Geral

‘WAGUINHOV’: Influencer potiguar com mais de 2 milhões de seguidores tem moto furtada na frente da própria casa

Fotos: Reprodução/Instagram

O influencer potiguar Wagner Victor, natural de Caicó-RN, relatou por meio de suas redes sociais, o furto de sua moto na noite dessa terça-feira (14). O veículo, de cor vermelha e placa QFH 0923, estava estacionado em frente a casa da vítima às 20 horas. Com conta em seu stories, a vítima só se deu conta do desaparecimento ao voltar da academia por volta das 20h50.

“Nem gosto de aparecer assim porque gosto de trazer conteúdo de alegria, mas como sempre compartilho tudo aqui, estou avisando porque caso eu suma um pouco pra colocar a cabeça no lugar aí vocês já sabem o motivo”, escreveu em seu instagram.

Wagner conta com mais de dois milhões de seguidores, compartilha conteúdo de comédia em suas redes sociais.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Em caso que ganhou repercussão nacional, instrutor no RJ afirma ter comprado bike na web sem saber que era furtada; polícia investiga

Foto: Reprodução/ TV Globo

O instrutor de surfe Matheus Ribeiro diz que não sabia que a bicicleta elétrica comprada por ele e pela namorada havia sido roubado anteriormente (assista ao vídeo acima). Ele Maria Faes compraram o objeto de um vendedor de um site que anuncia produtos usados.

“A gente está lutando por uma inocência em um caso, e a gente vai ter que provar nossa inocência em outro. Mas a gente está disposto a falar tudo que for necessário, a provar tudo que for necessário, que a gente não comprou essa bicicleta com más intenções ou sabendo que ela era roubada”, disse Matheus.

Na semana passada, ele estava em frente ao Shopping Leblon, na Zona Sul do Rio, quando foi parado por um casal branco, Mariana Spinelli e Tomás Oliveira, que o acusou de roubar a bicicleta elétrica deles. Matheus, que é negro, gravou os momentos finais da abordagem e procurou a polícia, denunciando o crime como racismo. Um vídeo de câmera de segurança das imediações do local mostrou que o objeto do casal foi levado por um jovem branco, conhecido como “Lorão” (leia mais ao fim da reportagem).

Agora a polícia descobriu que a bicicleta comprada por Matheus foi anunciada no site de vendas após ter sido roubada. E Matheus passou a ser investigado por receptação de bicicleta furtada. A Polícia Civil do RJ afirma que a bike foi levada do dono original em fevereiro deste ano em Ipanema, na Zona Sul.

Matheus foi informado pela polícia de que a bicicleta elétrica dele tinha sido objeto de furto neste sábado (19).

“A gente primeiramente recebeu de surpresa, né?! Pois a pessoa de quem a gente comprou, até o momento, sentíamos uma certa confiança, já que vendia várias bicicletas. E quando eu questionava sobre a nota, ele me dizia que iria me dar porque o primeiro dono estava viajando. Então, a gente não tinha desconfiança nenhuma de que esta bicicleta pudesse ser roubada. Se não, logicamente não teríamos comprado”, disse Matheus.

Um modelo novo da bicicleta custa, aproximadamente, R$ 8 mil. A usada foi comprada por R$ 3,6 mil. Matheus disse que não desconfiou do preço por se tratar de um site de produtos usados.

“Por ser uma bicicleta usada, a gente especificou que estivesse próximo à metade do valor de uma bicicleta nova”, contou Matheus.

Nota fiscal e chave falsa

A polícia informou que o homem que vendeu a bicicleta já prestou depoimento e está sendo investigado por receptação. E que Matheus também será investigado pelo mesmo crime.

O instrutor de surfe e a namorada afirmam que cobraram a nota fiscal do vendedor. “A gente acabava sempre cobrando a nota fiscal para ele. Depois, ele disse: ‘Ah, o cara ainda está viajando. Não tenho contato com o primeiro dono ainda. Ele está viajando, e esse foi o desfecho”, afirmou Matheus.

O casal contou que não estranhou o fato de que a chave para ligar a bicicleta era diferente de uma original. Eles acreditaram que o dono poderia ter perdido a original e feito uma cópia.

“Como a gente nunca teve uma bicicleta elétrica, a gente não reparou que a chave poderia ser diferente”, disse Maria Faes, namorada de Matheus.

A bicicleta que estava com Matheus foi apreendida e devolvida ao dono. Os investigadores estão tentando identificar o autor do furto em Ipanema em fevereiro.

O que dizem os outros envolvidos

A defesa de Tomás Oliveira e Mariana Spinelli afirma que eles não acusaram Matheus de ter furtado a bicicleta e que eles apenas conversaram com Matheus, já que a bicicleta de Mariana havia sido furtada naquele mesmo local minutos antes e era idêntica a dele. A defesa do casal afirma que lamenta profundamente o mal-entendido.

Dias depois, a bicicleta do casal foi encontrada e o autor do crime foi preso: Igor Martins Pinheiro, um homem branco, morador da Zona Sul e que continua preso. Ele tem 27 passagens pela polícia, sendo 14 delas por furto de bicicleta. Um vídeo mostra o homem chegando em casa com a bicicleta.

G1

Opinião dos leitores

  1. O cara comprou uma bicicleta elétrica sem nota e depois quer ter razão, ai ontem a Globo vem dizer que foi acusado por causa de racismo, branco, amarelo, cinza vc acha que a dona de verdade iria acha o que vendo uma pessoa em cima do seu pertence.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *