Família tenta extradição de lutador potiguar condenado pela morte do filho de dois meses nos EUA, destaca reportagem

Foto: Cedida pela família/via G1-RN

É destaque no portal G1-RN. A família de um lutador de jiu jitsu brasileiro, de 34 anos, condenado e preso pela Justiça dos Estados Unidos, tenta extraditá-lo para o Brasil. Sanderson Dantas, que é de Natal, mas estava morando na Califórnia, foi acusado pela morte do seu filho mais novo, Dax, que tinha apenas dois meses de idade. Ele está detido desde o ano passado e, apesar de já ter sido julgado, nega o crime.

O pedido da família foi entregue à Defensoria Pública da União (DPU) em Natal. De acordo com o chefe do órgão, o defensor Wagner Ramos, o caso foi enviado para o Itamaraty e repassado para o consulado brasileiro em Los Angeles, que deverá estudar a situação e pedir, ou não, a extradição. “Eles deverão tentar uma negociação. Nos Estados Unidos, cada estado tem uma legislação diferente, o que dificulta o processo”, afirmou.

Confira detalhes em reportagem na íntegra aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joca disse:

    Tem que ficar por lá mesmo tem muito bandido já por aqui.

  2. Fernando disse:

    Se matou mesmo tem que pagar por lá, pois aqui é muita moleza!!
    Pegar uma perpetuazinha para virar homem!!

    • Dias disse:

      Incrível como julgamos o outro baseado em nada de informação! Uma pena…

    • João disse:

      Dias, o Fernando não o julgou. Veja que ele usou o “se” ainda de emitir a opinião.