Diversos

SÓ BUGGYS: Projeto de lei que restringe acesso a orla potiguar tem portaria em vigor desde 2007

Nesta terça-feira, 1º de julho, será votado o projeto de lei do deputado Raimundo Fernandes (PROS) que regulamenta o acesso às praias de uso público do RN para o serviço de buggy-turismo e, consequentemente, proíbe os passeios na beira-mar e atividades off-road em áreas do litoral potiguar. Além de determinar que o acesso a faixa de areia é exclusivo aos veículos permissionários do serviço de buggy-turismo, a matéria elenca quais os trechos do litoral são permitidos e proibidos. O que pouca gente sabe é que o projeto de lei não é uma inovação ou afronta a um determinado grupo, pois já existe uma portaria no DETRAN-RN, a de número 711/07-GADIR, vigente desde 9 de maio de 2007, que comprova, desde então,a intenção da busca pela legalidade e segurança. É o que destaca a assessoria do deputado, em concordância com o Instituto APA. Entende-se, portanto, que o objetivo, em meio ao questionamento e indignação da “classe 4 x 4”, é que a votação iminente transforme seu propósito em lei. No projeto, de novidade, somente podemos observar a inclusão das coordenadas geográficas, por sinal, fundamentais, a área de duna como de preservação ambiental e, por fim, também o limite de velocidade dos veículos em menos de 50km/h.

Conforme a portaria do DETRAN de 2007, durante a baixa estação, compreendida entre os meses de março, abril e maio e agosto, setembro, outubro, novembro até o dia 20 de dezembro, os buggy de turismo, credenciados e devidamente autorizados pelo órgão de trânsito estadual, ficam autorizados a circularem nos locais proibidos pela lei, com exceção dos fins de semana e feriados, considerando também os feriados imprensados no período.

Um exemplo da importância do projeto de lei, segundo a assessoria do deputado, é o acesso à praia de Barra de Cunhaú, no trecho que compreende as barracas até as proximidades do Rio Curimataú e outros no Litoral Sul e Norte, detalhados no PL, que têm acesso proibido em qualquer período do ano. A proibição justifica-se pelos trechos citados se tratarem de áreas de preservação ambiental.

Segundo a portaria do DETRAN-RN – número 711/07, com objetivo e regulamentação por meio o projeto de lei do deputado, o serviço de buggy turismo é uma atividade que desenvolve o turismo no Estado, e que sua área de trabalho compreende os trechos de litoral referidos nesta portaria. Também vale destacar que para sua licença, o condutor do serviço de buggy turismo passa por treinamentos em curso de especialização aplicado pela SETUR para prestação do serviço, e o Código de Trânsito Brasileiro estabelece que os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito darão prioridade em suas ações à defesa da vida, nela incluída a preservação da saúde e do meio ambiente.

Confira portaria na íntegra de proibição e acesso:

Art. 2º – Trechos de praias com acesso proibido à veículos, no Litoral Norte: praia da Redinha Velha, praia da Redinha Nova, praia de Santa Rita, praia de Genipabú após o Box da APCBA (antigo Bar do Pedro), até a balsa do Rio Ceará Mirim, praia de Graçandu, praia de Pitangui, praia de Jacumã, praia de

Porto Mirim, praia de Muriú, praia de Barra de Maxaranguape;

Parágrafo Único – Trechos de praias com acesso permitido ao litoral Norte, com velocidade não superior a 50 Km, para veículos credenciados e devidamente autorizados pelo Órgão de trânsito, inicia-se no Bar 21 na Praia de Santa Rita/Genipabu, estendendo-se até o Bar do Pedro, utilizando-se da trilha, com mão dupla; acesso ao embarque e desembarque das balsas da barra do Rio Ceará Mirim, iniciando-se a partir do encontro do rio Ceará Mirim com o mar, logo após a travessia da balsa estendendo-se por aproximadamente 500 metros da orla marítima, após a última barraca, onde o veículo deverá pegar a estrada alfaltada; acesso as barracas de Graçandu, após o povoado de Pitangui, na altura do antigo “Roller” e terminando na primeira subida após o restaurante Jacumã (Jacó) na praia de Jacumã; acesso as barracas da praia de Muriú, trecho após as casas de veraneio de Muriú, até a balsa de Barra de Maxaranguape, onde o veículo deverá trafegar pelas ruas centrais da cidade, tendo acesso a praia apenas a partir do Cabo de São Roque;

Art. 3º – Trechos de praias com acesso proibido à veículos, no Litoral Sul: praia da Via Costeira, praia de Ponta Negra, praia de Cotovelo, praias de Pirangi do Norte e do Sul, Pirambuzios, praia de Búzios, praia de Tabatinga, praia de Camurupim, praia de Barreta, praia de Tibau do Sul, praia de Pipa, praia do Amor, praia dos Afogados, praia da Cancela, praia das Minas, Pedra d’água e praia de Sibaúma, praia de Barra de Cunhaú, o trecho da barraca do Baiano até nas proximidades do Rio Curimataú (Lei Federal, pela preservação do meio ambiente para desova da tartaruga).

Parágrafo Único – Trechos de praias com acesso permitido ao litoral Sul, para veículos credenciados e devidamente autorizados pelo Órgão de trânsito, trecho de praia após a praia de Barreta (Malembá) até a travessia da balsa da Lagoa de Guaraíra; trecho de praia iniciando à partir do Pontal de Barra de Cunhaú, praia do Morro da Cotia, praia de Olho d’água, praia do Morro Amarelo, praia da Andorinha, praia do Porto, praia de Presídio, seguindo pelas ruas do município de Baia Formosa, trecho de praia iniciando após o Hotel Chalemar, praia de Bacopari, praia do Farol, praia de Barreirinha, praia João dos Santos, praia da Cachoeira, praia do Urubu, praia da Cotia, praia do Sagi, praia do Guajú, até a travessia da balsa do Rio Guajú, divisa do RN.

Art. 4º – Durante a baixa estação, compreendendo os meses de março, abril, maio, agosto, setembro, outubro, novembro até o dia 20 de dezembro, ficam os veículos credenciados, autorizados a circularem nos locais proibidos por esta portaria, com exceção dos finais de semana e feriados, considerando também os feriados imprensados nesses períodos.

Parágrafo Primeiro – é terminantemente proibido o acesso a praia de Barra de Cunhaú, no trecho que compreende a barraca do Baiano até as proximidades do Rio Curimataú, em qualquer período do ano, tendo em vista ser, aquela área, de preservação do meio ambiente para desova da tartaruga.

Parágrafo Segundo – Permanece proibido nos períodos de baixa estação os seguintes trechos:

a) do Litoral Norte, compreendendo a praia da Redinha até o empreendimento Aquário Tropical, ponta de Santa Rita, Pontal da praia de Pitangui ( local onde estão localizadas as barracas).

b) Do Litoral Sul, praias da Via Costeira até a praia de Ponta Negra, Praia de Buzios na altura do Balneário próximo ao antigo Buzios Bar, compreendendo o trecho das barracas.

Opinião dos leitores

  1. Não entendi esse privilégio para essa classe, até porque a atividade de bugueiro é privada e remunerada, é como se reservasse as ruas somente para os taxistas por exemplo. Pois se é caso de preservação de meio ambiente, tem que proibir para todos, pois bugre polui do mesmo jeito…tb não sou advogada…mais existe o princípio básico da igualdade de direitos…

  2. O nobre deputado deveria se preocupar com o caso gafanhoto, que esta arquivado , o qual vindo a tona é muito sério!!!

  3. É um absurdo um deputado querer acabar com uma tradição que existe há décadas no nosso Estado, o passeio de carro à beira-mar com as nossas famílias, somente para favorecer a categoria dos bugueiros, que está publicamente em litígio com outras empresas de 4×4 que também fazem passeios pelo litoral .
    Com desculpas descabidas, o deputado quer passar por cima do direito que nós, donos de fora-de -estrada possuímos, usufruir de um agradável passeio à beira-mar, que diga-se de passagem não provoca acidentes, pois a convivência entre os carros e os banhistas é pacífica.
    Sem falar que, tal medida fecharia as portas das concessionárias que vendem estes veículos, no Rn, provocando centenas de demissões.

  4. Absurdo!!! Um político "copa do mundo" querendo se promover as custas dessa classe que diga-se de passagem ,bastante beneficiados, pois usufruem das nossas belezas naturais e ainda ganham dinheiro sem mesmo fornecerem notas fiscais dessa prática ,que ao meu ver, cotidianamente agridem a natureza com esses veículos velhos .onde está o direito de ir e vir do indivíduo?por onde anda o princípio da isonomia?acorda MP!!!!

  5. Sou Jipeiro e Turismologo e sei da importancia dos buggues para o turismo do RN, porém essa proibição além de ser abusiva no ambito legal do bem publico, nada se fala da contra partida e das obrigações dos bugueiros em relação as APAS.
    Por exemplo:
    Quanto de contribuição eles repassam para preservação dos destinos?
    Quem e quando é feita as vistorias nesses veiculos?

    São cenas comuns em nossas ruas ver bugguies com superlotação de turistas, por lei só podem ser transportadas 4 pessoas incluindo o motorista, na expecificação tecnica do veiculo tambem está descrito. Não faltam relatos de acidentes nas dunas sem o devido socorro por parte dos bugueiros, além de ameaças constantes a outros cidadões que circulam pelas praias em seus buggues e 4×4.

    Antes de regulamentar quem pode ir ou vir pelas praias há a necessidade de se regulamentar os Buggues e Bugueiros

  6. Acho sim, que se deve haver uma certa fiscalização a respeito dos passeios tanto de 4×4, quanto de buggys, mais no que diz respeito ao tráfego mais cuidadoso, e não proibir os passeios seja ele o 4×4, os buggy ou qualquer outro meio de transporte que consiga circular em areia… tanto tenho 4×4 como também possuo buggy e quadriciculo… mais nunca aconteceu nada pois sempre ando com cautela tomando certos cuidados a beira mar, principalmente em áreas de banho de veranistas… portanto, acho que não deveria haver essa proibição, mais sim, uma fiscalização a mais com incentivos de uma boa condução do volante estando em um passeio a beira mar…

  7. Em que pese humildemente entender que a competência legislativa afeta a matéria do PL do Dep. Raimundo Fernandes seja da União Federal e dos municípios que possuam circunscrição territorial sobre as determinadas vias (art. 2º, parágrafo único do CTB), penso que tolher o ir e vir do cidadão comum, ou seja, aqueles pais de famílias que não são profissionais e que querem passear com suas famílias nos dias e nos locais não "proibidos" pela Portaria, seria um afronta aos direitos e garantias individuais do cidadão comum. Ora, se o PL do ilustre Deputado busca normatizar o respeito a(s) APAS e semear a segurança dos banhistas, nada mais justo que também não se permita o tráfego de qualquer espécie de veículo motorizado nas praias, inclusive, os próprios buggys de turismos. Comecem, portanto, obrigando aos bugueiros a cumprir o CTB fazendo com que seus clientes (turistas) façam uso do cinto de segurança no banco traseiro. Não se pode fazer "reserva de mercado" com os bens públicos! Tenho 4X4 há mais de vinte anos e sou contra qualquer tráfego de veículos na praia em períodos de alta estação. Se não há bom senso, que se proíba o tráfego de todos!

  8. Sou proprietário de veículo 4×4 a oito anos e desde criança passeava a beira-mar de buggy com meus pais… Nunca tive problemas ou acidente. Acho que mais importante que restringir a circulação de cidadãos de bem seria o cuidado com veículos mal conservados trabalhando com passeios, pois vemos verdadeiras sucatas remendadas com arame trafegando livremente… O nobre propositor do projeto deveria empenhar-se em conseguir equiparar o direito dos bugueiros aos taxistas e permitir que os mesmos pudessem adquirir veículos 0km com isenção de impostos. Além de deixar as pessoas de bem em paz reduziria em muito os riscos da atividade!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN não registra óbito por Covid-19 nas últimas 24h; novos casos são 139

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (16). São 549.680 casos totalizados. Nas últimas 24 horas foram registrados 139 novos casos e nenhum óbito.

Óbitos confirmados para Covid-19: 8.422. Em investigação são 1.114. Recuperados são 539.368. Casos suspeitos somam 547 e descartados são 1.035.225. Estimativa de casos em acompanhamento: 1.890.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

“Encontro do Trairi”: Tomba Farias diz que atuais senadores não têm a cara do povo do RN e que Rogério Marinho vai mudar essa realidade

Foto: Divulgação

“O Rio Grande do Norte tem uma bancada de senadores que não representa os anseios do povo, nem o Rio Grande do Norte. São senadores que não vestem a camisa do estado, que não recebem ninguém, nem os prefeitos não têm a quem recorrer e só encontram portas fechadas. Hoje temos a oportunidade de mudar isso com Rogério Marinho”. A declaração é do deputado estadual Tomba Farias (PSDB), que participou na noite desta segunda-feira, 15, do “Encontro Regional do Trairi”, realizado em Santa Cruz (RN) com a participação de uma multidão de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças políticas da região do Trairi.

Ao lamentar a falta de atuação dos atuais senadores, o parlamentar municipalista fez uma defesa veemente do nome do ex-ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (PL), candidato ao Senado, que na sua opinião é o postulante capaz de mudar a realidade do Rio Grande do Norte no Senado Federal.

Tomba Farias, que durante o evento mostrou a sua força política no Trairi, fez uma narrativa sobre o trabalho que Marinho realizou em favor do Rio Grande do Norte no ministério.

“As pessoas sabem que temos sofrido muito com a ausência de um senador que represente a cara do povo e o Rio Grande do Norte. Rogério Marinho deixou sua marca em todo o estado, em todo o Nordeste e no Brasil”, disse, enumerando em seguida os mais variados benefícios que ele destinou para os municípios.

“Hoje eu vejo os prefeitos felizes, com recursos para atender as necessidades da população e fazer obras em seus municípios. Graças a Rogério Marinho os cofres das prefeituras estão podendo ajudar as pessoas que mais precisam. Tenho que agradecer pelas cisternas, pelos poços tubulares perfurados, pelo asfalto, pelo calçamento, pá carregadeiras e pelos caminhões pipa”, enfatizou.

Tomba Farias, que ao longo de sua fala teceu vários elogios ao presidente Jair Bolsonaro, criticou os políticos que não têm lado, nem sentimento de gratidão. “ O político tem que ter uma coisa, aliás duas: ele tem que ter lado e ter gratidão. O político que não tem gratidão não chega a lugar nenhum. Eu posso ter todos os defeitos, mas eu tenho minha gratidão por Rogério Marinho. Quando estava perdendo um pouco da minha esperança de fazer alguma coisa por Lajes Pintadas, Lagoa de Velhos, Jaçanã, Campo Redondo, por Tangará e todos os outros municípios do Rio Grande do Norte, Rogério foi o homem que acreditou em mim”, revelou.

Tomba Farias também enalteceu a coragem do ex-vice-governador Fábio Dantas (Solidariedade), por se colocar à disposição para mudar o Rio Grande do Norte. “Fábio está preparado para governar o estado. Ele é a opção de mudança para quem não está feliz com esse governo que tai, que não tem obras para mostrar, que deixa estradas esburacadas, que reduziu as refeições nos restaurantes populares, que reduziu o Programa do Leite, que não oferece saúde, educação e segurança de qualidade para a população”, ressaltou.

O “Encontro Regional do Trairi”, que teve como anfitrião o prefeito Ivanildo Ferreira (PSDB), o “Ivanildinho”, marcou a largada da campanha que começa oficialmente hoje, dia 16, e contou também as presenças do deputado federal Girão (PL) e do ex-governador Robinson Faria (PL), que também disputa uma vaga na Câmara dos Deputados.

Opinião dos leitores

  1. Tomba sendo Tomba, tomba para o lado da conveniência.Já foi do MDB, PTB, PSB e agora PSDB. Esse é o representante do Trairi, vai para onde é conveniente, gosta da maquiagem urbana e o Bairro Paraíso continua marginalizado, a imagem de Rita de Cássia só tem movimento aos domingo pela manhã e assim segue a cidade.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Estuprador é preso pela PRF após tentar fugir com documentos falsos em São José de Mipibú

Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na noite do domingo (14), no km 118 da BR-101, em São José de Mipibu, na Grande Natal, um homem de 40 anos que possuía em seu desfavor um mandado de prisão por estupro de vulnerável. O homem ainda apresentou um documento falso aos policiais para tentar evitar a prisão.

Durante abordagem a uma caminhonete Fiat Toro, de cor prata, os policiais desconfiaram do nervosismo apresentado por um dos ocupantes do veículo e solicitaram a documentação dos presentes. Um dos passageiros apresentou uma carteira de identidade com dados falsos e teve que ser submetido à identificação criminal no ITEP.

Após análise técnica, constatou-se que se tratava de um foragido da justiça pelo crime de estupro de vulnerável. Ao término do procedimento, o suspeito assumiu a autoria do delito, recebeu voz de prisão e foi encaminhado para Polícia Federal em Natal.

Opinião dos leitores

  1. Esse prepare o toba, que a vara vai comer kkkkk. Esse vai levar mais peia que quenga de beira de estrada.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

GOLPE: venda de carro em Mossoró pela OLX acaba com apreensão do veículo

Foto: TCM

De acordo com as informações da Polícia Militar, o vendedor de um carro havia colocado o veículo para vender no site OLX por R$ 27 mil, quando um estelionatário pegou o mesmo anúncio e colocou no Facebook, oferecendo o produto por um valor mais baixo.

Um comprador entrou em contato com o homem que se disse intermediário, demonstrou interesse e acertou a compra do carro. O comprador acabou depositando R$ 10 mil na conta que supostamente seria do dono do automóvel, mas na verdade era uma conta laranja recomendada pelo intermediário.

Quando o vendedor foi se encontrar com o comprador para entrega do carro, o vendedor avisou que não havia recebido o dinheiro depositado, e percebeu que se tratava de um golpe. O comprador por sua vez, como já havia pagado, levou o carro a força.

O dono do veículo registrou boletim de ocorrência na polícia, e quando o comprador passou em uma barreira, foi abordado, teve o carro apreendido e foi levado para a Delegacia de Plantão. Ambas as partes, foram ouvidos pela polícia. Tanto comprador como vendedor foram vítimas do estelionatário que intermediou a venda, e embolsou o dinheiro da suposta venda. O caso vai ser investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos (DEFUR).

O golpe que é conhecido como “Golpe de intermediário” tem sido frequente no mercado de vendas online. Devido a grande quantidade de casos, o próprio OLX tem feito alertas em seu site para vendedores e compradores não aceitarem intermediação de terceiros nas negociações e nem realizar pagamentos antecipados.

Com informações da TCM

Opinião dos leitores

  1. Usura … o comprador olho grande , quer levar VANTAGEM, acaba se FERRANDO, como um carro que vale R$ 27.000,00 o Pelé pagar 10.000 🤦🏼‍♂️É certo que vai LEVAR FUMO

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opinião

Saneamento de Natal está estagnado e só haverá ampliação em 2023, diz presidente da Caern

Foto: Reprodução

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) esteve no foco da discussão da classe política potiguar nos últimos dias. Em discussões com a Fecomércio, a possibilidade de privatização da companhia foi debatida com os candidatos ao Governo do Estado. O presidente da Caern, Roberto Linhares, é contra a hipótese. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News Natal (93,5 FM), na manhã desta terça-feira (16), Linhares explicou seus motivos para rejeitar a chance de privatização e falou sobre os principais problemas enfrentados pela companhia. O saneamento básico em Natal é um deles, com o percentual de cobertura estagnado há quatro anos devido à dificuldade de conclusão de novas estações de tratamento. O presidente “culpa” o Governo Federal.

Segundo o presidente da companhia, a Caern tem avaliação de R$ 3,1 bilhões, com R$ 1,7 bilhão em patrimônio líquido, mas o valor para venda não superaria os R$ 800 milhões. Na opinião de Linhares, quem comprasse a companhia não teria interesse nas áreas menos rentáveis e faria com que o Governo do Estado precisasse assumir essas áreas, que gerariam gasto mensal de R$ 50 milhões, o que resultaria no gasto do valor arrecadado com a venda em um ano e meio.

Questionado se não poderia haver, como há em outras concessões, como nos transportes, a obrigatoriedade de se assumir junto às áreas rentáveis locais que são deficitários, o presidente da Caern disse que 120 das 167 cidades do estado são deficitárias financeiramente com relação aos serviços de abastecimento de água e saneamento básico. Por isso, na opinião dele, não haveria interesse das companhias.

“O pessoal compara com o setor de energia, mas desde o nascedouro é diferente. Energia a concessão é estadual. Água e esgotos é do município. A titularidade é dos municípios. A diferença já é significativa a partir desse ponto. A empresa que compra pode ficar só no ‘filé’. Poderia (licitar locais rentáveis com menos rentáveis), mas não gera interesse econômico. Foi o que aconteceu com o Rio de Janeiro, que passou por problemas”, disse Linhares, citando ainda como exemplos mal sucedidos de privatizações os estados do Amazonas, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Na entrevista, Roberto Linhares também falou sobre a dificuldade de se fazer investimentos em infraestrutura, desde a distribuição (adução) de água, até as ações de saneamento. Na área de saneamento, inclusive, Linhares disse que o percentual de cobertura em Natal é de 51%, o mesmo desde o início da gestão do Governo do Rio Grande do Norte. Segundo ele, não houve avanço porque não foram concluídas as estações de tratamento de esgotos previstas.

“Somos um Governo do PT com um Governo Federal totalmente contrário. A gente não encontra facilidade no Ministério do Desenvolvimento Regional”, disse. Questionado sobre os anúncios de repasses realizados pelo MDR para o Rio Grande do Norte, com inauguração de obras importantes na área de segurança hídrica, Linhares disse que não foi para o saneamento. “Estou parado para readequação contratual há cinco meses e não se encontra facilidade para fazer a readequação. Até na Caixa temos dificuldade em tratar de determinados temas”, disse Linhares, afirmando que o objetivo seria fazer a readequação do contrato para usar o restante dos recursos na compra de equipamentos. A obra está em curso desde 2013.

De acordo com o presidente da Caern, enquanto não forem concluídas as duas estações de tratamento prontas, “não cresce um por cento” o saneamento. A ETE Jaguaribe está com 95% de obra concluída e deve ser concluída em 2023. Já a dos Guarapes, a expectativa é que seja finalizada somente em 2024.

Tribuna do Norte

 

Opinião dos leitores

  1. A cinco anos foi colocado os canos na rua onde moro em candelária e até agora autorizado fazer as lições.

  2. Essa quadrilha fez um leilão semana passada com 5.500 ( cinco mil e quinhentas unidades ) de cano de esgoto em PERFEITO ESTADO , ao preço de bolo , SOCORRO MINISTÉRIO PÚBLICO, semana que vem a CAERN compra tudo a preço de OURO

  3. Só foi essas desgraças assumirem, e nunca mais foi feito 1mt de saneamento em Natal. No parque das colinas estava caminhando a passo de tartaruga, mas só foi os PTralhas assumirem e tudo parou, limparam os cofres imediatamente, bando de ladrões.

  4. Presidente cínico, sem escrúpulos, culpa os outros para tentar mascarar sua incompetência e subserviência ao Governo do Estado ineficaz e inepto.
    #Privatização já. A COSERN é um bom exemplo de eficiência.

  5. Esse capacho da Governadora, falta com a verdade, para defender uma empresa com inchaço de funcionários terceirizados e comissionados.
    CAERN sinônimo de atraso.

  6. Privatização já. Companhia sem compromisso com o povo.
    Ele esqueceu de falar que os políticos da Esquerda votaram contra o marco do saneamento básico.
    Petista não sobrevive sem mentiras.
    São igual a vermes, só vivem na merda e querendo levar os outros juntos.

  7. Para essas desgraça PTRALHA, se deram o mar eles SECAM , se derem o deserto, em seis meses eles irão ter que comprar areia , POVO DO DEMÔNIO … e tem IDIOTA que acredita nessa FACÇÃO

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Anvisa deve liberar amanhã passageiros do uso de máscaras nos aviões

Foto: Reprodução

Salvo um imprevisto de última hora, a Anvisa vai liberar os passageiros, tripulantes e funcionários dos aeroportos do uso de máscaras nos voos domésticos na reunião de avaliação que os diretores da agência farão amanhã. O tema está na pauta e a aprovação é dada como tranquila.

Em lugar da obrigatoriedade, passará a vigorar uma recomendação para o uso. A nova medida entrará em vigor ainda nesta semana. A mudança de se deve em boa parte a uma articulação feita por Daniel Pereira, que até a semana passada era o número 2 do Ministério da Saúde e assumiu dias atrás o cargo de diretor da Anvisa.

O Globo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Modalmais/Futura: em SP, Bolsonaro lidera com 39,7%; Lula tem 35,8%

Foto: Reprodução

Dados da pesquisa Modalmais/Futura, divulgada nesta terça-feira (16/8), apontam o presidente Jair Bolsonaro (PL) na liderança das intenções de voto para a Presidência da República entre eleitores de São Paulo. O mandatário reúne 37,5% das intenções, enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 35,8%.

Os números fazem parte da primeira pesquisa estimulada do instituto em SP para primeiro turno, na qual os entrevistadores apresentam uma lista de candidatos ao eleitor. Na sequência, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7,6%; e Simone Tebet (MDB), com 4,2%. Pablo Marçal (Pros) tem 1,5%. Os demais candidatos contam com menos de 1% das menções. Brancos e nulos somaram 5,5%; outros 3,8% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

No segundo cenário, apenas com os quatro candidatos, Bolsonaro teve 40,9% das intenções de votos e Lula, 34,8%. Em seguida, Ciro teve 9,9% e Tebet, 6,4%. Brancos e nulos são 5,2%. Outros 2,6% não souberam ou não responderam.

Cenário espontâneo

Já na espontânea, na qual os eleitores não recebem a lista de candidatos, Jair Bolsonaro tem 39,3%, ante 34,7% de Lula. Ciro Gomes aparece em seguida, com 3,8%, e Simone Tebet soma 3% das intenções.

Dados da pesquisa

A pesquisa da Futura, encomendada pelo banco digital Modalmais, está registrada na Justiça Eleitoral sob número SP-08760/2022. Foram consultadas 1 mil pessoas em São Paulo, entre 8 e 10 de agosto. A margem de erro máximo estimada é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos, e a confiabilidade é de 95%.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Nessa pesquisa o gado acredita.
    Ficam felizes.
    São tão burros que não consideram que em 2018 o Bozo teve mais de 60% dos votos.
    Chora gado mimado.
    Kkkkkkk

    1. MANÉ, ninguém que vota no Bolsonaro, vive iludido com pesquisas, isso é ilusão de petistas, como você. Tira onda de isentão e vive fazendo campanha para o quadrilheiro. Sai de cena mané! Seu marreco já se foi. Votar no Lula é o mesmo que comprar produto roubado. Voce passa a ser criminoso também. Para de Goz.. no p,,, dos outros!!!!

  2. Nao sabia que Bolsonaro e Lula estão concorrendo o Governo de SP, pq não mostra BG as pesquisas que realmente interessa q são a de nìvel nacional q Lula ta a 12 e 14 pontos a frente ?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Eike Batista promove leilão bilionário para quitar suas dívidas

Foto: Wilson Dias

A saga judicial-financeira do ex-bilionário Eike Batista pode estar mais perto de um fim. Nesta terça-feira (16), devem ser conhecidas as propostas por um lote de debêntures da Anglo American, grupo britânico que comprou o projeto de mineração Minas-Rio, da mineradora MMX, de Eike, em 2008. Esses títulos foram “descobertos” dentro do emaranhado de companhias criadas pelo empresário antes de sua derrocada.

O lance mínimo é de R$ 1,25 bilhão, dinheiro que seria suficiente para quitar boa parte dos débitos remanescentes — o empresário informou este ano ter recebido oferta de quase R$ 2 bilhões pelos papéis. Dois fundos internacionais, o Oaktree e o Vox Royalty, e o BTG Pactual estão na disputa.

As maiores dívidas conhecidas de Eike somam algo perto de R$ 2 bilhões — sendo R$ 1,2 bilhão da falência da MMX e cerca de R$ 800 milhões do acordo de delação fechado no Supremo Tribunal Federal no âmbito da Operação Lava Jato. Há ainda uma certa incerteza em relação ao passivo tributário. A União cobra R$ 3,5 bilhões da MMX, mas esse débito é passível de recurso e não tem prazo para ser pago.

Vender as debêntures para quitar as dívidas, porém, não está sendo fácil. Um processo de venda, de dezembro do ano passado, foi suspenso. Este ano, novos leilões judiciais foram convocados. Os títulos estavam no patrimônio da NB4, elo da “cadeia” de firmas usada por Eike para gerir seus bens.

Foram localizados pela Abradin (Associação Brasileira de Investidores), cuja origem remonta às primeiras mobilizações de acionistas minoritários lesados pela derrocada do Grupo X e que foi aceita como parte interessada no processo que buscou o patrimônio pessoal de Eike na falência da MMX, segundo Aurélio Valporto, presidente da entidade.

R7

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Prazo para pedir voto em trânsito termina na próxima quinta-feira

Foto: Marcelo Camargo

Termina na próxima quinta-feira (18), o prazo para os eleitores que não estiverem no seu domicílio eleitoral no dia da votação, no primeiro turno, em 2 de outubro; e, em caso de segundo turno, no dia 30 de outubro, solicitarem o voto em trânsito. O requerimento para votar em trânsito precisa ser feito presencialmente, em qualquer cartório eleitoral, sem necessidade de agendamento. É possível solicitar o voto em trânsito para o primeiro, o segundo ou ambos os turnos.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o voto em trânsito vale apenas para o cargo de presidente da República, quando a eleitora ou eleitor indicar uma cidade localizada em outra unidade da Federação diferente da do município do seu domicílio eleitoral.

“Podem votar nos cargos de deputado federal, deputado estadual, senador, governador e presidente da República apenas eleitoras e eleitores que indicarem para o voto em trânsito um município que esteja localizado na mesma unidade da Federação do seu domicílio eleitoral”, diz ainda o TSE.

O pedido para votar em trânsito só pode ser feito para as capitais e cidades com eleitorado igual ou superior a 100 mil pessoas. É possível consultar os locais habilitados a receber o voto em trânsito no site do TSE. Não é possível indicar municípios em outros países para o voto em trânsito.

Eleitores, com o título de eleitor cadastrado no exterior, poderão votar em trânsito se estiverem em viagem ao Brasil. Para isso, devem indicar o município onde estarão no dia da votação. Nesses casos, só poderão votar exclusivamente em candidatas e candidatos a presidente da República.

“O voto em trânsito funciona como uma transferência temporária de domicílio eleitoral. A habilitação para votar em trânsito não transfere ou altera quaisquer dados da inscrição eleitoral. Após as eleições, a vinculação do eleitor com a seção de origem é restabelecida automaticamente”, informa o TSE.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Pesquisas: Bolsonaro inicia campanha mais perto de Lula do que em 2018

Foto: Reprodução

Apesar de estar preso na época, o petista Luiz Inácio Lula da Silva liderava as pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República em agosto de 2018, quando a campanha começou oficialmente. Na ocasião, porém, ainda não haviam ocorrido dois fatos que ajudaram a definir o pleito: a troca de Lula por Fernando Haddad (PT) na cabeça de chapa, forçada pela Lei da Ficha Limpa, e a tentativa de assassinato ao candidato que aparecia em segundo lugar, o atual presidente Jair Bolsonaro (na época no PSL, hoje no PL). Esses eventos só aconteceriam em setembro daquele ano.

Lula tinha, neste ponto da campanha anterior, maior vantagem percentual sobre Bolsonaro do que hoje, mas ambos apareciam com intenções de voto bem menores. Além disso, havia mais espaço para a chamada terceira via – que encolheu nestas eleições.

Em pesquisa do instituto Ibope divulgada em 20 de agosto de 2018, Lula aparecia com 37% e Bolsonaro marcava 18%. Os dois, portanto, abocanhavam 55% da preferência do eleitorado. A soma dos demais que pontuavam (Marina Silva, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Álvaro Dias, Eymael, Guilherme Boulos e Henrique Meirelles) era de 23%. Levantamento do Datafolha divulgado dois dias depois trazia números parecidos: Lula tinha 39% e Bolsonaro, 19%. Juntos, somavam 58%. Os demais totalizavam 28%.

Na época, o PT havia pedido o registro da candidatura de Lula, mas já corria forte a especulação sobre a troca por Haddad. Com isso, o nome do petista era testado em cenários. Na pesquisa Ibope de 20 de agosto daquele ano, no cenário sem Lula, Bolsonaro era quem liderava a corrida, com 20%, seguido por Marina Silva (Rede), com 12%, e Ciro Gomes (PDT), com 9%. Haddad só tinha 4%, mas conseguiu crescer nas semanas seguintes, com seu nome sendo ligado ao de Lula, mas não a ponto de ultrapassar o atual presidente nas pesquisas.

Cenário de 2022
No começo oficial da campanha deste ano, Lula e Bolsonaro abocanham uma fatia bem maior das intenções de voto, segundo as pesquisas divulgadas neste início de semana. Levantamento do BTG Pactual feito pelo Instituto FSB e divulgado na segunda-feira (15/8) apontou o ex-presidente Lula com 45% das intenções de voto e o presidente Bolsonaro com 34%. Juntos, portanto, os líderes alcançam 79%, contra apenas 10% dos outros que pontuaram: Ciro Gomes (PDT), que marcou 8%, e Simone Tebet (MDB), que ficou com 2%.

Já a pesquisa do Ipec, instituto fundado por ex-executivos do Ibope, também divulgada na segunda, mostrou Lula com 44% e Bolsonaro com 32%. Somados, os dois ficam com 76%. Eles são seguidos por Ciro, com 6% das intenções; por Tebet, com 2%, e por Vera (PSTU), com 1%. Juntos, portanto, os demais somaram 9%.

Na última pesquisa Datafolha feita este ano, divulgada em 28 de julho, Lula tinha 47% das intenções de voto. Bolsonaro marcou 29%.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Só vota nesse Ladrão do PT quem é igualzinho a ele, roubar. Matar estrupar, assassinos. Canalhas fdptus.

  2. Essa cambada de Ladrão do PT cada dia mais perto do fim. Com a derrota achacapante do ladrão de 9 dedos chefe da quadrilha com certeza é o princípio do fim dessa esquerda comunista canalha corrupta e maconheira,

  3. Meu voto é de LULADRAO e ninguém tira, sou tão bandido quanto ele e vcs todos eleitores do rato 🐀 de nove dedos. Conto com vcs cambada de bandidos. Kkkkk

  4. Meu voto é de LULADRAO e ninguém tira, sou bandido quanto ele e vcs todos eleito do 🐀 denove dedos. Conto com vcs cambada de bandidos. Kkkkk

  5. Pesquisas????? A globo acabou de comprar uma. Hoje se acredita mais em papai Noel do que em pesquisas. “Pesquisas a gente compra na empresa de pesquisa” (Requião, candidato da esquerda ao governo do Paraná)

  6. A vacaria imunda já sabe pra onde vai se mudar com a derrota do corno chamuscado?
    EUA precisa de visto.. e de $ também…

    1. 2 coisas que você não tem… Afinal quem é parasita igual a você, está desesperado para encontrar um teta para sugar. Acho melhor já ir procurando um emprego ou se mudar para a Venezuela ou Cuba…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *