“Respeito o STF, o Congresso Nacional, mas para esse respeito continuar sendo oferecido da minha parte tem que respeitar o Poder Executivo também”, diz Bolsonaro

Foto: Reprodução/CNN

Na saída do Palácio do Alvorada, na manhã desta quinta-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou o inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) e a ação da Polícia Federal de quarta (27), que investiga crimes de propagação de notícias falsas na internet.

O presidente afirmou que, devido aos cumprimentos de mandato da PF, ontem foi um “dia triste da nossa história”, mas que foi o “último”. “O povo tenha certeza, foi o último dia triste. Nós queremos a paz, harmonia, independência e respeito. E democracia acima de tudo”, afirmou o presidente a jornalistas.

“Nunca tive a intenção de controlar a PF. Pelo menos [para] isso serviu para mostrar ontem. Mas obviamente ordens absurdas não se cumpre e nós temos que botar um limite nessas questões”, continuou o presidente, criticando a decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes, de autorizar a ação.

“Com todo o respeito que eu tenho a todos integrantes do Legislativo, do Judiciário e do meu próprio poder, [mas] invadir casas de pessoas inocentes, submetendo a humilhações perante esposas e filhos, isso é inadmissível.”

O presidente disse ainda que em todas as instâncias existem pessoas que extrapolam suas funções, mas que elas devem ser contidas. “Comigo, quando acontece, eu tomo providência. Espero que o mesmo aconteça com os demais poderes”, afirmou.

“Quando alguém, repito, desvirtua no meu meio, eu demito. Quando do outro lado alguém se desvirtua já que é um ser humano como outro qualquer, já que não pode demitir que os outros o procurem e façam com que ele volte a ser humilde e [volte a] usar sua caneta ou seu voto para o bem do nosso país”, continuou o presidente.

Decisões monocráticas

Bolsonaro afirmou também que não é possível ter uma democracia no país sem um Judiciário e um Legislativo independentes. “Para que possam tomar decisões, não monocraticamente, por vezes, mas as questões que interessam ao povo como um todo, que tomem, mas de modo que seja ouvido o colegiado”, afirmou.

Nesse momento, o presidente usou um palavrão para mostrar sua indignação com a situação. “Acabou, porra! Me desculpe o desabafo, acabou. Não dá para admitir mais atitudes de certas pessoas individuais, tomando quase de forma pessoal certas ações. Nós somos um país livre e vamos continuar livres, mesmo com o sacrifício da própria vida.”

Ele afirmou que não pode ser admitido, nem no Executivo, nem no Legislativo e nem no Judiciário que decisões individuais sejam tomadas em nome de todo o Poder.

“Por favor, não pensem em corporativismo, pensem na instituição que é sagrada, respeito o STF, respeito o Congresso Nacional, mas para esse respeito continuar sendo oferecido da minha parte tem que respeitar o Poder Executivo também.”

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Benício disse:

    Esse capiroto não respeita ninguém. É um grande falastrão, falador de palavrões, isso sim!

  2. Se fosse disse:

    A lagartixa falou…

  3. André disse:

    incrível! , eram vcs mesmo que diziam que quando esse presidente quando assumisse ia dar de chicote no povo , que ia sumir gente, que ele ia mandar dar choque no povo ? , ele não está fazendo nada disso , vcs que são doentes , tem politicos de estimação, apoiam um ladrão, aliás… ,o maior ladrão que deu nesse país, , e só uma observação: não votei nele pra presidente, nem por isso vou torcer pra que o mandato dele dê errado, mas tb tendo coisas erradas não sou obrigado a concordar, e se tiver coisas certas irei aplaudir, ao fim do mandado se não goatar de gestão dele simplesmente continuo sem.votar nele , caso eu goste , voterei nele , é assim que se faz uma democracia, e não torcendo contra e fechando os olhos pra qualquer coisa boa que se faça .

  4. Fabio disse:

    Ministro advogado do pcc , alguem de vcs conhecem ? idiotas…

  5. Manoel disse:

    Vai trabalhar MITOmaníaco! Deixa a PF e o STF trabalharem também !

  6. Marcelo disse:

    Sr. Presidente a DPF que bate em Chico, também bate em Francisco, e acorde cedo, de preferência antes das 06:00 AM, e olhe pra fora de casa, para ver se tem algunha VTR, pois o Carlos é o próximo.

  7. Tonny disse:

    Engraçado, quando é para Bolsonaro quebrar decoro, agredir pessoas e instituições, não respeitar regras e decretos, tá tudo okay. Quando a PF faz busca contra o governador do RJ tá de parabéns. Agora quando se usa os mesmos comportamentos contra ele ou os dele, é afronta. Assim fica difícil.

COMENTE AQUI