Política

VÍDEO: Braga Netto critica ‘tentativa de criar narrativa sobre ameaças’ e diz que “ministro da Defesa não se comunica com os presidentes dos poderes por meio de interlocutores”

O ministro da Defesa, Braga Netto, negou nesta quinta-feira (22) que tenha feito ameaças contra a realização das eleições de 2022.

Reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” relatou que Braga Netto teria enviado um recado ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), no dia 8 de julho, dizendo que, se não for aprovado o voto impresso e “auditável”, não haverá eleições em 2022 (leia mais abaixo sobre discussão a respeito do voto impresso).

Ao longo da manhã, Lira também negou que tenha recebido a ameaça. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, ligou para Lira, ouviu do deputado que não houve ameaça, e escreveu em uma rede social que “as instituições estão funcionando”.

Braga Netto falou sobre o tema após um evento no Ministério da Defesa.

“Hoje foi publicada uma reportagem na imprensa que atribui a mim mensagens tentando criar uma narrativa sobre ameaça feitas por interlocutores a presidente de outro poder. O Ministro da Defesa não se comunica com os presidentes dos poderes por meio de interlocutores. Trata-se de mais uma desinformação que gera instabilidade entre os poderes da República em um momento que exige a união nacional”, afirmou Braga Netto.

“O Ministério da Defesa reitera que as Forças Armadas atuam sempre e sempre atuarão dentro dos limites previstos na Constituição”, completou o ministro.

Braga Netto disse ainda que a discussão sobre o voto impresso é “legítima” e está sendo analisada no Congresso. Ele fez referência a um projeto em tramitação na Câmara que propõe o voto impresso.

“A discussão sobre o voto eletrônico auditável por meio de comprovante impresso é legítima, defendida pelo governo federal e está sendo analisada pelo parlamento brasileiro, a quem compete decidir sobre o tema”, concluiu o ministro.

Autoridades negam

Luís Roberto Barroso, disse que conversou com o Lira nesta manhã, e que o presidente da Câmara negou a ameaça de Braga Netto.

O vice-presidente Hamilton Mourão, também na chegada ao Ministério da Defesa, respondeu a jornalistas sobre a reportagem: “É mentira”, gritou Mourão, que estava um pouco distante.

Lira

Em uma rede social, o presidente da Câmara escreveu que, independentemente do que é publicado pela imprensa, o brasileiro quer voto secreto, popular e soberano.

“A despeito do que sai ou não na imprensa, o fato é: o brasileiro quer vacina, quer trabalho e vai julgar seus representantes em outubro do ano que vem através do voto popular, secreto e soberano”, disse o presidente da Câmara.

Vídeo: Reprodução/TV Brasil

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Sob o governo miliciano, as instituições brasileiras estão totalmente desmoralizadas. Quem respeita uma nação ou instituições comandadas por um ser desprezìvel, incompetente e irresponsável como o cagão? O pior são os componentes das instituições se submeterem a isso.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro relembra defesa do ‘emprego e vírus com a mesma responsabilidade’, e alfineta ‘regras’ de Doria: “talquinho no bumbum, duas Coronavac e foi reinfectado”

Foto: Divulgação/GESP

O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta terça-feira (20/7) o governador de São Paulo (PSDB), João Doria. O mandatário alegou que, apesar dos cuidados e de já vacinado com as duas doses de vacina contra a COVID-19, o tucano foi reinfectado. No entanto, a imunização contra o vírus não impede que se contraia a doença, mas evita formas mais graves e casos de internação.

“Olha aí o governador de São Paulo. Vive aí, ditando regras de cumprimentar com o cotovelinho, máscara, talquinho Pom Pom no bumbum, duas Coronavac e foi reinfectado. Eu sempre falei que tínhamos que tratar a questão do desemprego e do vírus com a mesma responsabilidade. Porrada em cima de mim o tempo todo. Não errei nenhuma”, alegou.

O chefe do Executivo ainda teceu críticas ao lockdown também adotado em São Paulo na tentativa de conter os casos do novo coronavírus no país.

“Agora, o bem maior que nós temos é a liberdade. Olha o que fizeram na pandemia. Covardia. Toque de recolher, lockdown, fechar comércio. Lá em SP, soldar portas de metal, que ignorância, covardia. “Ah, eu to defendendo a vida do povo”. Tá é defendendo os seus interesses, pô. Agora fechou, tirou emprego de muita gente e o povo ficou sem nada. Se não é o auxílio emergencial, que criticam até hoje.”, acrescentou.

O presidente completou que deverá aumentar o Bolsa Família para cerca de R$ 300 no final do ano. “Quem sabe qual é média do Bolsa Família? R$190. O auxílio emergencial começou com R$ 600. Está R$ 250 agora. Diminui porque a gente não tem como se endividar mais. Agora salvou o Pronampe, auxílio emergencial. Estamos acertando pelo menos 50% de reajuste para o Bolsa Família para novembro e dezembro e tem gente que quer a volta desse cara que arrebentou com o Brasil”, disse em referência à Lula.

“Vivia tirando foto com Fidel Castro, visitando Cuba, Maduro, Chavez. Olhem como está a Argentina. Como os seus irmão estão passando lá, para onde estão indo. Infelizmente, já falei isso há alguns meses atrás, já começou o pessoal da Argentina a sair de lá. É a interferência do Estado na economia. A inflação anual na Argentina já ultrapassou 50%. Aqui aumentou também porque essa política do ‘fique em casa, a economia a gente vê depois’, lembra que falavam muito isso? ‘Ah, ele é presidente. Está preocupado é com a economia, não está preocupado com a vida’. Estou, sempre estive preocupado com vida e com a economia também. O povo sem dinheiro, morre de fome, pô. Essa molecada, mais de um ano fora de sala de aula. Imagine o retrocesso. Onde nós vamos parar?”, concluiu.

Correio Braziliense

Opinião dos leitores

  1. Será q esse idiota do mito ainda não entendeu que vacina não evita infecção ou reinfecção. Porra mito!!! vc é muito burro meu me irmão!!!. A vacina, em última instância, evita a morte do paciente. Sou semianalfabeto e já entendi, enquanto vc ainda está voando. Pqp !!!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rogério Marinho: “O maior escândalo de corrupção do governo, segundo senadores que comandam a CPI, não teve um centavo sequer de pagamentos”

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, manifestou-se nesta sexta-feira(16), pelas redes sociais, para falar que “o maior escândalo de corrupção do governo, segundo senadores que comandam a CPI, não teve um centavo sequer de pagamentos”.

Marinho ainda alfinetou:

“Tem gente com saudades dos bons tempos de assaltos a Petrobras, milhões em apts, dólares na cueca, sítios de amigos e outros mimos”.

Abaixo post com destaque em vídeo:

Opinião dos leitores

  1. JA O MAIOR ASSALTO DO MUNDO FEITO AOS COFRES PÚBLICOS, FOI NO GOVERNO LULA.
    Roubaram tudo, era ladrão que só amulesta.
    Petrolão, mensalão Odebrecht, aloprados o carai.
    E ainda tem gente que defende uns vermes desses.
    Tem que carregarem cangaia mesmo, tá na cara que nem papeira.
    Se não é esses juízes do STF, esses safados ladrão do dinheiro do povo, eram pra estárem todos presos.
    Inclusive o chefe da gang Lula ladrão da silva.
    Bandidos!!
    Vagabundos da pior espécie.

  2. Para haver crime de corrupção não é necessário que haja pagamento.
    Deixa de conversar merda Rogério Marinho.

  3. Corrupção passiva

    Art. 317 – Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem:
    A letra seca da lei 👆🏻
    Como vemos existem vários verbos, como solicitar e aceitar promessa de vantagem indevida. Trata-se de um crime formal, que não depende de pagamento em si, mas o simples fato do acordo realizado. O pagamento é mero exaurimento do crime.
    Ao gado eu digo: estudem. O senhor Rogério Marinho sabe muito bem disso. Só tenta deturpar as coisas. O crime de corrupção passiva foi cometido por vários atores desse governo.

    1. Não adianta esfregar a verdade nas fuças do gado… Eles só acreditam nas narrativas da gadolandia e do MINTOmaníaco das rachadinhas omi!

    2. Votz gravaram quem pedindo algo? Até agora só vi notícias de marginais contando histórias, muito diferente de outros momentos no país, onde, até petistas famosos confessaram maracutaias, foram pegos com dinheiro nas cuecas, a Petrobras, o BNDES, CEF, FUNDOS DE PENSAO, etc, quase que desapareciam.

  4. Só não teve, se é que não teve mesmo, porque foi descoberto antes. Daí a importância de uma imprensa livre e atuante e de uma oposição atenta e cumprindo o seu papel, coisas que o chefe de Marinho detesta.

  5. O chefe do tratoraço não ganha nem pra chefe da feira do alecrim.
    Quando o Presidente Lula assumir, esse tem cara de ir atrás..

    1. Ze tu leu o que disse o guvernador do Piaui? Ele é cumpanhero do PT, não vale mandar o senhor como fizeram com Toninho do PT e Celso Daniel.

    2. Fonsinha, sou casado. Se ligue!
      Vá dar atenção ao seu sobrinho, recarregue o cartão do BPC, vá, cuide.

    3. Tem casado que queima, isso não significa nada, só fachada.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Liberdade de expressão de atriz vira novamente alvo de críticas: Juliana Paes sofre ataques de militância e é chamada ‘bolsominion’ após fazer comentário sobre Cuba

Foto: Reprodução

Juliana Paes se envolveu em uma nova polêmica na internet após fazer um comentário no Instagram sobre Cuba. A atriz está sendo chamada de bolsonarista ao ironizar uma publicação da economista Renata Barreto, que afirmou que o país “é refém da ideologia” que as pessoas que usam “camisetinha do Che Guevara” dizem defender. A especialista ainda mandou essas pessoas tomarem “vergonha”.

Paes comentou logo abaixo do post da economista, escrevendo: “Mas hoje tá um silêncio naquele Twitter… (ou tô delirando?) #cubalibre”. Depois, acrescentou emojis de risadas. Logo em seguida, a atriz foi alvo de ofensas.

“A Juliana Paes não cansa de passar vergonha. Está chamando o tuiteiro de socialista só falta nos mandar ir pra Cuba. Se você perguntar pra esse bolsominion o que é socialismo e o que está acontecendo em Cuba, ela não sabe”, escreveu um internauta.

Cuba vive uma onda de protestos contra a ditadura de Miguel Díaz-Canel e a crise econômica e sanitária no país, desde o fim de semana, considerados os maiores em décadas. Somente no domingo (11/7), cerca de 100 cubanos foram presos.

No dia 2 de junho, Juliana Paes foi atacada nas redes sociais por conta de um vídeo respondendo a uma colega, que a acusou de “não se posicionar politicamente” em meio à pandemia da Covid-19. Embora o alvo da resposta não tenha sido explicitado, indícios davam conta de que ela estava falando da colega Samantha Schmutz, que contracenou com a artista na novela Totalmente Demais, da Globo, e que ironizou as posições de Juliana.

Coluna Léo Dias- Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. LACRAÇÃO, coisa muito própria da PeTralhada e respectiva caterva. Vivas para Juliana Paes.

  2. Pro gado de esquerda todos que falam a verdade sobre Lulaladrao ou o que ele defende eh bolsominion… Pro gado que segue o MINTOmaníaco das rachadinhas, todos que falam a verdade sobre o presidente inepto eh petista , esquerdista….Sao opostos cada dia mais parecidos e que se retroalimentam nessa paranoia e extremismo…

    1. Tira logo Bolsonaro! Eu quero roubar o Brasil por mais 30 anos e fazer cartilhas de sexo para crianças de 5 anos !!!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Neymar critica brasileiros que estão torcendo para a Argentina vencer a final da Copa América

Foto: Reprodução

Neymar usou as redes sociais para criticar os brasileiros que estão torcendo para a Argentina vencer a final da Copa América, neste sábado, contra a Seleção.

Em uma rede social, o camisa 10 afirmou que torcerá sempre para o Brasil em qualquer modalidade.

– Sou “brasileiro com muito orgulho e com muito amor”. Meu sonho sempre foi estar na seleção brasileira e ouvir a torcida cantando. Jamais torci ou torcerei se o Brasil estiver disputando alguma coisa, seja lá qual for o esporte, concurso de modelo, Oscar… – disse o atacante, que completou:

– Se tem Brasil, eu sou Brasil, e quem é brasileiro e faz diferente? Ok, vou respeitar, mas vai para o … – disse, o atacante, que usou um palavrão para terminar a frase e explicar:

– Só serve para quem está contra – concluiu.

Brasil e Argentina se enfrentam às 21h deste sábado, pela decisão da Copa América, no Maracanã. Se a partida terminar empatada, haverá prorrogação. Se a igualdade persistir, o confronto será decidido nos pênaltis.

Com Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Sou brasileiro, vou torcer pela seleção brasileira e em 2022 , vou votar e torcer por Bolsonaro.

  2. todos tem que usar a bandeira do brasil, agora tem uns que gosta mesmo e de usa a da china, cuba, correia entre outras, o presidente só esta resgatando o que tentaram muda a alguns anos. Mito 2022

  3. São os mesmos que não queriam a copa América no Brasil a esquerda imunda e a rede Globolixo de TV.
    Brasil 3×1 Argentina.
    No governo do MITO o Brasil tá em outro nível.
    Chora Globolixo, chora esquerdopatas safados.

  4. Se a boiada imunda pode escolher vacinas, quem vai assistir a pelada, pode torcer para a seleção que quiser…
    Eu torço para que Messi faça uns 5.
    Saudades da época de usar a camisa da seleção e não ser confundido com um retardado..

    1. Brasileiro de m…..! Torcer contra o próprio país! Veja a q ponto chegou a ideologia política na cabeça de uma pessoa, coloca tudo abaixo disso ! Nem merece ser brasileiro, um louco desse

    2. Claro vc deve ser dependente de europeu assim como os argentinos e não dá selva como os brasileiros de verdade

    3. Esse cai cai bosta chamado Neymar é um peladeiro de bosta. Argentina no rabo dele

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

FOTOS: Estudo critica aparelho para perder peso que limita abertura da boca

Fotos: Universidade de Otago/Reprodução

Pesquisadores da Nova Zelândia e do Reino Unido desenvolveram um dispositivo odontológico para promover a perda de peso. Chamado de DentalSlim Diet Control, o aparelho limita a abertura da boca, fazendo com que a pessoa não consiga ingerir alimentos sólidos, apenas líquidos.

Adaptado por um dentista, o dispositivo magnético utiliza imãs que prendem os molares superiores aos molares inferiores, limitando assim a abertura da boca a apenas 2 milímetros.

O intuito do aparelho, segundo os pesquisadores, é restringir a alimentação dos pacientes obesos que desejam emagrecer a uma dieta estritamente líquida e que promova uma rápida perda de peso.

“O dispositivo pode ser particularmente útil para aqueles que precisam perder peso antes de se submeter à cirurgia e para pacientes com diabetes para os quais a perda de peso pode iniciar a remissão”, argumentam os pesquisadores.

Como funcionou o estudo

Para avaliar a eficácia e a tolerância das pessoas ao uso do dispositivo, pesquisadores da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, e do Hospital Escola de Leeds, no Reino Unido, realizaram um estudo clínico com sete mulheres obesas que desejavam emagrecer.

Os resultados da pesquisa foram publicados na revista científica “The British Dental Journal”, da Nature.

As participantes utilizaram o mecanismo por duas semanas e passaram por consultas de revisão após 1, 7 e 14 dias de uso, onde deveriam relatar suas impressões sobre o dispositivo.

Ao fim do período, cada mulher perdeu cerca de 6,36 kg. No entanto, duas semanas após a remoção do dispositivo, houve ganho médio de peso de 0,73 kg.

Vida ‘menos satisfatória’ e constrangimento

Embora o texto afirme que “o dispositivo foi projetado de forma que a configuração mantivesse as vias aéreas, permitisse a fala e a alimentação com dieta líquida”, as pacientes relataram dificuldade em pronunciar algumas palavras.

Entre os efeitos adversos do dispositivo, as mulheres relataram desconforto intenso do atrito do dispositivo com as bochechas e indicaram que “ocasionalmente, se sentiam constrangidas, e que a vida, em geral, era menos satisfatória”.

Apesar dos apontamentos das pacientes, os pesquisadores defendem que o dispositivo não tem efeitos adversos e que o uso do aparelho pode ser uma alternativa mais barata e mais segura do que a cirurgia bariátrica.

“Portanto, sugere-se que muitas pessoas obesas podem achar este um tratamento alternativo atraente para alcançar uma perda de peso bem-sucedida”, afirmam os pesquisadores.

Alto risco de asfixia e outros problemas

Segundo o autor e vice-reitor da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Otago, Paul Brunton, o dispositivo é “uma alternativa não invasiva, reversível, econômica e atrativa aos procedimentos cirúrgicos”.

O estudo clínico, contudo, traz informações que contradizem a frase do autor.

A investigação relata que o uso do mecanismo “oferece alto risco de asfixia” caso os pacientes vomitem ou tentem ingerir alimentos sólidos.

“Foi incorporado um mecanismo de segurança que permite o desligamento do dispositivo em caso de uma emergência, como um ataque de pânico ou quando surge a possibilidade de asfixia”, afirmam os pesquisadores do estudo clínico.

Essa não é a primeira vez que é criado um dispositivo com o propósito de “fechar a boca”. Em 1980, um dispositivo semelhante se tornou popular.

Na época, pacientes que utilizaram o aparelho por cerca de 9 a 12 meses desenvolveram doença gengival. Em alguns casos, houve problemas contínuos com a restrição do movimento da mandíbula e alguns desenvolveram condições psiquiátricas agudas.

Para o dentista especializado em disfunção temporomandibular pela Escola Paulista de Medicina, Gustavo Issas, esse é um dos muitos problemas relacionados à saúde bucal que o uso prolongado do dispositivo pode proporcionar.

“O uso prolongado de um dispositivo que limita a mobilidade da mandíbula pode causar danos temporários ou até mesmo irreversíveis à articulação da face”, afirma Issas.

Para Angélica Messa Gargel, especialista em ortodontia, o uso do dispositivo também impossibilita a higiene bucal, pois dificulta o uso do fio dental e a remoção da placa bacteriana através da escovação.

“Manter a higiene bucal em dia é primordial, pois a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente e acaba sendo porta de entrada para bactérias e outros microrganismos”, afirma

O risco das dietas líquidas

Para Fernanda Imamura, nutricionista especializada em transtornos alimentares pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), a restrição alimentar, seja ela qualitativa ou quantitativa, traz diversas consequências negativas para a saúde física e mental, podendo gerar ansiedade, estresse, mau humor e, em muitos casos, ter o efeito contrário ao desejado, promovendo pensamentos obsessivos com a comida.

“Na minha opinião, o dispositivo proposto no estudo desumaniza as pessoas gordas e é praticamente uma forma de tortura”, afirma Imamura.

A obesidade, segundo ela, é algo multifatorial e que “utilizar um imã para que as pessoas fiquem com a boca fechada é ignorar toda a complexidade da alimentação e do ser humano e se distancia completamente do que é promover saúde”.

Imamura explica que dietas líquidas podem ser usadas em casos muito específicos de doenças e de pós-cirúrgicos, mas não devem ser incentivadas para a população como uma estratégia para o emagrecimento ou para a promoção da saúde.

A mastigação é um ato importante, não só biologicamente por promover a movimentação da articulação do músculo, mas também porque é o primeiro passo do processo digestivo.

Além do mais, a alimentação e suas características, como aroma e sabor, envolvem um importante fator psicológico e emocional: afeto.

“Estimular dietas líquidas promove uma relação ruim com a comida, pois é uma forma de restrição alimentar muito intensa e pode ser gatilho para o desenvolvimento de transtornos alimentares”, afirma Imamura.

G1

Opinião dos leitores

  1. Vixe, igualzinho aos que os jumentos e cavalos seguidores do Lularápio usam, meu Deus, que cabresto é esse. Kkkkk

    1. 25 comentários seus na página inicial, 0 que se aproveite. Palmas efusivas para o Calígula, ele merece!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

“Era uma pessoa maravilhosa com a gente”, diz mulher de Lázaro, que critica que “policiais foram para matar”

FOTO: REPRODUÇÃO RECORD TV

A esposa e mãe da filha de Lázaro Barbosa, morto na manhã desta segunda-feira (28) em Águas Lindas de Goiás (GO), afirmou em entrevista ao repórter Roberto Cabrini, da Record TV, que os policiais sempre quiseram matar seu marido.

“Os policiais sempre foram para matar, não pra prender. Se quisessem ter o Lázaro vivo, eles teriam. Nós nos disponibilizamos a ir na mata com eles, e ele se entregaria”, comentou Elen, que disse estar em choque e arrasada com a perda.

A esposa também falou que não sabia se Lázaro teria munição suficiente para trocar tiros com os agentes.

“Se eles quisessem realmente prender o Lázaro, eles podiam atirar na mão ou nos pés. Mas não [fizeram]. O Lázaro está morto, mas nunca me bateu ou foi agressivo comigo ou com a filha”, disse a mulher, que também pediu explicações sobre a agressão de policiais contra ela durante as investigações.

A tia de Lázaro, Amélia, concordou que os agentes poderiam prender o homem sem matá-lo: “Atiraram nele demais, não precisava tudo aquilo. Por que não deram um tirinho ou dois na perna, pra depois investigar e interrogar? Mas foi muito cruel”.

Elen relatou à Record TV que Lázaro era um ótimo marido e pai para a filha de dois anos do casal: “era uma pessoa maravilhosa com a gente”. Com a morte do marido, ela disse que passará à filha “a imagem do pai dela que ela sempre teve: amoroso, cuidadoso e ótimo pai”.

Morte de Lázaro

Após 20 dias de buscas, os policiais capturaram Lázaro Barbosa na manhã desta segunda-feira. Segundo a corporação, o fugitivo disparou primeiro contra os agentes, que teriam respondido e mataram o homem de 32 anos. Nenhum policial se feriu.

Com aproximadamente 20 marcas de disparos, o corpo de Lázaro foi levado ao Hospital Municipal de Águas Lindas, mas não teria resistido e foi a óbito no local, ainda de acordo com a corporação.

R7

Opinião dos leitores

  1. MUITO difícil a polícia conseguir prender uma pessoa do nível de periculosidade de Lázaro vivo. A pessoa que está encurralada como ele ficou é perigoso até demais! A vida dos policiais e população em primeiro lugar; a ÚNICA maneira dele sair vivo seria se entregando. Como era uma possibilidade remota, o desfecho não poderia ser outra.

  2. Pergutem para as familias das vitimas do lazarento se elas acham que ele era uma boa pessoa, quem tá achando ele era um dodoi da cabeça ou um injustiçado social é porquê não teve um pai, Mãe, irmãos ou filhos mortos ou estrupados pelo agora São Lazaro, entrem com o processo de canonização dele, que o Papa Chico decreta rapidinho ele santo.

  3. Tem certeza que era a mulher dele? Ela realmente sabe o que está se passando?
    Ele era uma pessoa boa? Nem Imagino o que seria uma pessoa ruim no conceito dessa mulher. Lembrando a ela, a polícia já tinha atirado nas pernas dele a uns dias atrás e não foi o suficiente.

  4. A esposa não disse nenhuma mentira, falou somente a verdade do Lázaro esposo e pai, que ela conhecia. Infelizmente o Lázaro do mundo do crime era totalmente diferente do Lázaro esposo e pai. Que Deus conforte os corações de todos os familiares enlutados!

    1. Pois é. Tem até praça em Caicó com nome de GENOCIDA. Tudo pode acontecer nesse Brasil atual.

  5. Pronto, começou o processo de beatificação do bandido. O roteiro já é por demais conhecido.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Atriz Cleo Pires critica “positividade tóxica”

Foto: Léo Fagherazzi/Reprodução/Instagram

Cleo, 38 anos de idade, criticou a onda de positividade que invade comportamentos da sociedade atual. De acordo com a atriz e cantora, os efeitos disso não costumam ser apenas benéficos. “Existe uma positividade tóxica em que você sempre tem que estar bem. A gente é ser humano. Todos têm altos e baixos. Aprender a se amar é também validar o aprendizado, o processo de melhoria, reconhecer quando está bem”, afirmou em uma live.

Namorando o modelo e empreendedor Leandro D’Lucca, Cleo afirmou que antes de viver o relacionamento também intensificou seu amor próprio. “Sim, estou amando. Já estava me amando antes, agora estou amando outro também”, disse ela, que iniciou o relacionamento durante a pandemia. “A quarentena terminou e começou muitos relacionamentos. Comecei meu namoro na quarentena e quero agradecer aos deuses da chamada de vídeo por isso”, completou Cleo, enaltecendo a tecnologia em uma fase que os flertes presenciais foram afetados.

Apesar de reconhecer a “ajudinha” da tecnologia, ela não se diz adepta do namoro virtual. “Virtual nunca acaba rolando para mim. Acho que não me adaptei, mas sendo real ou virtual, o planejamento da vida amorosa foi transformado pela pandemia e todos estão à flor da pele”, avalia.

Irmã mais velha de Fiuk, ex-participante do BBB21, Cleo admite que acompanhou o reality show atentamente, virando madrugadas para acompanhar o brother. “Quando rolava festa no BBB, eu ficava rodando todas as câmeras para encontrar meu irmão. Ele estava sempre no bar. Quer encontrar um Ayrosa Galvão numa festa? Vá até o bar (risos)”, disse, citando o sobrenome da família paterna.

Recentemente, a atriz conversou com Fiuk em uma live e acabou falando sobre a vida amorosa. Depois de ouvir o irmão falar que a abstinência sexual no BBB não foi tarefa simples, que já ativou contatinhos e que não sabe dizer se está “100% solteiro”, Cleo declarou que já ficou um ano sem sexo.

Globo, via Quem

Opinião dos leitores

    1. Me engana que eu gosto. Teu sonho é pegar o Fiuk ao som de Fábio Jr

    2. A quem quer enganar, Gadigiula?! Tu gosta é dum cilindro grosso de ozônio.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governo Fátima “está fadado ao fracasso”, diz Carlos Eduardo

Em entrevista nesta segunda-feira (14) à 96 FM, o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, avaliou o Governo Fátima Bezerra (PT) como “fadado ao fracasso”. “Um governo que não tem dinheiro para resolver os problemas das pessoas, simplesmente esse é um governo que está fadado ao fracasso”, disse.

O ex-prefeito de Natal também disse que, caso estivesse no lugar da governadora, teria feito uma reforma administrativa, contratado uma consultoria, diminuído os cargos comissionados e pediria aos poderes que fizessem “o dever de casa”. “A governadora foi aos demais poderes, mas foi sem autoridade moral para exigir dos outros sacrifício, porque ela não fez o dever dela. Eu teria feito o dever e acho que a gente estaria em outra situação”.

Opinião dos leitores

  1. Este rapaz fez uma administração mediana,o que lhe substituiu fez mais.Os outros governadores deixaram o estado com rombos terríveis.Vai perder novamentw,again…

  2. Não votei e não votarei.
    Mas o RN precisava tirar a casta do poder, e a mulher humilhou os poderosos.

  3. Merece todo o nosso aplauso a manifestação do ex-prefeito Carlos Eduardo, pois é verdade. Eu só acrescentaria à sua fala, o seguinte: para o Estafo do RN sair desse buraco financeiro, começaria por vender os 100% dos seus ativos da Potigas, CAERN etc; privatizar ou fechar a UERN; privatizar a Rodoviária Estadual, Centro de Convenções, CEASA, terreno do Aero Clube; passar para a iniciativa privada a administração do Forte dos Reis Magos etc. Passar para a iniciativa privada a realização dos principais eventos, tais como Carnaval, Festas Junina, Festa de Natal/Ano Novo etc.

  4. Salvo engano, na prefeitura ele até contratou a tal consultoria, contudo jamais implementou qualquer mudança significativa.

  5. E um perseguidor do funcionário público. Quando ele cita a “necessidade de reformas” entenda-se como DEMISSAO. Está perdido, sem mandato, e apelando à um e a outro para aparecer na mídia. Talvez consiga se eleger como síndico do Porto Brasil.

  6. Precisamos de gente nova: Rosalba, Robinson, Agripino, Garibaldi (e/ou outros Alves), Geraldo Mello e congêneres…

  7. Simples … É só parar de falar besteira e realmente saí candidato contra Fátima … Tá querendo aparecer depois desse tempo todo escondido e tá tentando ver se cola pra alguma cadeira … Já levou uma surra de um milhão de voto aí quer o q agora ???

  8. Faltando pouco mais de um ano para novas eleições, o governo Fátima sequer começou.
    É fraco, inoperante, sem projetos, sem rumo.
    Governo medíocre, pífio.
    O RN está parado, zero de avanços, o governo não se destaca em absolutamente nada.
    Esse desgoverno perde feio em 2022.
    Não tem mais o que dá.

  9. Claro… Até pq quem faz alguma coisa sempre vai valer nada na boca de quem não presta.
    O governo do estado é tão ruim, mas tão ruim que o sr quer se candidatar a ele, né ?

  10. Ao fracasso esse Desgoverno está desde que assumiu. Vamos de Álvaro Dias, Capitão Styverson ou Tomba. Precisamos limpar o RN de Maias, Alves e Bezerra.

  11. Fracasso foi o governo desse senhor na PMN..deixou o salário dos servidores congelados em $ 725 reais..menor q o minimo nacional..nunca fez um plano de carreira..só porque é Lei de Micarla de souza..além de ter atrasado salário por 2 anos consecutivos..

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Marco Aurélio Mello: ‘Supremo não deve invadir esfera que não é a própria dele’

Em 31 anos de atuação no Supremo Tribunal Federal, o ministro Marco Aurélio Mello se acostumou a ser uma voz dissonante na corte, a ponto de ter ganhado no meio jurídico o apelido de “senhor voto vencido”. Foi assim quando ele tomou posição contra o inquérito das fake news, ou quando ficou sozinho defendendo a redução das decisões monocráticas na corte. Às vésperas de se aposentar – ele deixa o cargo no próximo dia 5 de julho -, Marco Aurélio deu entrevista para o A Malu Tá ON. E como de hábito, foi contra a maré.

O decano do Supremo disse considerar que os ataques recentes de lideranças do governo à suprema corte são “arroubos retóricos”. O que mais incomoda Marco Aurélio é o papel que o tribunal vem exercendo na vida nacional.

“O Supremo está sendo acionado por pequenos partidos, que não figuram no Congresso Nacional como deveriam figurar, visando a fustigar o presidente da República. Daí a necessidade de o Supremo perceber essa manobra, que não é uma manobra sadia. E observar acima de tudo a autocontenção, não invadir esfera que não é a própria dele, o Supremo.”

Para o ministro, é possível chegar a um “entendimento” com Jair Bolsonaro, “desde que haja o abandono de paixões”. Ainda assim, ele critica a ida de Eduardo Pazuello a um ato político de apoio ao presidente. “Nós aprendemos sempre que disciplina e hierarquia são fundamentais nas forças. E que um militar não pode estar envolvido em política”, diz. “Isso não se coaduna com a atuação de um militar.”

Sem fugir de questões difíceis, Marco Aurélio falou sobre as vaidades na corte, conflitos de interesse e antigas mágoas dos colegas.

Se exaltou ao comentar o adiamento de uma das últimas decisões que irá proferir nos próximos dias, sobre a suspeição do juiz Sergio Moro: “Nunca engavetei processo, nunca pedi vista de processos [para engavetá-los]”, disse. “Eu estava pronto para votar, tanto que devolvi o processo na sessão imediata à que pedi vista.”

E, aproveitando, “antecipou voto” sobre um assunto que ainda vai entrar na pauta do Supremo (e que ele certamente já não julgará) : as mensagens obtidas ilegalmente por hackers no caso Vaza Jato.

Apesar de reconhecer que é um “um soldado que marcha contra a tropa”, Marco Aurélio rejeita o rótulo de rebelde. “O que é ser rebelde? É ser autêntico? Nunca ocupei cadeira voltada a relações públicas e reconheço que detenho espírito irrequieto”, disse. “Se com o meu voto, o teto tiver que cair sobre a minha cabeça, vai cair. Atuo com absoluta independência segundo minha ciência e consciência.”

O podcast A Malu tá ON está disponível toda sexta-feira, a partir de 12h, na página de Podcast do GLOBO, no Spotify, no Globoplay, no Apple Podcasts, na Amazon Music, no Google Podcasts, no Deezer, ou em qualquer outro agregador de podcasts.

Nos episódios anteriores do programa, foram ouvidos Rita Lobo, o governador de São Paulo, João Doria, o cineasta José Padilha, o senador e relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), o gerente-geral de medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes e o infectologista Marcus Lacerda.

Blog Malu Gaspar – O Globo

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Deputado José Dias diz que Fátima é mal educada, incompetente e não sabe ler porque nunca deu aula

Foto: Reprodução/ALRN

Na sessão desta quinta-feira (10), o deputado estadual José Dias (PSDB) voltou a falar no horário de líderes, sobre um tema que já havia debatido no grande expediente, quando fez críticas à governadora Fátima Bezerra (PT), pela forma como a Procuradoria Geral do Estado tratou o chefe da Nação, respondendo a um mandado de segurança do presidente Jair Bolsonaro, contra as medidas restritivas de vários governadores em seus estados, no combate aos efeitos da pandemia. O parlamentar defendeu o presidente e ressaltou que não está à vontade no partido ao qual está filiado, o PSDB, que não faz parte da base do governo federal.

Após a chefe do executivo potiguar ter utilizado as redes sociais para fazer uma retratação das declarações, José Dias afirmou que a governadora deveria afastar o servidor que escreveu o documento.

“Ela devia ter procurado (o servidor) e ter dito: ‘Olha, você não vai poder servir para fazer mais minhas petições’. E podia dizer: ‘Olha, já que eu não sei ler…’. Porque ela é uma professora, mas nunca deu aula. Talvez não saiba ler. Pelo menos uma peça jurídica ela não sabe ler, isso eu posso afirmar com toda certeza. Não sou jurista. Eu tenho a carteira da Ordem desde 1962, mas eu não digo que sou advogado. Jurista nem se fala. Mas eu sei ler alguma peça. Ela não sabe, porque não foi professora, nunca deu aula. Eu conheço desde o tempo do sindicalismo”, afirmou José Dias.

José Dias ainda questionou a humildade da governadora:

“Humildade não significa origem nem dinheiro. Ela nunca deu aula. É mal educada, incompetente. Porque uma pessoa que faz o que faz com o presidente da República, não interessa se é Bolsonaro, seja lá quem for, numa petição, num documento jurídico oficial, isso é imperdoável. Está havendo repercussão na imprensa nacional. Se a imprensa nacional não tivesse lado, partido, era muito pior para ela”, finalizou.

Com acréscimo do Portal Grande Ponto

Opinião dos leitores

  1. Já que você sabe ler, explique, ao povo potiguar, porque seus bens estão indisponíveis.

  2. Essa pequeníssima criatura vai passar todo esse governo procurando o que falar da governadora ao invés de ir trabalhar. Criatura cresça para aparecer.

    1. Esse cara é o mais preparado na política potiguar, só isso imbecil.

    2. Aproveita e diz a governadora que vá trabalhar, já tá perto de terminar o terceiro ano de governo e nada, só sabe falar asneira.

  3. Já chega desses políticos profissionais . Espero que em 2022 aconteça mais uma grande faxina, e quem for incompetente, corrupto ou já tiver mamado muito nas tetas públicas (alguns há DÉCADAS) que seja retirado pelo voto popular. Seja lá quem for e de que partido for.

    1. Essa turminha do pão com mortadela e defensor da maconha não criam vergonha na cara e essa desgovernadora analfabeta que diz ser professora e que nunca apareceu um aluno dela, além de incompetente, analfabeta.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Crítica da Copa América, Globo pediu até perdão à Conmebol para transmitir torneio

Foto: Reprodução/TV Globo

Veículo de críticas severas à realização da Copa América no Brasil em plena pandemia, a Globo fez várias tentativas de transmitir o torneio de seleções, que começa no próximo domingo (13). Antes de participar da concorrência pelos direitos de exibição, perdida para o SBT, a emissora enviou seus principais executivos ao Paraguai e chegou a pedir perdão à Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol).

O perdão (ou “waiver”, no linguajar técnico, literalmente renúncia em inglês) era necessário porque a Globo está sendo processada pela Conmebol, por ter rescindido o contrato que lhe dava direito de transmitir a Copa Libertadores da América até a edição de 2022. Sem ele, a Globo não pode disputar direitos de exibição de competições da Conmebol.

Jorge Nóbrega, presidente executivo da Globo; Paulo Marinho, neto de Roberto Marinho (1904-2003) diretor dos canais Globo; e Pedro Garcia, diretor de aquisição de direitos, foram pessoalmente a Luque, na região metropolitana de Assunção, sede da Conmebol, para tentar convencer a entidade a desistir do processo pelo rompimento do contrato da Libertadores.

A viagem foi em outubro do ano passado, pouco mais de dois meses após o conflito por causa da Libertadores. Nóbrega, principal executivo da Globo, não costuma participar de negociações por direitos de futebol. Ele foi recebido pelo presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

A Globo diz que o encontro “teve caráter estritamente institucional” (leia nota abaixo), mas o Notícias da TV apurou que houve, sim, tentativas de negociações. Além do pedido de perdão, os executivos da Globo propuseram comprar a Copa América e adquirir antecipadamente os direitos da Libertadores de 2023 a 2025, que só serão licitados no ano que vem –até 2022, o principal campeonato sul-americano pertence ao SBT.

A proposta pela Copa América, que até então ocorreria na Colômbia e na Argentina, era por 100% dos direitos, para todas as mídias (TVs aberta e fechada, streaming, internet e rádio).

No início deste ano, Jorge Nóbrega voltou a entrar em contato com a cúpula da Conmebol, dessa vez à distância, e novamente sem sucesso. Apesar de a confederação ter negado o perdão e mantido a ação judicial pela Libertadores, a emissora participou da concorrência pela Copa América. O SBT, mesmo tendo oferecido condições semelhantes às da Globo, levou a melhor.

A Globo rescindiu o contrato que lhe dava exclusividade sobre a Libertadores em agosto do ano passado. Alegou que a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus e a alta do dólar inviabilizaram os compromissos assumidos, de US$ 60 milhões por ano (R$ 301,8 milhões). A Conmebol não aceitou reduzir o preço e acionou a Globo em uma câmara de arbitragem na Suíça. Pede pelo menos US$ 120 milhões (R$ 603,6 milhões) de indenização.

A visita dos executivos da Globo à Conmebol em plena pandemia e o pedido de perdão evidenciam que a emissora se arrependeu de ter rescindido o contrato. Não só porque a organização repassou os direitos da Libertadores para o SBT, mas também porque a emissora pode estar vislumbrando uma derrota na Justiça internacional. E porque ficou sem a Copa América, o que poderá lhe custar algumas derrotas no Ibope nas próximas semanas.

Globo hipócrita?

A Globo, institucionalmente, nunca se posicionou a favor ou contra a Copa América ou de qualquer outro campeonato de futebol durante a pandemia, mas tem aberto seus microfones para críticas. Em nota ao Notícias da TV, declarou:

Não é verdade que a Globo se opõe à realização da Copa América ou de qualquer outra competição esportiva. Nosso posicionamento sempre foi o de priorizar a saúde e a segurança das nossas equipes e dos atletas, respeitando as orientações e protocolos das entidades de saúde e dos organizadores.

Seus jornalistas, no entanto, têm sido contundentes contra a Copa América, principalmente depois que foi anunciada a sua realização no Brasil, na semana passada, após desistência da Argentina (a Colômbia já tinha sido descartada pela Conmebol, por causa de violentos protestos que vêm ocorrendo no país).

No SporTV, o narrador Luis Roberto detonou a confirmação da competição no Brasil. “Isso é uma vergonha. Essa Copa América já não deveria ser realizada. A pandemia interrompeu várias competições mundo afora. Neste momento, é só mais um torneio caça-níquel”, protestou.

O comentarista Walter Casagrande, por sua vez, escreveu no portal esportivo do grupo que será uma “Copa América macabra, com jogos da morte”.

Nos bastidores da concorrência e no Palácio do Planalto, as críticas dos jornalistas da Globo estão sendo vistas como uma tentativa de politizar a Copa América por interesses comerciais. De fato, o posicionamento crítico da Globo, mesmo que não institucionalizado, tem prejudicado as negociações do SBT. Até agora, a rede de Silvio Santos só vendeu três das seis cotas de patrocínio.

Houve quem acusou Casagrande, Luis Roberto e Galvão Bueno de hipocrisia, mas é fato que eles também criticaram a realização de campeonatos transmitidos pela Globo. No Bem, Amigos da última segunda (7), Galvão se defendeu:

Quando o futebol brasileiro voltou no ano passado, eu fui contra. Quando voltou a Copa do Brasil no ano passado, produto nosso, eu fui contra. Por que então eu iria transmitir o jogo na sexta-feira? Fiz e fiz com uma felicidade de fazer um jogo do Brasil, mas também disse e disse na transmissão que, por mim, não estaria fazendo hoje, estaria fazendo mais à frente. Me lembro de ter dito aqui [no Bem, Amigos] que o problema era você trazer essas quase mil pessoas pra ficarem circulando. A Conmebol deu um passo pra trás e permitiu que aqueles que quiserem ficar em casa, vir [para o Brasil] e jogar, podem. A Argentina já se resolveu que vai fazer isso. E quero dizer outra coisa: se tiver Copa América, eu vou torcer muito pra que dê tudo certo. Todo mundo aqui tem a cabeça do bem. Vou torcer pra que tudo funcione.

Globo nega negociações

Em nota, a Globo negou que a viagem de seus executivos à sede da Conmebol tenha tido interesses comerciais:

“A única viagem a Luque no ano passado teve um caráter estritamente institucional, de reforçar a parceria entre a Globo e a Conmebol, independente da questão momentânea da rescisão da Libertadores por conta dos impactos da pandemia. Não houve formalização de ‘pedido de perdão’, não se falou sobre valores nem sobre direitos de transmissão. Toda a negociação da Copa América sempre foi feita através da representante dos direitos para o Brasil.”

“Infelizmente não fechamos acordo, porém, mesmo sem os direitos da Copa América, mandaríamos equipes de reportagem para a Argentina e para a Colômbia para acompanhar a seleção brasileira. E teremos cobertura também aqui no Brasil.”

Notícias da TV – UOL

Opinião dos leitores

  1. Vamos aos fatos: A Globo pediu ” Waiver ” ou renuncia à Conmebol, pelo fato de estar sendo processada pela rescisão dos direitos de transmissão da Libertadores. Esse fato impede a Globo de participar de concorrência de competições promovidas pela Conmebol, não apenas mas também a Copa America. As tratativas ocorreram em Outubro do ano, quando a competição estava marcada para ocorrer na Colômbia e na Argentina e nem se cogitava a hipótese da realização no Brasil. Em Maio em função dos protestos que ocorriam na Colômbia, a Conmebol decidiu que a Copa América seria toda na Argentina, que não aceitou. A Conmebol passou então a oferecer a outros países e ninguém quis, só o Brasil que não tem problemas com pandemia. Não vejo problema algum do fato dos Diretores na emissora terem tentado negociar o fim de um processo que além de impedir a transmitição dos jogos da Conmebol pode resultar em uma multa de US$120 milhoes. Eles são pagos para defender os interesses da empresa, e nem a emissora se posicionar contra a realização do evento no Brasil em plena pandemia.

  2. Essa conversa da copa das Americas não ocorrer é palhaçada. Até os maluquetes da política entraram na onda da grobo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Mourão critica Tite e ironiza: “O Cuiabá está precisando de técnico”

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão voltou a defender nesta segunda-feira (7/6) a realização da Copa América no país e caracterizou a discussão sobre a participação ou não no campeonato como sendo “totalmente disfuncional”. Ele ressaltou que, anteriormente, ser convocado para a seleção brasileira era considerado uma “honra”.

“Não vou entrar nessa discussão. Acho que faz parte dessa disfuncionalidade em que nós estamos vivendo. Eu sou do tempo em que jogador de futebol, quando era convocado para a seleção brasileira, era considerado uma honra”.

Mourão ainda ironizou e atacou o técnico Tite sobre um eventual pedido de demissão afirmando que o clube Cuiabá precisa de um técnico.“O técnico não quer mais? Não quer? O Cuiabá está precisando de um técnico, não está? Leva lá, sai, pede o boné. Acho que isso é uma discussão, nesse momento, totalmente disfuncional”, repetiu.

Correio Braziliense

Opinião dos leitores

  1. hahaha com dinheiro dos nossos impostos muito provavelmente Bolsobo*ta dobrou a premiação dos jogadores p/ eles nao desistirem de jogar e isso ser bom politicamente p/ o Bolsobo*ta se manter mais tempo no poder. Sinceramente, tenho repugnancia total desse presidente que ficou viciado no poder. Ta viciadissimo, quer largar o osso de jeito nenhum. É o poder pelo poder e mais nada e engana o povo de uma forma tao astuta que o proprio povo é enganado e nem percebe. Queria demais que a eleição ja fosse esse ano, ta engasgada aqui essa situação pedindo p/ ser resolvido logo, esse presidente todo dia é uma encrenca que ele arruma p/ se manter no poder a todo custo

  2. É verdade Morão a seleção precisando de técnico , e o nosso Brasil precisando de presidente tai aí falou a verdade.

  3. Tite e jogadores não decidem se irão disputar uma competição, isso quem decide é a CBF e ponto.
    Estão sendo pagos para isso, principalmente este técnico adorador de ladrão.
    Se não estão de acordo “PEDE PARA SAIR”.

  4. Mourão eh do tempo que as forças armadas eram honradas e bem quistas. Mas no governo do MINTOmaníaco estão virando motivo de piada e ficando desmoralizadas com a ineficiência de Pezadello e as interferências golpistas do corrupto das rachadinhas…

    1. Piadas são seus comentários e de alguns outros por aqui. Molecagens desrespeitosas, sem fundamento, mentiras muitas vezes criminosas, são algumas características dessas postagens, dolorosamente suportadas por se tratar de um ambiente “aberto”.

    2. Direita honesta: vá se catar cara! Criminoso eh o MINTOmaníaco, o seu corrupto das rachadinhas ! Ou rachadinha não eh crime pro gado?

    3. Calúnia, injúria e difamação são crimes. E o que vc posta não tem qualquer comprovação ou, muito menos, decisão judicial. Pelo contrário. Ou seja, vc está mentindo e agredindo a honra de pessoas.

    4. Direita honesta, vc sabe o porquê não tem processo contra o presidente? Simplesmente pq ele não pode ser investigado ou processado por crimes que cometeu antes do mandato dele. Quando ele deixar de ser presidente, ele será processado. Contra o MINTOmaníaco já existem provas mais que robustas de que os assessores dele também faziam rachadinha. O depósito na conta da esposa dele eh uma das provas, inclusive. Queiroz não era só operador das rachadinhas de Flávio Bolsonaro não. Caso eu estivesse imputando ao presidente inepto algum crime que não existisse, seria calúnia. Mas provas há até demais.

      Muitos chamam o MINTOmaníaco de genocida ou miliciano, disso eu não o chamo pq realmente, até aqui, não há provas de que ele foi ou seja.

      Mas provas de que ele fez rachadinha tem até demais… E vou continuar chamando ele de MINTOmaníaco corrupto das rachadinhas…

    5. Direita honesta: pesquisa assim no Google: “Bolsonaro rachadinha”. Depois que fizer isso vc vai entender que ninguém pode ser processado por calúnia por dizer que Bolsonaro fez rachadinha (peculato)… Se vc vai continuar defendendo um presidente que fez isso, ou vc eh cego idólatra ou recebe pra fazer isso…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

COPA AMÉRICA: “Não sei o que se passa na cabeça da governadora Fátima Bezerra e qual foi o mal que os empresários fizeram ao RN”, diz deputado Tomba Farias

Foto: Divulgação

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) teceu duras críticas a decisão da governadora Fátima Bezerra (PT) de proibir a realização da Copa América em Natal. O parlamentar pediu para a governante rever a sua decisão e perguntou “qual foi o mal” que a hotelaria potiguar e o empresariado fez para o Estado. “Não sei o que se passa pela cabeça da governadora do Rio Grande do Norte”, enfatiza o parlamentar.

Tomba Farias definiu como sendo uma “incoerência profunda” o posicionamento de Fátima Bezerra contra a realização da Copa América e lembrou que no país está sendo realizado, atualmente, vários eventos esportivos, como o Campeonato Potiguar de Futebol, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América, essa última envolvendo viagens internacionais. “O vírus da COVID 19 só vai entrar no avião que leva os atletas da Copa América e não vai entrar nos voos que leva o pessoal da Libertadores da América?”, questionou o parlamentar em tom de ironia.

Tomba Farias também criticou a postura do “Comité Científico” do governo estadual, que ficou calado diante da aglomeração realizada por manifestantes de esquerda, em Natal, no último final de semana. “Reunir quatro, cinco mil pessoas, pode? Não é aglomeração?”, indagou.

O parlamentar municipalista lembrou também que atletas e imprensa especializada que viriam a Natal participar da Copa América já estão vacinados e que todas as medidas de segurança sanitária seriam adotadas para o campeonato acontecer.

“Chega de incoerência, o que tá acontecendo com o Rio Grande do Norte? O protocolo da Copa América traz os jornalistas e jogadores todos vacinados. A realização da Copa América vai ajudar os hoteleiros a sobreviver num momento em que o setor passa por dificuldades. Eu não sei o que realmente o que a governadora pensa e qual foi o mal que os hoteleiros e os empresários fizeram ao Rio Grande do Norte”, ressaltou.

 

 

Opinião dos leitores

  1. E o mais interessante é ver que há pessoas defendendo as atitudes tresloucadas dessa irresponsável que está destruindo o RN. Talvez alguns desses imbecis assistam os jogos da Libertadores, do Brasileirão (séries A, B, C, D, E, F… Z) desse ridículo campeonato estadual e irão assistir Brasil X Equador nessa sexta, pelas Eliminatorias da Copa. Quanta hipocrisia, quantas mentiras, quanta irresponsabilidade para com o destino do RN. É difícil a coisa.

  2. Sem Copa América estamos prestes a colapsar, imaginem com mais esse agravante, ocorrendo tal fato, como esses mesmos iriam detonar a governadora. Parabéns Fátima pela sensatez.

    1. Tomba é deputado estadual pelo psdb . agora sabe 👍🏻

  3. Os empresários dão emprego, renda, dignidade e independência ao povo. Tudo o que os governos de esquerda não querem, para se perpetuarem no poder.🤮🤮🤮

  4. Deputado tomba, o que o estado tem a ganhar ao realizar a copa América agora?
    Os casos estão aumentando expressivamente, está tendo campeonato de futebol que de alguma forma movimenta empregos diretos e indiretos, mais a copa América sem público não vai adiantar de nada, pq o senhor ao invés de fazer essa oposição fraca, não dá ideias aproveitáveis para o governo. A copa América era pra ser realizada quando podesse ter pelo menos uma parte do público, seria MT mais interessante para o estado.

    1. Hipocrisia
      Qual renda direta e indireta o campeonato potiguar trás que uma copa América não trás????
      Faz favor

  5. Tem lacradores cego e surdo igual a governadora, que não ouviram e nem viram a entrevista do diretor da CBF no programa de Bruno Geovane na 96 FM, só podia ser seguidor de Fatima cadeado.

  6. Deputado vou te dá um conselho … Desista de sair candidato a reeleição e vai pra disputa com Fatão pra tu ver a surra q tu leva kkkkkkkkk e xau cadeira de deputado pra deixar de ser besta .

    1. Fátima vai é receber visita da PF , melhor ela dar conta dos 5 milhões de reais da compra dos respiradores fantasmas

  7. O Estado do RN, nunca foi sondado pela CBF para sediar evento esportivo, que mostre o ofício solicitando que o estado seja sede desses jogos…..
    Muita gente falando sem propriedade e nem conhecimento, que feio senhores.

  8. E o jogo da Libertadores da América seria ou serão aqui em Natal por acaso? Não estou sabendo… Sendo assim, qual a lógica da comparação? Não que eu queira defender o governo de petista, para mim esse partido já era para ter sido extinto…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

PGR critica procedimento do STF e diz que não foi consultada sobre operação da PF contra Ricardo Salles, o que “pode violar o sistema constitucional acusatório”

Foto: Adriano Machado/Reuters

A operação da Polícia Federal contra o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, deflagrada nesta quarta-feira (19), foi realizada sem uma consulta prévia ao procurador-geral da República Augusto Aras, como é a praxe nos procedimentos do tipo. Em seu despacho que autorizou a operação, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) fosse informada do caso apenas após o cumprimento das diligências.

Ao autorizar a ação contra Salles, Moraes também ordenou a PF a fazer diligências contra outros servidores do Ministério do Meio Ambiente, e determinou o afastamento do presidente do Ibama, Eduardo Bim.

Nos bastidores, fontes ligadas à investigação apontam que a PGR não foi informada previamente por uma desconfiança de que Aras adiasse o andamento da apuração e vazasse informações da operação para o Palácio do Planalto. Os investigadores também viam riscos de que o procurador-geral atuasse contra a realização da operação. No fim do ano passado, a PGR havia pedido o arquivamento dessa investigação contra Salles, o que foi acolhido pelo ministro. Há algumas semanas, entretanto, a PF apresentou novas provas do caso, e o ministro Alexandre reabriu a investigação.

A decisão de não enviar previamente a operação para análise da PGR foi do próprio ministro Alexandre de Moraes. “Após o cumprimento das diligências, dê-se, imediata ciência à Procuradoria-Geral da República”, escreveu no despacho proferido no último dia 13 de maio.

Após tomar conhecimento da operação pela imprensa, a equipe de Aras divulgou uma nota com críticas ao procedimento adotado, sem citar nominalmente o ministro de Moraes. A PGR afirmou que “não foi instada a se manifestar sobre a medida, o que, em princípio, pode violar o sistema constitucional acusatório”.

Nos bastidores, o ministro Alexandre de Moraes minimizou as cobranças da PGR e vai responder nos autos caso Aras apresente alguma objeção.

Geralmente, quando a PF solicita uma medida ao Supremo, o ministro pede um parecer da PGR a respeito do pedido policial. Só depois desse parecer do Ministério Público é que a operação costuma ser realizada. A mudança desse procedimento causou estranheza em integrantes da equipe de Aras.

Com O Globo

Opinião dos leitores

  1. Um PGR que se prostitui em funçao de uma indicaçao ao STF nao merece UM pingo de credibilidade. Consultar o PGR seria o mesmo que consultar Bolsonaro quanto a medida.

    1. O delegado da PF já havia apresentado denúncia contra o ministro sales e o procurador fez o que quando o bolsonaro demitiu o delegado? Nada. Fez o que com a denúncia do delegado? Nada. Agora vem dar uma de advogado.

  2. Quem questiona é a PGR ou AGU? Hoje parecem uma coisa sò. É preciso mudar a maneira de escolha do supremo. Senão dá essa confusão de atribuições.

    1. Acho que o carlos bolsonaro faria um papelão melhor que esse passa pano.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro cita uns “idiotas” do “fique em casa” e diz que se o homem do campo tivesse ficado em casa “tinha morrido de fome”

Foto: Alan Santos/Presidência

Em mais uma crítica a políticas de distanciamento social, uma das principais recomendações no combate à pandemia de Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que “tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa”. Desde o início da pandemia Bolsonaro se opôs a políticas que visam reduzir a circulação de pessoas, para diminuir o impacto do novo coronavírus. A Covid-19 já matou 435 mil pessoas no Brasil.

A declaração foi feita em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, quando Bolsonaro comentava uma manifestação em defesa do seu governo realizada no sábado, organizada principalmente por ruralistas. De acordo com ele, se os trabalhadores rurais tivessem “ficado em casa”, o resto da população teria morrido de fome. Entretanto, a maioria dos especialistas e das autoridades sempre defendeu a continuidade de atividades essenciais, entre elas a agricultura.

— O agro, realmente, não parou. Tem uns idiotas aí, o “fique em casa”. Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa. Se o campo tivesse ficado em casa, esse cara tinha morrido de fome, esse idiota tinha morrido de fome. Daí, ficam reclamando de tudo. Quem tem salário fixo ou uma gorda aposentadoria, pode ficar em casa a vida toda, sem problema nenhum — disse o presidente.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro se opôs às principais recomendações dos especialistas para combater a doença, como usar máscaras e não participar de aglomerações. O presidente também critica frequentemente medidas tomadas por governadores e prefeitos para reduzir a circulação de pessoas, mesmo nos piores momentos da pandemia.

Nesta segunda-feira, Bolsonaro também voltou a criticar um projeto de lei em discussão na Câmara que pode liberar o cultivo de maconha no Brasil para fins medicinais. O presidente fez, em tom irônico, uma comparação com a cloroquina — remédio que ele defendeu que seja utilizado contra a Covid-19, mas que é considerado ineficaz contra a doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

— Se chegar para mim, eu veto. Engraçado. Maconha, pode. Cloroquina não pode. A esquerda sempre pega uma oportunidade para querer liberar as drogas. Maconha e cocaína faz bem, se problema.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Tá doido esse imundo……pega o doido…..
    E ainda em quem siga um lunatico desses, so sendo umas vacas sebosas mesmo.
    Esse idiota não fala coisa com coisa.

  2. Os hipócritas do “fique em casa”. Jogam sinuca em bares, vão à praia, viajam para Miami, vão assistir jogo no Maracanã, São pelos cantando em roda de samba… Alguns até ficam em casa, recebendo seus salários em dia e sendo servidos por uma legião de trabalhadores que não podem se dar a esse luxo. E não há comprovação científica de eficácia desse “lockdown”. Nenhum estudo que comprove. Nunca foi pela saude.

    1. Não creio que um sujeito honesto e de direita consiga ser tão imbecil.

    2. Certíssimo presidente Jair Messias Bolsonaro, esses esquerdopatas fecharam tudo para acabar com a economia, com exceção dos bailes funk.

    3. Direita Honesta, você só não é um perfeito idiota porque, afinal de contas, não há nada perfeito nesse mundo. Mas você chega bem perto.

  3. Esse lixo nunca trabalhou na vida, nunca teve uma carteira de trabalho assinada, sempre viveu as custas do estado.
    Os dias de mamata desse miliciano, estão perto do fim.

  4. “O homem do campo” como fala o MINTO, não tem como aglomerar né?! Por falar em salário fixo ou uma gorda aposentadoria, o presidente inepto ainda aumentou o salário dele e pra completar, criou um novo teto salarial que possibilita acumular até quase 65 mil reais de salário! Valeu MINTO! Muito coerente!!! Só sendo muito retardado para acreditar nesse cara! KKKK

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *