Recolhimento em Natal de veículos abandonados e em cometimento de infrações de trânsito começa em 1º de abril, informa STTU; veja taxas de remoção e estadia

A partir do dia 1º de abril a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), iniciará o recolhimento dos veículos abandonados e os que estiverem cometendo infrações de trânsito onde caiba essa medida administrativa.

De acordo com o órgão, os veículos removidos serão levados para um pátio de apreensões, administrado por uma empresa privada contratada pela STTU, e só sairão de lá após o pagamento das taxas do pátio, débitos vencidos cadastrados no sistema do DETRAN e regularização de todas as pendências identificadas no ato da apreensão.

A medida é embasada no Código de Trânsito Brasileiro, na Lei Municipal nº 6.443/2014 e Decreto Municipal nº 11.601/2018, que estão disponíveis no site da STTU.

TAXAS DE REMOÇÃO E ESTADIA

Os proprietários dos veículos guinchados arcarão com os custos do serviço, onde serão cobradas a taxa pelo serviço de guinho e pela estadia no pátio de apreensões. O acionamento do guinho para recolhimento de motocicleta, ciclomotor, motoneta ou quadriciclo será de R$ 97,00. Já os veículos com peso bruto total de 3.500 quilos pagarão R$ 139,00 e os que passarem desse peso pagarão R$ 179,00.

A diária de permanência no pátio também varia de acordo com o tipo de veículo. As motocicletas, ciclomotores, motonetas ou quadriciclos pagarão R$ 20,00/dia. Já os veículos com peso bruto total de 3.500 quilos pagarão R$ 41,00/dia e os que passarem desse peso pagarão R$ 59,00/dia.

Para remover o veículo do pátio, o motorista terá que ir a STTU solicitar o atestado de liberação do veículo. O órgão recomenda que o motorista, antes de ir a STTU, consulte a regularidade do veículo junto ao sistema do DETRAN, tendo em vista que o veículo só será liberado se estiver sem débitos vencidos. Após obter o atestado de liberação, o motorista deverá ir ao pátio de apreensões obter os boletos das taxas de remoção e estadia e, após o pagamento, o veículo pode ser retirado do pátio.

O pátio de apreensões fica localizado na Av. Industrial João Francisco da Mota (KM-06), nº 3803, Bom Pastor, e funcionará das 08h às 12h e das 13h às 17h de segunda a sexta-feira. Já o atendimento da STTU para obter o atestado de liberação do veículo fica na Rua Almino Afonso, nº 44, Ribeira, e funciona das 08h às 14h de segunda a sexta-feira.

Em caso de dúvidas os motoristas podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Naldin disse:

    Que bom!, vai acabar com a zona nas imediações das escolas particulares. Será?! duvido muito, mais uma indústria de multas.

  2. Kleiton disse:

    Av Xavanes, próximo dos dois mercados e à lotérica, precisa de atenção URGENTE da STTU, pois os motoristas folgados estacionam em plena avenida, obstruindo o tráfego da avenida, que já é caótica e esburacada.

Remoção em Natal de veículos abandonados será iniciada pela STTU

A medida é necessária para combater os veículos abandonados e os motoristas que insistem em estacionar de forma incorreta: na frente de garagens, nas vagas especiais para idosos e deficientes, nas calçadas, em canteiro central, entre outras situações, que inclusive, colocam em risco a vida das pessoas. A decisão atende a Lei Municipal 6.443/2014 regulamentada pelo Decreto 11.601/2018 que rege a remoção de veículos abandonados nas vias municipais.

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), somente as ações educacionais como “Multa Moral” e a punitiva com a aplicação da penalidade de multa não estão resolvendo o problema. Pois, o veículo permanece no local, gerando transtorno e prejuízo as pessoas que precisam circular e ter o seu direito e ir e vir garantido. Daí, a intensificação da fiscalização com o uso de reboque, apreensão e guarda do veículo em estrutura de pátio.

Agora, a perspectiva do órgão com o endurecimento da fiscalização, o uso do guincho e a remoção do veículo até o pátio de apreensão é que essas infrações sejam reduzidas. Pois, além das multas previstas, os veículos serão removidos e seus proprietários terão que arcar com outros custos gerados com o acionamento do guincho e diárias pela guarda dos veículos no pátio de apreensão.

O QUE DIZ O CTB

O art.181 do Código de Trânsito Brasileiro, em seus vinte incisos, prevê a remoção (reboque) do veículo nos casos das infrações cometidas pelo condutor do veículo, enquadradas no citado artigo da lei.

Todos os detalhes sobre os custos desta operação serão divulgados em uma campanha de esclarecimento que o órgão realizará nos próximos 30 dias por meio do Departamento de Educação de Trânsito com os condutores de veículos, nas redes sociais, na imprensa e com os condutores de veículos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Iraneide disse:

    O telefone para denunciar da STTU é 32321003

  2. Henrique Câmara disse:

    Os carros que param nas vagas destinadas ao embarque e desembarque do transporte escolar, as quais sao regulamentadas em lei, também deveriam ser guinchados.

  3. Claudia disse:

    Onde denunciar tem um abandonado na frente do meu prédio é de um morador ele nO usa e o carro tá lá cheio de mato e diz que não tira

  4. SouzA disse:

    Na rua Jaguarari, quase esquina com a Mor Gouveia, em frente a uma "carne assada", alguém fez uma rampinha, ao longo do meio fio, para que os carros estacionem na estreita calçada, fazendo os pedestres, muitos alunos, se desviarem dos carros que obstruem a passagem, obrigando-os a se arriscarem no meio da rua. Um perigo. Nem multados são. Essa rampa tem que ser retirada.

  5. carlos diniz disse:

    tem um ford ka preto parado há mais de 1 ano na rua nossa senhora de fátima na vila de ponta negra.
    tem mais 3 carros abandonados na av da lagosta também na vila, na altura do cruzamento com a rua afonso magalhães.
    é um absurdo carros estacionados eternamente com a ferrugem comendo e atrapalhando o transito em avenidas PRINCIPAIS.

  6. Paulo disse:

    BG.
    Tem um "colecionador" de chefes velhos nas quintas que já passou dos limites, será saúde a STTU vai dar uma passadinha por lá. Será precisa levar uma carreta cegoncegonha pra remover a sucataria do meio das calçadas e Rua.

  7. Brasil é verde e amarelo disse:

    A STTU tem que acabar com a cultura do natalense de privatizar a frente da sua casa com cones ,correntes etc ….no alecrim por exemplo é impossível estacionar ,os comerciantes ( burros) se acham donos do espaço público,quando nos escapamos do marginais flanelinhas,caímos nos donos da rua que são os comerciantes

  8. LULADRÃO disse:

    Na rua ao lado da empresa Mármore em Candelária tem um veículo queimado há um bom tempo.