Judiciário

Participante eliminado de reality show por erro da Record será indenizado em R$ 150 mil

Foto: Reprodução

Cabe indenização por perda de uma chance na hipótese em que participante de reality show é eliminado da competição por erro dos organizadores.

O entendimento é da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça ao manter decisão que condenou os organizadores do programa Amazônia – reality show, exibido pela TV Record em 2012, a pagar R$ 125 mil de indenização pela perda de uma chance a um participante. Além disso, ele receberá também R$ 25 mil de danos morais pelas repercussões negativas do episódio em sua vida pessoal.

Na ação, o participante afirmou que foi excluído por um erro de contagem de pontos na semifinal da competição. Ao condenar os organizadores, o Tribunal de Justiça de São Paulo considerou ser inadmissível a eliminação do participante sem nenhuma justificativa plausível, ao arrepio das próprias regras determinadas para a competição.

Leia matéria completa no Justiça Potiguar clicando aqui.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

BELA MENSAGEM: Eliminado, Balotelli declara torcida pela seleção brasileira na Copa

622_184f4c15-df00-312d-b8cc-7983076e033aEliminado com a seleção da Itália, Mario Balotelli vai seguir na Copa do Mundo. Ao menos na torcida. Nesta quarta-feira, um dia após a derrota para o Uruguai, o atacante usou as redes sociais para deixar mensagem aos brasileiros e declarar seu apoio à seleção de Luiz Felipe Scolari.

“Valeu Brasil! A Copa não foi ótima para mim, mas estar com você foi 10. Os brasileiros estõa no meu coração e deixam saudades… Agora mostrem que são o país do futebol e sejam os reis dessa festa! Vai seleção! Mario”, escreveu o italiano, em sua conta no Instagram.

Untitled-1Horas antes, Balotelli também usou sua conta na rede social para rebater as críticas italianas, publicando um longo desabafo contra as ofensas racistas que teria sofrido por defender a Itália. O texto veio como resposta a um vídeo de um torcedor, que pedia para o atacante não jogar mais pela seleção.

“Mario, você não é um italiano de verdade. Retire-se!”, afirmou o torcedor no vídeo. Indignado com a chuva de críticas após a atuação apática na derrota da Itália para o Uruguai, que eliminou a equipe da competição, o atacante se defendeu e insinuou que grande parte das provocações surgiram por conta de sua origem ganesa – Balotelli nasceu e cresceu na Itália, adotado por pais italianos, mas é filho biológico de imigrantes ganeses.

“Sou Mario Balotelli, tenho 23 anos, e não escolhi ser italiano. Mas queria jogar aqui porque nasci e sempre vivi na Itália. Quis muito ir para a Copa do Mundo e me sinto triste, decepcionado comigo mesmo. Se eu tivesse marcado aquele gol contra a Costa Rica, qual seria o problema da vez? A culpa não é só minha. Dei tudo pela seleção e nem fiz nada de errado do ponto de vista do meu caráter. Estou com a consciência limpa e pronto para seguir em frente ainda mais forte, de cabeça erguida. Orgulhoso de ter dado tudo pelo país. Ou, talvez, como você diz, eu não seja italiano. Afinal, os africanos jamais tratariam um irmão assim. Nós negros, como você nos chama, estamos anos-luz na frente. Vergonha não é perder um gol ou sofrer algum. Vergonha são coisas como este vídeo. Italiano de verdade! Dá para acreditar?”, publicou.

ESPN

Opinião dos leitores

  1. Balotelli pode não ter jogado bem na copa, mas bateu um bolão com esse texto.
    Imagino como esse rapaz não deve sofrer com preconceito pela sua origem e cor.
    Valeu Super Mario!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *