Conselho de Ética instaura processo contra deputado do PSOL que chamou Moro de “juiz ladrão”

 Foto: Jorge William / Agência O Globo

O Conselho de Ética da Câmara deverá instaurar na quarta-feira processo do PSL contra o deputado do PSOL Glauber Braga, que chamou Sergio Moro de “juiz ladrão” quando o hoje ministro da Justiça esteve na Casa para tratar do episódio das mensagens roubadas.

“O representado escolheu fugir do debate, quebrando suas regras e invadindo o domínio da pura violência moral, em fase da qual não há respostas racionais, mas a simples escolha entre o silêncio e a contraofensiva”, diz trecho da representação.

Veja a íntegra AQUI.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jurandir sena Rodrigues disse:

    …toda punição, é pouca!!!. Bandido!.

  2. Pedro disse:

    Gilvan Rodrigues da Silva, deixa de ser cego e burro, tudo na vida tem limites, o de vcs está passando do razoável, um dia EU votei no PT, hoje, meus olhos, consciência e inteligencia, não me permitem mais essa ignorância de ato. De certo que Moro, condenou o Santo Lula, depois, três desembargadores, não só confirmaram a sentença, como ampliaram a pena.
    O que o leitor Fernando cita, e a pura verdade, que está processo, as palavras e condições de uma penca de ex- amigos, inclusive Palocci de nada valem? Burrice mata.

  3. Ivan disse:

    Os que desviaram bilhões são inocentes…O ladrão é Moro…çey

  4. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Quando um juiz e futebol marca um penalty sem ser, a torcida chama esse juiz de JUIZ la…. LADRÃO.
    Do mesmo jeito um torcedor poderia dizer quando um Juiz no poder judiciário decretasse uma sentença sem que nos processos tivesse a prova técnica exigida por qualquer processo legal.
    Acho que essa situação levantada por Glauber Braga procede sim.

    • Fernando disse:

      Quer dizer que os ratos condenados por moro, quase todos ladrões confessos, inclusive devolveram em torno de 40 bilhões de reais aos cofres públicos, de um montante de 1 trilhão de reais roubados, desviados e de propina são inocentes? E o juiz foi quem levantou um falso grande, montou provas, e arrebatou essa fortuna recuperada das mãos desses inofensivos cidadãos de boa índole? Ah tá, não precisa dizer mais nada.