‘Se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar’, diz Mourão sobre crítica de Gilmar Mendes ao Exército

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo/08-05-2020

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta terça-feira que caso o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, tenha “grandeza moral”, ele “tem que se retratar” da declaração em que afirmou que o Exército está se associando a um “genocídio”, em referência à gestão de militares no Ministério da Saúde durante a pandemia do novo coronavírus.

— Com certeza (tem que pedir desculpas). Se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar — disse Mourão à CNN Brasil.

A declaração do ministro foi feita no sábado. Gilmar questionou o fato de o Ministério da Saúde ser dirigido interinamente há quase dois meses por um general da ativa do Exército, Eduardo Pazuello, que levou para sua equipe mais de 20 militares. Mourão já havia criticado a declaração na segunda-feira, assim como também fizeram os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Augusto Heleno (GSI). Os três são generais da reserva.

Em nota, Gilmar afirmou que respeita as Forças Armadas e que a sua crítica foi em referência à atuação dos militares no Ministério da Saúde.

Nesta terça, o vice-presidente disse que Gilmar fez uma crítica “totalmente fora de propósito” ao falar em “genocídio”, e citou casos históricos que, na sua visão, enquadram-se na definição:

— Vi o cidadão Gilmar Mendes fazendo uma crítica totalmente fora de propósito, ao comparar o que ocorre no Brasil com um genocídio. Genocídio foi cometido por Stalin contra as minorias russas, foi cometido por Hitler contra os judeus, foi cometido na África, em Ruanda, e outros casos. Saddam Hussein contra os curdos. Agora, o ministro acho que ele exagerou demais no que ele falou.

Na entrevista, Mourão disse que não vê motivos para a saída de Eduardo Pazuello do Ministério da Saúde, mas ressaltou que é uma decisão do presidente.

— Isso é uma decisão do presidente — disse, acrescentando depois: — Não acho que é o momento agora. Espera a pandemia arrefecer e aí troca.

Nota ‘não tem nada a ver’

No início da tarde, ao deixar o Palácio do Planalto, Mourão voltou a comentar o assunto. Disse que a nota divulgada por Gilmar Mendes “não tem nada a ver” e que não era suficiente, e voltou a dizer que ele deveria pedir desculpas se tiver “grandeza moral”.

O vice-presidente disse que Pazuello assumiu o ministério em uma situação complicada e que qualquer um passaria dificuldade. Para Mourão, o ministro interino é vítima de preconceito por ser militar.

— Existe toda essa questão preconceituosa. “O cara é general, o cara é não sei o que”. É uma situação difícil para qualquer um.

Mourão não vê necessidade de Pazuello ir para a reserva do Exército porque não deve continuar muito tempo no ministério.

— O Pazuello ainda tem mais uns dois anos na ativa. Acredito que o presidente não vá mantê-lo mais por muito tempo como ministro. Acredito, não sei se essa é a decisão dele.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MORO 2022 disse:

    Grandeza é Queiroz e Márcia cumprindo prisão doMILICIANA.

  2. Manoel disse:

    Quem não tem grandeza moral é o senhor jogando o nome das forças armadas no lixo com a familícia.

  3. Pedro disse:

    É grande Luiz António, certamente preparado era nula e sua corja, com a competência dos sabidos e ladrões, quase quebrou o Brasil, ainda teve ajuda daquela anta, mentirosa que não unia duas palavras, sempre com o raciocínio na lua, perfeito não!!

  4. Muda Brasil disse:

    Ministro Gilmar Mendes, convido o senhor a deixar o seu palácio e seus seguranças, colocar uma bermuda e um chinelo e dar uma voltinha de 30 minutos no meio do povo, tem coragem de avaliar sua popularidade? Vamos ? Respeite i presidente e as instituições, vc reclama de um ministro que é militar, mas o senhor já foi juiz algum dia? Vc foi socado no STF por indicação política.

  5. Patriota disse:

    As Forças Armadas tem é que condecorar o Gilmar Mendes por estar sendo avisada do ninho de cobras na qual está metida. Me lembrei do caso do velho general da aristocracia prussiana, um homem direito que, no século passado, resistiu a colaborar com regimes de força, classificava os militares em quatro tipos: "Há oficiais inteligentes, aplicados, burros e preguiçosos. Em geral, essas qualidades vêm aos pares. Há os inteligentes e aplicados, que devem ir para o Estado-Maior. Depois vêm os burros e preguiçosos; esses são 90% de qualquer Exército e são próprios para tarefas de rotina. Os inteligentes preguiçosos dispõem do que é preciso para tarefas mais altas de liderança, pois têm clareza mental e firmeza dos nervos na hora de decisões difíceis. Mas é preciso tomar cuidado com os burros e aplicados; não podem receber nenhuma responsabilidade, pois só sabem causar desgraça."

  6. Luiz Antônio disse:

    Os milicos são muito despreparados. No máximo só sabem fazer ordem unida.

  7. Juliano bugueiro disse:

    Grandeza é ter um ministro na saúde.

    • realista disse:

      grandeza é não ter um cachaceiro ladrão na presidência.

    • Marcos disse:

      Tipo os que juntos roubaram Bilhões da saúde em 13 anos?

    • LUIZ disse:

      alem de defender o PIXULECO – Lula defender o palhaço Gilmar Mendes – chega a ser o supra sumo do MASOQUISMO. kkkkk!!!

  8. Cigano Lulu disse:

    Ao tomar para si as dores de 'genocida', sem a menor necessidade, Mourão acaba dando pistas de que está morrendo de vontade de substituir o Capetão…

Brasileiro reconhece racismo, mas critica ‘politicamente correto’, diz pesquisa

Foto: Natalia Riabchenko/Shutterstock

Estudo publicado nesta quarta-feira (17) sobre a percepção do brasileiro em relação ao racismo e ao preconceito racial no país aponta que a população negra em geral tem menores chances de ascensão no trabalho, salários e cargos mais precários e maiores chances de ser abordada de forma truculenta pela polícia. No geral, os brasileiros reconhecem que a cor de pele pode influenciar na carreira e nos estudos, mas ainda assim criticam a chamada “patrulha do politicamente correto”.

De acordo com o levantamento, 94% dos brasileiros consideram que uma pessoa negra tem mais chances de ser abordada de forma violenta ou ser morta pela polícia. No sentido inverso, a percepção da população é de que uma pessoa branca tem 91% mais chances de conseguir um emprego e 85%, mais chances de entrar numa faculdade.

O estudo também alerta para a desigualdade racial no ambiente de trabalho. De acordo com a pesquisa, 36% dos brasileiros e 76% dos brasileiros negros dizem conhecer alguém que já tenha sofrido preconceito, discriminação ou algum tipo de humilhação ou deboche por sua cor ou raça dentro do ambiente de trabalho.

“Não estamos falando de um problema dos negros, estamos falando de um problema da sociedade”, considerou o presidente da Cufa Global, Preto Zezé, durante conferência online. “Mesmo nos espaços progressistas, onde se discute igualdade de gênero e questões raciais, os nossos representantes são brancos.”

Anna Karla Pereira, da Frente Favela Brasil, apontou para a necessidade de que negros tenham mais presença nos parlamentos e cargos executivos no Brasil. “Isso é importante para que criem leis e formas para que se mude (o racismo estrutural), desde o processo de educação até a destinação do dinheiro público”, pontuou.

‘Patrulha’

Apesar de reconhecer as diferenças de tratamento entre negros e brancos, a pesquisa apontou que o brasileiro, em geral, critica o que chama de “patrulha do politicamente correto”. Ao todo, 58% concordam ou concordam em parte que a “patrulha” está “deixando o mundo mais chato”.

“A questão é que, ao falar do politicamente correto, a gente está falando de hábitos, de pessoas que se reconhecem neles”, ressaltou Anna Karla. “Isso nada mais é do que o ego da pessoas.”

Coronavírus

O estudo também apontou o reflexo da pandemia do novo coronavírus na sociedade. A população negra, mais uma vez, foi a mais afetada. Segundo o levantamento, 73% tiveram diminuição de renda na família (ante 60% entre os brancos); 49% deixaram de pagar alguma conta (foram 32% entre os brancos); e 36% relataram ter alguém na família que perdeu o emprego, ante 28% na população branca.

Parte da pesquisa – realizada pelo Instituto Locomotiva para a Central Única das Favelas (Cufa) – foi respondida, por amostragem, por 1.459 pessoas de 72 cidades do País e de todas as classes sociais. Outra parte contou com um questionário online, respondido por 1.652 pessoas de todo o Brasil.

CNN Brasil com Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Minion alienado disse:

    Brasileiro só reconhece o convenientemente correto.

“Chegamos ao nosso limite. A economia do Rio Grande do Norte não suporta mais”, diz presidente da CDL Natal

Foto: Ilustrativa

Nota de José Cordeiro de Lucena Neto, presidenta da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal(CDL), nessa segunda-feira(15), diz que o comércio potiguar chegou ao limite quanto a paralisação forçada de atividades durante a pandemia. “Fomos empáticos nesses quase 90 dias de isolamento social. Temos contribuído a todo momento, seja com plano de retomada das atividades, doação de máscaras, conserto de respiradores, e apoio aos decretos governamentais por exemplo. Só que não dá mais para continuar assim”, diz trecho. Leia íntegra abaixo:

Chegamos ao nosso limite. Fomos empáticos nesses quase 90 dias de isolamento social. Temos contribuído a todo momento, seja com plano de retomada das atividades, doação de máscaras, conserto de respiradores, e apoio aos decretos governamentais por exemplo. Só que não dá mais para continuar assim.

A economia do Rio Grande do Norte não suporta mais. Estamos com um crescente no desemprego. A quantidade de pedidos de seguro-desemprego de trabalhadores com carteira assinada, no Rio Grande do Norte, subiu 43,21% no mês de maio, em comparação com o mesmo período do ano passado. O Sistema Nacional de Emprego (Sine) no Estado recebeu, ao longo do mês de maio, 10.526 pedidos para o seguro-desemprego, em 2019 foram 7.350, e isso é o que? Reflexo dessa crise de saúde pública que levou a reboque a economia do Estado.

O que o setor produtivo busca é o equilíbrio das ações em prol da Saúde, segurança, educação e economia para salvar vidas. Continuamos defendendo a retomada das atividades. Uma retomada planejada, consciente e segura para todos.

Natal, 15 de junho de 2020

José Cordeiro de Lucena Neto

Presidente CDL Natal

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Quando a polícia federal agir, tudo voltava a funcionar e aparecerão. Leitos vazios igual a Manaus.

  2. Azevedo disse:

    Só a governadora Fátima Bezerra que ainda não enxergou essa catástrofe econômico no estado do RN, pois a mesma nunca possui nem um tabuleiro de vender confeito e seus gurus cientistas vivem enclausurados em seus mundos científicos, por isso que ela não estar nem aí para a classe empresarial., ou seja, foda-se que quiser, pois ela não está nem aí.

  3. Zuza disse:

    Essas empresas não tem reserva de emergência? Não querem diminuir o lucro anual?

  4. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Ele queria que uma pandemia o desemprego diminuísse?ou então seu faturamento começam aumentasse

  5. Marcos disse:

    Se o Governo não abrir leitos de UTI nunca haverá teremos leitos disponíveis. Seguindo essa linha de pensamento, o Governo pretende deixar tudo fechado pra sempre?

  6. Silva disse:

    Fátima ta acabando com o RN.
    Fora Fátima Lula.

  7. Flávia Lemos disse:

    Gostaria de saber qual modelo de "retomada segura" aqui no RN? Entregar a população à própria sorte como faz o Governo do Estado de São Paulo? Se os empresários estivessem realmente preocupados com a população e com salvar empregos, teriam feito campanha (desde março) para a população ficar em casa. Somente assim, estaríamos com um declínio no número de casos. Os países que estão reabrindo a Economia, estão fazendo isto com uma curva de casos descendente, rigoroso controle em transporte público e comércio, fronteiras em muitos casos, ainda fechadas. O Governo Estadual, infelizmente , não resistirá muito tempo a pressão desses… Lamentável, os que , por ignorância ou "burrice" mesmo quiserem se arriscar a ir comprar como loucos, que o façam. É lamentável, mas, aos tolos, as consequências.

  8. Juliano bugueiro disse:

    Morto trabalha?Fiquem em casa, em Setembro voltaremos.

  9. CIDADAO55 disse:

    É um absurdo, um crime, o que o governo está fazendo com a classe de empresários do RN.

  10. lockdown disse:

    O Brasil é o único país que abriu (a economia) com aumento de casos e óbitos. Entenda-se que muitos não respeita quarentena, assim fica difícil, o povo não ajuda, não tem PAPA que dê jeito no RN…não temos educação pra cumprir quarentena…apenas apontar culpados.

  11. Greg disse:

    Gostaria de perguntar ao sr. José Cordeiro de Lucena Neto se ele é de acordo de abrir as escolas agora também.?

  12. Direita-honesta disse:

    Enquanto acaba de quebrar o já combalido RN, a governadora do PT nada faz de verdade para melhorar o sistema de saúde, visando ajudar o povo potiguar nesses dias difíceis. O que foi feito pelo RN até o momento, em qualquer setor? A resposta é óbvia. O RN segue padecendo. Rumo ao caos.

  13. Jose de Arimatea Lopes Fernandesdes disse:

    O governo ja esticou D+ a corda dos empresários. Não teve capacidade de fiscalizar as feiras livres e o comércio popular. Perdeu tempo e não instalou leitos de UTI. O Consórcio Nordeste para compras coletivas, já é foco de tensões e suspeitas. Comprou respiradores , pagou antecipafo e não recebeu .

  14. Severino disse:

    Que tal o resto comércio (ou o que dele restou) fazer o que os supermercados estão fazendo? Precisa reinventar a roda?

  15. Que tal o Governo do Estado fazer um hospital de campanha e gastar o dinheiro que veio para esses fins!?

  16. Cabo Silva disse:

    Que tal inventar uma vacina?

    • Neto disse:

      Europa está voltando a normalidade com vacina?

    • Petistamaravilhoso disse:

      Que tal o governo ter se preparado nesses dias de isolamento, afinal o vírus não vai morrer de fome com as pessoas trancadas em casa, o objetivo do isolamento não é acabar com o vírus, e sim dar tempo para que o estado se preparasse e para o achatamento da curva, mas pelo visto nada foi feito, apesar do dinheiro federal, infelizmente!!!

      Esse vírus, assim como os outros não vai acabar, temos que aprender a conviver com ele.

‘Brincar com a morte é perverso’, diz Maia sobre de dados da Covid-19 no Brasil

Foto: Najara Araujo / Agência O Globo

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou o Ministério da Saúde pelas mudanças feitas na divulgação dos dados sobre a Covid-19 no Brasil. Pelo Twitter, Maia disse que “brincar com a morte é perverso” e defendeu que é “urgente resgatar a credibilidade das estatísticas”. Ele ainda afirmou que a comissão externa da Câmara que acompanha a evolução da doença no país vai se “debruçar” sobre as estatísticas do coronavírus. No último domingo, o governo divulgou dados conflitantes de casos e mortes pela doença.

Na última quinta-feira, o portal em que o ministério divulgava os dados foi retirado do ar. Quando retornou, passou a apresentar apenas informações sobre os casos “novos”, ou seja, registrados no próprio dia. Assim, na sexta-feira e no sábado, a pasta não divulgou o número total de infectados e mortos. Além disso, os dados, que antes eram divulgados às 19h, estavam sendo publicados por volta de 22h.

O presidente Jair Bolsonaro também usou as redes sociais no sábado para justificar as mudanças e disse que o atraso tem por objetivo evitar “subnotificação e inconsistências”. No entanto, um dia antes, ao ser questionado sobre a alteração, o presidente respondeu: “acabou matéria no Jornal Nacional”.

Já no domingo, o governo fez dois anúncios sobre os números de Covid-19. Primeiro, informou que eram 685.427 infectados e 37.312 óbitos causados pela doença. Duas horas depois de divulgar os dados, o Ministério da Saúde publicou em seu portal na internet números diferentes dos informados anteriormente.

O total de casos confirmados subiu para 691.758, levando em conta o surgimento de mais 18.912 pessoas infectadas pela doença, enquanto os óbitos nas últimas 24 horas caiu para 525, o que resultaria em 36.455 mortes acumuladas.

No primeiro anúncio, o órgão não incluiu na apresentação o total de óbitos em 24 horas que, em uma conta de subtração feita pelo GLOBO, chegava a 1.382.

Em nota, o ministério informou que está finalizando a adequação da divulgação e ferramentas de informação sobre casos e óbitos de Covid-19. “O objetivo é que, nos próximos dias, estejam disponíveis em uma página interativa que possa trazer os resultados desejados pelo usuário. Assim, será possível acompanhar com maior precisão a dinâmica da doença no país e ajustar as ações do poder público diante a cada momento da resposta brasileira à doença”, diz um trecho do texto.

Com O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Esse Maia é um oportunista, está querendo parecer um patriota, quero ver quando acabar o seu mandato e não for eleito ,, responder sobre os seus processos mana justiça.

  2. Vai-la disse:

    Se sabe que o SATANÁS esta cometendo MERDAS…Porque nao mete um. IMPECHEMENT …faca media não Rodrigo Maia…COLOCA ESSE PANDEMÔNIO NUMA JAULA E INTERNA….

  3. Soraya disse:

    Usar a camisa brasileira na Europa é motivo de vergonha graças a esse presidente.

    • Priziaka disse:

      Fonte: vozes da minha cabeça!

    • Ricardo Brücker disse:

      A situação do Brasil é a mais vergonhosa do mundo! São tantas crises inventadas pelo presidente que é insuportável.

    • Paulo disse:

      Era lindo e maravilhoso usar a camisa do Brasil quando os ladrões estavam no poder se banqueteando na Europa, tipo Dilmanta,Sérgio Cabral,LIS Inácio comandante em chefe da quadrilha, vai procurar chifre na cabeça de cavalo, que fará melhor proveito.

  4. Carlúcio disse:

    Acho que esse presidente é sócio da morte. Nunca em minha vida vir uma pessoa ter tando desprezo pelo ser humano quanto ele.

  5. Enock disse:

    Perverso meu caro botafogo, é ser desonestos, é da fim o dinheiro dos respiradores.

  6. Joao disse:

    O MS comete um erro de publicacao, corrige imediatamente, e por isso ta brincando com a morte? Esse politicos estao politizando e falando bulufas pra chamar atencao… se querem fazer campanha eleitoral antecipada com besteirol, comecem reduzindo suas regalias e o tamanho do estado incompetente. Deviam começar a dar exemplo no proprio Estado… chega de politicos cientistas. Façam ciencia de verdade que justifique seu custo.

Bolsonaro diz que é preciso “acabar com esse oba-oba de acreditar no populismo, votar no cara bonitinho, no mentiroso de sempre”

Foto: Reprodução / Facebook

Ao conversar com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, Jair Bolsonaro, acreditem, disse que o Brasil precisa acabar com o “populismo”.

Segundo ele, é preciso “acabar com esse oba-oba de acreditar no populismo, votar no cara bonitinho, no mentiroso de sempre”.

“Vamos ter que buscar a solução a curto prazo”, completou.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Morais disse:

    Kkkkkk
    E aê, tá incluso?

  2. TATA disse:

    ESSE TA BIRUTA KKKKK

  3. Zé Ninguém disse:

    Excelente ideia. Em 2020 e 2022 vamos renovar os legislativos e executivos. O presidente por exemplo já vai estar com mais de 30 anos de vida política. RENOVAÇÃO JÁ!

  4. Wilson disse:

    Inacreditável. Um populista pedindo para o Brasil "acabar com o populismo". Me engane que eu gosto.

  5. Santos disse:

    Fez uma autocrítica e está naturalizando um golpe. Presidente, já deu…. o senhor tem que renunciar o quanto antes e entregar o cargo a o General Mourão. Será menos traumático do que um impeachmant.

  6. Dulce disse:

    Então, quando falou que ia lutar conta Corrupção, e praticamente extinguiu o coaf, não lutou pelo projeto anti crime, sansionou o juiz de garantia, abandonou a bandeira da prisão em 2a instância, alem de esquecer a promessa de diminuir o número de deputados, senadores, vereadores, cargos comissionados e ministérios. Se isso não foi uma mentira deslavada pra ser eleito, foi o quê? Cara de pau

  7. Carla disse:

    Aí é cínico!

  8. O rei do gado disse:

    Como assim o Mito falou pra a gente não acreditar mais nele! Tirando a parte do bonitinho claro! Esse Mitou endoidou de vez!

“Respeito o STF, o Congresso Nacional, mas para esse respeito continuar sendo oferecido da minha parte tem que respeitar o Poder Executivo também”, diz Bolsonaro

Foto: Reprodução/CNN

Na saída do Palácio do Alvorada, na manhã desta quinta-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou o inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) e a ação da Polícia Federal de quarta (27), que investiga crimes de propagação de notícias falsas na internet.

O presidente afirmou que, devido aos cumprimentos de mandato da PF, ontem foi um “dia triste da nossa história”, mas que foi o “último”. “O povo tenha certeza, foi o último dia triste. Nós queremos a paz, harmonia, independência e respeito. E democracia acima de tudo”, afirmou o presidente a jornalistas.

“Nunca tive a intenção de controlar a PF. Pelo menos [para] isso serviu para mostrar ontem. Mas obviamente ordens absurdas não se cumpre e nós temos que botar um limite nessas questões”, continuou o presidente, criticando a decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes, de autorizar a ação.

“Com todo o respeito que eu tenho a todos integrantes do Legislativo, do Judiciário e do meu próprio poder, [mas] invadir casas de pessoas inocentes, submetendo a humilhações perante esposas e filhos, isso é inadmissível.”

O presidente disse ainda que em todas as instâncias existem pessoas que extrapolam suas funções, mas que elas devem ser contidas. “Comigo, quando acontece, eu tomo providência. Espero que o mesmo aconteça com os demais poderes”, afirmou.

“Quando alguém, repito, desvirtua no meu meio, eu demito. Quando do outro lado alguém se desvirtua já que é um ser humano como outro qualquer, já que não pode demitir que os outros o procurem e façam com que ele volte a ser humilde e [volte a] usar sua caneta ou seu voto para o bem do nosso país”, continuou o presidente.

Decisões monocráticas

Bolsonaro afirmou também que não é possível ter uma democracia no país sem um Judiciário e um Legislativo independentes. “Para que possam tomar decisões, não monocraticamente, por vezes, mas as questões que interessam ao povo como um todo, que tomem, mas de modo que seja ouvido o colegiado”, afirmou.

Nesse momento, o presidente usou um palavrão para mostrar sua indignação com a situação. “Acabou, porra! Me desculpe o desabafo, acabou. Não dá para admitir mais atitudes de certas pessoas individuais, tomando quase de forma pessoal certas ações. Nós somos um país livre e vamos continuar livres, mesmo com o sacrifício da própria vida.”

Ele afirmou que não pode ser admitido, nem no Executivo, nem no Legislativo e nem no Judiciário que decisões individuais sejam tomadas em nome de todo o Poder.

“Por favor, não pensem em corporativismo, pensem na instituição que é sagrada, respeito o STF, respeito o Congresso Nacional, mas para esse respeito continuar sendo oferecido da minha parte tem que respeitar o Poder Executivo também.”

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Benício disse:

    Esse capiroto não respeita ninguém. É um grande falastrão, falador de palavrões, isso sim!

  2. Se fosse disse:

    A lagartixa falou…

  3. André disse:

    incrível! , eram vcs mesmo que diziam que quando esse presidente quando assumisse ia dar de chicote no povo , que ia sumir gente, que ele ia mandar dar choque no povo ? , ele não está fazendo nada disso , vcs que são doentes , tem politicos de estimação, apoiam um ladrão, aliás… ,o maior ladrão que deu nesse país, , e só uma observação: não votei nele pra presidente, nem por isso vou torcer pra que o mandato dele dê errado, mas tb tendo coisas erradas não sou obrigado a concordar, e se tiver coisas certas irei aplaudir, ao fim do mandado se não goatar de gestão dele simplesmente continuo sem.votar nele , caso eu goste , voterei nele , é assim que se faz uma democracia, e não torcendo contra e fechando os olhos pra qualquer coisa boa que se faça .

  4. Fabio disse:

    Ministro advogado do pcc , alguem de vcs conhecem ? idiotas…

  5. Manoel disse:

    Vai trabalhar MITOmaníaco! Deixa a PF e o STF trabalharem também !

  6. Marcelo disse:

    Sr. Presidente a DPF que bate em Chico, também bate em Francisco, e acorde cedo, de preferência antes das 06:00 AM, e olhe pra fora de casa, para ver se tem algunha VTR, pois o Carlos é o próximo.

  7. Tonny disse:

    Engraçado, quando é para Bolsonaro quebrar decoro, agredir pessoas e instituições, não respeitar regras e decretos, tá tudo okay. Quando a PF faz busca contra o governador do RJ tá de parabéns. Agora quando se usa os mesmos comportamentos contra ele ou os dele, é afronta. Assim fica difícil.

Roberto Jefferson compara STF ao nazismo: ‘Tribunal do Reich´; ex-deputado fala em atitude “covarde e intimidatória” do mais desqualificado Ministro da Corte

Foto: Reprodução

O ex-deputado federal Roberto Jefferson foi ao Twitter criticar a operação da Polícia Federal que cumpre, na manhã de hoje, mandados de busca e apreensão relacionados ao inquérito das fake news que é conduzido pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Ele comparou a ação à de um tribunal nazista, em crítica ao Supremo.

“TRIBUNAL DO REICH. Instituído por Hitler, após o incêndio do Parlamento, aquele tribunal escreveu as páginas mais negras da justiça alemã, perseguindo os adversários do nazismo. Hoje o STF, no Brasil, repete aquela horripilante história. Acordei às 6 horas com a PF em meu lar”, escreveu o político do chamado “centrão”.

Foto: Reprodução/Twitter

“Com um mandado de busca e apreensão, expedido contra mim por Alexandre de Moraes, STF, para aprender meus computadores e minhas armas. Atitude soez, covarde, canalha e intimidatória, determinada pelo mais desqualificado Ministro da Corte. Não calarei. CENSURA”, escreveu Jefferson.

Roberto Jefferson voltou a criticar o STF mais tarde durante uma entrevista à CNN. O ex-deputado chamou a corte de “puxadinho do PT e do PSDB”. “É uma corte de justiça comandada de fora para dentro. É comandada pelo [ex-presidente] Lula, pelo Fernando Henrique [Cardoso] e pelo José Dirceu. Esse supremo não representa o povo do Brasil. Essa corte quer calar todos os que estão em volta do presidente levantam a sua bandeira e impunham a espada em sua defesa.”

Jefferson criticou a operação realizada na manhã de hoje e disse que ela é conduzida pelo “pior ministro” e alguém que “era advogado do PCC [Primeiro Comando da Capital]”, se referindo ao então ministro Alexandre de Moraes do STF.

“Hoje o STF impede o presidente do exercício pleno do seu governo. E todos os seus aliados como eu somos vítimas de perseguição, principalmente, nesse processo que é inconstitucional. Presidido pelo pior ministro do supremo. Pior. Que tem a pior historia. Que era advogado do PCC [Primeiro Comando da Capital] em São Paulo. O maior grupo de narcotraficantes do Brasil. Assassinos de policiais militares, policiais penitenciários e policiais civis. E o advogado deles era o [ministro] Alexandre de Moraes. Hoje, desgraçadamente, veste [o ministro] uma toga do STF. [Alexandre] Desonra o supremo”.

Ainda na entrevista, Jefferson pediu a “aposentadoria compulsória” dos 11 ministros do STF. “Não estou pedindo o fechamento do supremo. Estou pedindo aposentadoria compulsória dos 11 ministros de formação ‘maoísta-marxista’ que não permitem que um governo conservador avance em suas propostas e seus objetivos.”

Com UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gabriel disse:

    Mas, o lindo é ver o gado agora defendendo o ladrão do mensalão. Esses falam sobre pátria, sobre ser patriota kkkkkkkkkk, na verdade só o que convém, fake news, só alimenta discórdia, propaga ódio, mas alimenta o gado doidoooooo mooommmmmm

  2. Beto Araújo disse:

    Quem é esse canalha prá por em cheque o STF? LADRÃO, CANALHA E como se chamava dedo duro aqui na terrinha; CABUÊTA!

  3. Carlão disse:

    Amem a pátria, não aos patriotas de boutique. Comparação sem noção, a classe política vive a fartas regalias, enquanto no nazismo não tinha mamata e boquinha.

  4. Cigano Lulu disse:

    Robertão é tão ordinário que foi rejeitado até pelo câncer.

  5. Severino disse:

    Roubou, pagou a sua etapa (não teve o STF facilitando). Tá legalmente limpo.

  6. Emilio disse:

    Esse RJ era do esquema do barba cachaceiro mas ele tem razão
    Esse supremo é sim uma ditadura

  7. Lucas disse:

    É impressão minha ou o Ceará-Mundão sumiu por aqui depois que o mitinho o forçou a virar amigo do Roberto Jefferson?

  8. Manoel disse:

    Ceará Bundao caddddeeeeeee vocccccceeeeeeeee!!!

  9. otarocha disse:

    Condenado no mensalão,agora virou vaqueiro tangendo o gado.

  10. Ivan. disse:

    Há ladrão!!

  11. Santos disse:

    Olha só o porta voz do governo.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Tá podre mesmo, vai cair.

  12. Felipe disse:

    Um vagabundo desse… Roubou no mensalão e agora quer pagar de boa praça?

  13. E DAÍ??? disse:

    CHAMA A SAMU! Vão esgotar os leitos nos manicômios. No governo e na militância do Capetão Naro Miliciano já tinham muitos doentes mentais, mas ainda está chegando mais. Esse além de ladrão é louco. TÁ OK???

  14. Marcelo disse:

    Falou o cidadão mais honesto da República…..SQN.

Flávio Bolsonaro critica Folha, fala em “fake news” e “crime de calúnia” e diz que repasses a advogado foram feitos pelo PSL

Foto: Reprodução/Instagram

senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) contestou na noite dessa terça-feira (19) título de reportagem da Folha, afirmando não ter repassado recursos públicos ao escritório de seu ex-assessor e advogado Victor Granado Alves. Ele ressaltou que o dinheiro foi pago pelo diretório nacional do PSL, seu ex-partido.

“A Folha de São Paulo, mais uma vez, mente! Produz “FAKE NEWS”, na verdade crime de calúnia, representado pelo título da matéria publicada nesta terça (19), que afirma que Flávio Bolsonaro teria ‘repassado’ 500 mil do fundo público partidário a advogado investigado no caso Queiroz”, escreveu.

Com informações da Folha de SP

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Giba disse:

    O Flávio lixo se prepare além da federal na sua cola, o partido do laranjal o PSL falou que vai cobrar esse dinheiro dele kkk, são todos corruptos essa família do Bozo. Meu Deus.

  2. Abestalhado disse:

    Essa turma de Bolsonaro e da extrema direita estudou na mesma faculdade (do crime) da turma de Lula e da extrema esquerda. O comportamento é idêntico. Trocamos seis por meia dúzia de bandidos.

  3. Cidadão pagador de impostos disse:

    É muito cara de pau

  4. Santos disse:

    Çey… da mesma forma que PF na transcrição da reunião com os ministros deve ser "Prato Feito" e não " Polícia Federal".
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. Marieta disse:

    hahahahha É fake!?
    Que m com fake fere, com fake é ferido! É isso?

  6. Rafael disse:

    Cuidado Matheus, ao dizer isso, sem provas, está criando uma Fake News.

  7. Matheus disse:

    É muito irônico, o Rei das Fake News falando que alguém esta fazendo Fake News.

    • paulo disse:

      BG
      02-Pandemias sem jeito no Brasil, as duas pragas são folha de papel higiênico e bobo lixo. Tem incitado a população a discórdia.

“Oremos. Força SUS”, diz Mandetta após saída de Teich do Ministério da Saúde

Foto: Reprodução/Twitter

Poucos minutos após o agora ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, anunciar a demissão da pasta nesta sexta-feira (15), o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta usou suas redes sociais para se pronunciar. “Oremos. Força SUS. Ciência. Paciência. Fé!”, disse. Veja:

O ministro saiu do cargo antes mesmo de completar um mês. Ele foi chamado para o ministério em 17 de abril, após a demissão de Mandetta. Assim como ele, Teich vinha apresentando discordâncias com o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro sobre as medidas de combate ao novo coronavírus. Uma das principais medidas de discordância é o uso da cloroquina no sistema de saúde brasileiro.o.

Com informações do Jornal de Brasília

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wendell Fernandes disse:

    Mandetta tem características do e jogador Romário, sendo que esse último pelo menos nos alegrava com belíssimos gols no show de oportunismo que dava… Já o ex ministro tá perdendo cada oportunidade de ficar calado, chega impressiona… Político oportunista danado… O Brasil infelizmente terá um número alto de casos e óbitos não por culpa, responsabilidade de A ou B, mas sim infelizmente por questões de desigualdade social extrema e da matemática aplicada em cima disso… População gigante… A história do pico de contaminação etc etc… Tá mais do que provado que se tivéssemos condições de dar tratamento imediato a todos que fossem necessitando, teríamos assim um número bem menor de mortos… Mas como todos sabem, saúde precária, políticos ineficientes aos montes nessa nação, e o resultado é o triste alarmante crescimento de casos e óbitos… E não precisa ser especialista em nada pra concluir isso, basta fazer uma conta simples, quase mil mortes em 24 e a curva de contaminação crescendo… Que Deus tenha misericórdia de todos nós, que ainda estamos vivos e dos que perderam a preciosa vida pra essa doença cruel causada pelo vírus…

  2. Elissandro Alves disse:

    FechadoComBolsonaro 🇧🇷!
    CLOROQUINA SIM!

  3. guga disse:

    O mito virou minto.

  4. Carlão disse:

    Osmar Enterra!

  5. PAULO disse:

    MUTRETA TÁ ROENDO? ACABOU SEU ESQUEMA……KKKKKKKKK

    • DOIDODOPLANALDO disse:

      GADO DETECTADO

    • Mpj disse:

      Mais um comunista saiu do governo. Assim como Santos Cruz, Moro, Mandetta e Bebiano. Todos querendo derrubar o mito .Quem Será o próximo comunista que irá abandonar o barco .

  6. Rafael Franco disse:

    Brasil virou uma verdadeira putaria com o “mito”.

Bolsonaro critica medidas restritivas impostas por diversos estados, diz que lockdown é “caminho para quebrar o Brasil”, e que “vai faltar dinheiro para pagar servidor público”

Foto: Reprodução/CNN

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (14), na saída do Palácio da Alvorada, que as medidas restritivas impostas por diversos estados para controlar o avanço do novo coronavírus pioram a crise no país. Ele afirmou que “vai faltar dinheiro para pagar servidor público”. (VÍDEO AQUI)

“O Brasil está se tornando um país de pobres”, declarou o presidente. “Para onde está indo o Brasil? Vai chegar um ponto que o caos vai se fazer presente aqui.”

Ele afirmou que a determinação de lockdown (bloqueio total das atividades) não é o ideal para lidar com a crise causada pela pandemia. “Esse é o caminho do fracasso, quebrar o Brasil”, disse.

Dirigindo-se aos jornalistas presentes, ele comentou que ligou para Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, nesta manhã e este informou que aumentará para quatro meses o tempo que clientes poderão atrasar o pagamento de imóvel.

“2,3 milhões de clientes da Caixa Econômica que pagam casa própria pediram para pausar o crédito. Como regra, a Caixa permitia o atraso até dois meses. Resolveu prorrogar por mais um mês, para três meses”, disse Bolsonaro. “Conversei com ele [Pedro Guimarães] agora, comum acordo, e ele disse que vai aumentar para quatro meses.”

Segundo o presidente, não adianta apenas prorrogar pois quem perdeu o emprego e teve redução salário não consegue pagar a prestação. “O que está sobrando de dinheiro tá sendo para comida”, disse ele.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Imbecil, q tal o senhor distribuir pro povo 1 trilhão de reais q o sr. deu aos bancos pra eles "passarem" bem pela pandemia?
    Tenho certeza q nao quebrará o país.

  2. Antonio Turci disse:

    Mas é isto mesmo que a esquerda quer e, assim sendo, os seguidores de Marx, Lênin, Stalin, Gramsci et caterva irão com sede para tomar o poder.

    • Carlão disse:

      Vamos com calma, nobre repetidor. Marx, Lênin, Stalin, Gramsci isso é da esquerda antiga, tipo PSTU, PCO. A nova esquerda é tem de tudo, lacrador, keynesiano, desenvolvimentista, terceira via e et caterva.

  3. Chega de CANALHAS disse:

    O STF delegou ao governadores e prefeitos as decisões referente ao Covid-19, no RN a incompetente só sabe fechar o comércio e agora vão cobrar do presidente ?🤔. Onde não se arrecada não tem como honrar pagamentos, então é bom que a governadora tenha um plano pra retomada da economia. O Covid-19 é uma realidade, temos que nos adaptar e conviver com ele até que se tenha uma Vacina ou remédio.

    • tales de natal disse:

      Sim temos que voltar a trabalhar. O presidente precisa liderar o retorno ao trabalho como um MITO (bolsonaristas), não como um moleque!

  4. Lurdes disse:

    Dessa vez falou a verdade, verdadeira.
    Quem não quiser acreditar, espere pra vê.
    Tamos FUDIDOS NA MÃO DESSA DESGOVERNADORA.

  5. André Lima disse:

    Temos que voltar a trabalhar que morra 1 ou até 2 milhões de Covid, o que não pode é morrer 200 milhões de fome é isso aí BOLSONARO. Concordo plenamente com você de 70 a 80 porcento da população vai pegar esse virus.

  6. Cabeça disse:

    Esse presidente é o pior que se poderia desejar para o Brasil! Vamos virar uma nova Venezuela sim, pois precisaríamos de um Líder, não de um idiota! Enquanto o Brasil ficar com essa briga entre Petralhas e Bolsominios, vamos nos afundar cada vez mais.

    • Ex-Pretralha disse:

      Cabeça pelo jeito a sua não viu ainda que a guerra é pra esse Bosominio como vc diz, dividir o dinheiro do povo com esses Petralhas que vc conhece, é isso que vc quer, aí o Brasil volta a céu de brigadeiro…e vai virar Venezuela por que? O que se quer é trabalhar…vc tem interesse?

    • Feijão disse:

      O dollar vai chegar a 10 reais fora BOLSONARO!

    • Ricardão disse:

      É isso aí CABEÇA, COM ESSE PRESIDENTE DESPREPARADO VAMOS VIRAR UMA NOVA VENEZUELA SIM!

  7. Bruno disse:

    Quem é pobre já tem caos, esse besta do apocalipse deixa claro que pouco se importa com a vida dos pobres, trabalha pra rico, ninguém faz nada aos absurdo desse genocida.

  8. Douglass disse:

    Aos apoiadores de Bolsonaro, lembro: se algum parente pegar coronavírus (espero que não) e precisar de hospital, não procurem por hospital de campanha federal. É que ele não abriu nenhum.

    • Lurdes disse:

      Mandou o cascalho pros Estados.
      Cadê o do Arena Das Dunas??
      Cadê o dinheiro??
      Onde os petralhas colocaram???
      Kkkkkkk
      Pimenta no boga dos outros é refresco né??

    • Luciano disse:

      Douglas nem pra você vai ter leito, sua governadora não fez nada além de terminar de quebrar o RN, fechou hospitais, não abriu os leitos que tinha prometido, vai faltar caixão

  9. Ojuara disse:

    Mas é isso que essa turma quer mesmo, só que vc, Bolsonaro maluco, não está fazendo a sua parte. Portanto, vai quebra mesmo.

Bolsonaro critica governadores contrários a decreto de salões e academias e fala em ‘autoritarismo’

Foto: Marcos Corrêa/PR

Após incluir salões de beleza, barbearias e academias como serviços essenciais, em decreto editado na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro criticou nesta terça “alguns governadores” que se manifestaram publicamente contra o cumprimento do ato federal. Segundo ele, o questionamento ao decreto deve ocorrer pela Justiça ou pelo Legislativo e quem “afrontar o Estado democrático de direito” está aflorando “o indesejável autoritarismo no Brasil”.

“Os governadores que não concordam com o decreto podem ajuizar ações na Justiça ou, via congressista, entrar com Projeto de Decreto Legislativo. O afrontar o estado democrático de direito é o pior caminho, aflora o indesejável autoritarismo no Brasil. Nossa intenção é atender milhões de profissionais, a maioria humildes, que desejam voltar ao trabalho e levar saúde e renda à população”, escreveu Bolsonaro em suas redes sociais.

O decreto de Bolsonaro gerou uma reação em cadeia de diversos governadores do país. Entre ataques irônicos e respostas mais objetivas, todos passaram a mensagem de que não irão acatar a decisão. Publicado em edição extra do Diário Oficial, o ato tem como objetivo preservar estas categorias dos decretos de restrição de circulação implementados por estados e municípios.

No entanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, no dia 15 de abril, que ao governo federal cabe coordenar as diretrizes de isolamento a serem seguidas em todo o país. Mas não tem poder para retirar a autonomia dos estados e municípios na gestão local. Ou seja, a palavra final sobre a liberação destas atividades é dos governantes locais.

“Informo que, apesar do presidente baixar decreto considerando salões de beleza, barbearias e academias de ginástica como serviços essenciais, esse ato em NADA ALTERA o atual decreto estadual em vigor no Ceará, e devem permanecer fechados. Entendimento do Supremo Tribunal Federal”, afirmou o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), em sua conta no Twitter.

Com informações de O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jorge disse:

    ESSA oms NÃO É REFERÊNCIA PRA NADA.
    REDUTO DE comunistas.

  2. Dell Araújo disse:

    Autoritarismo é do senhor, senhor presidente. Discorda de Deus e do mundo e vem com esse falatório que já chega a irritar no ouvidos de muitas pessoas (só sai asneira). Foi contra seu melhor Ministro na ocasião (Mandetta), depois derrubou o ministro que fez o senhor praticamente se eleger (Moro), além de ser contra OMS, de autoridades de saúde, cientistas, pesquisadores, muitas vezes até de seu próprio ministério, Governantes e etc…….. Sinceramente você está sendo uma decepção para mim. #CalaabocaBolsonaro

  3. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Porquê Bolsonaro não manda abrir o INSS para os pobres solicitar sua aposentadoria.Presidente bravatero

  4. Wil disse:

    Já colocaram o jogo do bicho e a rachadinha como atividade essencial? Só está faltando isso né?

  5. Raimundo disse:

    Concordo com o presidente

    • Dell Araújo disse:

      Em incluir Salões, Barbearias e Construção civil como essenciais? faça-me o favor. Essencial é a saúde, vida e alimentação. Isso sim é essencial. Barbearia NÃO é essencial. Vai lá no supermercado que tá aberto, compra um BIC e tira preguiçosos. Essencial é ….$%&

  6. O rei do gado disse:

    O Fdp do presidente discorda da OMS, dos 2 ministros que ele mesmo escolheu(Mandetta e Teich), de 99% dos lideres mundiais e vem acusar os governadores de autoritarismo. So me faz lembrar aquele ditado q diz: macaco nao olha pro seu rabo né!

  7. Pedro Henrique disse:

    Acuse seu inimigo daquilo q vc faz. É uma estratégia pra vencer.

Alcolumbre critica mudanças no projeto de socorro a estados e municípios e diz que Senado ‘restabelecerá’ o texto

Davi Alcolumbre, ainda enquanto a Câmara voltava a analisar na noite de ontem o projeto de socorro financeiro a estados e municípios, criticou as mudanças feitas pelos deputados.

Segundo o presidente do Senado, as alterações — como a ampliação do rol de categorias que ficarão de fora do congelamento de salários — não serão acatadas.

“As alterações na Câmara representam a força das bancadas do Sul e do Sudeste, e nós aqui no Senado restabeleceremos o texto aprovado pela quase unanimidade dos senadores.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. jefferson disse:

    Bolsonaro vai validar uma das maiores desumanidades que um presidente pode fazer, retirar incentivos salariais ás categorias de enfrentamento ao COVID19 no meio da pandemia.Médicos, enfermeiros policiais e demais categorias sofrerão o congelamento. só escaparam os seus Militares. Os preferidos dele! Como dizia minha avó, Deus tá vendo e aqui se faz aqui se paga!
    O governo Bolsonaro além de irresponsável está se mostrando desumano.
    Essa maldade nunca será esquecida!

Mourão critica Moro e justifica conversas do governo com o centrão em busca por estabilidade

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

Três dias depois da crise instalada no governo com a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nessa segunda-feira (27) que o episódio não se deu de forma apropriada.

“Dentro da minha cultura, a forma como o ex-ministro Moro saiu não é a mais apropriada. Ele poderia simplesmente ter solicitado sua demissão. Só isso já seria um problema para o governo pelas próprias características do Sergio Moro e tudo o que ele representa para o país. Vida que segue agora”, disse Mourão em uma videoconferência com a consultoria política Arko Advice.

Na videoconferência, Mourão afirmou que Moro teve “um papel importantíssimo na vida nacional” ao longo da Operação Lava Jato.

“Por sua resiliência, por sua seriedade, ganhou papel importante na mitologia nacional, na mitologia temporária que se vive no Brasil”, disse o vice-presidente.

“Ele fez um bom trabalho no Ministério da Justiça. Entretanto, como todo e qualquer relacionamento entre um chefe e seus subordinados, termina por ocorrer algumas rusgas”, afirmou Mourão.

Indagado sobre a aproximação de Bolsonaro com partidos do chamado centrão —como Republicanos, PP e PL—, conhecido por trocar apoio no Congresso por recursos e cargos, Mourão afirmou que trata-se de uma busca por estabilidade.

O vice-presidente disse que, no começo da gestão Bolsonaro, havia um entendimento de que seria possível governar com base no pragmatismo e nas ideias reformistas da agenda do Executivo.

“Num primeiro momento, esta concertação funcionou”, disse Mourão. “A partir do final do ano passado e começo do ano [2020], obrigou o presidente a buscar nova forma de diálogo com o Congresso, buscando efetivamente, como outros presidentes tiveram que fazer, uma aproximação mais cerrada junto aos partidos políticos, de modo que construa uma base que lhe dê certa estabilidade para tentar aprovar aquilo que julgamos necessário”, afirmou o vice-presidente.

Para Mourão, o movimento de Bolsonaro para passar a ter uma base parlamentar efetiva irá “operar para a redução de tensões”.

Com Folha de SP e Valor

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Boni disse:

    Mourão, é eleitor de lula aquele quê nunca roubou.

  2. Cidadão pagador de impostos disse:

    Amigos de Bolsonaro: Roberto Jeferson, Valdemar Costa Neto, Artur Lira, Kassab…
    só amigos do alheio…
    Ahahahahahah

  3. Flávio Matias disse:

    Bolsonaro precisa entender que enquanto ele ficar soltando o verbo, sem distribuir a verba dos recursos públicos, só vai escutar gritos e ranger dos dentes dos viciados em dinheiro público.
    Veja que não se fala em corrupção, mas a forma como o Presidente fala e como ele não aceita a corrupção. É uma evolução enorme em um país onde tudo gira em função da troca de cargos e usurpação do dinheiro do povo.
    Sem haver aparelhamento estatal e verba pública para alguns, tudo revolta, reclamação, inconformismo, planejamento de golpe, projeto de retomada do poder e outras coisas que demonstram preocupação com o povo e a democracia.

  4. Mary disse:

    Se. Vixe presidente, ESTABILIDADE a que PREÇO??!! Vergonha doa senhores. 2022 eu acerto meu voto

  5. Fica em casa disse:

    Tuuuuuuuuudo P*TA !!!!!!

    Acabou a velha política, não vamos negociar nada, acabou a patifaria !!

    Muuuuuuuuuu

    • Delano disse:

      Tem experiência nisso, e torce pra que outros sejam ludibriados também. Pior que continua adorando CORRUPTOS condenados.

    • Raimundo disse:

      Falou o seguidor do chefe do mensalão e do petrolao.

  6. Ojuara disse:

    Conhecimento aborrece muita gente, principalmente se for um petralha, defensor do querido LULADRAO. Corrupto, bandido de marca maior, um idiota, analfabeto e que ainda tem um séquito de seguidores, todos semelhantes a ele.

  7. Tobias disse:

    O grande problema MOURÃO, é que essa estabilidade, é feita com o nosso dinheiro, a conta fica pra nós pagar.
    Um povo que já vive sofrido, já paga caro o custo desses parlamentares, e agora vamos pagar, pra esses caras deitarem e rolarem com o nosso dinheiro.
    Sendo assim, eles e o presidente sai bem na foto, e o povo que se lasque.
    Não pode ser assim, de jeito nenhum.
    Esses sangues sugas tem que caírem nas próximas eleições.
    Não é possível!!!!
    Acorda meu povo!!!

  8. Zé Ninguém disse:

    A Liga da Justiça da República do Paraná sabe trabalhar. A equipe que saiu de Curitiba para Brasília está toda de volta. Estão preparando a cama para o afastamento do Capetão. Quem vai assumir a presidência é MOURÃO. Em 2022 é Moro Presidente e Dallagnol vice.

  9. Sergio disse:

    Resumindo: é igual ao titular, um nescio, apedeuta , embuste. Em suma, um pulha!

Deputadas Caroline de Toni e Carla Zambelli criticam mídia: “Essa notícia é falsa. Moro não vai sair”

Foto: Reprodução/Twitter

A deputada federal de SC, Caroline de Toni, através das redes sociais nesta quinta-feira(23), disse nesta quinta-feira(23) que a imprensa tenta desgastar o governo Bolsonaro com a notícia de demissão de Sergio Moro, destacada pela Folha de São Paulo e reproduzida por veículos durante a tarde. “Essa notícia é falsa”, disse.

Nas redes sociais, a deputada federal Carla Zambelli(PSL) também reforçou a manifestação de Caroline de Toni, e deixou a sua queixa: “A mídia nos pregando uma peça mais uma vez. A bolsa chegou a cair com essas falácias. Moro não vai sair”. Veja abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

A mídia nos pregando uma peça mais uma vez. A bolsa chegou a cair com essas falácias. Moro não vai sair. 😉

Uma publicação compartilhada por Carla Zambelli (@carla.zambelli) em

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tony disse:

    Cai fora Moro…nao adianta ficar nas trevas…esse pandemônio é o DEMÔNIO

  2. Kledson disse:

    Se é mentira da 'Mídia " porque o ministro Segui Moto não desmente?

  3. M.D.R. disse:

    Com esse doido tudo é possível. Nada está descartado, ainda tem chão pela FRENTE.

  4. Santos disse:

    Fica?
    E ele ia sair?
    Então é vdd.
    🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

Após 11 mortes, médico explica pesquisa com cloroquina e critica uso político do estudo

Foto: Hector RETAMAL/AFP

A morte de 11 pacientes durante estudo sobre o uso da cloroquina em pacientes graves com Covid-19, em hospital de Manaus (AM), está sendo usada politicamente tanto por críticos do presidente Jair Bolsonaro quanto por seus fiéis seguidores.

Para uns, as mortes provariam que a cloroquina não seria a solução para combater a doença causada pelo novo coronavírus – ao contrário do que defende Bolsonaro, que vê na substância a verdadeira saída para diminuir o isolamento social e suas consequências. Por outro lado, para os “bolsonaristas”, o uso de altas doses de cloroquina em 7 desses 11 pacientes mostraria um “plano da esquerda” para tentar desacreditar a cloroquina e Bolsonaro durante a crise sanitária. Algumas mensagens nas redes sociais, sem qualquer prova, sugerem que os pesquisadores teriam “matado de propósito” só para “desautorizar a campanha pró-cloroquina de Bolsonaro”.

O responsável pelo estudo, o médico infectologista Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda, pesquisador há 20 anos, vinculado a duas fundações reconhecidas internacionalmente pelos estudos sobre malária, a Oswaldo Cruz e a Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, critica o uso político da sua pesquisa.

Em entrevista para a Gazeta do Povo (leia abaixo), ele afirma que os resultados preliminares não respondem de forma definitiva se a cloroquina é eficaz ou não no tratamento da Covid-19, apenas que a substância é tóxica se utilizada em altas doses – o próprio pesquisador continua um estudo com cloroquina em pacientes em fase inicial da doença, na dose indicada pelo Ministério da Saúde.

Ao mesmo tempo, ele confirma ter usado cloroquina e não a hidroxicloroquina (mais fácil de ser metabolizada pelo organismo), como adotou o estudo chinês que ele quis reproduzir, porque, segundo ele, “a curto prazo cloroquina e hidroxicloroquina não apresentam toxicidade cardíaca; a cloroquina, somente em longo prazo, apresenta toxicidade ocular”.

A Gazeta do Povo procurou diversas fontes que criticam o estudo realizado para tentar averiguar se há, de fato, algum erro no método científico adotado. Algumas dessas fontes questionam a conduta dos responsáveis pela pesquisa, sobretudo as altas doses, mas não quiseram ter seus nomes divulgados e nem mostraram provas.

Leia entrevista aqui na Gazeta do Povo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Adejair disse:

    Pelo que entendi na matéria o médico responsável pela pesquisa está querendo um álibi. Ficou bem nítido na matéria quando informa que foi utilizado limite superior ao recomendado em alguns pacientes, ou seja, "ERRO" médico.

  2. Henrique disse:

    Sabia que altas doses são tóxicas e mesmo assim forneceu aos pacientes?
    Queria testar o que todos conhecem?
    Tá mal contada a história.
    As doses eram cavalares. E depois saiu alardeando na mídia que iria parar o estudo porque tinha havido complicações com a cloroquina.
    É muita irresponsabilidade para um profissional.

  3. Joao disse:

    Esse medico foi irresponsavel.. se ha uma dose maxima diaria, pq ele passou deste limite recomendado pelo MS? Que tipo de pesquisa particular é esta que parece nem registro existir? Ora.. ate uma aspirina dada em excesso tb pode matar. E ainda continua a pesquisa usando agora a dose recomendada, isso corrige o erro anterior? Este farmaco pode ser administrado ate seis semanas pra tratamentos específicos, sem graves efeitos colaterais em percentual alto de pacientes. Sao 100 anos de uso para tratar malaria, sem praticamente riscos Muito irresponsavel.

  4. Manoel disse:

    Estou muito ansioso pra ver esses médicos e cientistas defenderem que TODOS os remédios vendidos em farmácia precisam de receita já que TODOS tem muitos efeitos colaterais e contra indicações. Quem quiser ver eh só ler a bula dos remédios que toma… Ou será que só agora descobriram que hidroxicloroquina e Anitta tem efeitos colaterais??

“Criaram uma conta falsa com meu nome para desinformar e mentir”, alerta Rodrigo Maia

Foto: Reprodução

Rodrigo Maia acaba de dizer no Twitter que criaram uma conta falsa com o nome dele, “para desinformar e mentir”. “Fake news é coisa de covarde”, escreveu o presidente da Câmara.

“Pra esses pistoleiros digo: os cães ladram, mas a caravana passa. Vamos em frente que temos uma crise grave (que eles não acreditam porque a terra é plana e o vírus é conspiração)”, completou Maia.

O Antagonista