Natal tem 70 mil doses de Vacinação contra Influenza disponível para população

Foto: Divulgação SMS

A Campanha de Vacinação contra Influenza realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal) foi responsável pela imunização de mais de 190 mil pessoas, entre março e junho de 2020. Ao total, 192.061 pessoas foram vacinadas durante a campanha, totalizando uma média de 87,72% da população prioritária da capital. Natal conseguiu superar as metas para idosos e profissionais da saúde dentro dos públicos alvos. Encerrada esta etapa, a vacina está disponível agora para todos os interessados com demanda aberta.

Com o fim da campanha para grupos prioritários, a Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza para o público geral 70 mil doses distribuídas dentre as 63 salas de vacinação da cidade. A vacina protege dos principais vírus causadores de gripes, como influenza A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B.

Para ter acesso à imunização, o interessado basta comparecer à Unidade de Saúde (UBS) mais próxima portando documento original com foto, cartão sus e cartão de vacina. Vale ressaltar que cada sala de vacina tem horários e dias específicos de funcionamento, de acordo com escalas. Logo, é indicado entrar em contato previamente com a UBS desejada antes da visita presencial para se vacinar.

“Houve uma baixa procura em em relação ao esperado por adultos, gestantes, puérperas e crianças, mas para esse público fica o recado de que ainda dá tempo de se imunizar. As doses que restam nas unidades básicas de saúde agora estão destinadas a todo e qualquer indivíduo que desejar se vacinar”, finaliza Vaneska Gadelha, chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis de Natal.

Vacinação contra Influenza imunizou mais de 190 mil pessoas em Natal; doses remanescentes ficam disponíveis para qualquer pessoa

Foto: Divulgação/SMS

Encerrou nessa terça-feira (30) a campanha de vacinação contra Influenza. Mais de 190 mil pessoas foram atendidas pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal) nas salas de vacinação do município. Com início em 23 de março, a campanha foi dividida em etapas que tinha público alvo composto de idosos acima de 60 anos, profissionais de saúde, professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto até 45 dias, pessoas de 55 a 59 anos e população indígena em geral. A partir de 01 de julho, as doses remanescentes nas unidades de saúde ficam disponíveis para qualquer pessoa que buscar a imunização.

Durante a campanha, 192.061 pessoas foram vacinadas na capital, totalizando uma média de 87,72% da população prioritária. Destas, 112.451 são idosos (131.70%), 33.909 trabalhadores da saúde (109.38%), 16.589 adultos de 55 a 59 anos (49.55%), 4.162 gestantes (48.18%), 619 puérperas (43.59%) e 24.920 crianças (41.84%). O Ministério da Saúde sugere cobertura vacinal de 90% para esses públicos e Natal conseguiu superar as metas para idosos e profissionais da saúde.

“Algumas estratégias foram utilizadas para alcançar as metas estabelecidas, como o drive para idosos no Arena das Dunas na primeira fase, que teve boa aceitação das pessoas. Por outro lado, devido à preocupação do público em comparecer aos postos de saúde com a pandemia do novo coronavírus, houve uma procura abaixo do esperado de adultos, gestantes, puérperas e crianças. Com isso, a partir de hoje, as doses que restarem nas unidades básicas de sáude ficam destinadas a todo e qualquer indivíduo que desejar se vacinar”, comenda Vaneska Gadelha, Chefe de Agravos Imunopreveníveis de Natal.

Prefeitura de São Gonçalo do Amarante inicia primeira etapa de vacinação da febre aftosa

Foto: Divulgação

A Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante/RN, através da Secretaria Municipal de Agropecuária e Desenvolvimento Agrário (Semada), e o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn) iniciou a 1ª etapa de vacinação do rebanho bovino contra a febre aftosa no município.

Essa primeira etapa começou na segunda-feira (8) e segue até o dia 29 de junho. Foram adquiridas 1.200 doses da vacina para os pequenos criadores são-gonçalenses. O investimento foi de R$ 1.496,00.

O período de vacinação nacional vai de 1º a 30 de junho de 2020, e a declaração da vacinação vai até o dia 15 de julho de 2020. Para mais informações, o usuário deve ligar para Semada, no número (84) 99621-1516.

Veja as datas de vacinação por comunidade:

– Segunda-feira | 08/06/2020

Canaã e Guajirú

– Terça-feira | 09/06/2020

Novo São Gonçalo

– Quarta-feira | 10/06/2020

Guanduba e Oiteiros

– Quinta-feira | 11/06/2020

FERIADO CORPUS CRIST (Não haverá vacinação)

– Sexta-feira | 12/06/2020

Califórnia

– Segunda-feira | 15/06/2020

Bela Vista e Campinas

– Terça-feira | 16/06/2020

Jenipapo

– Quarta-feira | 17/06/2020

Poço de Pedra e Barra de Camaragibe

– Quinta-feira | 18/06/2020

Maçaranduba

– Sexta-feira | 19/06/2020

Ladeira Grande

– Segunda-feira | 22/06/2020

Igreja Nova e Chã do Moreno

– Terça-feira | 23/06/2020

Alagadiço Grande e Barro Duro

– Quarta-feira | 24/06/2020

Jacaraú, Uruaçú e Pajuçara

– Quinta-feira | 25/06/2020

Barreiros e Santo Antônio do Potengi

Campanha contra gripe inicia nova etapa de vacinação nesta segunda

Foto: Reprodução

Começa nesta segunda-feira(18) a segunda etapa da terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que pretende imunizar até o dia 5 de junho mais 36,1 milhões de pessoas, número que corresponde a 90% do público-alvo dessa etapa.

Nesta etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

De acordo com o balanço mais atualizado do Ministério da Saúde, 60,5% do grupo prioritário tinham sido vacinados contra a influenza nas duas primeiras fases da campanha, o que corresponde a um total de 39,6 milhões de doses da vacina aplicadas.

Fases anteriores

Em levantamento divulgado no início da semana passada, o ministério informou ter distribuído 63,2 milhões de doses da vacina. Até então, na segunda fase da campanha, iniciada em 16 de abril e encerrada no dia 8 de maio, apenas 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo foram vacinados. O número era 10 milhões inferior ao total de pessoas do grupo pretendido.

A segunda fase da campanha teve como público-alvo povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Na primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação, dirigida a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% desse público.

Agência Brasil

 

Campanha de Vacinação contra gripe terá nova etapa a partir de segunda

Foto: © Marcello Casal JrAgência Brasil

A terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe encerrará, neste domingo (17), a primeira de suas duas etapas tem como público-alvo, pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

No caso das mães que se encontram no período pós-parto, o ministério informa ser necessária a apresentação de um documento que comprove o puerpério (certidão de nascimento, cartão da gestante, documento do hospital onde ocorreu o parto, entre outros).

A segunda etapa da terceira fase vai de 18 de maio até 5 de junho. Nela serão incluídos professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade. A exemplo das demais fases, a meta do governo é vacinar pelo menos 90% de cada um desses grupos. Na terceira fase, a meta é imunizar 36,1 milhões de pessoas do grupo prioritário.

De acordo com o balanço mais atualizado do Ministério da Saúde, 60,5% do grupo prioritário havia sido vacinado contra a influenza nas duas primeiras fases da campanha, o que corresponde a um total de 39,6 milhões de doses da vacina aplicadas.

Para evitar sobreposição com relação ao número de pessoas vacinadas, o percentual divulgado pelo ministério não inclui os grupos de pessoas com comorbidades, membros das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários e o público relacionado com o sistema prisional, uma vez que, nesses quantitativos, o que se tem são estimativas populacionais.

“O quantitativo desse público é uma estimativa e pode haver sobreposição a partir de pessoas que integram diferentes grupos prioritários, por exemplo, ser caminhoneiro (público-alvo da segunda fase) e idoso (público-alvo da primeira fase). Assim, é possível informar apenas o número de doses, de fato, aplicadas da vacina contra a gripe nestes grupos que foi 7,5 milhões”, explicou o Ministério da Saúde em e-mail enviado à Agência Brasil.

Fases anteriores

Em levantamento divulgado no início da semana, o ministério informou ter distribuído 63,2 milhões de doses da vacina. Até então, na segunda fase da campanha iniciada em 16 de abril e encerrada no dia 8 de maio, apenas 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo foram vacinados. O número era 10 milhões inferior ao total de pessoas do grupo pretendido.

A segunda fase da campanha teve como público-alvo povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação, dirigida a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% deste público.

Agência Brasil

Começa nesta segunda a 3ª fase da Campanha Nacional de Vacinação contra gripe

Foto: Tânia Rêgo – Agência Brasil

A terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe foi iniciada nesta segunda-feira(11). De acordo com o Ministério da Saúde, ela será dividida em duas etapas. A primeira vai até 17 de maio e tem como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes; e mães no pós-parto até 45 dias.

Na segunda etapa, a partir do dia 18 de maio e até 5 de junho, serão incluídos professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade.

A exemplo das demais fases, a meta do governo é vacinar pelo menos 90% de cada um desses grupos. Na segunda fase da campanha – iniciada em 16 de abril e encerrada no dia 8 de maio em todo o país – apenas 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo foram vacinados. No último balanço divulgado pelo ministério semana passada, 10 milhões de pessoas do grupo pretendido ainda foram vacinadas.

A segunda fase da campanha teve como público-alvo povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores), caminhoneiros e portuários foram os que registraram a menor procura na segunda fase da campanha. Até o momento, apenas 467 mil doses foram aplicadas, quando a estimativa era a de vacinar 2,6 milhões de profissionais.

Primeira fase

Na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação, dirigida a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% deste público. No caso dos trabalhadores da saúde, 3,8 milhões de profissionais foram imunizados, o que corresponde a apenas 75,5% da meta.

“Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS (Sistema Único de Saúde) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de apresentação de prescrição médica”, informou, por meio de nota, o Ministério da Saúde.

Gripe Influenza

Até 18 de abril deste ano, houve 1.696 casos de pessoas hospitalizadas com Síndrome Respiratória Aguda Grave por conta da gripe Influenza em todo o país. O governo contabiliza 163 mortes pela doença.

Do total de casos cuja subtipagem foi identificada, 468 foram de influenza A (H1N1), com 66 óbitos; 45 casos e 10 óbitos por influenza A (H3N2), 263 de influenza A não subtipado, com 43 mortes; e 399 casos e 44 óbitos por influenza B.

Agência Brasil

Terceira fase da Campanha Nacional Contra Gripe começa segunda-feira

Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

A terceira fase da Campanha Nacional Contra a Gripe acontece da próxima segunda-feira, 11 de maio, a 06 de junho dividido em duas etapas. Pessoas com deficiência, professores da rede pública e privada, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias), e pessoas de 55 anos a 59 anos de idade serão o público alvo desta terceira fase da vacinação contra influenza, vacina que protege dos vírus causadores de gripes como influenza A(H1N1), A(H3N2) e Influenza B.

Para evitar aglomerações, o público alvo será dividido em dois grupos nesta etapa da vacinação, sendo: de 11/05 à 17/05 exclusivo para crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas (mulher em período pós-parto) até 45 dias. De 18/05 à 06/06 exclusivo para pessoas de 55 anos a 59 anos de idade e professores da rede pública e privada.

Nesta etapa da campanha, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Natal) disponibilizará doses que serão distribuídas nas 63 salas de vacinação das Unidades Básicas de Saúde (UBS). Vaneska Gadelha, chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis da SMS-Natal, alerta que “imunizar essa população é garantir imunidade às gerações futuras. Vale ressaltar que o cartão de vacina é algo indispensável no momento da vacinação, principalmente por essa terceira fase se tratar de crianças, gestantes e puérperas. Devemos ter uma atenção especial para este público” finaliza Vaneska.

SOBRE A CAMPANHA DE INFLUENZA 2020

A primeira da fase da campanha de Influenza foi destinada ao público idoso, a partir de 60 anos e aos profissionais da saúde. Natal conseguiu atingir a meta em apenas cinco dias vacinando 90% do público idoso. Na segunda etapa da campanha contra influenza, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 15 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade foram o público-alvo. Até o final da campanha, o município estima atingir 250 mil pessoas em 2020.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pryscilla disse:

    Deveriam fazer como fizeram com os idosos: Vacinação em carros e condomínios. Evitaria colocar crianças e lugares de risco. Já estão sem aula por causa disso……

Segunda fase da vacinação contra influenza acontece de 16 de abril a 08 de maio

Foto ilustrativa: Nilcem Fernandes/Governo do Tocantins

Profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 15 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade serão público-alvo da segunda etapa da campanha contra influenza, que acontece de 16 de abril a 08 de maio. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal vai disponibilizar as doses nas 63 salas de vacinação das unidades básicas (UBS) da cidade. A meta é imunizar cerca de 43 mil pessoas na segunda fase.

“Vale lembrar que a vacina age contra os principais tipos de gripe, que são Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. O imunobiológico não previne o novo coronavírus que provoca a doença COVID-19. Não há necessidade de todas as pessoas buscarem os postos nos primeiros dias, é preciso evitar aglomerações”, destaca Juliana Araújo, Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal.

As pessoas com alguma comorbidade devem estar munidas de atestado médico para comprovar a existência da doença crônica. Os profissionais também precisam apresentar os crachás de trabalho ou documento que mostre vínculo empregatício para receber a imunização. Pela primeira vez o Ministério da Saúde inclui no público-alvo os caminhoneiros e motoristas de transportes coletivos.

A terceira fase da campanha contra Influenza será de 09 a 22 de maio, atenderá professores de escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adultos de 55 a 59 anos e pessoas com deficiência.

SOBRE A CAMPANHA DE INFLUENZA 2020

A primeira da fase da campanha de Influenza foi destinada ao público idoso, a partir de 60 anos e aos profissionais da saúde. Natal conseguiu atingir a meta de idosos em apenas cinco dias vacinando 90% do público idoso. Para os profissionais da saúde foi destinada vacinação no próprio local de trabalho e/ou nos postos da Prefeitura.

Até o final da campanha o município estima atingir 250 mil pessoas em 2020.

Sesad divulga panorama da vacinação contra a gripe em Parnamirim

FOTO: ASCOM – Ana Amaral

Na primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, Parnamirim teve uma participação da população muito expressiva. Os grupos prioritários neste primeiro momento são os idosos com mais de 60 anos e os profissionais da saúde. Ambas as categorias já tiveram as metas superadas na cidade.

Até o momento foram vacinados 4.433 trabalhadores da saúde, o que corresponde a 105,42% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, de vacinar 4.205 pessoas dentro desse grupo de risco. Já no caso das pessoas idosas com mais de 60 anos, o estabelecido pelo MS foi vacinar 15.447 pessoas. Nesta segunda-feira (6) Parnamirim já conseguiu imunizar 17.792 cidadãos nessa faixa etária, o que corresponde ao satisfatório resultado de 115,18% da meta predeterminada.

De acordo com dados da Sesad todas as unidades ainda tem doses, porém esse panorama pode mudar a qualquer momento, visto que a vacinação continua em todos os bairros, inclusive dentro dos condomínios. O Ministério da Saúde ainda não informou quando um novo lote de vacinas deve chegar.

A Campanha Nacional de Vacinação segue o calendário e deve continuar imunizando exclusivamente o grupo dos idosos e profissionais da saúde até o próximo dia 15 de abril. A partir do dia 16 será iniciada uma nova fase da campanha, na qual serão vacinados os doentes crônicos, profissionais das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários.

Natal atinge meta de vacinação para idosos e desativa postos volantes

Foto: Ilustrativa

O município de Natal atingiu nesta quinta-feira (02), a meta do Ministério da Saúde de vacinação contra influenza, com imunização de 90% dos 82mil idosos da capital. A boa participação das pessoas permitiu que esse número fosse alcançado antes do término da primeira etapa, que segue até 15 de abril, destinada ao público idoso maior de 60 anos e profissionais da saúde.

Com isso, a partir de segunda-feira (06), a vacina contra influenza passa a ser ofertada exclusivamente nas salas de vacina das 63 unidades básicas (UBS) da cidade. Os postos volantes criados com auxílio de parceiros, como os drives na Arena das Dunas, Nélio Dias, Via Direta e pontos da Cruz Vermelha, Hospital Varela Santiago e Praça Augusto Leite, deixam de funcionar a partir de hoje. A SMS Natal ainda ressalta que as doses não combatem o novo coronavírus.

“Vamos continuar a vacinação nas unidades básicas para atender a demanda remanescente de 10% do público idoso e profissionais da saúde que ainda não compareceram nessa primeira etapa. Também vamos garantir as doses destinadas para os condomínios cadastrados na plataforma do Lais onde os síndicos solicitaram a imunização nos imóveis, que recebe até 05 de abril novas solicitações; é possível requisitar esse serviço através do site natalvacinacaoidosos.lais.huol.ufrn.br “, destaca Juliana Araújo, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal.

A campanha continua até 22 de maio de acordo com o cronograma pré-estabelecido pelo Ministério da Saúde, sendo de 16/04 a 08/05 destinada a profissionais das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários; de 09/05 a 22/05 voltada a professores, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto até 45 dias, pessoas de 55 a 59 anos sem doenças crônicas, pessoas com deficiência e população indígena em geral. Mais de 250mil pessoas estão aptas a receber a vacina em Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo Peixoto disse:

    Cadê a preocupação com o Coronavírus? Se já haviam filas de espera dentro dos veículos, e que chegavam até uma hora, porque sujeitar idosos ao confinamento dentro de um unidade de saúde para escapar do sol e da chuva? A coisa está feia para os idosos, pois correrão o risco de adoecer pegando calor e chuva além do risco de contágio do Coronavírus dentro da própria unidade de saúde.

    • Zé Mané disse:

      Nem todo idoso tem carro pra seguir no esquema drive thru, que funcionou bem. Qual a sua sugestão? Ficar só apontando problemas imaginários é irresponsabilidade.

UFRN segue com campanha de vacinação contra Influenza

Foto: Luciana Eduardo

Dando continuidade à campanha de Vacinação contra Influenza, a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) da UFRN vacina, até 22 de maio, pessoas com 60 anos ou mais de idade e profissionais da saúde. O atendimento ocorrerá a partir das 7h30, no auditório da Diretoria de Qualidade de Vida, Saúde e Segurança no Trabalho (DAS) ou pelo sistema drive thru, que permite a vacinação sem sair do carro.

De acordo com a DAS, o horário de atendimento pode sofrer variações em função da quantidade de vacinas recebidas diariamente da Secretaria Municipal de Saúde. Dessa forma, o atendimento está condicionado ao estoque de vacinas.

Com identidade, quem tem 60 anos ou mais deve se dirigir ao auditório da DAS, na entrada em frente à parada do circular na Praça Cívica do Campus Central. Já os profissionais da saúde devem ir à entrada principal da DAS, com comprovante de profissão. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected]

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlúcio disse:

    Gostaria de parabenizar a Diretoria de Atenção a Saúde do Servidor por mais essa ação em prol do bem estar da população.

Natal retorna campanha de vacinação contra influenza nesta terça; veja postos exclusivos para idosos

Foto: Divulgação

Com a chegada da nova remessa de vacinas contra Influenza enviada pelo Governo Federal, Natal retorna, nesta terça-feira (31), a campanha de imunização contra a influenza. A primeira etapa da campanha segue até o dia 15 de abril, e é destinada à vacinação exclusiva para idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal reforça que a vacina de Influenza não combate o Coronavírus (Covid-19).

Também conhecida como vacina contra gripe, a campanha de vacinação tem como objetivo imunizar a população contra as principais doenças causadas por vírus respiratórios, como a influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B que circulam nesse período, em Natal. A campanha teve início no dia 23 de março e imunizou cerca de 71 mil pessoas em apenas três dias na capital.

Todos os 63 postos de saúde de Natal estão reabastecidos assim como os pontos de apoio montados para atendimento EXCLUSIVO DOS IDOSOS, A PARTIR DE 60 ANOS. A SMS lembra que as vacinas dos profissionais de saúde serão enviadas para os seus locais de trabalho.

Postos de vacinação EXCLUSIVOS PARA IDOSOS

Praça Augusto Leite – De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h

Arena das Dunas – Drive Thru no estacionamento do Arena das Dunas – De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h

Ginásio Nélio Dias – De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h

Sede da Cruz Vermelha – Ponta Negra – De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h

Hospital Infantil Varela Santiago – segunda a sexta das 13h às 16h

Profissionais da saúde – Será disponibilizada a vacina no próprio local de trabalho.

Shopping Via Direta (Exclusivo para idosos beneficiários da Unimed) – De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h

GEAP Saúde – Ficarão responsáveis em vacinar os IDOSOS ACAMADOS que são beneficiários do plano.

CAURN – Ficarão responsáveis em vacinar os IDOSOS ACAMADOS que são beneficiários do plano.

Datas da campanha de Vacinação contra a Influenza

A campanha de vacinação contra a influenza começou no dia 23 de março e se estende até o dia 22 de maio. Ela é dividida em três fases voltadas para atender públicos específicos. “É importante ressaltar essa obediência às datas para cada fase. A medida também tem fim de evitar aglomerações e manter maior controle das aplicações”, comenta a Chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis da SMS-Natal, Vaneska Gadelha.

CRONOGRAMA

23/03 a 15/04 – Idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde;

16/04 a 08/05 – Professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além de doentes crônicos;

09/05 a 22/05 – Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto até 45 dias, pessoas de 55 a 59 anos sem doenças crônicas, população indígena em geral.

Os pacientes precisam comprovar que estão inseridos no público-alvo da campanha através de documentação específica para cada caso. As puérperas devem apresentar documentos da criança ou maternidade, doentes crônicos precisam estar munidos de atestado médico, indivíduos das forças armadas devem ter em mãos a identidade profissional, e profissionais da saúde seus crachás ou carteiras dos conselhos.

Projeto da UFRN vai ajudar vacinação de idosos em condomínios de Natal durante a pandemia

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte, por meio do projeto de extensão “ESTRATÉGIAS DE APOIO À CAMPANHA DE VACINAÇÃO DE IDOSOS CONTRA INFLUENZA NO MUNICÍPIO DE NATAL/RN: uma ação complementar no combate a COVID-2019”, está contribuindo a Secretaria Municipal de Saúde de Natal na vacinação de idosos contra a influenza. A ação visa diminuir os riscos que esta população estaria exposta se aglomerada em espaços coletivos.

Nesse sentido, as unidades envolvidas no projeto de extensão (Departamentos de Enfermagem, Departamento de Saúde Coletiva, Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva, Diretoria de Atenção à Saúde do Servidor, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Instituto Envelhecer o e o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde – LAIS) disponibilizaram os números de telefone do Instituto Envelhecer para cadastramento dos condomínios através dos síndicos.

No entanto, em virtude do congestionamento das linhas telefônicas do Instituto Envelhecer, o grupo gestor do projeto está desenvolvendo uma plataforma que estará disponível no site do LAIS (https://lais.huol.ufrn.br/), a partir do dia 28/03/2020, para que os síndicos dos condomínios (e somente eles) acessem e cadastrem os idosos com 60 anos ou mais residentes, moradores dos respectivos condomínios, exclusivamente.

Para o cadastramento é necessário informar nome completo, idade, data de nascimento, e ainda se os idosos residentes já foram vacinados nesta campanha ou não.

Recomendamos que até que a plataforma esteja pronta, os síndicos iniciem a busca das informações que serão enviadas por meio da plataforma.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cabo Silva disse:

    Comece providenciando as vacinas!!!
    O LAIS é aquele enrolado na justiça com o programa da SIFILIS???

    • Ricardo Lúcido disse:

      Cabo Silva . Como autoridade militar de tão graduada patente , sugiro que se informe melhor sobre o que é o LAIS , e a importância desse serviço na inovação e gerenciamento médico em todo Brasil . Vovô me contava uma história muito engraçada . Soldado Totonho tinha 29 anos de PM , desses 28 servindo na mesma cidade , ao completar 29 anos e 11 meses foi promovido a cabo . Orgulhoso desfilava pela cidade com o novo uniforme devidamente normatizado com as insinuando de Cabo e o nome CB TOTONHO . Passsando pela farmácia foi cumprimentado por dona ZEFA , irmã do prefeito e senhora de destaque na sociedade local : “ PARABÉNS TOTONHO ! Agora já é cabo ! “ . Totonho parou , inchou o peito em posição de autoridade e respondeu . “ E EU DRUMO DONA ZEFA “ . Só para descontrair Silva .

SUCUPIRA PERDE – (FOTO): Vacinação em idoso em Assú ao inverso – fora dos padrões

Foto: cedida

Na vacinação do idoso no município de Assú, no Oeste potiguar, ao contrário do padrão nacional, registro em destaque mostra profissionais de saúde dentro do carro, enquanto o cidadão é imunizado do lado de fora, sob a exposição solar.

Vacinação da gripe “ao inverso” no município potiguar que nem Sucupira é capaz de encarar. Em nota, o município repudiou a ação “fora dos padrões”. Confira:

“A Secretaria Municipal de Saúde de Assú e Prefeitura Municipal de Assú repudia ações dessa natureza, jamais orientou qualquer atitude que esteja fora dos padrões e recomendações dos órgãos regulamentadores e lamenta o fato, ao ponto que tomará todas as medidas administrativas para apurar responsabilidades e punir os devidos culpados .

Prefeitura Municipal de Assú”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BMJ disse:

    As pessoas, realmente estão sendo atendidas pelo pessoal da vacinação ao sol, mas, a cobertura de fato deve ser maior, o que é melhor e ao mesmo tempo, trabalha-se com a prevenção, pior do que ser vacinado sob o sol, é não vacinar!!!!

  2. Cap_Mor disse:

    Tá certo. Se fossem omissos estavam todos criticando.

Saúde esclarece vacinação antirrábica em alguns domicílios de Natal

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que há agentes de endemias, do Centro de Controle de Zoonoses, realizando vacinação antirrábica no bairros do Tirol e Pitimbu.

A medida protetiva se dá em virtude da identificação de um morcego positivado para raiva na região. Os profissionais da saúde se apresentam com farda e vacinam os animais em domicílio, além de realizar trabalho educativo com distribuição de panfletos nas residências.

Unimed Natal inicia vacinação de idosos no Shopping Via Direta

Fotos: Divulgação

Nas primeiras duas horas de vacinação contra a gripe Influenza e H1N1, 300 beneficiários da Unimed Natal com mais de 60 anos foram imunizados no sistema de Drive-thru, instalado no estacionamento do Shopping Via Direta . Os beneficiários não precisaram sair de seus carros para a aplicação da vacina.

A iniciativa é uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde que criou um esquema especial para atender os idosos nessa primeira fase da campanha nacional.

O atendimento fora dos veículos foi descartado para evitar aglomeração e impedir a proliferação do coronavírus , apesar da suspensão do funcionamento das lojas do shopping Via Direta. A vacinação, no estacionamento do Centro Clínico do Shopping Via Direta, prossegue até sexta-feira (27), das 8 às 17h. O atendimento é exclusivo para beneficiários da Unimed Natal acima de 60 anos. É preciso levar documento de identificação com foto, cartão de vacina e o cartão do plano de saúde.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sandra disse:

    Porque a PREFEITURA nao coloca mais pontos na zona norte, na area de lazer do panatis, na MOEMA Tinoco, maternidade …