Segunda fase da vacinação contra influenza acontece de 16 de abril a 08 de maio

Foto ilustrativa: Nilcem Fernandes/Governo do Tocantins

Profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 15 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade serão público-alvo da segunda etapa da campanha contra influenza, que acontece de 16 de abril a 08 de maio. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal vai disponibilizar as doses nas 63 salas de vacinação das unidades básicas (UBS) da cidade. A meta é imunizar cerca de 43 mil pessoas na segunda fase.

“Vale lembrar que a vacina age contra os principais tipos de gripe, que são Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. O imunobiológico não previne o novo coronavírus que provoca a doença COVID-19. Não há necessidade de todas as pessoas buscarem os postos nos primeiros dias, é preciso evitar aglomerações”, destaca Juliana Araújo, Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal.

As pessoas com alguma comorbidade devem estar munidas de atestado médico para comprovar a existência da doença crônica. Os profissionais também precisam apresentar os crachás de trabalho ou documento que mostre vínculo empregatício para receber a imunização. Pela primeira vez o Ministério da Saúde inclui no público-alvo os caminhoneiros e motoristas de transportes coletivos.

A terceira fase da campanha contra Influenza será de 09 a 22 de maio, atenderá professores de escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adultos de 55 a 59 anos e pessoas com deficiência.

SOBRE A CAMPANHA DE INFLUENZA 2020

A primeira da fase da campanha de Influenza foi destinada ao público idoso, a partir de 60 anos e aos profissionais da saúde. Natal conseguiu atingir a meta de idosos em apenas cinco dias vacinando 90% do público idoso. Para os profissionais da saúde foi destinada vacinação no próprio local de trabalho e/ou nos postos da Prefeitura.

Até o final da campanha o município estima atingir 250 mil pessoas em 2020.