Secretaria de Saúde explica caso de sarampo em Natal

Foto: Divulgação SMS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) promoveram, nesta segunda-feira (29), uma coletiva de imprensa para explicar sobre o caso de sarampo confirmado em Natal na semana passada.

Segundo Vaneska Gadelha, chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis (NAI) da SMS, tanto o homem diagnosticado com a doença, quanto as pessoas que tiveram contato com ele, estão sendo observadas pelas equipes de saúde. “Foi feito o bloqueio vacinal de todas as pessoas que tiveram contato com o paciente e todos estão sendo acompanhados pelos próximos 30 dias para saber se apresentam algum sintoma”, destacou.

Com o bloqueio vacinal realizado dentro do que diz o Ministério da Saúde – até 72 horas após a notificação – o secretário adjunto da Sesap, Petrônio Spinelli, destacou que não existe necessidade de pânico na população. “Foi um único caso e as equipes de saúde do município e estado agiram perfeitamente. Passamos 19 anos sem nenhum caso registrado em todo o Estado, o que significa que as vacinas funcionam. O que as pessoas precisam agora é manter a carteira de vacinação em dia”.

SMS e Sesap explicaram ainda que quem já foi vacinado contra sarampo não precisa tomar uma nova vacina. Entretanto, se uma pessoa até 49 anos não tem certeza se foi imunizado, pode buscar um posto de saúde para receber a dose. Acima dessa idade, não é feita a vacinação, já que existe o risco do paciente desenvolver a doença.

“As pessoas precisam aprender a cuidar de sua carteira de vacinação, como se cuidam de outros documentos, como carteira de identidade e motorista. É com a ela que o profissional de saúde vai saber se você está imunizado ou não para determinada doença”, explicou Vaneska.

O CASO

O paciente diagnosticado é do sexo masculino e tem 54 anos. Com histórico de viagem recente para o município de São Paulo – no período de 07 a 11 de julho – o paciente foi avaliado pelo médico infectologista e o material necessário foi coletado e encaminhado para análise, com a confirmação vindo dias depois.

SINTOMAS DA DOENÇA

Os sintomas iniciais apresentados pelos pacientes são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Norman Lopes disse:

    Norman Lopes
    Jornalista – DRT PB 5237/90

    A última Leva de concursados, nos quadros da Secretaria de Saúde da Prefeitura do Natal, ainda continua ao deus-dará, tamanha indiferença do gestor, no tocante aopagamento das gratificações. O salário do enfermeiro, aprovado, nos quadros da Estratégia de Saúde da Família, por exemplo, sem a devida gratificação (GESF) vira um salário minguado e desprezível. Para se ter uma ideia do descaso e da falta de compreensão do prefeito Álvaro Dias (MDB), os funcionários recém concursados cumprem carga de 40 horas, mas o edital do concurso reza em letras garrafais 30 horas semanais. O direito à gratificação com o aumento da carga horária vira uma situação de vida ou morte. Salvo a primeira convocação dos aprovados, as últimas duas, a segunda e a terceira chamadas, ainda não receberam, apesar do longo período de 6 meses, um centavo da tão esperada gratificação.

    Os funcionários e suas respectivas famílias vêm de público conclamar MinistérioPúblico, Câmara de Vereadores e o Sindicatos das categorias. Não é possível que o simples capricho de um gestor sem coração ou bom senso condene famílias inteiras ao desprezo.

    Caso não haja a implantação do direito estabelecido, os concursados lesados pelo atual prefeito promoverão panelaços e apelarão, inclusive, pela tortura da greve de fome. É inadmissível que Ele, o prefeito – maior interessado no voto dos cidadãos – seja capaz de trair os funcionários concursados, justamente, em um ano pré-eleitoral.

  2. CABECINHA CARVALHO disse:

    Realmente o pessoal da secretaria passou no local para vacinar as pessoas que tiveram contato com o professor! Mas a pessoa que me referi não estava presente e vai passar no posto para tomar a vacina!!

  3. CABECINHA CARVALHO disse:

    Realmente o pessoal da secretaria passaram no local vacinar as pessoas que tiveram contato com o professor! Mas a pessoa que me referi não estava presente e vai passar no posto para tomar a vacina!!

  4. CABECINHA CARVALHO disse:

    Um professor também contraiu Sarampo , não sei se é a mesma pessoa!conheço pessoas que tiveram contato com o mesmo!! e não esta sendo assistida como diz a matéria da Secretaria de Saúde!

  5. Teresa disse:

    Em São Paulo tem muito casos.

COMENTE AQUI