Servidores da saúde de Natal entram na greve unificada

DSC01102Os servidores da saúde de Natal e os municipalizados entram em greve nesta segunda-feira (16). A decisão foi tomada em assembleia geral, na última terça-feira (10), no Sindsaúde, motivada pelo congelamento dos salários e pela quebra de isonomia no SUS, com a criação da carreira dos médicos.

Com a decisão, já são quatro sindicatos que fazem parte da greve unificada em Natal: Sindsaúde, Sinsenat, Sindas e Sindicato dos Enfermeiros. Os odontólogos e os guardas municipais estão em estado de greve, participando das atividades e manifestações unificadas.

Nesta terça-feira (17), os sindicatos farão uma vigília durante todo o dia na Câmara Municipal, exigindo que os vereadores se posicionem diante do Projeto de Lei a ser enviado pela Prefeitura, garantindo reajuste aos médicos. Natal é uma das poucas cidades que preserva a isonomia, ou seja, onde o salário-base dos médicos é igual ao dos demais profissionais de nível superior. O acordo com a Secretaria Municipal de Saúde prevê a incorporação de gratificações e reajuste anual aos médicos.

O Sindsaúde cobra ainda que a Prefeitura cumpra o compromisso assumido em junho, enviando o Projeto de Lei que garante as 30 horas da Enfermagem sem perdas, e implante as mudanças de nível vencidas desde 2012, entre outros pontos específicos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO disse:

    O desemprego cresce a cada dia. O Fundo de Participação dos Municípios que da suporte ao pagamento dos servidores despenca todos os meses. A possibilidade de atraso no pagamento dos salarios é uma ameaça qye pode se tornar realidade. Nao seria a hora de uma trégua entre servidores de qualquer esfera de governo e o seu orgao empregaticio???

    • IB disse:

      Se os orgão não dão trégua nas mentiras, nas perseguições, nas promessas não cumpridas, nos atrasos de cumprimento dos Planos de Cargos e Salarios, nas contratações de apadrinhados políticos etc, pq que os servidores concursados devem dar trégua a eles?

COMENTE AQUI