Dia D da campanha de vacinação contra o sarampo acontece em Natal neste sábado

FOTO: ISTOCK

Neste sábado (15) setenta salas de vacinação no município do Natal vão estar disponíveis para o dia D de mobilização da primeira fase da campanha nacional contra o Sarampo. Localizadas nos postos de saúde da cidade, elas vão estar recebendo das 8h às 13h desse sábado, pessoas com idade entre 5 e 19 anos que ainda não tenham tomado a primeira dose da vacina ou que estejam com o cartão vacinal incompleto.

“O objetivo é fazer com que as pessoas adquiram imunidade contra a doença, e para isso convidamos a toda a população interessada a comparecer às unidades de saúde para tomarem a primeira dose da vacina ou darem continuidade ao tratamento já iniciado, levando um documento de identificação e cartão de vacina”, como explica a chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis (NAI), Vaneska Gadelha.

A primeira fase da campanha começou no último dia 10 de fevereiro e se estende até o dia 13 de março com a intenção de imunizar cerca de 12 mil pessoas na capital.

SOBRE O SARAMPO:

Em 2016, o Brasil recebeu o selo emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de “País livre da circulação de sarampo”. Por um ano, nenhum caso foi registrado. Porém, esse quadro mudou e com isso as campanhas do Sarampo são novamente necessárias para que a população não deixe de se vacinar.

O Sarampo é uma doença infectocontagiosa causada pelo vírus Measles morbillivirus e pode ser letal se não tratada adequadamente. Sua transmissão ocorre pelo contato com secreção expelida pelas vias respiratórias dos pacientes que possuem a doença, como espirro ou tosse. Entre os seus sintomas os pacientes podem apresentar febre, tosse e aparecimento de manchas avermelhadas pelo corpo e rosto. A única forma de evitar a doença é pela vacinação, que já se encontra disponível nas unidades de saúde do município.

A única forma de evitar a doença é pela vacinação, que deve ser aplicada em duas doses para pessoas com idade entre 12 meses e 29 anos de idade, sendo a segunda dose aplicada com intervalo de 30 dias. Para a população entre 30 a 49 anos é necessária apenas uma dose da vacina.

Dia D da campanha de vacinação contra sarampo acontece sábado em Natal

Neste sábado (15), acontece o Dia D de mobilização da primeira fase da campanha nacional contra o Sarampo. Cerca de 70 salas de vacinação de Natal estarão disponíveis, das 7h às 13h, para receber e imunizar pessoas com idade entre 5 e 19 anos que ainda não tenham tomado a primeira dose da vacina ou que estejam com o cartão vacinal incompleto. A abertura do Dia D será às 8h, na Unidade Básica de Saúde de Candelária.

A intenção da mobilização é disponibilizar um dia a mais para que a população possa se imunizar contra a doença, e para isso as pessoas com a faixa etária indicada devem comparecer às unidades de saúde do município portando documento de identificação e o cartão de vacina que comprova a sua identidade vacinal.

“O objetivo é fazer com que as pessoas adquiram imunidade contra a doença, e para isso o público alvo deve ir as unidades básicas de saúde para tomarem a primeira dose da vacina ou deem continuidade ao tratamento já iniciado”, como explica a chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis (NAI), Vaneska Gadelha, sobre a política do sistema vacinal do Ministério da Saúde, que estabelece que duas doses da vacina devem ser aplicadas para mulheres e homens com idade entre 12 meses e 29 anos de idade, sendo a segunda dose aplicada com intervalo de 30 dias.

A primeira fase da campanha começou no último dia 10 de fevereiro e se estende até o dia 13 de março e têm a intenção de imunizar cerca de 12 mil pessoas na capital. O Sarampo é uma doença infectocontagiosa causada pelo vírus Measles morbillivirus e pode ser letal se não tratada adequadamente. Sua transmissão ocorre pelo contato com secreção expelida pelas vias respiratórias dos pacientes que possuem a doença, como espirro ou tosse. Entre os seus sintomas os pacientes podem apresentar febre, tosse e aparecimento de manchas avermelhadas pelo corpo e rosto. A única forma de evitar a doença é pela vacinação, que já se encontra disponível nas unidades de saúde do município.

SMS em Natal realiza sábado Dia D de Vacinação contra Sarampo para adultos

A Secretaria Municipal de Saúde realiza neste sábado (30/11), o Dia “D” de Vacinação contra o Sarampo para adultos de 20 a 29 anos de idade. Estarão funcionando 63 Unidades Básicas de Saúde das 7h às 13h,encerrando a campanha que iniciou para esse público na segunda-feira (18/11). Os interessados devem levar o cartão de vacinas e o CPF.

Segundo a chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis (NAI) Vaneska Gadelha, a ideia da campanha visa vacinar contra o sarampo e atualizar o cartão vacinal do adulto.

A ideia do Ministério da Saúde é proteger 13,6 milhões de adultos contra a doença. o Ministério da Saúde informou que há 5.404 casos confirmados de sarampo em território nacional. Mais de 95% estão concentrados em São Paulo, mas 18 estados já registraram infecções pelo vírus.

Este é o segundo momento da campanha que iniciou dia 7 de outubro tendo como público-alvo as crianças com idade entre seis meses e quatro anos e 29 dias

Começa em todo o país a segunda fase da vacinação contra o sarampo

 Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa nesta segunda-feira (18) em todo o país. As pessoas, na faixa etária de 20 a 29 anos de idade, são o alvo desta etapa.

De acordo com o último boletim epidemiológico sobre sarampo do Ministério da Saúde, esta faixa etária é a que mais acumula número de casos da doença. Nos últimos 90 dias de surto ativo, foram confirmados 1.729 casos em pessoas de 20 a 29 anos.

O secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, disse que um dos motivos é que esse público não tomou a vacina em nenhuma fase da vida e, se tomou, não voltou para aplicar a 2ª dose, necessária para a proteção.

Para atingir essa faixa etária, o ministério adotou algumas estratégias. Uma delas é a realização da segunda fase da campanha de vacinação em locais de grande circulação dessas pessoas. A ação será realizada em conjunto pelas três níveis de governo: federal, estadual e municipal.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silva disse:

    Os zumbis bolsominions vão dizer q há um complô global p prejudicar a população através das vacinas e q a terra é plana.

Próxima etapa da vacinação contra o sarampo no RN começa em novembro

Foto ilustrativa: Prefeitura Botucatu/Divulgação

No último sábado (19) os postos de saúde de todo o Rio Grande do Norte realizaram o “Dia D” de vacinação contra o sarampo para as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. Para este público a campanha prossegue até 25 de outubro.

O balanço parcial da campanha nacional contra o sarampo aponta que no RN a cobertura vacinal passou de 61,12% para 85,24% nas crianças menores de 2 anos de idade. De acordo com o Ministério da Saúde, essa faixa etária é utilizada como parâmetro para acompanhar a cobertura vacinal em todo o país.

No mês de novembro, a partir do dia 18, começa a etapa para adultos na faixa etária de 20 a 29 anos de idade, que ainda não atualizaram a caderneta de vacinação. O “Dia D” está marcado para 30 de novembro.

Boletim

O mais recente boletim com os números do sarampo divulgado pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) indicou que foram notificados 82 casos com suspeita de sarampo no Rio Grande do Norte até o dia 12 de outubro. Desse total, permanece o número de quatro casos confirmados, 25 casos foram descartados e 53 estão em investigação.

UTILIDADE PÚBLICA: Natal terá 60 locais de vacinação no Dia D contra o Sarampo neste sábado

Foto: Divulgação

O Dia D de Vacinação contra o Sarampo, marcado para este sábado (19/10) em todo o Brasil, contará com 60 salas de vacinas abertas em Natal. A data é uma mobilização para estimular pessoas a se imunizarem contra a doença, cujos casos vêm crescendo no país nos últimos meses. O dia “D” acontece das 8h às 17h. Os pais e/ou responsáveis devem levar o cartão de vacinação das crianças.

Todas as unidades de saúde de Natal estarão abertas, além das salas de vacinação localizadas na Clínica do Shopping (Midway Mall) e na Clínica Saúde da Família (cruzamento das avenidas Prudente de Morais com a Bernardo Vieira). A abertura do Dia D será realizada na Unidade de Saúde de Nordelândia, no Distrito Sanitário Norte I, localizada na Rua José França da Silva S/N, Loteamento Nordelândia, Lagoa Azul.

A vacina trivalente ainda protege contra caxumba e rubéola. Devem ser vacinados os bebês de seis meses a 1 ano, que tomarão a chamada “dose 0”. As crianças de 1 a 5 anos devem receber duas doses, uma aos 12 meses e outra aos 15 meses. Em caso de aplicação de apenas uma das doses, é preciso se dirigir aos postos para realizar o complemento da segunda. Quem já tomou as duas doses da vacina não precisa se imunizar novamente.

Na segunda etapa, programada para o período entre 18 e 30 de novembro, o foco será em pessoas de 20 a 29 anos.

O sarampo é uma doença viral, altamente transmissível. Os principais sintomas são febre, tosse, coriza, conjuntivite e exantema (manchas avermelhadas pelo corpo). Passa de pessoa para pessoa através de secreções expelidas pelo doente ao tossir, respirar e falar.

Sábado será realizado em todo o país o “Dia D” de vacinação contra o sarampo

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Neste sábado (19), será realizado em todo o país o “Dia D de Vacinação contra o Sarampo”. A data é uma mobilização para estimular pessoas a se imunizarem contra a doença, cujos casos vêm crescendo no país nos últimos meses. Postos de saúde estarão abertos para receber os interessados em se proteger contra o sarampo ou que não tenham tomado todas as doses.

O “Dia D” faz parte da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, lançada no dia 7 de outubro pelo Ministério da Saúde, em parceria com secretarias estaduais e municipais.

A mobilização nacional de amanhã integra a primeira fase da campanha, até 25 de outubro, voltada a crianças com idade entre seis meses e 4 anos. Os bebês de até um ano apresentam coeficiente de incidência da doença de 92,3 a cada 100 mil habitantes, 12 vezes maior do que as demais faixas.

Na segunda etapa, programada para o período entre 18 e 30 de novembro, o foco será em pessoas de 20 a 29 anos. Essa faixa inclui a maioria do número de casos confirmados da doença, com 1.694, embora com coeficiente menor (13,2 casos a cada 100 mil habitantes) devido ao número de brasileiros nessa faixa de idade.

Devem ser vacinados os bebês de seis meses a 1 ano, que tomarão a chamada “dose 0”. As crianças de 1 a 5 anos devem receber duas doses, uma aos 12 meses e outra aos 15 meses. Em caso de aplicação de apenas uma das doses, é preciso se dirigir aos postos para realizar o complemento da segunda.

O objetivo é vacinar 39 milhões de pessoas ao longo da campanha, cerca de 20% dos brasileiros. Foram disponibilizadas neste ano 60,2 milhões de doses da tríplice viral, que imuniza contra sarampo, caxumba e rubéola. Para o próximo ano, o ministério anunciou a aquisição de mais 65,2 milhões de doses. O público-alvo será ampliado, abrangendo também as faixas de 50 a 59 anos.

Casos

Segundo o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde sobre Sarampo, de janeiro até outubro deste ano já haviam sido confirmados 6.640 casos e seis mortes. No período de 7 de julho a 29 de setembro, foram registrados 5.404 casos confirmados, enquanto 22.564 ainda estão em investigação. Outras 7.554 suspeitas foram descartadas. O período concentrou 81% dos casos confirmados neste ano.

Esses episódios ocorreram em 19 unidades da Federação, sendo a quase totalidade em São Paulo, com 5.228 casos (96,74%), em 173 cidades, principalmente na região metropolitana da capital paulista. Em seguida vêm o Paraná (39 casos, em 10 cidades), o Rio de Janeiro (28, em 9 municípios), Minas Gerais (25, em 8 localidades) e Pernambuco (24, em 8 cidades).

Como os registros estão em municípios específicos, quem quiser mais informações deve buscar a Secretaria de Saúde do estado para saber se a sua cidade está entre os locais de ocorrência da doença. Entre as mortes, cinco foram em São Paulo e uma em Pernambuco.

Sarampo

Causado por vírus, o sarampo é uma doença infecciosa grave, que pode levar à morte. A transmissão ocorre por via aérea, ou seja, quando a pessoa infectada tosse, fala ou respira próximo de outras pessoas.

Mesmo quando o paciente não morre, há possibilidade de a infecção ocasionar sequelas irreversíveis. Quando a doença ocorre na infância, o doente pode desenvolver pneumonia, encefalite aguda e otite média aguda, que pode gerar perda auditiva permanente.

Os sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza (nariz escorrendo ou entupido) e mal-estar intenso. Quando o quadro completa de três a cinco dias, podem aparecer manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas.

A prevenção ao sarampo, feita por meio da vacinação, é fundamental, já que não há tratamento para a doença. O tipo de vacina varia conforme a idade da pessoa e a situação epidemiológica da região onde vive, ou seja, é necessário levar em conta a incidência da doença no local. Quando há um surto, por exemplo, a dose aplicada pode ser do tipo dupla viral, que protege contra sarampo e rubéola.

Existem ainda as variedades tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela, mais conhecida como catapora). As vacinas estão disponíveis em unidades públicas e privadas de vacinação. Segundo o Ministério da Saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece doses gratuitamente em mais de 36 mil salas de vacinação, localizadas em postos de saúde de todo o Brasil.

O governo brasileiro recomenda que pessoas na faixa de 12 meses a 29 anos de idade recebam duas doses da vacina. Para a população com idade entre 30 a 49 anos, a indicação é de uma dose.

Recentemente, o Brasil perdeu o certificado de eliminação da doença. Na semana passada, passaram a apresentar semelhante condição quatro países da Europa: o Reino Unido, a Grécia, República Tcheca e Albânia. De acordo com o ministério, no primeiro semestre deste ano, o Cazaquistão, a Geórgia, Rússia e Ucrânia concentraram 78% dos casos registrados na Europa.

Agência Brasil

 

Campanha Antirrábica entra na última semana com novos locais de vacinação nas quatro regiões de Natal; confira

Fotos: Divulgação

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) inicia a última semana da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica – segue até 18 de outubro – com novos locais de vacinação com postos fixos e porta a porta (confira ao final do texto).

Dados do CCZ apontam que até o momento foram imunizados 69.268 animais na capital potiguar, sendo 47.199 cães e 22.069 gatos. O objetivo da Campanha é controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina, o que também evita a sua transmissão para humanos.

O Centro de Controle de Zoonoses também está realizando a vacinação para as pessoas que têm mais de cinco animais e condomínios, bastando ligar para o número 3232-8235 para agendamentos.

A semana de vacinação antirrábica corresponde de 14 a 18 de outubro nos seguintes locais:

DISTRITO SANITÁRIO LESTE:

Bairros de Areia Preta (14 e 15) e Lagoa Seca (16 e 17). Esquema vacinal porta a porta.

DISTRITO SANITÁRIO OESTE:

Bairro de Nazaré. Esquema vacinal porta a porta.

DISTRITO SANITÁRIO NORTE I:

posto fixo na UBS Pajuçara (14 a 17); posto fixo Mix Rações, Avenida dos Caboclinhos, 870, Nova Natal (14 a 16); posto fixo Canário rações, Avenida Mar Mediterrâneo, 872 (de 15 a 17);

Bairro Lagoa Azul, conjuntos Boa Esperança e Nova Natal (Esquema vacinal porta a porta).

DISTRITO SANITÁRIO NORTE II:

Bairro Potengi, conjuntos Santa Catarina e Panatis. Esquema vacinal porta a porta.

DISTRITO SANITÁRIO SUL:

posto fixo na UBS Satélite (de 14 a 18)

Bairros Capim Macio, Ponta Negra, Candelária, Neópolis, Planalto e Lagoa Seca (porta a porta)

Dia “D” da campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos acontece neste sábado; veja lista de postos em Natal e região

Foto: Secretaria de Saúde/Divulgação

Neste sábado (28) o Rio Grande do Norte realiza o “Dia D” da campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos. A estimativa para a campanha 2019 é vacinar 469.591 animais, sendo 337.702 cães e 131.889 gatos. A campanha, que iniciou em 19 de agosto, segue até 18 de outubro.

Na Grande Natal, postos de vacinação estarão funcionando no horário das 8h às 17h. Para os municípios do interior, a população pode obter informações sobre os locais de vacinação que estarão abertos diretamente nas secretarias de saúde de cada cidade.

Em agosto, o Ministério da Saúde comunicou à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) que o número de doses da vacina antirrábica (VARC), solicitadas pelo Programa Estadual de Controle da Raiva, foi reduzido de 800 mil para 500 mil. Em todo o país, o número de estados que receberam a vacina foi reduzido para nove.

As doses enviadas ao RN atenderão apenas 59 municípios prioritários selecionados pela Sesap a partir de critérios orientados pela Coordenação Nacional do Programa de Controle da Raiva do MS, ou seja, municípios com registro de raiva animal nos últimos três anos em ao menos um dos seguintes animais: cão, raposa ou morcego. Outro critério são municípios com percentual de cobertura vacinal canina e/ou felina menor ou igual a 65% na última campanha. Em razão de feriado municipal o município de Mossoró será o único que não irá realizar o dia “D” em 28/09 e sim em 19 de outubro.

Em 2019 o Rio Grande do Norte já registrou casos positivos de raiva em 69 animais, sendo 61 morcegos, 4 raposas, 2 bois, 1 égua e 1 cão.

Lista dos 59 municípios selecionados para campanha de vacinação antirrábica no RN em 2019

Listas de Postos de Vacinação abertos no DIA D (28 de setembro) na Grande Natal:

Natal – Região Norte

Natal – Região Sul

Natal – Região Leste

Natal – Região Oeste

Macaíba

Extremoz

Parnamirim

São Gonçalo do Amarante

Centro de Controle de Zoonoses divulga novos locais para vacinação antirrábica em Natal

Foto: Divulgação

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) divulgou os novos locais que estarão recebendo a imunização da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica, que começou oficialmente no último dia 19 de agosto.

Para conseguir imunizar a maior quantidade de animais possível, o CCZ tem montado, semanalmente, postos fixos em diferentes regiões, além de trabalhos porta a porta em bairros da capital potiguar que têm a maior demanda (confira os locais ao final do texto).

Natal dispõe de 114 mil animais, sendo 79.975 cães e 34.025 a serem vacinados. A meta é que 80% desse total receba uma dose. Somente cães e gatos a partir dos três meses de idade estão aptos para participar da Campanha.

Confira os locais de vacinação desta semana:

DS Norte I

-Sítio Lagoa Azul

-Posto fixo na Unidade de Saúde de Pajuçara

DS Norte II

-Vacinação casa a casa no loteamento Vale Dourado, em Nossa Senhora da Apresentação

DS Leste

-Vacinação casa a casa no bairro Mãe Luíza

DS Oeste

-Casa a casa no bairro de Felipe Camarão

-Posto fixo na R. São Geraldo, 154 (Meg Dog Rações), Quintas

Distrito Sul

Pontos fixos:

-AMPA (Associação dos Moradores de Ponta Negra)

-UBS Jiqui

-UBS do Pitimbu

-Clube de Mães de Nova Descoberta.

UTILIDADE PÚBLICA: Sesap informa vacinação para crianças de seis a onze meses com ‘dose zero’ da tríplice viral, e dá orientações para o cenário atual

Foto: Shutterstock.com

A Secretaria de Estado da Saúde Pública por meio da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica, pertencente à Coordenação de Promoção à Saúde, vem por meio deste reforçar a informação divulgada na terça-feira (20) pelo Ministério da Saúde em seu site oficial, esclarecendo que a partir desta quinta-feira (22), todas as crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo em todo o país, não mais havendo necessidade de comprovação de deslocamento para Estados com casos confirmados.

Essa medida preventiva busca alcançar as crianças, que não receberam a dose extra, chamada de ‘dose zero’, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses. A ação é uma resposta imediata do Ministério da Saúde em decorrência do aumento de casos da doença em alguns estados. Nesta terça-feira (20),o Ministério da Saúde divulgou novo boletim com os casos de sarampo. O Brasil registrou, nos últimos 90 dias, entre 19 de maio a 10 de agosto de 2019, 1.680 casos confirmados de sarampo, em 11 estados: São Paulo (1.662), Rio de Janeiro (6), Pernambuco (4), Bahia (1), Paraná (1), Goiás (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Sergipe (1) e Piauí (1). O coeficiente de incidência da doença foi de 0,80 por 100.000 habitantes.

Informamos aos Municípios do Estado do RN que as doses específicas para esta população alvo ainda serão entregues pelo Ministério da Saúde, mas já iremos começar as atividades utilizando o estoque estadual atual.

Maiores informações quanto ao fornecimento das doses e registro das mesmas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização serão repassadas aos municípios somente após a publicação da nota oficial do Ministério da Saúde. Orientamos ainda que sejam reanalisados os quantitativos de doses solicitadas para a rotina mensal, uma vez que a procura pela vacina tem apresentado tendência de aumento nas últimas semanas.

Destacamos ainda que não está prevista e não recomendamos a realização de intensificação vacinal, muito menos a realização de campanha de vacinação para tríplice viral. No momento atual, a recomendação é a vacinação seletiva, diante da atualização dos cartões vacinais conforme situação vacinal apresentada, com atenção aos grupos prioritários, além da realização do bloqueio vacinal quando identificado caso suspeito (NOTA TÉCNICA Nº06/2019 SUVIGE/CPS/SESAP-RN).

Centro de Controle de Zoonoses de Natal inicia vacinação antirrábica casa a casa e em pontos fixos; veja como agendar para seu cão ou gato

Foto: Daniel Morais

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) iniciou, esta semana, a vacinação antirrábica casa a casa e em pontos fixos para cães e gatos, a partir dos três meses de idade, nas áreas de maior risco de transmissão da enfermidade.

As áreas compreendem os cinco Distritos Sanitários (DS), sendo que no DS Norte I a vacinação porta a porta ocorre na Redinha, Conjunto dos Garis, Raio do Sol, Alto da Torre, Niterói, Conjuntos Floresta e África, Pajuçara, Lagoa Azul, além de um posto fixo na Unidade de Saúde de Pajuçara. Já no DS Norte II, a vacinação acontece no bairro de Nossa Senhora da Apresentação.

No DS Sul, nos bairros de Ponta Negra e Capim Macio a vacinação acontece com pontos fixos no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), na Associação dos Moradores de Ponta Negra e Alagamar (AMPA). A imunização também estará em Neópolis (ponto fixo no Conselho Administrativo do Conjunto Residencial de Neópolis), Jiqui, Pirangi, Candelária, Nova Descoberta (ponto fixo na Unidade de Saúde de Nova Descoberta), Lagoa Nova, Planalto e Pitimbu (com ponto fixo na ONG Amigos do Bem). No DS Leste, a vacinação porta a porta será no bairro de Passo da Pátria e no DS Oeste no bairro de Felipe Camarão.

O Centro de Controle de Zoonoses está realizando a vacinação para as pessoas que têm mais de cinco animais e condomínios, bastando ligar para o número (84) 3232 8007 para agendamentos.

Gripe já matou 99 pessoas no Brasil, sendo quatro no RN; vacinação segue até 31 de maio

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Até 27 de abril, pelo menos 535 pessoas foram hospitalizadas este ano no Brasil por síndrome respiratória aguda grave causada por influenza e 99 morreram em decorrência do quadro.

De acordo com o Ministério da Saúde, do total de óbitos, 90% ocorreram em pessoas que já apresentavam fatores de risco para a gripe, como idosos, pacientes com doença crônica, crianças, gestantes, indígenas e puérperas.

O novo boletim epidemiológico revela que o vírus H1N1 é predominante no país, até o momento, e responsável pela maior parte das mortes por influenza – sozinho, ele responde por 254 casos e 89 óbitos. Foram identificados ainda 54 casos de influenza A (H3N2); 38 de influenza A não subtipado; e 62 casos de influenza B. Outros 127 casos, segundo a pasta, ainda não tiveram o subtipo identificado.

Ainda de acordo com o levantamento, nos primeiros meses de 2019, a circulação de vírus do tipo influenza se deu com maior intensidade e de forma localizada no Amazonas, que registrou 139 casos e 35 óbitos. O estado de São Paulo também se destaca, com 107 casos e 7 óbitos.

Outros estados registraram mortes são: Paraná (11); Pará (7); Espírito Santo (6); Tocantins (5); Rio Grande do Norte (4); Ceará (3); Rondônia (3); Acre (2); Alagoas (2); Sergipe (2); Rio de Janeiro (2); Santa Catarina (2); Mato Grosso do Sul (2); Amapá (1); Bahia (1); Minas Gerais (1); Rio Grande do Sul (1); Mato Grosso do Sul (1), além do Distrito Federal (1).

Campanha

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no dia 10 de abril e segue até 31 de maio em todo o país. Devem receber a dose trabalhadores da saúde; indígenas; idosos; professores; pessoas com doenças crônicas e outras categorias de risco clínico; população privada de liberdade, incluindo jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; e profissionais das forças de segurança e salvamento.

O último balanço da vacinação mostra que, até a última terça-feira (7), 45,3% da população prioritária havia sido imunizada. Entre os grupos, as puérperas registraram maior cobertura vacinal (64,3%), seguido por idosos (52,5%), gestantes (51,2%), crianças (48%) e indígenas (45,1%).

Os grupos que menos se vacinaram foram profissionais das forças de segurança e salvamento (10,9%), população privada de liberdade (11,9%), pessoas com comorbidades (34,3%), funcionários do sistema prisional (35,8%), trabalhadores de saúde (40,3%) e professores (41,2%).

Agência Brasil

 

Dia D de vacinação contra a gripe será neste sábado em todo o país

Foto: Erasmo Salomao/Ministério da Saúde

O Dia D de mobilização contra a gripe ocorre neste sábado (4) em todo o país. A previsão, de acordo com o Ministério da Saúde, é que mais de 41 mil postos de saúde permaneçam abertos em todos os estados ao longo do dia. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no último dia 10 e prossegue até 31 de maio. A meta é imunizar pelo menos 90% de cerca de 59,5 milhões de pessoas.

Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. Por meio de nota, o ministério informou que o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, totalizando cerca de 900 mil pessoas.

Cobertura

De acordo com o Ministério da Saúde, até o dia 30 de abril, 12,2 milhões de pessoas haviam sido imunizadas. O número representa 21% do total de grupos que devem receber a dose. O público com maior cobertura, até o momento, é o de puérperas, com 38,8%, seguido pelas gestantes (33,4%); indígenas (27,6%); crianças (26,4%); idosos (21,5%); trabalhadores de saúde (17,1%) e professores (14,2%).

Agência Brasil

 

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tem início dia 10

Foto: André Brant/Hoje em Dia / André Brant/Hoje em Dia

De 10 de abril a 31 de maio acontece a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, promovida pelo Ministério da Saúde. A data marcada para a mobilização nacional será o sábado dia 4 de maio.

Neste ano nos primeiros dias de campanha (de 10 a 19 de abril) as doses serão direcionadas às crianças, gestantes e puérperas, sendo aproveitado este momento para atualizar a Caderneta de Vacinação conforme a situação vacinal encontrada neste público. Após o dia 19 de abril a campanha continuará para este e para os demais grupos prioritários.

Serão vacinadas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), indivíduos com 60 anos ou mais de idade, os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

A estimativa total é que serão vacinadas mais de 59 milhões de pessoas em todo país, sendo 972.875 só no Estado do Rio Grande do Norte. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

“Em 2018 o Rio Grande do Norte vacinou 93,5% de sua população, e agora em 2019 a Coordenação Estadual de Imunizações está aumentando os esforços para em parceria com as Regionais de Saúde e Secretarias Municipais de Saúde vacinar o máximo possível de pessoas pertencentes aos grupos prioritários a receber a vacina e com isso reduzir as internações, complicações e óbitos causados por influenza”, explica a coordenadora de Imunizações da Sesap, Katiúcia Roseli.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

UTILIDADE PÚBLICA: SMS oferece agendamento eletrônico para vacinação antirrábica em Natal

Como forma de ampliar a cobertura vacinal antirrábica em Natal, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses, está disponibilizando o agendamento eletrônico para atendimento a condomínios e pessoas que criem mais de cinco animais. O contato pode ser feito pelo link http://bit.ly/2MlUwM7.

Até o momento, o Centro de Controle de Zoonoses já imunizou 35.660 animais durante a Campanha de Vacinação Antirrábica 2018 em Natal. Desse total, 23.697 são cachorros e 11.963 gatos. O Distrito Sanitário Norte I (DS Norte II) foi o que aplicou a maior quantidade de doses (9.157), seguido por: DS Norte I (9.030); DS Oeste (7.091); DS Sul (6.589); e DS Leste (3.793).

A vacinação segue sendo feita porta a porta por agentes de combate às endemias nas áreas de risco, com agendamentos de condomínios e pessoas que criem a partir de cinco animais. Os agendamentos também podem ser feitos pelos Distritos Sanitários, ligando para os números, Norte I (3232-8181); Norte II (3232-3871); Sul (3232-8007); Oeste (3232-8304); e, Leste (3232-8235). Através desses contatos, a população também pode buscar informações de postos itinerantes que estão sendo montados todas as semanas em pontos estratégicos da cidade.

O Dia D da Campanha de Vacinação Antirrábica acontece em 29 de setembro. A expectativa é que 130.838 animais (91.168 cães e 39.670 gatos) sejam vacinados durante toda a campanha, que segue até 05 de outubro.