta pessoal para fiscalizar caminhões que transportam mais de 10 toneladas”, explicou.

Um outro detalhe repassado por Odilon que chama a atenção sobre essa droga enviada pelo PCC ao Rio Grande do Norte é relativo à qualidade. “O crack e a maconha são de péssima qualidade. E a pasta base, ao chegar aqui, é misturada a pó de giz ou de vidro, por exemplo”.

(mais…)

Ao contrário do afirmado pelo Governo, PCC tem sim ramificação no RN

Embora se tenha negado até a última, o Primeiro Comando da Capital, o PCC tem ramificação no Rio Grande do Norte.

É o que aponta uma matéria da Folha de São Paulo publicada hoje e segundo a qual, além do RN, o PCC tem braços em mais 15 membros da federação, que são os seguintes: AL, BA, CE, MA, MG, MS, MT, PB, PE, PI, PR, RS, SE, SP e TO.

A Folha fez o levantamento baseada em dados fornecidos por promotores, delegados, policiais federais,  e secretários de Segurança.

Em comum, esses estados, além da atividade criminosa, tem a obrigação de “prestar contas à filial”. Mensalmente, são feitos depósitos para São Paulo.

A confirmação do PCC no RN remete ao dia em que algun ônibus da capital foram atacados por integrantes da sigla, cuja existência o Governo do Estado negou.

As provas já eram inúmeras. Outro dia, por exemplo, um “estatuto” do PCC, com mandamentos e orientações, foi encontrado dentro de um presídio aqui no RN.

Só o Governo que acredita na lorota de que o PCC não está aqui.

PCC ganha força no Nordeste com tráfico de drogas e lavagem de dinheiro

Está na UOL reportagem sobre a facção no Nordeste, a reportagem livrou apenas o Piauí e o RN, mas aqui nós sabemos que eles já estão. Segue:

A explosão da violência do Nordeste nos últimos anos é marcada por um fenômeno recente, mas que se tornou um dos maiores desafios para a segurança pública: as organizações criminosas do Sudeste que montaram “filiais” do crime na região. Primeiro, a maior preocupação era com o Comando Vermelho, do Rio de Janeiro. Hoje o problema responde basicamente por três letras: PCC (Primeiro Comando da Capital), de São Paulo.

Investigações das polícias estaduais e da Polícia Federal indicam uma atuação marcante do grupo paulista, já apontado como responsável pela distribuição de boa parte da droga que chega à região e da lavagem de dinheiro. Sete Estados do Nordeste prenderam, este ano, integrantes do PCC. Apenas no Piauí e no Rio Grande do Norte não houve registros –coincidentemente os dois Estados com a menor e a terceira menor taxa de homicídios do Nordeste, respectivamente.

Por serem mais pobres e de estruturas policial e judicial precárias, os Estados nordestinos passaram a viver estatísticas ainda piores que as encontradas no Rio de Janeiro e em São Paulo nos anos 90.

Para especialistas, com o “aperto” policial no Rio e em São Paulo –que dominavam o ranking de violência–, os grupos criminosos subiram no mapa nacional e ramificaram a atuação onde o aparelho estatal se aparentava mais frágil. Hoje, o Nordeste tem a maior taxa de homicídios entre as cinco regiões do país.

(mais…)

Alunos liberados e festa cancelada devido aos problemas de segurança de ontem

Tribuna do Norte

A série de atentados mudou a rotina das pessoas que tinham de se deslocar de transporte coletivo, à noite, principalmente dos estudantes, como os da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) que liberou os alunos a partir das 20 horas. Das pessoas nas estações de embarque àqueles que seguiam viagem em algum ônibus, os relatos era de que os sucessivos ataques causaram tensão.

 

aldair dantasPor decisão dos motoristas, parte da frota de ônibus foi recolhida no início da noite. Paradas das principais vias ficaram lotadas

Alguns pediram aos professores para serem liberados justamente por causa disso”, afirmou a estudante de Engenharia de Alimentos, Renata dos Santos. Os episódios ocorridos à tarde e a continuidade à noite esvaziou o Campus central da UFRN de tal forma que, por volta das 22h, havia poucos estudantes aguardando transporte.

Tiago Galdino da Silva reside no município de Boa Saúde e faz um curso profissionalizante em Natal, na avenida Antônio Basílio, zona sul da capital. “A gente ficou com medo de ser pego numa situação constrangedora dessa e pedimos para sair mais cedo”.

(mais…)

Secretária de Segurança acredita que ataques partiram de Alcaçuz

Tribuna do Norte

No final de uma semana marcada por duas rebeliões em presídios estaduais e ameaça de greve por parte de agentes penitenciários, uma série de atentados a ônibus instalou o caos na capital. O sistema de transporte público de Natal começou a parar por volta das 20h30. A Secretaria Estadual de Segurança Pública acredita, segundo o secretário Aldair Rocha, que os ataques partiram de Alcaçuz. “Tudo leva a crer que os ataques têm origem em Alcaçuz, por tudo o que tem acontecido desde quarta-feira, quando houve a rebelião”. No fim da noite de ontem, 16 presos foram transferidos de Alcaçuz para o Presídio Federal de Mossoró.

Foram registrado oito ataques a ônibus, que se estenderam das 14h até às 20h20. No roteiro de atentados, diferentes bairros da cidade, como Cidade Verde, Felipe Camarão, Brasília Teimosa e Golandim, além de uma ocorrência em Parnamirim. Os atentados foram coordenados, com maior concentração entre 14h e 16h30. Praticamente simultâneos, os ataques tiveram características comuns: homens a pé ou em motocicletas com recipientes contendo gasolina. Em alguns casos, o bandido ateava fogo a veículos parados. Em outros, os ônibus  eram incendiados durante o trajeto.

“São muito fortes os indícios de que as ações foram coordenadas, mas ainda não sabemos por qual motivo e o nível de envolvimento de grupos criminosos organizados”, disse Aldair Rocha, em entrevista coletiva. E complementou: “É uma realidade no país inteiro a existência desses grupos organizados dentro das prisões, tanto no nosso Estado quanto no resto do país. Também não é segredo a entrada de celulares nos presídios. Então, os indícios são fortes dessa participação dos presos de Alcaçuz”.

(mais…)