Saúde

CORONAVÍRUS: 94,9% dos casos confirmados em Natal estão recuperados, informa monitoramento do município

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS-Natal) divulgou mais um balanço dos números dos casos da Covid-19 na capital.  Segundo o monitoramento realizado pelo Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), e divulgado no 20º boletim epidemiológico, publicado no último dia 2 de setembro, 94,9% dos casos confirmados com Covid-19 em Natal estão recuperados, 1,3% estão em isolamento domiciliar, 0,2% estão hospitalizados e 3,6% faleceram.

Opinião dos leitores

  1. Cada um faça a sua parte.
    Bolsonaro falou para isolar idosos, mas muitos estão saindo às ruas, indo almoçar na casa de "amigos" (para quê isso?)
    Em Mossoró, na praça de convivência, a maioria sem máscara.

  2. Falta uma campanha de conscientização sobre os cuidados com o COVID.
    Quase tudo se resumiu ao isolamento, máscara e lavar as mãos.
    Além da excessiva exposição dos números de mortos sem mostrar os recuperados.
    A cada alternativa que surgia para combater o vírus, barreiras eram criadas.
    A cada opção que levasse a resistência contra o vírus era difamada pelos fabricantes do caos.
    Toda e qualquer opinião contra o vírus, logo era tratada como irresponsável, tudo que valia eram os mortos e toda desinformação que foi construída sobre o assunto.
    O que temos na realidade, em números incontestáveis, são os estados que se colocaram contra a ivermectina e o uso precoce da cloroquina, como responsáveis por 70% do total de mortos pelo covid. Isso foi opção de cada governador e prefeito, pois assim decidiu o STF, sendo esses números, decisões e resultados de conhecimento público.
    A quem não admite a realidade que construa suas versões, mas os fatos estão publicados em diferentes sites, jornais, blogs, assim como as versões, facilmente derrubadas frente a verdade.

  3. As sequelas do Covid podem perdurar por meses, falo com propriedade, e quem pensa que essa doença acabou está redondamente enganado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *