Polícia

Operação apura esquema de propina na contratação de leitos pela Secretaria de Saúde do DF na gestão de Agnelo Queiroz

Operação Alto Escalão apreende mala de dinheiro na casa de investigados — Foto: Arquivo pessoal

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) deflagra nesta quinta-feira (23) uma operação que investiga o pagamento de propina na contratação de leitos para a rede pública de saúde na gestão do ex-governador Agnelo Queiroz (PT). Estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão pela 1ª Vara Criminal de Brasília.

De acordo com a apuração, o ex-governador e o ex-secretário de saúde do DF, Rafael Barbosa – nos cargos públicos entre 2010 e 2014 – teriam sido favorecidos por um repasse de 10% sob o valor de R$ 4.620.000,00 referente ao contrato, o que equivale a R$ 462 mil. A Polícia Civil faz buscas em endereços ligados a eles.

Durante as buscas nesta manhã, houve a apreensão de uma mala cheia de dinheiro, com notas em real e dólar (na foto acima). Ela estava em endereço ligado à Adriana Aparecida Zanini, vice-presidente do Instituto Brasília Para o Bem-Estar do Servidor Público (IBESP), para onde os valores teriam sido transferidos (saiba mais abaixo). A quantia apreendida não foi divulgada até última atualização desta reportagem.

O advogado de Rafael Barbosa, Kleber Lacerda, afirmou à reportagem que que “não teve acesso à decisão que autorizou a busca e apreensão” e que “tão logo seja analisada a decisão, utilizará dos recursos legais para defesa”. O G1 tenta contato com a defesa dos demais envolvidos.

A apuração é coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, com apoio da Polícia Civil. A operação foi batizada de Alto Escalão e é um desdobramento da Operação Checkout, de 2018, que já apurava esquema ilícito em contratos pela Secretaria de Saúde.

Investigação

De acordo com a apuração, para camuflar a propina, a Secretaria de Saúde teria firmado um contrato fictício de publicidade e marketing com o IBESP. O pagamento teria ocorrido em 2014, e foi revelado pelo próprio dono da empresa, Luiz Carlos do Carmo, em delação.

A colaboração nas investigações ocorreu após a Operação Ckechout. No caso, o MPDFT apontou que o governo teria aplicado R$ 4,62 milhões na compra de mobiliário sem justificar a necessidade. Além disso, servidores teriam recebido pacotes turísticos como contrapartida para ilícitos.

As irregularidades foram identificadas a partir de uma auditoria do Tribunal de Contas do DF que, em 2016, dois anos após a compra, constatou que ainda havia macas, leitos, berços e divisórias encaixotados no depósito da Secretaria de Saúde.

Condenações

O ex-governador Agnelo Queiroz já foi condenado por outras irregularidades na gestão. Na mais recente sentença, em junho deste ano, ele é acusado de improbidade administrativa por praticar “pedalada fiscal”. Segundo o Ministério Público, ele teria “maquiado” contas do governo para evitar sanções.

Em janeiro deste ano, o ex-governador foi condenado, também por improbidade administrativa pela inauguração do Centro Administrativo do DF, o Centrad, em Taguatinga, no último dia de mandato em dezembro de 2014. Até abril do ano passado, as empresas alegavam já ter gasto mais de R$ 1,5 bilhão com o prédio, que não foi inaugurado por irregularidades em alvarás. Há cerca de oito meses, o GDF teria que pagar R$ 724 milhões ao consórcio para assumir o local

Atualmente, Agnelo também é considerado inelegível. Entre as decisões que restringe os direito políticos está sentença confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018, por uso dos sites oficiais do governo para notícias positivas em período pré-campanha eleitoral.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. O Partido Social Cristão que anda metendo a mão. PSC do Witzel e do Coronel Azevedo anda meio enrolado. O filho Zero Um com Queiroz no partido Republicanos também anda meio desgastado. O de Roberto Jefferson aliado, amigo e agora defensor do Mito também é meio sujo com o centrão. O que era de Rogério Marinho (PSDB) é que está lambuzando.

  2. Interessante, é que os órgãos que competem a realizar as investigações somente as fazem quando os gestores deixam os cargos. Será que durante o processo estes órgãos criam miupia!!!! E o trabalhador sempre arcando com as consequências. É realmente incrível.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Corrupção na compra de testes de baixa qualidade para a Covid-19: Polícia faz buscas na Secretaria de Saúde do DF e em 7 estados

Polícia faz buscas no Laboratório Central do DF, nesta quinta (2), em investigação sobre compra de testes de coronavírus — Foto: TV Globo/Reprodução

Uma operação que apura irregularidades na compra de testes de Covid-19 pelo governo do Distrito Federal foi deflagrada no início da manhã desta quinta-feira (2) em sete estados (GO, RJ, SP, PR, SC, BA e ES), além do Distrito Federal. A operação começou após investigação do Ministério Público do DF e tem apoio da Polícia Civil no DF e nos demais estados.

Entre os alvos, estão o subsecretário de Administração Geral da Secretaria de Saúde do DF, Iohan Andrade Struck, e o diretor do Laboratório Central do DF, Jorge Antônio Chamon Júnior.

As investigações apontam superfaturamento nas compras e baixa qualidade dos testes, que podem dar falso negativo. O prejuízo aos cofres públicos com as compras superfaturadas é estimado em cerca de R$ 30 milhões.

São investigados crimes como fraude a licitação, organização criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e cartel.

Testes de baixa qualidade e licitações fraudadas

Segundo investigadores, servidores da Secretaria de Saúde do DF se organizaram para fraudar licitações e para comprar testes IgG/IgM com preços superfaturados. A compra foi com dispensa de licitação. Ainda segundo a investigação, houve troca de marcas de testes por outras de qualidade inferior, o que contribui para o resultado falso negativo.

Ao todo, a operação, que foi chamada “Falso Negativo”, cumpre 81 mandados de busca e apreensão em mais de 20 cidades. Entre os endereços alvo dos mandados estão o Laboratório Central do DF, a Farmácia Central, a Secretaria de Saúde do DF e residências dos responsáveis pelas compras.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou, por meio de nota, que “todos os testes adquiridos, recebidos por meio de doações ou enviados pelo Ministério da Saúde, tem o certificado da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa – e portanto foram testados e aprovados pelo órgão Federal”.

Em relação aos preços, a secretaria informou que “representam os valores praticados no mercado”. “As compras foram efetuadas avaliando as marcas apresentadas, os certificados de qualidade e os menores preços apresentados pelas empresas nas propostas”, diz a nota.

O G1 entrou em contato com o Laboratório Central do DF, mas até por volta de 7h30 aguardava resposta.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Existem muitos direitões que também são errados. Os direitos políticos dos direitões serão cassados pela lei da ficha limpa.

    1. E os 30 leitos de UTI prometidos para 26 de junho por uma Organização Social Avente contratada por Fátima com pagamento antecipado ? Pra pagar salário de funcionário antecipado não tem dinheiro, nem pros atrasados né!!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF mira governador do Amazonas e secretária de Saúde sob suspeita de desvios de recursos do coronavírus

O governador do Amazonas, Wilson Lima Foto: Márcio Melo/Agência O Globo

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira a Operação Sangria, que mira o governador do Amazonas Wilson Lima (PSC) sob suspeitas de desvios de recursos do combate ao coronavírus. A PF cumpre mandado de prisão temporária contra a secretária de Saúde Simone Papaiz e contra outros sete alvos. O governador é alvo de buscas, que também miram outros 19 alvos.

Os mandados foram expedidos pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Falcão. A operação foi solicitada pela PF, com concordância quase integral da Procuradoria-Geral da República (PGR). A PF, entretanto, havia solicitado a prisão temporária do governador do Amazonas, mas a PGR se posicionou contrariamente ao pedido. O ministro Falcão indeferiu o mandado de prisão contra Wilson Lima.

Tanto a PGR como a PF apontam Wilson Lima como líder de uma organização criminosa montada para desviar os recursos. Em seus pedidos, os investigadores apontam que o governador tinha conhecimento e participação na dispensa de licitação que gerou o contrato suspeito de desvios.

“No inquérito, constam provas e indícios revelando o desvio de recursos públicos federais, os quais eram destinados ao sistema hospitalar estadual, em razão da emergência provocada pelo novo coronavírus”, diz a PF. Há suspeitas de fraude na contratação de empresa para fornecimento de respiradores e superfaturamento de pelo menos R$ 1,7 milhão.

A PF aponta que a secretária de Saúde estava dificultando o andamento de investigações do Tribunal de Contas do Estado sobre os desvios de recursos. Também foram alvos de prisões temporárias ex-integrantes de cargos de direção na Secretaria de Saúde, suspeitos de envolvimento no contrato alvo da investigação, João Paulo Marques dos Santos e Perseverando da Trindade Garcia Filho.

A principal suspeita da investigação é a fraude na contratação da empresa FJAP E CIA LTDA para o fornecimento de 28 ventiladores mecânicos, usados para ajudar na respiração dos pacientes com Covid-19.

Segundo a investigação, a FJAP subcontratou uma outra empresa para fornecer os respiradores. O governo do Amazonas pagou R$ 2,9 milhões pelos 28 respiradores, mas a FJAP comprou os equipamentos de uma outra empresa pelo valor de R$ 2,48 milhões. Esta empresa, por sua vez, adquiriu os produtos pelo valor inicial de R$ 1 milhão. Por isso, há suspeitas do superfaturamento na compra dos respiradores.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Esse é mais um que se elegeu às custas de Bolsonaro e virou às costa. A exemplo da peppa e frutinha. Vocês é quem estão desatualizados.

  2. Infelizmente a corrupção no Brasil é um verdadeiro câncer generalizado, e pega TODOS os partidos e tendências, da esquerda à direita (como esse PSC aí da matéria acima), sem esquecer do famigerado CENTRÃO.

    1. Ele não é esquerdita. Ele é do PSC. Partido Social Cristão, o mesmo partido da base bolsonarista de extrema direita fascista.

    2. Quando a gente ver um MINGA desse da vida escrever uma mentira dessa, a gente entende por que o país está desse jeito.
      Um cara que foi eleito com as bênçãos de Bolsonaro!!!
      É demais da conta ??‍♂️!!!

  3. Tá faltando os governadores do Nordeste. O Famoso consórcio NORDESTE Já perdeu quase 100 milhões para uma empresa recém criada.
    A Governadora Fátima perdeu 5 milhões.

    É muito desvio

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Após entendimento com Alvaro Dias, George Antunes continua à frente da saúde municipal

Após apresentar a sua carta de demissão ao prefeito Alvaro Dias, por discordâncias quanto a flexibilização do comércio, o secretário de saúde de Natal, George Antunes, vai permanecer à frente da pasta.

A polêmica sobre a sua possível saída se deu após entrevista à InterTV Cabugi, em que não poupou críticas aos governantes, inclusive, prefeitos, alertando sobre o aumento de casos de covid-19 e necessidade de reavaliação da abertura de determinados segmentos.

Nesta manhã não chegou a um consenso com o prefeito, e voltou a sua residência, para aguardar um desfecho sobre o caso. No decorrer das horas, emissários da Prefeitura foram enviados para convencê-lo da decisão. Chegaram a um acordo – ainda sem detalhes.

Opinião dos leitores

  1. O secretário retrucou sua demissão em menos de 24 horas. A população, ainda temerosa com as declarações, merece um melhor esclarecimento.

  2. Parabéns ao Secretário, feliz por saber que ainda tem pessoa do bem, que não coloca seu cargo acima de tudo, e pensa no próximo.

  3. Vão ao calçadão de ponta negra à noite, ao alecrim durante o dia, aí dá pra perceber que o mínimo que se podia fazer era usar um máscara, não é tudo mas ameniza, mas a demonstração é de uma normalidade.

  4. O secretário está coberto de razão ???? Temos que ficar em casa mesmo.Só sair em caso extremo.

  5. O secretário está certíssimo!!! Próximo aos meados de j7nho é que existe uma grande probabilidade de está no pico da pandemia. Não é hora de flexibilização Senhor prefeito, como médico e gestor, deve saber tem disso. Fique em casa!!!

  6. Graças a Deus , excelente secretário , competente . Deve fazer seu trabalho que ele faz muito bem , não entrar na onda dos secretários do estado , que pelo que estamos assistindo o governo não fez nada , o negócio é manter tudo fechado .

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Secretaria de Saúde explica caso de sarampo em Natal

Foto: Divulgação SMS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) promoveram, nesta segunda-feira (29), uma coletiva de imprensa para explicar sobre o caso de sarampo confirmado em Natal na semana passada.

Segundo Vaneska Gadelha, chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis (NAI) da SMS, tanto o homem diagnosticado com a doença, quanto as pessoas que tiveram contato com ele, estão sendo observadas pelas equipes de saúde. “Foi feito o bloqueio vacinal de todas as pessoas que tiveram contato com o paciente e todos estão sendo acompanhados pelos próximos 30 dias para saber se apresentam algum sintoma”, destacou.

Com o bloqueio vacinal realizado dentro do que diz o Ministério da Saúde – até 72 horas após a notificação – o secretário adjunto da Sesap, Petrônio Spinelli, destacou que não existe necessidade de pânico na população. “Foi um único caso e as equipes de saúde do município e estado agiram perfeitamente. Passamos 19 anos sem nenhum caso registrado em todo o Estado, o que significa que as vacinas funcionam. O que as pessoas precisam agora é manter a carteira de vacinação em dia”.

SMS e Sesap explicaram ainda que quem já foi vacinado contra sarampo não precisa tomar uma nova vacina. Entretanto, se uma pessoa até 49 anos não tem certeza se foi imunizado, pode buscar um posto de saúde para receber a dose. Acima dessa idade, não é feita a vacinação, já que existe o risco do paciente desenvolver a doença.

“As pessoas precisam aprender a cuidar de sua carteira de vacinação, como se cuidam de outros documentos, como carteira de identidade e motorista. É com a ela que o profissional de saúde vai saber se você está imunizado ou não para determinada doença”, explicou Vaneska.

O CASO

O paciente diagnosticado é do sexo masculino e tem 54 anos. Com histórico de viagem recente para o município de São Paulo – no período de 07 a 11 de julho – o paciente foi avaliado pelo médico infectologista e o material necessário foi coletado e encaminhado para análise, com a confirmação vindo dias depois.

SINTOMAS DA DOENÇA

Os sintomas iniciais apresentados pelos pacientes são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias.

 

Opinião dos leitores

  1. Norman Lopes
    Jornalista – DRT PB 5237/90

    A última Leva de concursados, nos quadros da Secretaria de Saúde da Prefeitura do Natal, ainda continua ao deus-dará, tamanha indiferença do gestor, no tocante aopagamento das gratificações. O salário do enfermeiro, aprovado, nos quadros da Estratégia de Saúde da Família, por exemplo, sem a devida gratificação (GESF) vira um salário minguado e desprezível. Para se ter uma ideia do descaso e da falta de compreensão do prefeito Álvaro Dias (MDB), os funcionários recém concursados cumprem carga de 40 horas, mas o edital do concurso reza em letras garrafais 30 horas semanais. O direito à gratificação com o aumento da carga horária vira uma situação de vida ou morte. Salvo a primeira convocação dos aprovados, as últimas duas, a segunda e a terceira chamadas, ainda não receberam, apesar do longo período de 6 meses, um centavo da tão esperada gratificação.

    Os funcionários e suas respectivas famílias vêm de público conclamar MinistérioPúblico, Câmara de Vereadores e o Sindicatos das categorias. Não é possível que o simples capricho de um gestor sem coração ou bom senso condene famílias inteiras ao desprezo.

    Caso não haja a implantação do direito estabelecido, os concursados lesados pelo atual prefeito promoverão panelaços e apelarão, inclusive, pela tortura da greve de fome. É inadmissível que Ele, o prefeito – maior interessado no voto dos cidadãos – seja capaz de trair os funcionários concursados, justamente, em um ano pré-eleitoral.

  2. Realmente o pessoal da secretaria passou no local para vacinar as pessoas que tiveram contato com o professor! Mas a pessoa que me referi não estava presente e vai passar no posto para tomar a vacina!!

  3. Realmente o pessoal da secretaria passaram no local vacinar as pessoas que tiveram contato com o professor! Mas a pessoa que me referi não estava presente e vai passar no posto para tomar a vacina!!

  4. Um professor também contraiu Sarampo , não sei se é a mesma pessoa!conheço pessoas que tiveram contato com o mesmo!! e não esta sendo assistida como diz a matéria da Secretaria de Saúde!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Secretaria de Saúde confirma três mortes por Influenza no RN em 2019

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesap), confirmou a morte de três pessoas no Rio Grande do Norte vítimas da Influenza em 2019, e o registro de 24 casos de quatro diferentes tipos do vírus neste ano no estado potiguar.

Segundo a Sesap, duas das mortes foram provocadas pelo vírus da Influenza H1N1 e a outra pela Influenza A. As vítimas foram uma criança de 9 anos, em Santa Cruz, um idoso de 74 anos, em Jardim do Seridó e um homem de 45, em Santana do Matos.

A Sesap reforçou que, para redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, especialmente as de grande infectividade, como vírus Influenza, é importante que, além da vacinação, sejam adotadas medidas gerais de prevenção:

Frequente higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento

Utilizar lenço descartável para higiene nasal

Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir

Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca

Higienizar as mãos após tossir ou espirrar

Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

Manter os ambientes bem ventilados

Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza.

Evitar sair de casa em período de transmissão da doença

Orientar o afastamento temporário (trabalho, escola etc.) até 24 horas após cessar a febre

Indivíduos que apresentem sintomas de gripe devem:

Evitar sair de casa em período de transmissão da doença (até 7 dias após o início dos sintomas).

Com acréscimo de informações do G1

Opinião dos leitores

  1. Faltou aí na lista um motorista de caminhão de Parnamirim, que morreu nesta terça-feira de H1N1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Secretaria de Saúde divulga boletim epidemiológico de Natal; notificados mais de seis mil casos de dengue neste ano

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou, nessa terça-feira (10), a situação epidemiológica de Natal em 2018, trazendo a quantidade de casos de arboviroses registrados até a 23ª semana.

Atualmente, foram notificados 7.515 casos para arboviroses, sendo 258 de chikungunya, 6.321 de dengue e 122 casos para zika. Os Distritos Sanitários Norte I e II concentram o maior número de registros, representando 56% do total de notificações na capital potiguar. Distribuindo por faixa etária, o grupo entre 20 e 39 anos é o mais atingido (32% dos casos), seguido pelas pessoas entre 10 e 19 anos (23%).

Natal conta com um sistema de monitoramento de dengue que é reconhecido internacionalmente. O Vigiadengue tem como finalidade a identificação de áreas de maior risco para que a ação de combate seja desenvolvida rapidamente. A cidade conta com mais de 400 ovitrampas (espécies de armadilhas) espalhadas a cada 300 metros. Elas são as responsáveis por armazenar os ovos dos vetores, que são utilizados para medir o Índice de Densidade de Ovos (IDO).

A Secretaria Municipal de Saúde atualmente também aplica outro método pioneiro de combate às arboviroses: as Estações Disseminadoras de Larvicida. Já bem-sucedida em outras localidades da América do Sul, a implementação desta estratégia no município de Natal faz parte de um projeto em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Prefeitura de Caicó esclarece incêndio na Secretaria de Saúde

Sobre o incêndio ocorrido na manhã desta terça-feira (08), na Secretaria Municipal de Saúde de Caicó, esclarecemos que ele aconteceu de forma acidental provocado no momento em que um funcionário usava um lança chamas para fazer a limpeza do teto.

As chamas foram rapidamente controladas, deixando apenas danos materiais na parte de madeira da cobertura e na fiação. Diferente do que alguns integrantes da imprensa chegaram a divulgar, não houve qualquer dano a nenhum computador e nem queima de documentos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Secretaria de Saúde deve apurar descumprimento de escalas de plantão; MP aguarda 30 dias

O secretário municipal de Saúde Cipriano Maia de Vasconcelos tem 30 dias para enviar, à 62ª Promotoria de Justiça, relatório circunstanciado de casos graves de não cumprimento das escalas de cada mês, nas unidades de saúde, seja por venda de plantões, seja por abandono, com reiteradas faltas sem justificativa.

É o que consta, entre outras providências, da Recomendação n.º 0003/2014/62PmJ expedida pelo Ministério Público Estadual por intermédio das Promotorias de Justiça da Saúde e do Patrimônio Público. Cópia da Recomendação também foi enviada às Cooperativas Médicas com atuação junto ao SUS Municipal, bem como à Secretaria de Administração e Gestão Estratégica -SEGELM.

O Ministério Público constatou que a Portaria nº  020/2014-GS/SMS não vem sendo cumprida. Essa portaria regulamenta e estabelece critérios para fixação do quantitativo de plantões no âmbito da rede municipal de saúde pública, a qual estabelece o quantitativo máximo de quatro permutas/mês de plantões para o servidor com carga horária de 40h semanais, três permutas/mês para o servidor com carga horária de 30h semanais e duas permutas/mês para o servidor com carga horária de 20h semanais.

Durante inspeções realizadas pelo MP em algumas unidades de saúde da rede pública, foram relatadas, dentre outras práticas, a venda e abandono de plantões; além de suposta sobreposição de escalas por parte de funcionários que possuem, simultaneamente, vínculos com a SMS e cooperativa.

Os promotores de Justiça que assinam a Recomendação consideram que é dever da gestão, incluindo as respectivas direções de unidades e chefias de setores, na hipótese de descumprimento apurar a responsabilidade administrativa dos funcionários que tenham concorrido para o descumprimento das escalas, bem como comunicar às autoridades competentes diante da prática de possível ilícito.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social

Representante dos donos do Ducal disse na CEI que a ex-secretária Ana Tânia faltou com a verdade

O bicho pegou…..

Segue reportatem do Diário de Natal:

Um novo impasse envolve os contratos de aluguel da Prefeitura de Natal. Enquanto a ex-secretária municipal de Saúde Ana Tânia Sampaio disse, em depoimento à Comissão Especial de Inquérito (CEI) dos Contratos, que a locação do edifício Ducal não foi renovada por decisão dos locatários, Ronaldo Luiz Lima de Souza, representante da Inpele, empresa proprietária do imóvel, afirmou ontem, ao ser ouvido pelos membros da comissão, que pretendia permanecer com o contrato firmado com o Executivo Municipal. Diante dos eixos contraditórios, o relator da CEI, vereador Júlio Protásio (PSB), solicitou à CEI uma acareação entre os dois para esclarecer quem está falando a verdade.

De acordo com Ronaldo, a ex-secretária não foi correta ao dizer que não houve interesse da Inpele em continuar com a locação do imóvel. “O que a ex-secretária disse não é verdade. Isso é cena. Ela está brincando com a CEI”, ironizou. Ele disse, durante o depoimento, que houve uma espécie de “campanha” para que as secretarias de Saúde e Educação deixassem o Ducal. “Por que tantas notícias falando mal do Ducal? Acho que era um jogo para enganar a população”. O representante da Inpele informou ainda que a prefeitura continua pagando o aluguel do Ducal, sem utilizá-lo. “Está no contrato. Enquanto a prefeitura não fizer uma reforma no prédio para entregá-lo, continuará pagando o aluguel”, enfatizou.

A suspeita da investigação é de que o contrato com o Ducal foi cancelado para que a prefeita Micarla de Sousa (PV) favorecesse o empresário Haroldo Azevedo, proprietário do antigo Hotel Ladeira do Sol, prédio para o qual foram transferidas as secretarias de Saúde e Educação. Logo depois de Ronaldo, foi a vez de Azevedo prestar depoimento à CEI. Na ocasião, ele negou que tenha existido troca de favores para a efetivação do contrato entre sua empresa e a prefeitura. “Eu não participei da campanha da prefeita. Estava viajando. Cheguei a Natal um dia antes da eleição. Também não tenho nenhum indicado na prefeitura, pois sou empresário e não político. Torço pela gestão da prefeita”, declarou.

O empresário contou que procurou a prefeitura para oferecer as instalações do Ladeira do Sol após tomar conhecimento de que as duas pastas estavam mal acomodadas no edifício Ducal. “Eu me propus a alugar o prédio. A decisão foi das então secretárias. Elas estavam insatisfeitas com a estrutura do prédio em que estavam. Foi uma contratação direta. Não houve licitação. Mas, no processo de escolha, tínhamos as mesmas condições de competir com o Ducal. Ganhamos porque oferecemos uma melhor estrutura. Eu investi R$ 800 mil na adequação do prédio às necessidades da prefeitura. Não conheço um local em Natal que esteja mais habilitado para a função hoje do que o imóvel”, argumentou.

Haroldo Azevedo disse que a secretaria de Saúde não paga o aluguel do imóvel há sete meses e a de Educação há cinco meses. O valor mensal da locação, somando as duas pastas, é de R$ 126 mil. O Ducal custava R$ 85 mil. Haroldo disse que o valor cobrado por ele está abaixo do preço de mercado. A dúvida que cerca a mudança de prédio das pastas continua. A CEI fará novas oitivas para entender a troca do Ducal pelo Ladeira do Sol.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ana Tânia troca pepinos do RN por quadro na UFRN. Muito mais negócio!!!

Blog de CezarAlves

A subsecretária de Saúde, Ana Tânia, deverá se desligar do governo do Estado nos próximos dias para assumir o cargo de professora doutora do Departamento de Saúde Coletiva da UFRN. A Portaria foi publicada ontem no Diário Oficial da União.

“Eu não pedi demissão. O que aconteceu de fato foi que Eliana Lima me ligou perguntando se eu iria sair da Secretaria de Saúde, já que meu nome era o primeiro da lista de convocados pela UFRN no Diário Oficial da União, e eu falei que vou assumir o cargo”, explicou.

Ana Tânia está hoje em Pau dos Ferros, sua terra natal, ministrando palestra sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) dentro da Conferência Municipal de Saúde. “Eu esperava, mas não sabia desta convocação. Quem me avisou foi Eliana Lima hoje”, diz.

Assim como Ana Tânia a governadora Rosalba Ciarlini, também foi pega de surpresa com a convocação no Diário Oficial da União. As duas conversaram hoje depois que foi divulgado no Blog de Carlos Santos que Ana Tânia havia pedido demissão ontem à noite.

“A princípio fui informada de que preciso ficar com dedicação exclusiva a UFRN por dois anos, durante o estágio probatório, mas não custa nada averiguar outras possibilidades”, diz Ana Tânia, lembrando que vai está sempre pronta para contribuir a saúde do RN.

Amanhã a subsecretaria Ana Tânia deverá sentar com a governadora Rosalba Ciarlini para definir seu desligamento e substituição. “Gostaria muito de ajudar, mas uma oportunidade como esta é uma em mil e preciso aproveitar”, destaca.

Perde o cidadão Potiguar.

Do Blog: Ana Tânia por onde passou mostrou ser pró-ativa e competente. Dejesar sorte na nova missão

Opinião dos leitores

  1. Pense numa troca. É o mesmo que trocar um volante brucutu por um atacante veloz. Muda o panorama e vende o jogo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Perpétua do Império Verde

A Prefeita Micarla de Souza anunciou ontem a nova secretaria de saúde do Município, será o quinto secretario em menos de 29 meses, um recorde tratando-se de administração publica. Mas para assumir uma responsabilidade desta, só podia ser uma mulher, e o nome dela só poderia ser Perpétua. Explico porque, quem conhece a história do império romano?

No império Romano, Perpétua era uma mulher forte e determinada que foi condenada por desobedecer ordem do imperador Sétimo Severo, que tinha baixado um edito segundo o qual, todos deveriam oferecer sacrifícios aos deuses romanos e ao próprio imperador. O infrator era sentenciado, juntamente com outros criminosos. Perpetua injustamente foi condenada junto com sua funcionária que se chamava felicidade por não abrir mão da sua fé.

Bom, voltando a realidade, teremos Perpétua do império verde na saúde à partir de hoje, e para assumir esse desafio ela com certeza tem mais fé e força do que a Perpétua do império romano.

(mais…)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Prefeitura rescinde contrato com a ITCI

Prefeitura rescindiu contrato com a ITCI.

O Secretário Thiago Trindade provavelmente assinou um dos seus últimos atos como secretário, está no Diário Oficial do Município desta quarta-feira:

SECRETÁRIO MUNICIPAL DE GESTÃO DE PESSOAS, LOGÍSTICA E MODERNIZAÇÃO ORGANIZACIONAL  TERMO DE RESCISÃO CONTRATUAL
Fica rescindindo, unilateralmente, na forma do art. 71, I, c/c o art. 78, VII e XII, ambos da Lei  n. 8.666, de 1993, o Contrato de Gestão n.º 002/2011, celebrado, em 12 de abril de 2011,  pelo Município do Natal, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, e pelo Instituto de  Tecnologia, Capacitação e Integração Social – ITCI, qualificado como Organização Social, para  operacionalizar a gestão e a execução de serviços de saúde constantes do Projeto Natal contra  a Dengue, segundo as razões jurídicas deduzidas nos autos do Processo Administrativo n.º 021671/2011-87.  Natal (RN), 10 de maio de 2011

Thiago Barbosa Trindade
Secretário Municipal de Saúde

 

Opinião dos leitores

  1. Parabéns a toda a sociedade que se engajou nessa luta contra essa festa que está sendo feita em toda as secretarias da prefeitura com dinheiro público. MINISTÉRIO PÚBLICO NELES.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *