"Primeiro dia. Não fui roubado e meus órgãos internos não foram retirados", diz ex-jogador Alexi Lalas na chegada ao RJ

BpNh7LyCAAATwVuO ex-jogador americano Alexi Lalas teve uma manhã agitada em suas primeiras horas no Brasil. Lalas chegou ao Rio pouco antes das 8h da manhã e logo saudou seus seguidores no twitter. Depois da primeira postagem, tudo foi novidade para o ex-zagueiro, que enfrentou o Brasil na Copa do Mundo de 1994.

— Primeiro dia. Não fui roubado e meus órgão internos não foram retirados… – postou Lalas.

Em seguida, comentários sobre o trânsito carioca e elogios ao procedimento de desembarque e saída do Aeroporto Internacional do Galeão.

— O aeroporto do Rio foi mais rápido e fácil na comparação com qualquer aeroporto dos EUA. Aterrizamos, passamos pela alfândega e pegamos nossas bagagens em 32 minutos – exaltou Lalas. — O trânsito no Rio é igual ao americano. Pensei que seria mais bonito, com ritmo e uma forma mais criativa de trânsito. Mas não é.

Ainda por meio de seu perfil pelo Twitter, Lalas comentou sobre sua caminhada na orla carioca e brincou com o fato de ter feito tantas postagens em pouco tempo:

— Desculpe por tantos tweets. A Copa do Mundo me deixou animado. A Copa do Mundo no Brasil me deixou ainda mais animado — concluiu.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João MS disse:

    BG,

    Essa manipulação da informação para depreciar o Brasil é típico da Globo e dos globomanipulados, pois, a verdade é outra:

    Do UOL Esportes

    Americano elogia RJ e brinca: “meus órgãos ainda não foram roubados”
    UOL Esporte

    03/06/2014 14:01

    Compartilhe9125
    Imprimir Comunicar erro

    Day 1 in Rio. I haven't been robbed and my internal organs haven't been harvested. The day is young. #WorldCup pic.twitter.com/98dyTCzPnV

    — Alexi Lalas (@AlexiLalas) June 3, 2014

    O ex-jogador norte-americano Alexi Lalas chegou ao Brasil para acompanhar a Copa do Mundo e fez elogios ao Rio de Janeiro após o primeiro dia na cidade e gostou do que viu. Em sua conta no Twitter, Lalas falou bem do aeroporto e ainda brincou com a imagem de violência que ficou ligada ao Brasil nos últimos anos. “Dia 1 no Rio. Eu não fui roubado e meus órgãos não foram arrancados”, disse o ex-jogador. Para Lalas, o serviço de desembarque no aeroporto do Rio de Janeiro foi muito bom. “O aeroporto do Rio foi mais rápido e fácil do que qualquer um nos Estados Unidos. Nós pousamos, passamos pela alfândega e pegamos nossas bagagens em 32 minutos”, escreveu Lalas.

  2. Luciano disse:

    A ironia atinge apenas a inteligência. Inútil desperdiçá-la com os que estão longe do seu alcance. Contra estes ainda não se conseguiu inventar nenhuma arma. A burrice é invencível." Mario Quintana

    Valeu Lalas!

  3. Izaura da Cruz disse:

    Tire o "IMBECIL" do título da postagem, cadê seu senso de humor! O gringo é um gozador e tá surpreso porque lá fora as informações passada para ele são essas, Tente achar na 'Cidade Maravilhosa' alguma família cujos entes não tenham sido assaltados.
    Magoou, BG??? Vai pescar que passa!

  4. Fernando Silva disse:

    Isso se chama Ironia, que nada mais é do que um recurso linguístico que visa justamente isso: zombar do leitor e causar nele uma reação que, no caso concreto, foi a de chamá-lo de imbecil. kkkk

  5. Rosberg disse:

    Imbecil?!? Acho que não, na minha visão o mesmo esta sendo irônico, pois existiram ao longo destes anos que antecederam a copa vários documentários e reportagens denegrindo a imagem do nosso Brasil, pode-se perceber que o mesmo esta elogiando o Brasil nas postagens posteriores.

  6. Luiz Eduardo disse:

    Imbecil? Imbecilidade é não querer enxergar a realidade na qual vivemos. O brasileiro é muito sensível quando falam sobre a realidade do país em que vivemos, principalmente quando quem fala é de fora. O Brasil precisa de patriotas realistas e que busquem melhorar o país como um todo, em todas as camadas sociais. A impressão que se dá deste país é que parecemos viver num "midway mall", ou seja, a realidade do primeiro andar (camada desfavorecida) é totalmente diferente do terceiro (camada rica), e nem tente pegar o elevador do primeiro para o terceiro, pois não será bem quisto. O Brasileiro ainda não percebeu que somos, de modo geral, mal educados e até mesmo oportunistas, pois bastam nos oferecer um "carguinho comissionado" em alguma secretaria para defendermos a copa com unhas e dentes.
    As pessoas que hoje falam para sermos educados e torcermos para um brasil de chuteiras, são as mesmas pessoas do terceiro andar do midway, isto é, nunca precisaram andar de ônibus ou enfrentar uma fila de hospital público. Eu amo o meu Brasil, mas ACORDA, CARAMBA!!! Enfim, o Brasil precisa ser criticado para enxergar a imbecilidade em que estamos, pois até mesmo o direito constitucional de liberdade de expressão foi tolhido.

  7. Natã disse:

    Fica pra morar!!!!!!!!!!!