Alvará de soltura é concedido para advogada acusada de assassinar marido em Pau dos Ferros

A defesa da advogada Cleidmar de Oliveira Dantas – acusada de ter matado o marido, também advogados, com cinco tiros em dezembro de 2013, em Pau dos Ferros, conseguiu nesta terça-feira (28) o alvará de soltura, mediante algumas condições.

Para a defesa, está confirmado no processo que a acusada teve um “surto psicótico” em decorrência de um estresse emocional causado por supostas traições do marido. Cleidmar de Oliveira Dantas estava presa desde o dia do crime.

Para que a acusada siga em liberdade, o pleno do TJ destacou algumas condições. Ela terá que comparar mensalmente em juízo, não poderá se ausentar da comarca e, por fim, terá que apresentar a cada dois meses um laudo psicológico e psiquiátrico de acompanhamento.